P. 1
A arte da Pré-História

A arte da Pré-História

2.0

|Views: 7.461|Likes:

More info:

Published by: Eduardo Pereira de Azevedo on Apr 05, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPS, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/03/2015

pdf

text

original

A arte da Pré-História

O ser humano sempre procurou representar, por meio de imagens, a realidade em que vive - pessoas, animais, objetos e elementos da natureza, etc. - e os seres que imagina - divindades, por exemplo. As artes visuais desenho, pintura, grafite, escultura, etc. -, a literatura, a música, a dança e o teatro são formas de expressão que constituem a arte. Nesta apresentação, você conhecerá a evolução das artes visuais através dos tempos e verá que a expressão artística não está isolada das demais atividades humanas: ela está profundamente integrada à cultura dos povos.

A representação do mundo
Observe estas figuras. Elas nem sempre são uma cópia fiel da realidade. Sabe por quê? É que seus autores representaram o mundo da maneira que o viam e usaram a imaginação para idealizar os seres e as coisas.

A representação do mundo
Além disso, eles talvez quisessem expressar, para o observador, alguma idéia ou sentimento especial. Compreender tudo isso é importante para entender a história da arte e para apreciar e valorizar a nossa criação artística e a de outros povos.

Vôo das andorinhas (1913), Futurismo - de Giacomo Baila. Dimensões: 50,8 cm x 76,2 cm. Museu de Arte Moderna, Nova York.

Interessante o trabalho dos artistas do projeto ³6emeia´, com artes feitas na rua, em alguns pontos turísticos de São Paulo.

Cubismo ± papel colado ± Picasso.

Paranoiac visage ± Surrealismo de Salvador Dali.

Arte Abstrata ± composição 7 de . Wassily Kandinsky.

As primeiras expressões artísticas
As mais antigas figuras feitas pelo ser humano foram desenhadas em paredes de rocha, sobretudo em cavernas. Esse tipo de arte é chamado de rupestre, do latim rupes, rocha. Já foram encontradas imagens rupestres em muitos locais, mas as mais estudadas são as das cavernas de Lascaux e Chauvet, França, de AItamira, Espanha, de Tassili, na região do Saara, África, e as do município de São Raimundo Nonato, no Piauí, Brasil.

As primeiras expressões artísticas
Dentre as pinturas rupestres destacam-se as chamadas mãos em negativo e os desenhos e pinturas de animais. As mãos em negativo são um dos primeiros registros deixados pelos nossos ancestrais que viveram por volta de 30 mil anos atrás, no período da Pré-História chamado Paleolítico. Elas impressionam e despertam curiosidade, mas os pesquisadores já revelaram muitos detalhes sobre a técnica usada para criá-Ias.

Para representar suas mãos nas paredes das cavernas,o artista pré-histórico produzia um pó colorido por meio da trituração de rochas. Depois, com o auxílio de um canudo, soprava esse pó sobre a mão encostada na parede. A área em volta da mão ficava colorida; a parte coberta pela mão, não. Assim, ele criava uma silhueta da mão, como num filme em negativo.

Pintura rupestre no Parque da Serra da Capivara - Piauí - Brasil.

As primeiras expressões artísticas
Nos desenhos e pinturas de animais, chama nossa atenção o naturalismo: o artista pintava o animal do modo como o via, reproduzindo a natureza tal qual seus olhos a captavam. Observando essas pinturas, nota-se a presença de animais de grande porte: alguns talvez temidos, mas que eram caçados pelo ser humano, como os bisões e outros que provavelmente não representavam ameaça alguma, como renas e cavalos.

Pintura rupestre - Caverna de Lascaux ± França

Pintura rupestre - Caverna de Lascaux ± França

Pintura rupestre - Caverna de Lascaux ± França

Pintura rupestre - Sitio da Pedra Pintada ± Cocais - MG.

Pintura rupestre - Caverna de Lascaux ± França

Pintura rupestre - Altamira ± Espanha.

