Você está na página 1de 16

Publicação

mensal da
Mais notícias em www.jornalobasto.com
adbasto

Director - Gonçalo de Meirelles Director Adjunto - Albino Antunes Sub-Director - Marco Gomes
Ano VI - N.º 64 - 20 de Abril de 2010 Preço: 0,60 cêntimos

“O Basto” está
na Internet
adbasto promove
jantar da Liberdade
Pág. 5

“Limpar Portugal” Pág. 3


foi um sucesso em
Mondim Pág. 5
Grupo no facebook Fátima Marinho
discute a Linha do apresenta a obra
Tâmega “À procura de um
lugar”

Ribeira de Pena
recebeu Taça de
Portugal em
“Downhill” Pág. 9

Enchente no
Concerto de
Páscoa Pág. 5
Pág. 3 Pág. 5

Alma Nova
Vinho Verde
Distribuidor: Almaverde S.A., Lda
Rua do Paraíso, 73 4000 - 377 Porto Denominação de Origem Controlada
Eduardo A. P. Valente Leal (Sub-Região de Basto)
Tel 22 339 0303 - Tel/Fax. 22 3322635 Quinta das Carvalhas - Cavez
Campeonato Nacional de Motocrosse
O semáforo de Basto Por Marco Gomes

“FarmFilm - Festival de Cinema Rural”, Bom ensaio de Ivo


é o nome de uma iniciativa da Escola
Profissional de Fermil de Basto. Criado
por um professor e um grupo de
Fernandes em
alunos, este festival promete animar o
espaço cultural da Região de Basto e
promover a divulgação das
S. Quintino
características do mundo rural da A prova em Casais de S. Quintino correu de
Região de Basto. O Festival irá premiar feição ao piloto de Cabeceiras de Basto. Nos
em três categorias: documentários, filmes promocionais e “spots” humorísticos. O treinos cronometrados, Ivo Fernandes obtém
fim do festival está agendado para o mês de Setembro. Este é um bom o exemplo de o 6º lugar na sua serie de apuramento, com
como se estimula a cultura e a aprendizagem e ao mesmo tempo se promova as
a consequente 11ª posição de entrada na
características de uma terra.
grelha de partida. Apesar de a posição não
“ P are, Escute e Olhe” é um ser a melhor, o piloto da MotoSucia, fez dois
documentário de Jorge Pelicano que excelentes arranques.
tem sido agraciado com vários Na prova pontuável para o Campeonato
prémios. Neste momento, este Nacional de Motocrosse, categoria de Elite, Ivo Fernandes obtém 6º lugar
documentário está em exibição nas o calor e o bastante pó que se fizeram sentir
principais salas de cinema de marcaram o desempenho dos pilotos. Na primeira manga Ivo faz um excelente
Portugal. Infelizmente, este arranque saindo da curva na quarta posição, porém o poderio das 450 cc presentes
documentário está “fechado”, por
fez com que Ivo terminasse esta manga na 8ª posição, como o próprio salienta: “ Foi
enquanto, ao circuito comercial. A exibição deste documentário nas Terras de Basto
seria uma acção de informação louvável. Pela pertinência (pois retrata a realidade do
uma manga muito difícil, mas consegui fazer um bom arranque perante as 450 cc.
interior de Portugal, o fecho da linha ferroviária do Tua e ameaça das barragens) e a Nesta pista a cilindrada mais potente tem vantagem sob as restantes. Mesmo assim
relação directa entre o tema do documentário e a Região de Basto seriam boas rolei rápido e acompanhei sempre o grupo da frente, perdi apenas um lugar para
razões para a exibição do documentário “Pare, Escute e Olhe”. uma 250 cc, sendo ele Paulo Alberto, n entanto é muito bom fazer segundo na
classe de 250 cc. “.
S ucedem-se várias notícias na Na segunda manga, o piloto Cabeceirense, repete o bom arranque, contudo num erro
imprensa nacional sobre acções
técnico perde algumas posições, mas depois de encontrar o seu ritmo o jovem recupera
policiais na Região de Basto que tem as posições perdidas, tendo obtido a 7ª posição, lugar que ocupou na geral da prova
tido como resultado a apreensão de de S. Quintino, no Campeonato Nacional de Motocrosse, categoria de Elite.
várias armas de fogo e munições de
vários calibres. Uma possível razão
por existir um tráfico de armas e
munições tão elevado (propor- Comércio de Mobiliário
cionalmente a outras regiões) poderá Fabrico de Cozinhas
ser fundamentada por uma questão cultural. É comum que nesta região se compre
(alimentando o tráfico ilegal de armas) e se possua armas de fogo e munições de Ribeiro do Arco 4860 -176 Cavez | (+351) 253 654 278
calibre ilegais. Não havendo uma fiscalização eficiente, é o senso comum que info@classeformas.com | www.classeformas.com
determina. LISBOA :: PORTO :: PARIS :: LYON :: GRENOBLE :: TOULOUSE :: BORDEAUX

