Você está na página 1de 33
www.edon.com.br 1
Alex Mororó Baterista e percussionista, é músico autodidata de grande destaque no cenário musical. Aliando
Alex Mororó Baterista e percussionista, é músico autodidata de grande destaque no cenário musical. Aliando

Alex Mororó

Baterista e percussionista, é músico autodidata de grande destaque no cenário musical. Aliando sua sensibilidade musical a uma habilidade inata para a rítmica, Alex é uma referência para músicos e professores. Foi professor de bateria e percussão durante doze anos nos Conservatórios de Araguari e Uberlândia onde dedicou quatro anos para o ensino especial com “deficientes” auditivos, mentais, físicos,

visuais e com síndrome de down. Participou do Seminário de Educação Especial, do mini-curso A Educação de Surdos na Conjuntura Atual, participou da oficina Dos Cariris ao Mangue Beat, ministrada por Renée Muringa e César Xavier e da Mostra Internacional de Percussão - Ritmos da Terra- na Universidade de Campinas.

Atua como professor em cursos, workshops e oficinas de música ministradas em colégios particulares

e também ministrou mini-cursos no 7º Encontro de Reflexões e Ações no Ensino de Arte e na III

Semana de Música, ambas realizados na Universidade Federal de Uberlândia; como professor de bateria e percussão ministrou o curso “Vamo Batê Lata” em 2002, a oficina de percussão realizada na Oficina Cultural de Uberlândia nos anos de 2004, 2005, 2006 e 2007. Foi jurado das etapas triagem e show eliminatório do Triângulo Music Celular nos anos de 2006 e 2007. Já acompanhou vários músicos como Cristina Goulart, J.J. Jackson, Carlin de Almeida, Luis Salgado, Quarteto Jazz Cerrado, Luis Dillah, Orquestra de Violeiros de Uberlândia “Viola do Cerrado”, Inesita Barroso, Renato Teixeira, Tinoco, Lelles e Leonardo, dentre outros.

Já acompanhou o cantor Pena Branca por quase quatro anos em vários programas de TV e em shows

pelo Brasil, tendo gravado três cd`s ao lado de Pena Branca com o grupo “Viola de Nóis”, liderado pelo cantor e produtor Tarcísio “Mano Véio”, o grupo BR Blues Band com o show “Uma Noite de Blues”, o cantor Everson (U2 cover São Paulo).Hoje acompanha o grupo instrumental Quarto de Tom,

a banda Os Seminovos (participou duas vezes do “programa do Jô”e ganhador da primeira edição do

Garagem do Faustão,a dupla Marco e Mário e o Trio Vera Cruz em shows pelo Brasil, além de desenvolver trabalhos em estúdios de gravações, tendo participado em mais de 90 CDs e 20 DVD´s.

HISTÓRIA Instrumento de várias culturas e manejos. O pandeiro possui diversas formas e nomes, passando

HISTÓRIA

Instrumento de várias culturas e manejos. O pandeiro possui diversas formas e nomes, passando pelos adufes (Arábia), dairas (Pérsia), panderetas (Porto Rico), pandeirões do Bumba-Meu-Boi (Brasil) e as pandeirolas usadas na música pop americana. O pandeiro é um dos mais tradicionais instrumentos brasileiros, tanto que sem ele, alguns estilos não teriam a mesma expressão rítmica muito utilizada em ritmos como: samba, samba de roda, côco, embolada, chorinho, pagode, entre outros.

de roda, côco, embolada, chorinho, pagode, entre outros. PARTES O pandeiro pode ser de madeira, de

PARTES

O pandeiro pode ser de madeira, de fibra ou plástico; sua pele pode ser de couro ou sintética, variando em pele simples e dupla; seu aro pode ser abaulado ou achatado, os parafusos de afinação podem variar de uma a três afinações entre as platinelas, que podem ser niqueladas, cromadas e até banhadas a ouro.

podem variar de uma a três afinações entre as platinelas, que podem ser niqueladas, cromadas e

EMPUNHADURA

A mão direita executará os toques, a mão esquerda tem uma grande importância na forma de segurar o pandeiro, pois controla o movimento de rotação do mesmo para repercutir o som das platinelas.

de rotação do mesmo para repercutir o som das platinelas. POSTURA O pandeiro pode ser tocado
de rotação do mesmo para repercutir o som das platinelas. POSTURA O pandeiro pode ser tocado
de rotação do mesmo para repercutir o som das platinelas. POSTURA O pandeiro pode ser tocado

POSTURA

O pandeiro pode ser tocado tanto em pé, quanto sentado. A posição dos braços é a grande importância

para o manuseio correto do instrumento. Quando sentado, nunca se deve apoiar os braços nas pernas.

