P. 1
Notas de aula 5 sem figuras

Notas de aula 5 sem figuras

|Views: 465|Likes:
Publicado porlhp4ever

More info:

Published by: lhp4ever on May 20, 2008
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/09/2014

pdf

text

original

34

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO
Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto
Departamento de Economia

Disciplina: REC0215 – Microeconomia I

Docente Responsável: Jaylson Silveira

2.1.5. Demanda de mercado
Fonte: Varian (2006, cap. 15).
Demanda de mercado do bem j: Seja ) , , (
2 1 i
j
i
m p p x a demanda marshalliana do consumidor i do
bem j. A demanda de mercado do bem j é soma das demandas marhallianas de todos os n
consumidores, ou seja,

=
=
n
i
i
j
i n
j
m p p x m m p p X
1
2 1 1 2 1
) , , ( ) , , , , ( K .
Observação: Note que a demanda de mercado por depender não só dos preços, mas também das
rendas individuais, acaba dependendo também da distribuição de rendas.
Consumidor representativo: Um consumidor representativo é aquele que geraria a demanda de
mercado ao se defrontar com os preços ) , (
2 1
p p e renda

=
=
n
i
i
m M
1
, ou seja, poderíamos
estabelecer a seguinte igualdade ) , , ( ) , , , , (
2 1 1 2 1
M p p X m m p p X
j
n
j
= K .
Curva de demanda de mercado do bem j: É simplesmente o gráfico da função demanda de mercado
no plano cartesiano, no qual o eixo das abscissas representa as quantidades consumidas do bem j e o
eixo das ordenadas os preços unitários desse bem, ceteris paribus. Portanto, a curva de demanda de
mercado do bem j, denotada por ) (
j j
p D , pode ser vista como uma função de uma única variável
real,
j
p , parametrizada pelas demais variáveis exógenas ) , , , (
1 n i
m m p K , com j i ≠ e 2 , 1 , = j i . Em
suma, ) , , , , ( ) (
1 2 1
1
1 1 n
m m p p X p D K = para um dado vetor ) , , , (
1 2 n
m m p K e
) , , , , ( ) (
1 2 1
2
2 2 n
m m p p X p D K = para um dado vetor ) , , , (
1 1 n
m m p K .
Curva de demanda de mercado do bem j inversa: É a função inversa ) ( ) (
1 j j
j j
X P X D p ≡ =

, se
existir. Tal função indica qual deveria ser o preço de mercado do bem j para que fosse demandada
j
X unidades desse bem por intervalo de tempo.
Observação: A curva de demanda inversa ) (
j
X P mede a propensão marginal a pagar (TMS) de
todos os consumidores que estiverem comprando o bem.
35
Figura 15.1 de Varian (2006, cap. 15)
Exemplo: Agregação de curvas de demanda lineares.
Figura 15.2 de Varian (2006, cap. 15)
Margens extensiva e intensiva: Suponha que um consumidor demande quantidades estritamente
positivas de todo os bens pertencentes a seu espaço de mercadorias. Um ajuste na margem extensiva
ocorre quando após a variação de um determinado preço o consumidor escolhe uma nova cesta
ótima na qual todas as quantidades demandadas ainda são estritamente positivas. Por sua vez, um
ajuste na margem intensiva ocorre quando o consumidor decide consumir ou deixar de consumir
uma quantidade estritamente positiva de um bem após a variação de um determinado preço.
Exemplo: Agregação de curvas de demanda por um bem discreto.
Figura 15.3 de Varian (2006, cap. 15)
Elasticidade: Maneira de mensurar a sensibilidade de uma variável com relação à outra que
independe das unidades de medida das variáveis em questão.
Elasticidade-preço da demanda no arco: É a variação percentual média da quantidade demanda de
um bem gerada pela variação (para cima ou para baixo) de um por cento no preço deste bem, ou
seja,
) (
) ( ) (
j j
j
j
j j j j j
j
j
j
j
j
j
j
j
j
j
j
j
p X
p D
p
p
p D p p D
X
p
p
X
p
X
p
X
p
p
X
X
j
j


− ∆ +
=


=


=


= ε
)
.
Elasticidade-preço da demanda de mercado no ponto: É uma aproximação da variação percentual da
quantidade demanda de um bem gerada pela variação (para cima ou para baixo) de um por cento no
preço deste bem, quando esta variação é infinitesimal (suficientemente pequena). Formalmente:
j
j
j
j
j
p X
p
p X
ε ε
)
0
lim
→ ∆
= .
Supondo que ) (
j j
p D é derivável e usando a definição de elasticidade-preço da demanda de
mercado no arco, obtemos:
.
) (
) (
) (
) ( ) (
lim
) (
) ( ) (
lim
0 0
j j
j
j j
p X
j j
j
j
j j j j j
p
j j
j
j
j j j j j
p
p X
p D
p
p D
p D
p
p
p D p p D
p D
p
p
p D p p D
j
j
j j
j
j
′ =
¦
)
¦
`
¹
¦
¹
¦
´
¦