Ajudamos a vender
Com o apoio

Licença AMI: 7508 | APEMIP : 3835


R. 25 de Abril-Nº 17-R/C B | 4860-350 Cabeceiras de Basto

Refojos Abadim Celorico Arco de Baúlhe Refojos


Tlf.|Fax. 253 768 027 | Tlm. 961 403 167
geral@domusbasto.com

Apartamentos T3 c/ áreas Quinta c/ casa em pedra p/ Casa tradicional em pedra p/ Casa brasonada, toda em Pavilhão destinado a industria
generosas e acabamentos de restauro, canastro, eira e restauro. Terreno envolvente pedra, com jardim e terreno com 300m2 + 100m2.
qualidade! campos c/ 12.120m2. c/ 3.000m2. com 2hectares.

Outeiro Basto Painzela Passos Refojos

Belíssima moradia. Tudo à Lote de terreno com 875 m2 Vivenda unifamiliar tipo T3 Moradia tipo T3 em cons- Casa para reconstrução no
medida do seu bom gosto e e viabilidade de nova. Venha conhecer algo trução. Bem localizada c/ centro da Vila.
imaginação! construção. diferente… excelentes vistas. Visite!

Jaime Barros | Tlm. 968 876 427 www.domusbasto.com

2 20 de Abril de 2010
Jornal “O Basto” já pode ser
acompanhado na Internet
O sítio encontra-se no url “http://
www.jornalobasto.com” e conta com a
colaboração de várias pessoas da Região
de Basto. O sítio do jornal “O Basto” na
Internet pretende ser um espaço
informativo colaborativo e inovador na
Região de Basto.
O jornal “O Basto” já pode ser lido na
Internet. A versão “online” do jornal é um
complemento informativo ao jornal
mensal impresso. Quase todos os
www.jornalobasto.com
conteúdos informativos presentes em
cada edição (na versão “em papel”) sendo provenientes dos concelhos de De referir que o sítio do jornal ainda não facto de permitir que, praticamente, em
impressa estará presente no sítio deste Cabeceiras, Celorico e Mondim de Basto. está finalizado e que durante os todo o mundo se possa ler e interagir
jornal na Internet. No entanto, a versão O sítio do jornal “O Basto” na Internet foi próximos meses haverá mudanças no com o jornal “O Basto”. Algo importante
“online” (que tem o url: http:// criado como uma plataforma de “layout” (aspecto), a introdução de novas para os milhares de migrantes (que
www.jornalobasto.com) será actualizada informação em conformidade com as funcionalidades, serviços como, estejam fora ou em Portugal) da Região
diariamente com outros conteúdos melhores práticas de construção de também, a apresentação de novos de Basto e Baixo-Barroso que desejam
informativos (notícias, artigos etc.) e terá, sítios “Web 2.0”. Está presente no sítio cronistas e uma espaço temático de ser actualizados com as notícias sobre
para além de um espaço para os artigos vários conteúdos multimédia (e.g. debate mensal. Em destaque estará a a sua terra de origem ou de eleição.
de opinião dos cronistas da versão “em vídeos), informação diversa, versão do criação de “Newsletters” (receber o Este espaço “cibernético” fará um
papel”, um espaço de opinião intitulado jornal impresso (em formato pdf), caixas conteúdo via email), “Feeds”, de versões realce à opinião de pessoas com várias
“Opinião Demarcada”. Este espaço com as notícias mais lidas, votadas etc. do sítio para PDA e iPhone, e de um sensibilidades e provenientes de
pertence a um conjunto de cronistas que Seguindo a filosofia “Web 2.0”, o sítio vídeo que servirá como guia ao utilizador diversos concelhos da Região de Basto.
três em três dias publicarão uma nova promove a interacção entre o utilizador e na exploração do sítio. É essa a maior valência deste “novo”
crónica (só disponível “online”). O painel os conteúdos do sítio. Assim, permite A presença do jornal “O Basto” na espaço informativo, a publicação da
de cronistas é composto por que o utilizador possa comentar e Internet é um importante passo para a opinião de quem vive e sente a Região
personalidades da Região de Basto, qualificar a notícia (artigo, crónica etc.). promoção dos seus conteúdos, pelo de Basto.

