Você está na página 1de 1

Terreiro Tumbensi

Raiz do Tumbensi ou Itumbensi uma casa de Angola considerada como a mais antiga
da Bahia, fundada por Roberto Barros Reis, (Tata Kimbanda Kinunga sua dijna) por volta
de 1850, era um escravo angolano, de propriedade da famlia Barros Reis, que lhe
emprestou o nome pelo qual era conhecido.
Aps seu falecimento a Inzo (casa) passou a ser comandada por Maria Genoveva do
Bonfim, mais conhecida como Maria Nenem Mam'etu (Tuenda UnZambi sua dijna),
era gacha, filha de Kavungo e foi considerada a mais importante sacerdotisa do
candombl de Angola, a me do angola na Bahia. Ela assumiu este cargo por volta dos
anos 1909, falecendo em 1945.
Iniciados em 13 de junho de 1910, Manoel Rodrigues do Nascimento (Kambambe sua
dijina) e Manoel Ciriaco de Jesus (Ludyamungongo sua dijina) tiveran Sinh Bad de
Oxal como me pequena e Tio Joaquim como pai pequeno. Em 1919 fundaram o Terreiro
Tumba Junara.
Maria Nenem acolheu Francelina Evangelista dos Santos (Mametu Dialumbid Dona
Mida) para ser iniciada em sua Inzo (casa). Filha de Ndanda Lunda, aps receber seu
cargo fundou o Terreiro Viva Deus situado na estrada das Barreiras,1233, Salvador, Bahia.
Tambm recolheu Leocdia Maria dos Santos (Mametu Ujitt) filha de Kingongo, que
fundou o Terreiro Viva Deus Filho, na Fazenda Grande, que depois mudou para
Engomadeira, hoje quem zela pela Inz Viva Deus Filho Me Toinha (Mametu Kixima). O
Tumbensi deu origem a inmeras casas, entre elas o Unz Matamba Tombenci Neto,
em Ilhus, Bahia e o Ombala Tumbansi Tua Nzambi Ngana Kavungu, dirigido e organizado
pelo Ungombo Katuvanjesi - Walmir Damasceno em Itapecerica da Serra, regio
metropolitana de So Paulo.