P. 1
Matemática Aula01 Teoria Conjuntos

Matemática Aula01 Teoria Conjuntos

4.5

|Views: 6.915|Likes:

More info:

Published by: Matemática Mathclassy on May 14, 2008
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/03/2014

pdf

text

original

Disciplina: Matemática / Prof: Felipe Uliano Aula nº 01 / Data 03/03/2007 Tema: Teoria dos Conjuntos

1. INTRODUÇÃO
Definição: Conjunto é uma coleção de objeto ou de qualquer coisa. Exemplo1: Conjunto de Animais mamíferos, placas de trânsito, legumes, frutas, etc. Def.: ELEMENTO é o que está dentro do conjunto Ex2.: o gato e o cachorro são elementos do conjunto dos Animais doméstico.

2. REPRESENTAÇÃO DE UM CONJUNTO
Representação por diagrama
Colocam-se os elementos do conjunto dentro de uma curva fechada simples Ex3.: a-) conjunto das notas musicais b-) conj. dos Estados da região Sudeste

.dó

.sí .ré .mi .sol .fá

A

.lá

.Rio de Janeiro .São Paulo .Minas Gerais . Espírito Santo B

Representação pela nomeação dos elementos
É feita colocando o nome de cada um dos elementos do conjunto entre chaves e separando-os por vírgula. Ex4.: a-)Conjunto E das estações do ano

E = { verão, outono, inverno, primavera}
b-) Conjunto D das letras da palavra “rebelde”

D = { r, e, b, l, d, s}

OBS1.: Na representação de um conjunto não deve-se colocar elementos repetidos. OBS2.: A letra que escolhemos para indicar o conjunto deve SEMPRE ser maiúscula. OBS3.: O elemento deve SEMPRE ser escrito em letras minúsculas .

1

 Representação pela propriedade que caracteriza os elementos do

Conjunto
Um conjunto pode ser representado colocando-se entre chaves uma propriedade que caracterize seus elementos. Ex5.: Seja, C = { Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul} Os elementos do conjunto C os são Estados da Região Sul do Brasil, portanto, C = {Estados da Região Sul do Brasil}

3. CONJUNTOS FINITOS E CONJUNTOS INFINITOS
Def.: Quando podemos contar o número de elementos de um conjunto, ele será chamado de: conjunto finito. Para verificar esse fato olhe novamente todos os exemplos dados acima. Todos são conj. finitos. Def.: Quando não podemos determinar quantos são os elementos de um conjunto, ele é chamado de: conjunto infinito. Ex6.: P é o conjunto dos números naturais pares P = { 0, 2, 4, 6, 8, ...}

4. CONJUNTO UNITÁRIO E CONJUNTO VAZIO
Em matemática podemos ter conjuntos de um elemento apenas e também conjuntos com nenhum elemento. Ex7.: a-) conjunto A do animal mamífero que tem bico A = { ornitorrinco } b-) conjunto S de aves com pelos Não existem aves com pelos, por isso, S= { } ou S= Ø

Símbolos para Conjunto Vazio

OBS4.: NUNCA PODEMOS REPRESENTAR UM CONJUNTO VAZIO DA SEGUINTE FORMA: S = { Ø }

Teoria dos Conjuntos

2

5. CONJUTOS IGUAIS

Def.: Conjuntos iguais possuem os mesmo elementos. Ex8.: Conjunto A de letras da palavra “delegado” e conjunto B das letras da palavra “gelado” A = { d, e, l, g, a, o } B = { g, e, l, a, d, o } Escrevemos A=B (lê-se: “A é igual a B”) Exemplos complementares: { a, m, o, r } = { r, o, m, a } { 4, 5, 6 } = { 6, 4, 5 } Agora quando temos conjuntos com elementos diferentes os chamamos de diferentes. Ex9.: { a, b, c } ≠ {1, 2, 3 } { a, b, c, d, e } ≠ { w, a, b, c, d }

6. RELAÇÃO DE PERTINÊNCIA
Ex10.: Conjunto V de instrumentos de corda V={ violino, guitarra, violão, viola }  violino pertence os conj. V  teclado não pertence ou conj. V Essa relação entre elementos e conjuntos chama-se relação de pertinência e para indicar essa relação usamos o símbolo  (lê-se: “pertence a”). Violão

V

E também, para os casos onde os elementos não pertencem ao conjunto usamos o símbolo  (lê-se:” não pertence a”). Teclado  V

7. RELAÇÃO DE INCLUSÃO
A = { l, o, u, c, a } B = { m, a, l, u, c, o } Colocando no diagrama:

.o .m .l .u B .c A .a

Teoria dos Conjuntos

3

Observe que todos os elementos do conjunto A também estão no conjunto B e neste caso dizemos que, A está contido em B, A é subconjunto de B, A é parte de B e indicamos isso da seguinte forma A  B, também podemos dizer que B contém A e escrevemos B  A  NOTE a diferença entre Agora tomemos os conjuntos C = { c, o, s, e, r } e D = { c, o, z, e, r } Observe que nem todos os elementos de C pertencem a D. Neste caso simbolizamos C  D.