Grupo na Internet apela para a reabertura


da linha ferroviária do Tâmega
Na Internet está presente na popular rede
social “Facebook” uma página de um
grupo de pessoas que apela para a
reabertura da linha ferroviária do Tâmega.
O grupo intitula-se “Queremos a linha
ferroviária do Tâmega Aberta” e apela
para os benefícios sócio-económicos da
reabertura da linha ferroviária do Tâmega.
A página do grupo foi criada por um jovem
cabeceirense que descreve, na página,
que o apelo tem em conta o “Futuro das
Terras de Basto ...”. Exposto no “mural”
da página do grupo no “Facebook” estão
alguns vídeos de algumas reportagens
da RTP sobre a linha ferroviária na
década de 1980 com, também, as
opiniões de diversas pessoas sobre o
tema da “reabertura da linha ferroviária”.
Em poucas semanas esta página reuniu
algumas centenas (até ao momento de
273) de “aderentes”, na sua maioria
jovens provenientes da Região de Basto. Grupo do Facebook já conta com centenas de aderentes
A reabertura da linha é um assunto património ferroviário por parte das inglês que previa a reabertura da linha ignorado. As razões não são do
recorrente em fóruns de discussão e Autarquias de Basto, pela falta no para a exploração ferroviária turística, conhecimento público.
“blogs” da região que ocasionalmente cumprimento das contrapartidas como também o regresso de um serviço Actualmente existe um projecto que
promovem o debate e as razões para a assinadas e havendo a expectativa da regional de passageiros. O projecto foi pretende transformar a restante linha
reabertura da linha ferroviária do Tâmega. reabertura da linha, foi criada a primeira apresentado às Autarquias da Região de ferroviária do Tâmega (entre Amarante e
organização civil de defesa dos direitos Basto, sendo o projecto rejeitado e Arco de Baúlhe) numa “ciclovia”.
A linha ferroviária do Tâmega das populações que perderam o serviço
(ligação Amarante - Arco de ferroviário em Portugal a “Comissão de
Baúlhe) Defesa da Linha do Tâmega”.
A linha ferroviária do Tâmega (ligação
Amarante-Arco de Baúlhe) foi encerrada
Desde do impedimento da retirada dos
carris à denúncia do acto de vandalismo
Compro Velharias
em Janeiro de 1990. Das contrapartidas efectuado efectuado pela Câmara Objectos de Porcelana, Paliteiros, Pinturas, Mobílias,
assinadas algumas ainda (passado Municipal de Celorico de Basto esta Arte Sacra, Presépios, Notas e Moedas Portuguesas
vinte anos) estão por cumprir, nomea- comissão efectuou diversas manifes- e Outros Artigos
damente, a conclusão da Via do tações e iniciativas de apelo à comu-
Tâmega (variante rodoviária entre nicação social e às Autarquias. Destas Pago de Imediato em Dinheiro!
Cabeceiras, Celorico e Mondim de iniciativas destaca-se o “cordão humano” Contactos: 964 153 248 - Depois das 19 Horas
Basto). Devido à alienação do e a divulgação do projecto de um cidadão

20 de Abril de 2010 3
Lançada a primeira pedra do Eleições na ARCA
novo centro escolar de Arco
de Baúlhe
O edil de Cabeceiras de Basto, Joaquim
Barreto, presidiu à cerimónia que dá o
mote para a construção do novo
espaço educativo destinado às
crianças do primeiro ciclo do segundo
maior Agrupamento Escolar do
Concelho. O projecto, da autoria da
arquitecta cabeceirense Inês
Gonçalves, orçado em 1,5 milhões de
euros, será comparticipado pela As eleições para os novos órgãos sociais da Associação Recreativa e Cultural do Arco
Autarquia Cabeceirense em 670 mil de Baúlhe (ARCA) decorreram no passado sábado dia 17 com uma elevada afluência
em comparação com actos eleitorais anteriores. Nestas eleições elegeram, com uma
euros. O empreendimento prevê «8
enorme expressividade, a lista A que obteve 125 votos, ficando a lista B com um conjunto
salas de aulas, polivalente, duas salas de 13 votos, contando-se ainda com um voto em branco e um voto nulo. Findadas as
para TIC e artes plásticas, espaços de contagens, a nova Presidente da Direcção, Leonor Moura, foi empossada contando na
estudo e de estar, gabinetes para a Assembleia com a Presidência de Filipa Camões e Joaquim Martins no Conselho Fiscal.
associação de pais, professores e coordenadores e que ficará acoplado à EB 2,3 já No entanto estas eleições chegaram a estar ameaçadas por uma série de querelas
existente». estranhas. Logo no acto de entrega das listas de candidatos, o então Presidente da
Apesar da esperada melhoria das condições para a educação, diversos cidadãos já Mesa da Assembleia, João Silva, não recolheu as listas que até á hora marcada tinham
levantaram dúvidas sobre a viabilidade de concentrar três graus de ensino básico, dado entrada na sede da associação, conforme o mesmo tinha estipulado. Mas as
que implica um substancial aumento do número de alunos com uma grande amplitude confusões surgiram definitivamente quando na véspera do acto eleitoral, de forma
espontânea, surge um edital, em alguns locais do Arco de Baúlhe, a desconvocar as
de idades e uma diminuição do área de recreio.
eleições por “motivos de segurança e legalidade”. No entanto, a desconvocação não
nutriu qualquer efeito nos sócios que, por desconhecimento da mesma ou por intenção
Altino Bessa qualifica de clara de participar no acto eleitoral, se apresentaram em massa, como vimos nos
números supra citados, garantindo a eleição de Leonor Moura como nova Presidente da

