Você está na página 1de 5

Pregando como o mestre.

CAPÍTULO 1
NOSSO SENHOR NÃO ERA UM PREGADOR ENFADONHO.
1) explicação
1.1 Palavras comuns.
1.2 Abundâncias de frases curtas.
1.3 perguntas que não requerem resposta oral (pergunta
retórica).
1.4 repetição.
1.5 contraste.
1.6 uso frequente da voz ativa.
a) Ativa: quando o sujeito é agente, isto é, pratica a ação expressa pelo verbo.
Por exemplo:
Ele
fez
o trabalho.
sujeito agente
ação
objeto (paciente)
b) Passiva: quando o sujeito é paciente, recebendo a ação expressa pelo verbo.
Por exemplo:
O trabalho
foi feito
por ele.
sujeito paciente
ação
agente da passiva

2) ilustração
2.1 Em casa.
2.2 Na igreja.
2.3 Situações cotidianas.
2.4 Experiências cotidianas.

1 Formas diferentes de aplicar.3 aplicação distintiva (característico.2 Diferentes tipos de aplicação. . Isolar os tipos de pessoas: (exemplo sermão do monte) 1) A pessoa curiosa sobre onde encontrar a felicidade. 3. A) OPOSIÇÃO AO ERRO B) O QUE FAZER/ COMO FAZER/ O RESULTADO DE AGIR ASSIM. c) correção d) educação na justiça. 2) o crente perseguido. b) Repreensão. singular) a) Doutrina. específico. A) por AFIRMAÇÂO B) no modo IMPERATIVO (ordens ou instruções) C) em PERGUNTAS 3.3) aplicação 3.

3. 22) aquele que ouve as palavras de cristo mas não age segundo elas. Ou Sra. 6) o ouvinte que pensa ser pecado algo externo. 7) a pessoa que esta pensando em divorcio feito as pressas.3) o crente que não é diferente das pessoas ao seu redor. 13) quem quer que não consiga ver as coisas claramente. 15) a pessoa preocupada com a provisão divina. 14) a pessoa dividida em sua lealdade. 19) a pessoa que é tentada a ir. 17) Sr. 5) o crente professo que esta vivendo em tensão com outra pessoa. 9) aquele que revida quando é lesado 10) a pessoa que tem favorito. 11) quem quer que tenha religião farisaica. 12) o materialista. 16)o crítico. Lento para porar. 8) a pessoa que usa juramento para apoiar sua palavra. 20) quem quer que forme seu julgamento na base da aparência. ou realmente vai atrás da multidão.4 Encerrando com aplicação. 21) a pessoa enganada sobre como a religião verdadeiramente é. 18) quem quer que deseja saber o segredo de bons relacionamnetos. . 4) o ouvinte que entende erroneamente.

2) Dobre o JOELHO 2.1) Porque Deus é Deus.1) Aponte o dedo para GRUPOS específicos de pessoas 1.2) Aponte o dedo para PECADOS específicos. 1.3) Aponte o dedo em direção ao DIA DO JULGAMENTO.2) Porque Deus é Deus ele.3) Porque Deus é Deus ele não pode ser explicado! 3) Abra os BRAÇOS . ele manda! 2.CAPÍTULO 2 NOSSO SENHOR ERA UM PREGADOR EVANGELISTA 1) Aponte o dedo 1. ele não explica! 2.

3.2) Abra os braços – PROMETA! 3.1) Abra os braços – CONVIDE! 3. 7) Ele TOCA os rejeitados. .3) Abra os braços – EXPLIQUE! CAPÍTULO 3 NOSSO SENHOR NÃO ERA APENAS UM PREGADOR 1) Ele se IDENTIFICA com os pecadores. 2) Ele EXPERIMENTOU tentação. 4) Ele CONFRONTA o mal pessoalmente. 5) Ele PREOCUPA-SE com os doentes. 3) Ele faz DISCÍPULOS por meio de conversas pessoais. 6) Ele mantém uma VIDA DE ORAÇÃO secreta.