O pandeiro deve estar numa posição perpendicular ao antebraço e nunca para baixo ou para o lado.

braços nas pernas. O pandeiro deve estar numa posição perpendicular ao antebraço e nunca para baixo
Polegar (1) Deve-se tocar com o polegar perpendicular a pele, com um movimento de rotação

Polegar (1)

Polegar (1) Deve-se tocar com o polegar perpendicular a pele, com um movimento de rotação do

Deve-se tocar com o polegar perpendicular a pele, com um movimento de rotação do antebraço e nunca um movimento de cima para baixo, obtendo um som grave.

Ponta dos dedos (2)

cima para baixo, obtendo um som grave. Ponta dos dedos (2) Toque utilizando a primeira falange

Toque utilizando a primeira falange dos dedos indicador, médio e anelar.

Munheca (3)

um som grave. Ponta dos dedos (2) Toque utilizando a primeira falange dos dedos indicador, médio
um som grave. Ponta dos dedos (2) Toque utilizando a primeira falange dos dedos indicador, médio

Toque usando a base direita externa da palma da mão. Atenção para não dar o toque com a região do pulso

Tapa (4)

para não dar o toque com a região do pulso Tapa (4) Toque usando a mão

Toque usando a mão no centro do pandeiro, obtendo-se um som seco, forte e estalado.

Trinado (tr)

obtendo-se um som seco, forte e estalado. Trinado (tr) Efeito ocasionado pela vibração do dedo em

Efeito ocasionado pela vibração do dedo em contato com a pele, inicialmente esse efeito deve ser tocado somente com o dedo médio, após dominar o toque, faça o simultaneamente com o movimento do pandeiro; dedo vai para frente, pandeiro para trás, faça bem lento.

Ponta dos dedos acentuada

com o movimento do pandeiro; dedo vai para frente, pandeiro para trás, faça bem lento. Ponta

Toque utilizando a primeira e segunda falange dos dedos indicador, médio e anelar, um pouco mais forte em relação ao toque ponta dos dedos.

Grave com a ponta dos dedos

Toque usando a primeira falange dos dedos médio e anelar, repercutindo na pele, na parte superior, onde se toca o toque 2 (ponta dos dedos).

na parte superior, onde se toca o toque 2 (ponta dos dedos). Nota abafada e Nota

Nota abafada e Nota solta

o toque 2 (ponta dos dedos). Nota abafada e Nota solta Abafa-se ou solta-se a pele

Abafa-se ou solta-se a pele com o dedo indicador da mão que segura o pandeiro, por baixo, obtendo uma nota muda, sem harmônico ou uma nota pesada com harmônicos.

Obs.: Os toques 2 e 3 devem ter peso e clareza de intenção, ao serem tocados a mão toma a forma de uma gangorra; em seguida, faça o movimento de rotação da mão esquerda para completar a execução correta.

Números - Usamos números para identificar cada toque. Toque 1 , 2 , 3 e

Números - Usamos números para identificar cada toque. Toque 1 , 2 , 3 e 4 - Usamos números para identificar cada toque. Toque 1, 2, 3 e 4. O golpe do polegar

nomeamos como toque 1, ponta de dedos como toque 2, munheca como toque 3 e o tapa como toque 4.

