Modelagem de

Banco de Dados Relacional

Modelo Lógico

Professor Ari Oliveira

Apostila de Banco de Dados:

Modelagem de Dados
8. MODELO LÓGICO
O modelo lógico é o modelo que mostra toda a estrutura do banco de dados, mas é
ainda independente de SGBD, ou seja, pode ser usado em qualquer banco de dados. Quando
estiver pronto, podemos ter noção da estrutura e de todas as tabelas (entidades) que o
sistema terá, com consistência, segurança e sem redundâncias. Após este modelo, já
direcionaremos o nosso banco para o SGBD a ser utilizado, ou seja, Oracle, MySQL, SQL
Server, PostgreSQL, etc.
O método para se chegar ao Modelo Lógico consiste em realizar a “decomposição”
do nosso modelo anterior, o Modelo Conceitual, fazendo o detalhamento total dos itens do
DER. Existem vários métodos conhecidos para realizar esta tarefa. Alguns dos métodos mais
conhecidos são a Normalização e o Top-down. Nos nossos estudos aqui, continuaremos
usando as regras da modelagem Top-down, o que simplificará bastante nosso trabalho e
chegará ao mesmo resultado!
Bem, este processo basicamente consiste tem aplicar ao nosso modelo 8 regras, pois
quando terminarmos já teremos o modelo pronto. Aqui abaixo estão listada elas:
1. 1:N
2. Redundância Funcional
3. Multivaloração
4. N:N
5. Relacionamento Múltiplo
6. Agregação
7. Autorrelacionamento
8. Particionamento
Veremos a seguir a aplicação de cada uma destas regras, passo a passo.

Página 2 de 23

vamos ver exemplos de Cód. da Escola 1 1 2 1 Gênero Salesiano Marista Página 3 de 23 .Apostila de Banco de Dados: Modelagem de Dados 8. do Aluno Nome 1 Alberto Machado da Silva 2 Antônio Machado da Silva 3 Clécio Grilo Meireles 4 Márcio de Souza Gomes Escolas Cód. N 1 Exemplo: N 1 N 1 Para melhorar o entendimento dessa instâncias das entidades. da Escola 1 2 decomposição. mas sem ser determinante.1 REGRA PARA 1:N y N 1 Regra: Copiamos o atributo determinante do lado 1 para o lado N. Alunos Cód.

Passo 4: Surge um relacionamento de cardinalidade 1:N da entidade nova para a antiga. no plural. Passo 3: Cria-se um determinante artificial para a entidade nova.2 REGRA PARA REDUNDÂNCIA FUNCIONAL Passo 1: Remove-se o atributo em redundância e surge uma nova entidade cujo nome será o do atributo.Apostila de Banco de Dados: Modelagem de Dados 8. N 1 Passo 5: Decompõe-se o relacionamento 1:N. N 1 Página 4 de 23 . Passo 2: O atributo em redundância passa para a nova entidade sem ser redundante.

do Gênero 1 3 2 3 1 Gênero Clássica Forró Samba Página 5 de 23 . da Música Título 1 5ª Sinfonia de Beethoven 2 Não deixe o samba morrer 3 Morango do Nordeste 4 Mais que nada 5 9ª Sinfonia de Beethoven Gêneros Cód. do Gênero 1 2 3 decomposição.Apostila de Banco de Dados: Modelagem de Dados Exemplo: N 1 Para melhorar o entendimento dessa instâncias das entidades. Músicas Cód. vamos ver exemplos de Duração 5:20 3:43 3:15 2:55 4:18 Cód.

no plural. Passo 3: Surge um relacionamento de cardinalidade 1:N da entidade antiga para a nova. 1 N Página 6 de 23 .Apostila de Banco de Dados: Modelagem de Dados 8. 1 N Passo 4: Decompõe-se o relacionamento 1:N 1 N Passo 5: Os atributos da nova entidade irão formar um determinante composto. Passo 2: O atributo multivalorado passa para a nova entidade sem ser multivalorado.3 REGRA PARA MULTIVALORAÇÃO Passo 1: Apagamos o atributo multivalorado e surge uma nova entidade cujo nome será uma combinação do nome do atributo. com o nome da entidade antiga.