Em suas pinturas, nossos ancestrais pré-históricos usavam" corantes naturais³ feitos de minerais, ossos carbonizados (queimados), carvão, vegetais e sangue animal. Os elementos sólidos eram esmagados e dissolvidos na gordura de animais caçados. Como pincel, o artista pré-histórico utilizava os dedos e instrumentos feitos de penas e pêlos.

o ser humano retrata a si mesmo
No último período da Pré-História, o Neolítico, iniciou-se o desenvolvimento da agricultura e a domesticação de animais. Os grupos humanos, que tinham vida nômade, isto é, sem habitação fixa, não precisavam mais mudar-se constantemente em busca de alimento e puderam se fixar. Essa mudança para uma vida mais estável foi decisiva para originar as sociedades atuais e também teve reflexos na expressão artística: o artista do Neolítico passou a retratar a figura humana em suas atividades cotidianas.

o ser humano retrata a si mesmo
O ser humano do Neolítico desenvolveu técnicas como a tecelagem, a cerâmica e a construção de moradias. Além disso, como já produzia fogo, começou a trabalhar na fundição de metais. Assim, suas atividades começaram a se modificar - e as pinturas rupestres registraram essas transformações.

Observe, nas figuras aqui retratadas, como houve a intenção de sugerir movimento: há poucos traços e poucas cores, mas os braços e as mãos realizam alguma ação. O movimento é expressado pela posição das pernas e dos pés.

Pintura rupestre ± Montes Akakus ± Líbia.

Pintura rupestre ± Montes Akakus ± Líbia.

Pintura rupestre encontrada no Parque Nacional da Serra da Capivara,São Raimundo Nonato, Piauí.

Pintura rupestre - Guerreiros ± Montes Akakus ± Líbia.

A arte da escultura e da cerâmica
Os artistas pré-históricos faziam também esculturas, em pedra e metal, que mostram seu empenho na criação de objetos e na representação da figura humana. Há esculturas em bronze nas quais já é possível observar não só a postura elegante da figura humana como também detalhes do rosto e das vestes. Uma das primeiras representações humanas em escultura é a figura de mulher que você vê no próximo slide.

Vênus de Willendorf.

Esta escultura em pedra, datada de aproximadamente 24 mil anos atrás, foi encontrada em 1908 perto de Willendorf, na Áustria, pelo arqueólogo Josef Szombathy. Note a cabeça como prolongamento do pescoço, a ausência de detalhes do rosto, os seios volumosos, o ventre saltado e as grandes nádegas.

Ilustração de como seria a mulher representada na escultura da Vênus de Willendorf.

Diferentes épocas, diferentes Vênus
Na Antiguidade, Vênus para os romanos - ou Afrodite para os gregos - era uma bela deusa que despertava amor nos deuses e nos seres humanos. Em várias épocas, artistas a representaram como uma mulher nua e... bela, pelo menos para os padrões de beleza de seu tempo. No século XIX,em escavações na França, foram descobertas esculturas de figuras femininas préhistóricas. Os arqueólogos chamaram-nas de Vênus. Também à figura de Willendorf deu-se o nome de Vênus.

Vênus de Laussel ± França.

O nascimento de Vênus (e. 1485), de Botticelli. Dimensões:172,5 m x 278,5 m. Galleria degli Uffizi, Florença.

Vênus de Milo (séc. II a.c.). Altura: 2,02 m. Museu do Louvre, Paris.

Vênus de Milo (séc. II a.c.). Altura: 2,02 m. Museu do Louvre, Paris.

William-Adolphe Bouguereau (1825-1905) - The Birth of Venus (1879).

Vênus da modernidade ± Gisele Bundchen ± Brasil.

As primeiras esculturas em metal
Os escultores pré-históricos produziam suas peças em metal por meio de dois métodos: o da forma de barro e o da cera perdida. No método da forma de barro o escultor fazia a forma e despejava nela o metal derretido em fornos. Então, esperava o metal esfriar, quebrava a forma e obtinha a escultura. Na técnica da cera perdida,o escultor fazia um modelo em cera e o revestia com barro, deixando nele um orifício. Depois,aquecia o barro. Como calor do barro, a cera derretia e escorria pelo orifício. Assim,ele obtinha um modelo oco e o preenchia com metal fundido. Quando o metal esfriava,ele quebrava o molde de barro e obtinha uma escultura igual à que havia modelado na cera.