Ex: |1 2 3 4 1 2 3 1|

Nomenclatura – É uma adaptação, usando a nomenclatura de bateria e respeitando graves É uma adaptação, usando a nomenclatura de bateria e respeitando graves

embaixo e agudos em cima; no pentagrama lê-se as linhas de baixo para cima.

em cima; no pentagrama lê-se as linhas de baixo para cima. Também usamos alguns símbolos: Primeiro

Também usamos alguns símbolos:

Primeiro é a nota abafada, usamos o sinal +. E para a nota solta usamos o símbolo de um círculo. Não importa se usada em cima ou embaixo da nota.

círculo. Não importa se usada em cima ou embaixo da nota. Outros símbolos são: O sinal

Outros símbolos são: O sinal de maior (>) é usado para tocar a nota um pouco mais forte, chamamos nota acentuada. O símbolo tr é usado para o trinado, e ele está seguido da munheca(toque 3). E o grave com a ponta de dedos é o circulo usado por cima do toque 2, que é a ponta de dedos.

da munheca(toque 3). E o grave com a ponta de dedos é o circulo usado por
Para iniciar o estudo devemos primeiramente tocar essas combinações para melhor assimilar a técnica e

Para iniciar o estudo devemos primeiramente tocar essas combinações para melhor assimilar a técnica e os ritmos do pandeiro. Os exercícios devem ser executados bem lentos, priorizando o movimento correto e o timbre perfeito. Só aumente a velocidade quando sentir confortável e já dominando o exercício.

Toque simples

sentir confortável e já dominando o exercício. Toque simples Toque simples alternado – compasso quaternário. 9
sentir confortável e já dominando o exercício. Toque simples Toque simples alternado – compasso quaternário. 9
sentir confortável e já dominando o exercício. Toque simples Toque simples alternado – compasso quaternário. 9
sentir confortável e já dominando o exercício. Toque simples Toque simples alternado – compasso quaternário. 9

Toque simples alternado compasso quaternário.

sentir confortável e já dominando o exercício. Toque simples Toque simples alternado – compasso quaternário. 9
sentir confortável e já dominando o exercício. Toque simples Toque simples alternado – compasso quaternário. 9
sentir confortável e já dominando o exercício. Toque simples Toque simples alternado – compasso quaternário. 9

Toque simples alternado compasso ternário.

Toque simples alternado – compasso ternário. Toque simples alternado com acento no primeiro tempo. Toque simples

Toque simples alternado com acento no primeiro tempo.

Toque simples alternado com acento no primeiro tempo. Toque simples alternado, usando o movimento de rotação
Toque simples alternado com acento no primeiro tempo. Toque simples alternado, usando o movimento de rotação

Toque simples alternado, usando o movimento de rotação da mão esquerda.

alternado com acento no primeiro tempo. Toque simples alternado, usando o movimento de rotação da mão
11
11
11
11
11
11
11
11
Tema Samba 4/4 [| C7M(9) | A7(b13) | Dm7(9) | G7(13) | Em7(9) | A7(b13)

Tema Samba

4/4 [| C7M(9)

| A7(b13) | Dm7(9)

|

G7(13) |

Em7(9)

| A7(b13) | Dm7(9)

| G7(13)

|

C6(9) |

| G7

G7(4)(9)

|

| C7M(9)

|

Gm7

| Gb7(#4)

|

F7M

| Dm7(9)

|

Db7(#9) |

C6(9) |

| A7(b13) | Dm7(9) |

C7M(9)

|

G7(13) |

Em7(9)

| A7(b13) | Dm7(9)

| G7(13)

|

 

C6(9) |

| G7

G7(4)(9)

|

| C7M(9)

|

Gm7

|

Gb7(#4) | F7M

| Dm7(9)

|

Db7(#9) |

C6(9) |]

C6(9) | | G7 G7(4)(9) | | C7M(9) | Gm7 | Gb7(#4) | F7M | Dm7(9)
C6(9) | | G7 G7(4)(9) | | C7M(9) | Gm7 | Gb7(#4) | F7M | Dm7(9)
C6(9) | | G7 G7(4)(9) | | C7M(9) | Gm7 | Gb7(#4) | F7M | Dm7(9)
C6(9) | | G7 G7(4)(9) | | C7M(9) | Gm7 | Gb7(#4) | F7M | Dm7(9)
C6(9) | | G7 G7(4)(9) | | C7M(9) | Gm7 | Gb7(#4) | F7M | Dm7(9)
Tema Choro 2/4 [|: Am7 | A7/G | Dm/F | G#°(b13) | Am7 | A7/C#
Tema Choro 2/4 [|: Am7 | A7/G | Dm/F | G#°(b13) | Am7 | A7/C#