“situação degradante” urgências ARCA.


O jornal “O Basto” destaca o trabalho realizado pela anterior Direcção e felicita, desde já,
a nova Presidente, desejando-lhe o maior sucesso no trabalho à frente da ARCA,
do Hospital de Guimarães defendendo sempre os reais interesses da instituição, dos associados e de Arco de
Baúlhe.
O Deputado do CDS-PP Altino
Bessa eleito por Braga,
preocupado com a situação
Concurso Pecuário do Maronês
degradante que se vive nas
urgências no actual Centro
Hospitalar do Alto Ave, que
na “Feira dos Vinte”
agregou os Hospitais de Gui- A vila de Cerva acolhe em 20 de Abril, um dos mais
marães e Fafe, recebendo antigos concursos pecuários da raça Maronesa que se
ainda utentes provenientes realiza no Distrito de Vila Real e que será a grande
dos Concelhos de Cabeceiras, atracção da “Feira dos Vinte”. Esperam-se neste
Mondim e Celorico de Basto, concurso mais de cinquenta criadores de gado maronês
em requerimento enviado ao que irão exibir ao público alguns dos seus melhores
Ministério da Saúde questiona exemplares de uma raça produtora de carne de
o Governo sobre se se en- excelência e benéfica para a saúde humana.
contra prevista alguma inter- Os prémios a disputar são valiosos e dos maiores da
venção nos serviços de ur- região neste género de concurso que também tem a
gência do Centro Hospitalar do particularidade de ser o primeiro de cada ano. Daí não
Urgências de Guimarães em situação “degradante”
Alto Ave para o ano de 2010. ser surpresa que o Lugar da Feira da Lomba em Cerva
O parlamentar do CDS eleito por Braga quer ainda saber se o Ministério obteve algum vai receber a partir das primeiras horas da manhã da próxima terça-feira, milhares de
contacto da Câmara Municipal de Guimarães ou do seu Presidente, no sentido da visitantes que terão também a oportunidade de conhecer uma das vilas mais bonitas do
necessidade de reestruturação dos serviços de urgência do Centro Hospitalar do Alto distrito de Vila Real.
Ave e se o Ministério da Saúde considera como primordial uma intervenção nos serviços O Concurso Pecuário Maronês tem como objectivo promover e melhorar geneticamente
de urgência do Centro Hospitalar do Alto Ave. Em caso afirmativo, Altino Bessa pergunta a raça maronesa, bem como a excelente qualidade organolética e nutritiva da “Carne
para quando se encontra prevista a abertura do concurso para a reestruturação do Maronesa”, rica em ácidos gordos (CLA) essenciais para a saúde humana.
serviço de urgência do Centro Hospitalar do Alto Ave. A organização da Freguesia de Cerva e a colaboração da Câmara Municipal de Ribeira
Hospital de Guimarães está sobrelotado e não consegue dar resposta a tantas de Pena e Associação de Criadores do Maronês.
solicitações
No mesmo requerimento, Altino Bessa recorda que “o Hospital de S. José em Fafe
recebia diariamente cerca de 150 doentes, sendo que 96% cento desses doentes que
recorriam àquela unidade hospitalar, aí encontravam o tratamento adequado aos seus
A XIII edição dos troféus “O
problemas; O encerramento desta unidade de urgência implicou uma deslocação dos
utentes para o Hospital de Guimarães, já de si sobrelotado; Já durante o ano de 2006 foi
Minhoto” realizou-se em
afirmado publicamente pelo Presidente do Concelho de Administração do Hospital
Senhora da Oliveira, em Guimarães, que o serviço de urgência existente naquele hospital Cabeceiras de Basto
não estaria dimensionado para receber um número tão grande de solicitações em face No dia 29 de Março realizou-se a décima terceira edição dos troféus “O Minhoto”, que
do encerramento do serviço de urgências do Hospital S. José em Fafe; Após a criação teve lugar no Pavilhão Gimnodesportivo de Cabeceiras de Basto. O espaço encheu com
do Centro Hospitalar do Alto Ave ou mesmo no período anterior à sua criação, nenhuma a presença de várias pessoas que assistiram à entrega dos troféus desportivos referentes
alteração na sua estrutura foi realizada” O parlamentar sublinha ainda que “o projecto ao ano de 2009. A cerimónia de entrega dos troféus contou com as actuações do Grupo
de renovação das Urgências do Centro Hospitalar do Alto Ave em Guimarães se de Cavaquinhos da Raposeira e da Associação, Desportiva, Cultural S. João Baptista de
encontra concluído e na posse da Administração do Centro Hospitalar do Alto Ave Bucos (Jogo do Pau). No acto de premiar os atletas e as colectividades desportivas
mas no orçamento de estado apresentado na Assembleia da República, nos mapas minhotas do ano de 2009 foram atribuídos 28 troféus nas diversas categorias
relativos ao PIDDAC, nenhuma verba se encontra afecta à reestruturação dos serviços desportivas, no qual destacamos o entrega do troféu “O Minhoto”, relativo à categoria de
de urgência do Centro Hospitalar do Alto Ave”. Artes Marciais, ao campeão do mundo de “Kickbox” o cabeceirense António Sousa.