A Arquitetura da Pré-História
A Arquitetura só começa a se desenvolver no neolítico (10.000 a 5.000 a.C. ) com as construções denominadas dolmens. Consistem em duas ou mais pedras grandes fincadas verticalmente no chão, como se fossem paredes, e uma grande pedra era colocada horizontalmente sobre elas, parecendo um teto. E o menir que era monumento megalítico que consiste num único bloco de pedra fincado no solo em sentido vertical. O Santuário de Stonehenge, no sul da Inglaterra, pode ser considerado uma das primeiras obras da arquitetura que a História registra. Ele apresenta um enorme círculo de pedras erguidas a intervalos regulares, que sustentam traves horizontais rodeando outros dois círculos interiores. No centro do último está um bloco semelhante a um altar. O conjunto está orientado para o ponto do horizonte onde nasce o Sol no dia do solstício de verão, indício de que se destinava às práticas rituais de um culto solar. Lembrando que as pedras eram colocadas umas sobre as outras sem a união de nenhuma argamassa.

Menir dos Almendres ± Portugal.

Menires de El Mollar ± Tucuman ± Argentina.

Ballykeel - Irlanda

Poulnabrone ± Irlanda.

Stonehenge ± Sul da Inglaterra.

Planta original de Stonehenge ± Sul da Inglaterra.

A arte na Pré-História brasileira
Ao pensarmos no início da história do Brasil, em geral nos vem à mente o ano de 1500, ano da chegada dos portugueses. Mas o território a que hoje chamamos Brasil já era habitado por povos indígenas havia milhares de anos. Sabemos deles por meio de vestígios arqueológicos: fragmentos de ossos e de objetos, desenhos e pinturas gravados em rochas.

Entre os desenhos e as pinturas rupestres encontrados no Brasil, destacam-se os do sítio arqueológico localizado em São Raimundo Nonato, Piauí, onde desde 1970 vários pesquisadores vêm trabalhando. Em 1978, foi coletada no local grande quantidade de vestígios arqueológicos. Segundo as pesquisas, os primeiros habitantes da região usavam as grutas como abrigo ocasional e foram os autores das obras ali pintadas e gravadas. São Raimundo Nonato não é, porém, o único local no Brasil onde se encontram exemplos de arte rupestre. Há importantes sítios arqueológicos, por exemplo, em Pedra Pintada, no Pará, e em Peruaçu e Lagoa Santa, em Minas Gerais. As pesquisas sobre antigas culturas que existiram no Brasil nos permitem ver que nossa história está ligada à história do mundo. Além disso, reforçam o conhecimento de que nossas raízes se encontram num tempo muito mais remoto do que o ano de 1500, tido como o ano que deu início à " história do Brasil".

Lapa dos Desenhos - Vale do Peruaçu

Pedra Pintada - Pará.

Pesquisadores classificaram a arte rupestre no Brasil em dois grandes grupos: obras com motivos naturalistas e obras com motivos geométricos. No grupo dos motivos naturalistas predominam representações de figuras humanas, isoladas ou em grupo, em cenas de caça, guerra e trabalhos coletivos. Há também figuras de animais: em geral onças, veados, pássaros diversos, peixes e insetos. As figuras com motivos geométricos são muito variadas: linhas paralelas; pontos agrupados; círculos, às vezes concêntricos; cruzes; espirais e triângulos.

Pinturas rupestres com motivos naturalistas em São Raimundo Nonato, Piauí e pinturas rupestres com motivos geométricos na Bahia.

O crânio de uma mulher jovem que teria vivido entre 11 mil e 11 500 anos atrás, encontrado em 1975 no sítio arqueológico Lapa Vermelha, em Pedra Leopoldo, Minas Gerais. é um bom exemplo de quanto é antigo o povoamento de nosso país. Os cientistas a chamaram de Luzia. Vinte e quatro anos depois, em 1999, o doutor Richard Neave, da Universidade de Manchester. Inglaterra. fez a reconstituição da face da jovem Luzia. O fato ganhou manchetes em jornais e revistas.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->