Apostila de Banco de Dados: Modelagem de Dados Exemplo: 1 N Para melhorar o entendimento dessa decomposição. do Usuário Email 1 cephas@hotmail. vamos ver exemplos de instâncias das entidades.com 3 cesarleo2@hotmail.com Página 7 de 23 .com 3 cesinha@gmail.com 2 marcosv@gmail. Usuários Cód.com 1 cephas@gmail. do Usuário Nome 1 Cephas Barreto da Silva 2 Marcos Vitorino Medeiros 3 César Leonardo Pereira Emails dos usuários Cód.

do Filme Título Atores dos Filmes 1 Rota de Fuga Código do Filme Código do Ator 2 Esqueceram de mim 3 1 3 Os Mercenários 3 3 3 4 Atores 2 2 Cód. Exemplo: 1 N 1 N N 1 Para melhorar o entendimento dessa decomposição. Nesses casos a decomposição do atributo em redundância deverá ser efetuada (usando a regra da redundância funcional). o antigo atributo multivalorado cai em redundância funcional.Apostila de Banco de Dados: Modelagem de Dados Atenção! Em alguns casos. Filmes Cód. vamos ver exemplos de instâncias das entidades. após decomposta a multivaloração. do Ator Ator 1 1 1 Arnold Schwarzenegger 1 3 2 Macaulay Culkin 3 Sylvester Stallone 4 Jet Li Página 8 de 23 .

1 N N 1 Passo 3: Decompõe-se os dois relacionamentos 1:N. Em outros casos se poderá criar um novo determinante artificial. Passo 2: Surgem duas novas relações de cardinalidade 1 (do lado da entidade antiga). 1 N N 1 Passo 4: Deve-se definir qual ou quais atributos formarão a determinação. Em alguns casos.Apostila de Banco de Dados: Modelagem de Dados 8. para N (do lado da nova entidade).4 REGRA PARA N:N N N Passo 1: Quebra-se as pernas do relacionamento e surge uma nova entidade no lugar da relação. pode-se criar um determinante composto (com os atributos que vieram da decomposição 1:N). 1 N N 1 Página 9 de 23 .

vamos ver exemplos de instâncias das entidades.Apostila de Banco de Dados: Modelagem de Dados Exemplo: N N 1 N N 1 Para melhorar o entendimento dessa decomposição. da Revista 2 1 3 3 Página 10 de 23 . da Revista 1 2 3 Nome Veja Casa e Jardim 4rodas Assinaturas Cód. Usuários Cód. do Usuário Nome 1 Mikaely Dias da Silva 2 Eliézio Soares Gomes 3 Silas Alves Júnior Revista Cód. do Usuário 1 2 2 3 Cód.

Para verificar se isto ocorreu. pois. temos um caso de alugueis. cada uma das novas relações ainda podem resultar em cardinalidade N:N mais uma única vez.Apostila de Banco de Dados: Modelagem de Dados Atenção! Nem sempre a regra básica de decomposição N:N funcionará. onde numa só locação devem ser alocados muitos produtos. No exemplo abaixo. teste a cardinalidade entre as relações. Veja a resolução: N N N N 1N N1 1 N N 1 Página 11 de 23 .

da Locação 1 2 3 4 Cód. do Cliente Nome 1 Érico Barreto Marinho 2 André Varella Alves 3 Jardson Amaral Câmara 4 Cíntia de Oliveira Neta Produtos Cód. do Usuário 1 2 2 3 Cód. do Produto 1 1 1 2 2 4 3 2 4 1 4 2 4 3 4 4 Página 12 de 23 . vamos ver exemplos de instâncias das entidades. do Produto 1 2 3 4 Nome Cadeira Mesa Carro utilitário Toalhas Locações Cód. do Cliente 1 1 4 2 Data 01/02/2014 05/02/2014 08/03/2014 08/03/2014 Itens das Locações Cód.Apostila de Banco de Dados: Modelagem de Dados Para melhorar o entendimento dessa decomposição. da Locação Cód. Clientes Cód.

Apostila de Banco de Dados: Modelagem de Dados 8.5 REGRA PARA RELACIONAMENTOS MÚLTIPLOS N N N Passo 1: Quebra as pernas do relacionamento e surge uma nova entidade no lugar da relação. Página 13 de 23 .

1 N N 1 Passo 4: Deve-se definir qual (quais) atributo(s) formará a determinação (ou criar um artificial) 1 N N 1 N 1 Página 14 de 23 . 1 N N 1 N 1 N 1 Passo 3: Decompõe-se os três relacionamentos 1:N.Apostila de Banco de Dados: Modelagem de Dados Passo 2: Surgem três novas relações de cardinalidade 1 (do lado da entidade antiga) para N (do lado da nova entidade).