Aluga-se Móveis Usados


Armazém Loja
Com instalações Compra - Venda - Mudanças
aprovadas para indústria. Com 94 m2. Perto da
Rua Adelino Amaro da Costa Vitor Silva
Com 170 m2. Bons acessos. Vila de Refojos (Na subida para a segurança social)
Contactos: 969 378 800 - 0033 545 692 597 Refojos - Cabeceiras de Basto 964 883 265

4 20 de Abril de 2010
adbasto promove Jantar Pré-lançamento da obra “À
da Liberdade procura de um lugar” da
À semelhança do que tem sucedido em anos anteriores, a adbasto promove
no próximo dia 24 de Abril pelas 20 horas, no Restaurante Nariz do Mundo escritora Fátima Marinho
em Moscoso, um Jantar comemorativo dos 36 anos de Liberdade e
Democracia em Portugal. aconteceu no Lx Factory

A 16 de Abril no ex-complexo fabril de Lisboa, agora explorado por actividades ligadas


à indústria como em áreas associadas às artes e à cultura, “Lx Factory”, em
Alcântara, aconteceu uma sessão de lançamento do “site” literário de Fátima Marinho
O Jantar tem entrada livre e como é prática na adbasto, este momento de reflexão (http://www.fatimamarinho.com). No evento houve o pré-lançamento do livro “À procura
sobre o estado da Liberdade em Portugal e nas Terras de Basto não tem protocolos de um lugar” da autoria da escritora cabeceirense Fátima Marinho e editado pela
definidos, podendo usar da palavra e deixar o seu testemunho, quem o entenda Alphabetum Editora.
fazer. O sítio literário reúne várias funcionalidades e pretende, tanto pela sua inovação
O Jantar da Liberdade é uma prática que a adbasto com o apoio do Jornal “O como pela qualidade dos escritos, ser uma eficiente plataforma de divulgação das
Basto” tem vindo a promover nos últimos anos, com o objectivo de que a efeméride obras e pensamentos da autora. Parte das receitas do livro “À procura de um lugar”
que se comemora a 25 de Abril não caia no esquecimento. reverterá para a Associação Portuguesa de Portadores de Trissomia 21.
No corrente ano, este momento de convívio e reflexão surge num contexto em que Está previsto para o dia 25 de Abril uma sessão idêntica em Braga. Deixamos aqui
as constantes e sistemáticas tentativas de limitação à Liberdade de expressão, não a sinopse da obra “À procura de um lugar”:
só a nível nacional, mas também a nível local, condicionam os órgãos de comunicação “O nascimento do Vicente transformou tudo e todos à sua volta. Chovia no dia 25 de
social e a imprensa livre e democrática, à qual o Jornal “O Basto” se orgulha de Abril de 2000. Portugal parou para lembrar o valor da liberdade e, logo após o seu
pertencer. nascimento, também a família de Vicente parou debruçada sobre o abismo. Fora
A situação que se prende com a aplicação do Plano Nacional de Barragens no Rio concebido numa viagem aos Alpes suíços e a sua vinda preparada com detalhe.
Tâmega e as possíveis consequências que trará para as populações das Terras de Mas Vicente trazia consigo uma revelação esmagadora. Tinha trissomia 21. O dia
Basto, como factor de limitação da Liberdade e do desenvolvimento sustentável, do seu nascimento foi o acto inaugural de mil desafios, mas também o início de
será também um dos temas em debate neste convívio. vidas maiores que se escondiam no conforto e na previsibilidade dos dias. Às vezes
A Direcção da adbasto convida todos os seus associados e amigos, bem como a felicidade veste-se de breu só para que o sol brilhe mais quando rompe a alva.”
todos aqueles que lutam por uma maior democracia e liberdade na sua terra e na
sua região acreditando na expressão e na força da cidadania, a participarem neste
Jantar. As inscrições para o Jantar podem ser feitas pelos seguintes números – Após restauro o órgão de Tubos…
965822158; 253662071.
Igreja de S. Miguel de Refojos
“Limpar Portugal” em Mondim foi um sucesso
encheu para ouvir Concerto
Iniciativa envolveu 210 de Páscoa
pessoas que recolheram A Igreja do Mosteiro de S. Miguel
de Refojos “encheu” no passado

