Você está na página 1de 23

MADEIRA

20
selecção

obras
MADEIRA
Titulo da obra 00
LOCALIDADE | sítio | Autor | Data

outras obras

Imagem
de
outra obra
da época

Imagem da obra escolhida

Imagem
de
outra obra
da época

cronologia
MADEIRA
Plano Geral de Melhoramentos do Funchal 01
FUNCHAL | zona urbana | arq. Ventura Terra | 1915

O espírito do novo século está patente na vontade da cidade se reorganizar segundo novos conceitos
outras obras
que têm expressão no Plano de Ventura Terra, de 1915. Este Plano de Melhoramentos da Cidade é
alterado e completado mais tarde com um plano de infra-estruturas e equipamentos públicos de
Carlos Ramos (1933) e outro de Faria da Costa (1945), que se centra sobretudo na zona marginal e
no Porto do Funchal.
MADEIRA
Moradia na Rua do Comboio 02
FUNCHAL | Rua do Comboio | autoria desconhecida | primeiro quartel do séc. XX

Esta casa faz parte de uma série de construções do inicio do século que se localizam principalmente
outras obras
ao longo dos eixos principais de expansão da cidade.
MADEIRA
Mercado dos Lavradores 03
FUNCHAL | Rua Brigadeiro Oudinot | arq. Edmundo Tavares | 1940 (obra)

O Mercado, de Edmundo Tavares, é uma das obras que marca o final de 30, sendo um dos exemplos
outras obras
mais próximo do modernismo
MADEIRA
Sanatório João de Almada 04
FUNCHAL | Monte | arq. Carlos Ramos | 1941 (obra)

Apesar de algumas remodelações, esta obra mantém o carácter e uma presença singular no
outras obras
anfiteatro da cidade. A sua localização terá sido definida na Planta da Cidade do Funchal proposta por
Carlos Ramos em 1933.
MADEIRA
Conjunto da Avenida do Infante 05
FUNCHAL | Avenida do Infante | Vários autores | 1940 (obra)

Ao longo dos anos 40, depois de aberta a avenida que proporcionou a expansão da cidade a Poente,
outras obras
de acordo como Plano de Ventura Terra, serão construídas uma série de moradias, entre as quais
uma obra de Raul Lino e outra de Edmundo Tavares.
MADEIRA
Banco de Portugal 06
FUNCHAL | Avenida Arriaga | arq. Edmundo Tavares | 1943 (obra)

outras obras O fim dos anos 40 é


marcado por uma quebra
deste ciclo tímido de
modernismo, dando lugar às
obras do Estado Novo com o
seu estilo próprio.

Edmundo Tavares, o mesmo


que desenha uns anos antes
o Mercado é o autor do
edifício do Banco de
Portugal na Madeira.
MADEIRA
Tribunal do Funchal 07
FUNCHAL | Rua Marquês do Funchal | arq. Januário Godinho | 1953 (projecto) 1962 (obra)

Num registo completamente diferente, um pouco mais tarde, Januário Godinho inicia o projecto do
outras obras
Tribunal do Funchal em 1953 concluindo a obra quase dez anos mais tarde.
MADEIRA
Capela do Cemitério das Angústias 08
FUNCHAL | S. Martinho | arq. Chorão Ramalho | 1955 (projecto) 1957 (obra)

Esta obra, a par com outras de Chorão Ramalho, marca a altura em que o betão chega
outras obras
definitivamente à Arquitectura. Agora os novos materiais e sistemas construtivos são eles próprios
geradores da forma e do espaço.
MADEIRA
Escola Primária do Porto Santo 09
PORTO SANTO | R. Berta Aguiar | arq. Chorão Ramalho | 1959 (projecto) 1966 (obra)

A obra da escola primária denota uma especial preocupação em relação ao meio ambiente onde se
outras obras
insere, sobretudo relativamente ao clima e ainda na utilização de algumas técnicas construtivas
tradicionais como é o caso das coberturas de “salão”.
MADEIRA
Conjunto da Caixa de Previdência do Funchal 10
FUNCHAL | R. do Bom Jesus | arq. Chorão Ramalho | 1960 (projecto) 1972 (obra)