Tema Choro

2/4 [|: Am7 | A7/G | Dm/F | G#°(b13) | Am7 | A7/C# | Dm7
2/4 [|:
Am7
|
A7/G |
Dm/F |
G#°(b13) |
Am7
|
A7/C# |
Dm7
|
G7/F |
C6(9) |
:|]
G#°(b13) | Am7 | A7/C# | Dm7 | G7/F | C6(9) | :|] Tema Samba Canção
G#°(b13) | Am7 | A7/C# | Dm7 | G7/F | C6(9) | :|] Tema Samba Canção
G#°(b13) | Am7 | A7/C# | Dm7 | G7/F | C6(9) | :|] Tema Samba Canção

Tema Samba Canção

4/4 [|:

D7M(9) |

B7(b13) |

A7(13) A7(b13) | F#m7(11)

| B7(13) B7(b13) | Em7(9)

| A7(b13) | D7M(9) :|]

Anacruse : nota ou notas que precedem o primeiro tempo forte de um compasso. Fique
Anacruse : nota ou notas que precedem o primeiro tempo forte de um compasso. Fique
Anacruse : nota ou notas que precedem o primeiro tempo forte de um compasso. Fique

Anacruse: nota ou notas que precedem o primeiro tempo forte de um compasso. Fique atento ao compasso anacruse, ele só deverá ser tocado no início, observe que a célula rítmica do final, é a célula da anacruse.

só deverá ser tocado no início, observe que a célula rítmica do final, é a célula
só deverá ser tocado no início, observe que a célula rítmica do final, é a célula
só deverá ser tocado no início, observe que a célula rítmica do final, é a célula
só deverá ser tocado no início, observe que a célula rítmica do final, é a célula

Tema Partido Alto

2/4 [|

E7M(9)

|

B7(4)(9)

|

E7M(9)

|

B7(4)(9)

|

E7M(9)

|

%

|

|

D7M(9) |

Em/D

|

D7M(9)

|

Gm6/D)

|

D7M

|

%

|

|

E7M(9)

|

B7(4)(9)

|

E7M(9)

|

B7(4)(9)

|

E7M(9)

|

%

|

|

D7M(9) |

Em/D

|

D7M(9)

|

Gm6/D)

|

D7M

|

%

|]

Tema Xote 2/4 [|: Dm7 G7 | C Am7 | Dm7 G7 | C |
Tema Xote 2/4 [|: Dm7 G7 | C Am7 | Dm7 G7 | C |
Tema Xote 2/4 [|: Dm7 G7 | C Am7 | Dm7 G7 | C |
Tema Xote 2/4 [|: Dm7 G7 | C Am7 | Dm7 G7 | C |
Tema Xote 2/4 [|: Dm7 G7 | C Am7 | Dm7 G7 | C |
Tema Xote 2/4 [|: Dm7 G7 | C Am7 | Dm7 G7 | C |
Tema Xote 2/4 [|: Dm7 G7 | C Am7 | Dm7 G7 | C |

Tema Xote

2/4 [|: Dm7 G7 | C Am7 | Dm7 G7 | C | Gb7(#11) |
2/4 [|:
Dm7 G7
|
C
Am7
|
Dm7 G7
|
C
|
Gb7(#11)
|
F
G7
|
C7M Am7
|
Dm7 G7
|
C6(9) |
:|]
17
17
17
17
17
17
17
17

Tema Baião

2/4 [|: C | Bb7 | F7 | G7 | C | C/Bb | F/A
2/4 [|: C
|
Bb7
|
F7
|
G7
|
C
|
C/Bb
|
F/A
|
G7
|
C
|
:|]
| F7 | G7 | C | C/Bb | F/A | G7 | C | :|]
| F7 | G7 | C | C/Bb | F/A | G7 | C | :|]
| F7 | G7 | C | C/Bb | F/A | G7 | C | :|]
| F7 | G7 | C | C/Bb | F/A | G7 | C | :|]

Tema Côco

2/4 [|: D | Am7 D7(9) | G6(9) | A7(9) | D | Am7 D7(9)
2/4 [|:
D
|
Am7 D7(9) |
G6(9)
| A7(9)
| D
|
Am7 D7(9) |
G6(9) |
A7(13) |
:|]
| G7 | C | :|] Tema Côco 2/4 [|: D | Am7 D7(9) | G6(9)
Tema Côco de Embolada 2/4 [|: A7 | A/G | D/F# | F6 | A/E
Tema Côco de Embolada 2/4 [|: A7 | A/G | D/F# | F6 | A/E
Tema Côco de Embolada 2/4 [|: A7 | A/G | D/F# | F6 | A/E