140 toneladas de lixo dia 27 de Março para assistir ao


Concerto de Páscoa, de música
sacra e clássica ministrado pelo
Organista Daniel Pereira Ribeiro,
que se fez acompanhar pelo coro
Cappella Bracarensis, numa
iniciativa da autarquia local e que
contou com o apoio da Paróquia
de Refojos e da Emunibasto.
Com um vasto currículo, Daniel
Pereira Ribeiro, interpretou a solo
temas como Variações sobre
“Ballo del Granduca” de J. P.
Sweelinck; Primer tiento de 1º
tono de Adrés de Sola; obra de 1º
Tono de registro de mano
derecha, de Pedro de San
Lorenzo; obra de 1º Tom, de Frei
Luís Coutinho e Batalha de 6º
Tom. Interpretou ainda conjun-
Centenas de pessoas ajudaram a limpar Mondim de Basto tamente com o coro Cappella
“No passado dia 20 de Março, decorreu a nível nacional um projecto de Bracarensis, “Domine, tu mihi
voluntariado designado “Limpar Portugal” a que também se associou um lavas pedes”; Confesso o meu
grupo de residentes no Concelho de Mondim de Basto”, pode ler-se num pecado do compositor cabe-
comunicado enviado à nossa redacção por Rui Miguel Borges, coordenador da iniciativa ceirense Joaquim Santos; “Pater
Limpar Portugal em Mondim de Basto. Inspirados nos relatos de uma experiência mi”, de António de Oliveira;
bem-sucedida, ocorrida na Estónia no ano de 2008, um grupo de portugueses decidiu “Christus factus est” de David Concerto foi um sucesso
colocar “mãos à obra” propondo-se mobilizar pessoas e grupos sob o lema: “vamos Perez; Stavat Mater,de J.
limpar a floresta portuguesa num só dia”. E foi isso que aconteceu... Segundo o Rodrigues Esteves. Durante o concerto foram ainda inter-pretados temas como “Tristis
mesmo comunicado, “Apesar do tempo chuvoso, foram muitos os voluntários que est” de D. Pedro de Cristo; “Chritus factus est” de Casimiro Júnior; Crucifixo e Sangue
dedicaram o seu dia à recolha de lixo. Segundo o Coordenador Concelhio, Miguel de Cristo, de Manuel Faria e “Videbimus eum” de Joaquim Santos.
Borges, “estiveram envolvidos cerca de 210 pessoas, recolhendo mais de De referir que este foi o terceiro concerto realizado na Igreja do Mosteiro de S.
140 toneladas de lixo”. Miguel de Refojos, após o restauro do órgão de tubos recuperado em 2009.