 ,  estão em sentidos distintos. CUIDADO!!!

OBS5.: o símbolo  relaciona elemento com conjunto. o símbolo  relaciona conjunto com conjunto. OBS6.: Todo conjunto é subconjunto de sí mesmo A  A. OBS7.: O conjunto vazio é subconjunto de qualquer conjunto   A.

8. OPERAÇÕES COM CONJUNTOS Intersecção de conjuntos
Intersecção é determinada pelos elementos que pertencem a dois ou mais elementos. Ex11.: A={1,2,3,5,7,8,9} e B={2,3,8,9,10,15} A  B=C, ou seja, C={2,3,8,9} O símbolo

 determina intersecção. O conjunto C= A  B também é um conjunto portanto respeita

todas as regras vistas acima. No diagrama:

1 5 7

2 8 3 9

15

B

10

A

Conjunto Intersecção

Teoria dos Conjuntos

4

Ex12.: C={2,3,4} e D={2,3,4,5} C  D = {2,3,4} 5 2 4 3

D

C

OBS8.: Quando temos dois conjuntos C e D, por exemplo, e sabemos que C  D a intersecção C  D será o próprio conjunto C. OBS9.: Conjuntos que NÃO possuam elementos em comum tem conjunto intersecção vazio e são chamados de conjuntos dijuntos.
Ex13.: E={2,3} e F={a,b} então E  F= { } (E e F não tem elementos em comum) Nota: Podemos fazer intersecção de 3 ou mais conjunto. ( Este assunto será visto como exercício, mas a maneira de resolver este exercício é igual quando se resolve a intersecção de 2 conjuntos apenas)

9. UNIÃO OU REUNIÃO DE CONJUNTOS
Def.: Chamamos de união de dois conjuntos A e B o conjunto A  B formado por todos os elementos de A, todos os elementos de B e só por eles. A  B (lê-se:”A união B”) Ex14.: A={1,2,3,4} e B={3,4,5,6,7} A  B = {1,2,3,4,5,6,7}

1 2

4 3

5 7 6

A B

A
Teoria dos Conjuntos

AB

B
5

Observe que:  Todos os elementos de A são também elementos de (A  B). Logo, A

 (A  B).

 O mesmo ocorre com o conjunto B.

10. COMPLEMENTAR
Def.: Dados dois conjuntos A e B, tais que B  A, chamamos complementar de B em A o conjunto formado pelos elementos de A que não pertencem a B. Ver exemplo 12. (Neste caso o elemento 5 faz parte do conjunto B ) Podemos também dizer que B = A – B, ou seja todos os elementos do conjunto A menos os elementos do conjunto B.

B

11. RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS APLICANDO OPERAÇÕES DE CONJUNTOS
Veja o exemplo: O cursinho Galera de futuro tem 20 alunos, destes 20 alunos, 8 tem bicicleta, 9 tem skate e 4 tem bicicleta e skate. Questões: a-) Quantos alunos tem somente bicicleta? Resp.: 4 b-) Quantos alunos tem somente Skate? Resp: 5 c-) Quantos não tem bicicleta nem skate? Resp: 7

Tomemos A={numero de alunos que tem bike} B={Numero de alunos que tem skate} A  B = {numero de alunos que tem bike e skate}

B
4 4 5 (Sabemos que B tem apenas 5 elementos. Porque dos 9 alunos que tem skate, 4 tem também bike, portanto, o número de alunos que tem skate e não tem bike é igual a 5). 9 – 4 = 5

A

(Sabemos que A tem apenas 4 elementos. Porque dos 8 alunos que tem bike, 4 tem também skate, portanto, o número de alunos que tem bike e não tem skate é igual a 4). 8 – 4 = 4

Agora para responder a pergunta c-) , é preciso somente somar todos os numero do diagrama 4+4+5=13 é tirar de 20 ou seja 20 - 13=7. Por que fazemos isso? Porque o diagrama nos diz que 4 são as alunos que tem só bike e 5 são os alunos que tem só skate e que 4 são os alunos que tem bike e skate e isso dá um total de 13 alunos com algum tipo de brinquedo (bike ou/e skate). O resto, ou seja (20 – 13=7) alunos não tem nem bike nem skate.
Bibliografias : 1.Matemática – Bianchini E.. – Editora moderna 2. Matemática e Realidade – Iezzi G. / Dolce O. /Machado A.

Teoria dos Conjuntos

6

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->