Tema Côco de Embolada

2/4 [|: A7 | A/G | D/F# | F6 | A/E | Eb7(#11) | D
2/4 [|:
A7
|
A/G
|
D/F# |
F6
|
A/E
|
Eb7(#11) |
D
|
G7(13) |
A |
:|]
Tema Côco de Embolada 2/4 [|: A7 | A/G | D/F# | F6 | A/E |
Tema Côco de Embolada 2/4 [|: A7 | A/G | D/F# | F6 | A/E |
Tema Côco de Embolada 2/4 [|: A7 | A/G | D/F# | F6 | A/E |
Tema Xaxado 2/4 [|: A7 | A/G | D/F# | F6 | A/E | Eb7(#11)

Tema Xaxado

2/4 [|: A7 | A/G | D/F# | F6 | A/E | Eb7(#11) | D
2/4 [|:
A7
|
A/G
|
D/F# |
F6
|
A/E
|
Eb7(#11) |
D
|
G7(13) |
A |
:|]
D/F# | F6 | A/E | Eb7(#11) | D | G7(13) | A | :|] Tema
D/F# | F6 | A/E | Eb7(#11) | D | G7(13) | A | :|] Tema
D/F# | F6 | A/E | Eb7(#11) | D | G7(13) | A | :|] Tema
D/F# | F6 | A/E | Eb7(#11) | D | G7(13) | A | :|] Tema

Tema Carimbó

4/4 [|: A7 | Bb7 | A7 | Bb7 E7 | A7 :|]
4/4 [|:
A7
|
Bb7
|
A7
|
Bb7
E7 |
A7
:|]
Tema Maracatu 4/4 [|: E | A/E G/E | E | F#/E | E |
Tema Maracatu 4/4 [|: E | A/E G/E | E | F#/E | E |
Tema Maracatu 4/4 [|: E | A/E G/E | E | F#/E | E |
Tema Maracatu 4/4 [|: E | A/E G/E | E | F#/E | E |
Tema Maracatu 4/4 [|: E | A/E G/E | E | F#/E | E |
Tema Maracatu 4/4 [|: E | A/E G/E | E | F#/E | E |

Tema Maracatu

4/4 [|: E | A/E G/E | E | F#/E | E | A G
4/4 [|:
E
|
A/E
G/E
|
E
|
F#/E
|
E
|
A
G
|
E
|
F#7 :|
E
|]
Tema Maracatu Cearense 4/4 [|: A6(9) | A7 | D/A | Dm6/A | A6(9) |
Tema Maracatu Cearense 4/4 [|: A6(9) | A7 | D/A | Dm6/A | A6(9) |
Tema Maracatu Cearense 4/4 [|: A6(9) | A7 | D/A | Dm6/A | A6(9) |
Tema Maracatu Cearense 4/4 [|: A6(9) | A7 | D/A | Dm6/A | A6(9) |

Tema Maracatu Cearense

4/4 [|: A6(9) | A7 | D/A | Dm6/A | A6(9) | A7 | D/A
4/4 [|: A6(9) |
A7
|
D/A
|
Dm6/A |
A6(9) |
A7
|
D/A
|
Dm6/A :|
A6(9) |]
Tema Maracatu Cearense 4/4 [|: A6(9) | A7 | D/A | Dm6/A | A6(9) | A7
Tema Quadrilha 4/4 [|: C | C7 | F | G7 | C :|] 23
Tema Quadrilha 4/4 [|: C | C7 | F | G7 | C :|] 23

Tema Quadrilha

4/4 [|: C | C7 | F | G7 | C :|]
4/4 [|:
C
|
C7
|
F
|
G7
|
C
:|]
Tema Quadrilha 4/4 [|: C | C7 | F | G7 | C :|] 23
Tema Quadrilha 4/4 [|: C | C7 | F | G7 | C :|] 23
Tema Ijexá 4/4 [|: Cm7 | F/C | Ab/C | G/C | Cm7| F/C |