Clientes Funcionário Cód.Apostila de Banco de Dados: Modelagem de Dados Exemplo: N N N 1 N N 1 N 1 Para melhorar o entendimento dessa decomposição. do Cliente Nome Cód. do Cod. 2 3 3 1 Página 15 de 23 . do Carro 1 2 Nome Uno Mile branco 92 Fusca azul 76 Serviço Cód. do Funcion. do Carro 1 1 2 1 Cod. do Serviço Cliente 1 1 2 2 3 2 4 3 ver exemplos de Nome Claúdio Sebastião Wellen Cod. do Funcionário 1 Daely Manhães 1 2 Patrícia Furtado 2 3 Baruck Pegado 3 Carros Cód. vamos instâncias das entidades.

Apostila de Banco de Dados: Modelagem de Dados 8.6 REGRA PARA AGREGAÇÃO N N N N Passo 1: Decomponha a relação dentro da Agregação. 1 N N 1 N N Página 16 de 23 . 1 N N 1 N N Passo 2: Ligue a entidade externa à agregação com a nova entidade.

Apostila de Banco de Dados: Modelagem de Dados Passo 3: Decomponha o relacionamento que existia fora da agregação. 1 N N 1 1 N N 1 Exemplo: N N N N Página 17 de 23 .

do Funcion.Apostila de Banco de Dados: Modelagem de Dados 1 N N 1 1 N N 1 Para melhorar o entendimento dessa decomposição. Funcionários Cód. do Nome Funcionário 1 Helder Pacheco Jr 2 Diego Pegado Gomes 3 Kairon Ramon Perez Projetos Cód. Fotográfica Cronômetro Funcionários dos projetos Cód. do Projeto 1 1 2 1 2 2 3 2 Utilizações Cód. do Utilização Projeto 1 1 2 1 3 2 4 2 5 1 Cód. do Projeto 1 2 Máquinas Cód. vamos ver exemplos de instâncias das entidades. da Cód. 1 1 3 2 2 Cód da Máquina 1 3 4 2 4 Página 18 de 23 . da Máquina 1 2 3 4 Nome Projeto 2014 Projeto 2015 Nome Computador Impressora Maq. do Funcionário Cód.

7 REGRA PARA AGREGAÇÃO 1 N Caso 1:N . N N Caso N:N Passo1: Surge uma nova entidade e dois novos relacionamentos 1:N. da entidade antiga para a nova. Passo 2: Os dois relacionamentos devem ser decompostos gerando no lado N dois novos atributos de nomes diferentes. 1 1 N N Página 19 de 23 .Apostila de Banco de Dados: Modelagem de Dados 8.O atributo determinante se repete com outro nome. sem ser determinante.

Apostila de Banco de Dados: Modelagem de Dados Exemplo: 1 N 1 N Para melhorar o entendimento dessa decomposição. Funcionários Código do Funcionário 1 2 3 4 5 6 7 Nome Presidente Lula Molusco Gov. vamos ver exemplos de instâncias da entidade. Maluf Fofo Gov. Rosalba Boa Profeita Micarla Anjo Vereador Dagô do Samba Ministro Garibaldi Bonito Deputado Super Moura Código do Líder 1 1 3 4 1 3 Página 20 de 23 .

1 1 1 1 Passo 2: O atributo determinante da partição principal se repete nas novas entidades.8 REGRA PARA PARTICIONAMENTO Passo 1: Quebra-se o particionamento e surgem duas novas entidades ligadas à partição principal.Apostila de Banco de Dados: Modelagem de Dados 8. 1 1 1 1 Página 21 de 23 . por dois novos relacionamentos 1:1. também como atributos determinantes.

Apostila de Banco de Dados: Modelagem de Dados Exemplo: 1 1 1 1 Página 22 de 23 .

Apostila de Banco de Dados: Modelagem de Dados Para melhorar o entendimento dessa decomposição. vamos ver exemplos de instâncias da entidade. Veículos Código do Veículo 1 2 3 4 5 6 Marca/Modelo Fusca/1600 Fiat Uno Mile Lada Laika Fiat Fiorino Honda Fan Honda Pop Carros Código do Veículo 1 2 3 4 Estepe Careca Não tem Furado OK Motos Código do Veículo 5 6 Passageiros 2 1 Ano 1976 1996 1982 1986 2002 2009 Página 23 de 23 .