20 de Abril de 2010 5
Aprovado o Plano de Crianças e Jovens celoricenses
Regeneração de Mondim em contacto com personalidades
No dia 12 de Abril foi aprovado, na Câmara
Municipal de Mondim de Basto, os
do futebol e comunicação social
projectos de execução que integram o
Programa de Acção para a “Rege-neração
Urbana do Núcleo Histórico e da Vila de
Mondim de Basto”. Este programa está
orçado em cerca de 2.800.000.00 •
(comparticipado pelo QREN em 70 %) e
estará subdividido em duas grandes Eduardo, guarda-redes da Selecção Nacional de Futebol, à direita na foto, foi uma das
frentes de intervenção: a operação sobre Núcleo Histórico de Mondim de Basto personalidades presentes em Celorico
os espaços públicos do Núcleo Histórico de Mondim de Basto e a renovação e modernização No dia 13 de Abril, no jardim da Biblioteca Municipal de Celorico de Basto Prof. Doutor
da estrutura de mobilidade do centro da vila. São incluídos nos planos de execução a Marcelo Rebelo de Sousa, algumas personalidades ligadas ao futebol e à informação
intervenção ao nível da qualificação do espaço público, nomeadamente no repavimento da estiveram perante uma plateia repleta com centenas de crianças e jovens de Celorico de
rede viária, a criação de estacionamento, supressão de barreiras arquitéctonicas, melhoria Basto. Esta iniciativa promoveu o contacto entre certas presonalidades do “mundo” do
da iluminação pública até à criação de sinalética institucional e turística. Também está futebol e da comunicação social com as questões colocadas por jovens e crianças daquele
previsto obras de reabilitação da Casa de Eira como, também, da sua zona envolvente. concelho. Naturalmente, a sessão de autógrafos foi um dos momentos mais emotivos do
evento. Foram distribuídas bolas, oferecidas pelo Banco Espírito Santo, sendo um objecto