Tema Ijexá

4/4 [|: Cm7 | F/C | Ab/C | G/C | Cm7| F/C | Ab/C |
4/4 [|: Cm7 |
F/C
|
Ab/C |
G/C | Cm7|
F/C
|
Ab/C |
G7
|
Cm7
:|]
Tema Ijexá 4/4 [|: Cm7 | F/C | Ab/C | G/C | Cm7| F/C | Ab/C
Tema Ijexá 4/4 [|: Cm7 | F/C | Ab/C | G/C | Cm7| F/C | Ab/C

Tema Frevo

2/4 [|: C C7M| C6 C7 | F7 F7M | Fm6(9) | C C7M| C6
2/4 [|: C
C7M|
C6
C7
|
F7 F7M
|
Fm6(9) | C
C7M|
C6
C7
|
F7
F7M
|
Fm6(9) | C6(9)
:|]
Tema Valsa 3/4 [|: C7M(9) | Am7(9) | Dm7(9) | G7(13) :|   |: Em7(9)
Tema Valsa 3/4 [|: C7M(9) | Am7(9) | Dm7(9) | G7(13) :|   |: Em7(9)
Tema Valsa 3/4 [|: C7M(9) | Am7(9) | Dm7(9) | G7(13) :|   |: Em7(9)
Tema Valsa 3/4 [|: C7M(9) | Am7(9) | Dm7(9) | G7(13) :|   |: Em7(9)

Tema Valsa

3/4 [|:

C7M(9)

|

Am7(9)

|

Dm7(9)

|

G7(13)

:|

 

|:

Em7(9)

|

Am7(9)

|

Dm7(9)

| G7(13)

:| C7M(9)

|]

| Dm7(9) | G7(13) :|   |: Em7(9) | Am7(9) | Dm7(9) | G7(13) :| C7M(9)
| Dm7(9) | G7(13) :|   |: Em7(9) | Am7(9) | Dm7(9) | G7(13) :| C7M(9)
Tema Guarânea 3/4 [|: C | C7M | F7M | G7 | C7M | Am7(9)

Tema Guarânea

3/4 [|: C | C7M | F7M | G7 | C7M | Am7(9) | F7M(9)
3/4 [|: C
|
C7M |
F7M
|
G7 |
C7M |
Am7(9) |
F7M(9) |
G7 | C7M9
:|]
28
28
28
28
28
Tema Bolero 4/4 [|: G6(9) | % | Am7(11) | D7(b9) D7/C | Bm7 |
Tema Bolero 4/4 [|: G6(9) | % | Am7(11) | D7(b9) D7/C | Bm7 |
Tema Bolero 4/4 [|: G6(9) | % | Am7(11) | D7(b9) D7/C | Bm7 |
Tema Bolero 4/4 [|: G6(9) | % | Am7(11) | D7(b9) D7/C | Bm7 |
Tema Bolero 4/4 [|: G6(9) | % | Am7(11) | D7(b9) D7/C | Bm7 |

Tema Bolero

4/4 [|: G6(9) | % | Am7(11) | D7(b9) D7/C | Bm7 | Bb° |
4/4 [|:
G6(9) |
%
|
Am7(11) |
D7(b9) D7/C |
Bm7
|
Bb° | Am7(11) | D7(b9)13
|
G9/ B :|]
30
30
30
30
30
30
30
30
Tema Funk 4/4 [|: Dm7 G/D| G7(13) | Dm7 G/D| G7(13) |Fm7 Bb/F | Bb7(13)
Tema Funk 4/4 [|: Dm7 G/D| G7(13) | Dm7 G/D| G7(13) |Fm7 Bb/F | Bb7(13)
Tema Funk 4/4 [|: Dm7 G/D| G7(13) | Dm7 G/D| G7(13) |Fm7 Bb/F | Bb7(13)

Tema Funk

4/4 [|: Dm7

G/D| G7(13) | Dm7

G/D| G7(13)

|Fm7 Bb/F

|

Bb7(13) | Fm7

Bb/F |

Bb7(13) :| C7M9|]

Tema duo de pandeiro

Alex Mororó

| Dm7 G/D| G7(13) |Fm7 Bb/F | Bb7(13) | Fm7 Bb/F | Bb7(13) :| C7M9|] Tema
32
33