− ∆ +
=
¦
)
¦
`
¹
¦
¹
¦
´
¦


− ∆ +
=
→ ∆ → ∆
ε
ε

36
Classificação da demanda de mercado segundo sua elasticidade-preço: Se 1 >
j
j
p X
ε , dizemos que o
bem j tem uma demanda elástica em
j
p . Caso 1 =
j
j
p X
ε , dizemos que o bem j apresenta uma
demanda de elasticidade unitária em
j
p . Se 1 <
j
j
p X
ε , afirmamos que o bem j tem uma demanda
inelástica em
j
p . Se 0 =
j
j
p X
ε , o bem j tem uma demanda perfeitamente inelástica em
j
p .
Finalmente, caso ∞ =
j
j
p X
ε , o bem j tem uma demanda perfeitamente elástica em
j
p .
Exemplo: A elasticidade-preço da demanda de mercado de uma curva de demanda de mercado
linear (na lousa).
Figura 15.4 de Varian (2006, cap. 15)
Exemplo: Demandas de mercado de elasticidade-preço constante (na lousa).

Figura 15.6 de Varian (2006, cap. 15)
Relação entre receita total e elasticidade-preço da demanda de mercado: Na lousa.
Receita marginal: É variação da receita total gerada pela variação em uma unidade da quantidade
vendida (produzida) de um determinado bem. Com base nesta definição, a receita marginal pode ser
vista como uma função da quantidade do bem. Para obtermos a receita marginal devemos, então,
utilizar a curva de demanda inversa. Seja ) (q P o preço unitário cobrado na venda de q unidades de
um determinado bem. Logo, a receita total obtida pela venda de q unidades é q q P q R ) ( ) ( = .
Supondo a função demanda de mercado inversa ) (⋅ P derivável, a receita marginal é dada por:
) ( ) ( ) ( q P q q P q R + ′ = ′ .
Primeiramente, observe que ) 0 ( ) 0 ( P R = ′ , ou seja, a curva de receita marginal cruza a curva de
demanda inversa em 0 = q . Além disso, se o bem for normal, então 0 ) ( < ′ q P para todo 0 ≥ q , de
maneira que ) ( ) ( q P q R < ′ para todo 0 > q . Em outros termos, se o bem for normal, a curva de
receita marginal ficará abaixo da curva de demanda inversa para qualquer 0 > q .
Exemplo: Curva de receita marginal da curva de demanda linear (na lousa).
Figura 15.7 de Varian (2006, cap. 15)
Relação entre receita marginal e elasticidade-preço da demanda de mercado: Na lousa.
37

Exemplo: A curva de Laffer (na lousa).

Figura 15.8 de Varian (2006, cap. 15)

Figura 15.9 de Varian (2006, cap. 15)
Elasticidade-renda da demanda de mercado no arco: É a variação percentual média da quantidade
demanda de um bem gerada pela variação (para cima ou para baixo) de um por cento na renda
agregada, ou seja,
,
) , , (
) , , ( ) , , (
,
2 1
2 1 2 1
M p p X
M
M
M p p X M M p p X
X
M
M
X
M
X
M
X
M
M
X
X
j
j j
M X
j
j
j
j
j
j
M X
j
j


− ∆ +
=


=


=


=
ε
ε
)
)

na qual

=
=
n
i
i
m M
1
.
Elasticidade-renda da demanda de mercado no ponto: É uma aproximação da variação percentual da
quantidade demanda de um bem gerada pela variação (para cima ou para baixo) de um por cento na
renda agregada, quando esta variação é infinitesimal (suficientemente pequena), ou seja,
M X
M
M X
j j
ε ε
)
0
lim
→ ∆
= .
Supondo que ) , , (
2 1
M p p X
j
é derivável em relação à renda agregada e usando a definição de
elasticidade-preço da demanda no arco, obtemos:

.
) , , (
) , , (
,
) , , (
) , , ( ) , , (
lim
,
) , , (
) , , ( ) , , (
lim
2 1
2 1
2 1
2 1 2 1
0
2 1
2 1 2 1
0
M p p X
M
M
M p p X
M p p X
M
M
M p p X M M p p X
M p p X
M
M
M p p X M M p p X
j
j
p X
j
j j
M
M X
j
j j
M
M X
j
j
j
j


=
)
`
¹
¹
´
¦


− ∆ +
=
)
`
¹
¹
´
¦


− ∆ +
=
→ ∆
→ ∆
ε
ε
ε

Classificação da demanda de mercado segundo sua elasticidade-renda: Se 0 >
M X
j
ε , dizemos que o
bem j é normal. Caso 0 <
M X
j
ε , dizemos que o bem j é inferior. Finalmente, se 1 >
M X
j
ε ,
classificamos o bem j como um bem de luxo.
38
Exercícios: Resolva todas as “Questões de Revisão” propostas por Varian (2006, cap. 15). Resolva
os problemas 7, 8, 9, 10 e 11 dos “Exercícios” propostos por Pindyck e Rubinfeld (2006, cap. 4, p.
121-122).

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->