Esta é a obra paradigmática dos anos 60. Este conjunto composto por habitação, serviços de saúde e
outras obras
serviços administrativos, desenvolve-se numa torre de 14 pisos assente numa plataforma que alberga
os serviços e ainda alguma habitação. A primeira construção em torre construída no anfiteatro do
Funchal, apesar da sua volumetria, faz uma ligação eficaz com a escala envolvente da malha antiga da
cidade através da plataforma.
MADEIRA
Plano Director da Cidade do Funchal 11
FUNCHAL | área urbana | arq. Rafael Botelho | 1969 -1972

No final dos anos 60, a cidade resolve fazer o seu Plano Director. Este plano além da importância que
outras obras
teve nas duas décadas seguintes, teve a particularidade de reunir um conjunto de pessoas
interessadas pelas questões da cidade que, sob a direcção de Rafael Botelho, organizaram os
Colóquios de Urbanismo do Funchal, o que na altura, em Portugal, constituía uma inovação.
MADEIRA
Edifício de Escritórios na Rua da Carreira 12
FUNCHAL | R. da Carreira | arq. Manuel Vicente e Goes Ferreira | à volta de 1970

Uma obra moderna inserida num estrutura urbana antiga. Inovação na utilização do betão à vista.
outras obras
MADEIRA
Bairro do Espírito Santo 13
CÂMARA DE LOBOS | arq. Manuel Vicente e Goes Ferreira | à volta de 1970

Uma das várias intervenções desta época na área da habitação social. O Bairro do Espírito Santo
outras obras
destaca-se pela qualidade dos espaços públicos e utilização dos materiais e elementos da arquitectura
vernácula, segundo uma linguagem moderna.
MADEIRA
Subestação de Machico 14
MACHICO | Água de Pena | arq. Chorão Ramalho | 1972 (projecto) 1973 (obra)

outras obras
MADEIRA
Conjunto do Casino Park Hotel 15
FUNCHAL | Av. do Infante | arqtos. Óscar Niemeyer e Viana de Lima | 1966 (projecto) 1976 (obra)

Exemplo do estilo Internacional e única obra de Óscar Niemeyer, este conjunto continua, ainda hoje a
outras obras
ser um dos ex-libris da Madeira e aquela que poderíamos eleger como a grande obra do séc.XX nesta
região.
MADEIRA
Conjunto de habitação na Rua de Santa Luzia 16
FUNCHAL | Calçada da Encarnação | arq. Goes Ferreira | por volta de 1970

Nos anos 70 a construção de habitação social tem uma presença assinalável na região. A forma como
outras obras
as obras de arquitectura se adaptam à particular orografia da ilha Madeira merece sempre uma
especial atenção. Este factor é sempre reconhecível na obra do arquitecto Goes Ferreira.
MADEIRA
Edifício Navio Azul 17
FUNCHAL | Estrada Monumental | arq. Marcelo Costa | por volta de 1980

Os anos 80 são marcados


outras obras
por novos regionalismos e
alguns exemplos pós-
modernistas.

A obra de Marcelo Costa


destaca-se, um pouco à
margem do que se faz
então.
MADEIRA
Clube Naval do Funchal 18
FUNCHAL | Quinta da Calaça | arq. Gonçalo Byrne | 1993 (projecto) 1999 (obra)

No início dos anos 90, Gonçalo Byrne abre as portas de outros caminhos na arquitectura, com a obra
outras obras
do Clube Naval do Funchal.
MADEIRA
Bloco de Habitação k2 19
FUNCHAL | R. Levada do Cavalo | arqtos. Luís Vilhena e Paulo David | 1997(projecto) 1999 (obra)

O K2 constitui uma das primeiras expressões de uma nova geração de arquitectos, para além dos
outras obras
autores deste projecto, que aproveitam as portas abertas por Gonçalo Byrne para a construção de uma
arquitectura contemporânea.
MADEIRA
Estalagem da Quinta da Casa Branca 20
FUNCHAL | Casa Branca | arqtos. J. Favila, T. Goes Ferreira, L. Rosário | 1995 (projecto) 1999 (obra)

A Estalagem da Casa Branca, que marca o final de século, vem fazer prova que há soluções
outras obras
alternativas para as instalações hoteleira que tradicionalmente optam por outro tipo de arquitectura
menos qualificada
MADEIRA