Mondim junta dezenas contra preferencial para localizar o autógrafo das personalidades ligadas futebol português.
Neste evento estiveram, para além do presidente da Câmara Municipal, Joaquim Mota e
Silva e do Vereador da Cultura e Desporto, Carlos Peixoto, o treinador adjunto da selecção
as Barragens no Rio Tâmega nacional Agostinho Oliveira, o guarda-redes titular da Selecção Portuguesa de Futebol,
Eduardo, acompanhado pelo dirigente do Sporting de Braga, João Gomes, e a jornalista
Dezenas de pessoas manifestaram-se em da RTP1, Inês Gonçalves.
Mondim de Basto no passado dia 28 de Março
contra as Barragens no Vale do Tâmega. A
iniciativa teve o carimbo da Junta de Freguesia
Festival “OVOdoRock”
local, encabeçada pelo seu presidente,
Fernando Gomes, um declarado opositor dos
empreendimentos hidroelétricos naquele rio.
em Celorico de Basto
Festival “OVOdoROCK”, assim é designado o concerto ao vivo, integrado nas Festas da
Contou-se ainda a presença de membros de Páscoa, que foi realizado no dia 3 de Março no Parque Industrial de Crespos, Celorico de
organizações como a Quercus, Coagret, Campo Cidadãos da Região protestam Basto.”Paradigma”, “Cratera” e “Promo” foram as bandas que subiram ao palco, numa noite
Aberto e do Movimento Cidadania para o Desen- «mentiras» do Estudo de Impacte que houve muito rock, som, cor e luz, e agradáveis surpresas a que se juntou, ainda, as
volvimento no Tâmega, como também alguns Ambiental actuações dos Dj´s “Stereo” “rebeldes”R e “S.som penstoral J”. Centralizado no conceito de
representantes do PCP, BE e MRPP. música ao vivo e com jovens valores musicais, este festival animou a actividade musical
O ponto de encontro foi na Ponte Mondim, em cota de submersão, onde alguns dos em Terras de Basto. Mais um “acto” numa sequência de eventos relacionados com a
participantes distribuiram manifestos e sensibilizaram automobilistas e transeuntes. promoção, divertimento e actividade musical que tem acontecido na Região de Basto.
No mesmo local, foram colocadas várias faixas com palavras de ordem a favor do «rio
livre» de Barragens e contra a «hipocrisia e a demagogia» da empreitada.
Os manifestantes seguiram em marcha até à Praça da Via Cova onde assistiram às Cabeceirenses sagram-se
intervenções de Viana Oliveira, Amilcar Salgado, Emanuel Queiroz e João Branco, que
abordaram Estudo de Impacte Ambiental (EIA), relativamente ao clima, a qualidade da água,
segurança, as expropriações e socioeconomia. O presidente da Junta de Mondim iniciou a
campeões regionais de Karate
sessão afirmando que «o concelho tem um potencial turístico enorme e único, basta haver da Marco Magalhães e Pedro Magalhães dois jovens
autarquia capacidade e vontade em desenvolver uma estratégia sustentada». Para Fernando naturais de Cabeceiras de Basto sagraram-se
Gomes, a Barragem do Fridão só vem ameaçar essa perspectiva sobretudo quando está campeões regionais em Kumite (combate) equipa e
prevista uma linha de Muito Alta Tensão que desfigurará o próprio ex-libris do concelho, a ficaram em terceiro lugar em Kata (técnica) equipa,
Senhora da Graça. E exemplificou «concelho de Montalegre, é o concelho de Portugal com o em Karate, no Campeonato Regional do Norte da
maior número de grandes albufeiras e nem por isso deixou de figurar nos piores lugares do Federação Portuguesa de Karate, que teve lugar no
ranking de desenvolvimento». Reconhecendo que Mondim de Basto necessita de melhores passado dia 6 de Março, no Pavilhão da escola EB
vias, Fernando Gomes afirmou que «uma infrastrutura como Variante do Tâmega não pode 2,3 de Medas em Melres.
ser contrapartida à Barragem de Fridão, quando esta mesma estrada é um compromisso do A A.K.F. arrebatou 57 medalhas. 28 Atletas sagraram-
Governo com mais de 20 anos, aquando do encerramento da linha ferroviária.» se campeões regionais, 13 atletas sagraram-se vice-
O engenheiro agrónomo Viana Oliveira tomou a palavra e realçou algumas das conclusões campeões regionais e 16 atletas obtiveram terceiros
do relatório nomeadamente «o negócio dos rios e dos recursos de água que favorece lugares. Todos os atletas da A.K.F., nos diversos Marco e Pedro Magalhães
consideravelmente as produtoras e transportadoras de energia em prejuízo das populações escalões e categorias ficaram apurados, para o sagraram-se campeões
locais». Na sua opinião, «o que está em causa são as mentiras que nos contam sobre as Campeonato Nacional FPKS, que contará com a regionais
reais vantagens e desvantagens de mais 5 barragens» e acrescentou que «sendo 28% da presença de todos os atletas apurados nos diversos
energia consumida em contexto doméstico, medidas simples e mais baratas, como a campeonatos regionais e ilhas. A Academia de Karate de Cabeceiras de Basto, está filiada
eficiência e a produção doméstica de energia em paineis solares ou dispositivos eólico, na F.N.K.-P (Federação Portuguesa de Karate Portugal), na F.P.K.S. (Federação Portuguesa
permitiria uma poupança e produção energética muito superior à conseguida com as actuais de Karate Shotokan), na S.K.I. (Shotokan Karatedo Internacional), e na A.K.F. (Associação
barragens. No entanto a EDP impede a autosuficiência dos seus clientes dificultando o seu de Karate de Fafe). O Karate Shotokan está a dar os seus primeiros passos no concelho e
registo como produtores na rede onde mantém o seu monopólio.» já conta com campeões regionais F.P.K.S. e segundo a estrutura organizadora de Cabeceiras
Amilcar Salgado revelou que «não pode haver crescimento turístico com a “Cascata do “a breve trecho teremos mais boas novas desportivas”. A Academia de Karate de
Tâmega» porque este «carece de um Plano de Turismo previsto quer por parte do Cabeceiras de Basto apela a todos os jovens interessados em praticar a modalidade para
Estado quer por parte dos sector privado». Segundo este economista, o EIA omite também contactar a estrutura, às Segundas e Quintas das 19:00h às 20:00h, no Pavilhão Municipal
a enorme perda de emprego e de riqueza inerente à destruição de terrenos agrícolas e de Cabe-ceiras de Basto. O Karate
empresas instaladas nos leitos das 5 albufeiras. A sessão não terminou sem que Shotokan oferece aos jovens a opor-
antes, Artur Freitas referisse o enorme perigo para a população de Amarante a jusante tunidade de atingirem um equilíbrio
da Barragem de Fridão, em caso de ruptura do paredão. Segundo este ruptura da harmónico entre o corpo e a mente. De facto,
Barragem de Fridão, 5 quilómentros a montante, provocaria uma onda que chegaria em no Karate, encontram-se todos os Viatura do Mês
apenas 13 minutos, 14 metros acima da histórica ponte de São Gonçalo submergindo elementos essenciais da psico-mo-
grande parte da área urbana e causando inúmeras perdas humanas. tricidade. A grande riqueza do programa VW POLO LIVE
técnico inclui, para além da ginástica 1.2
Freguesia de Mondim emite parecer funcional preparatória (Taiso), exercícios
individuais (Kihon e Kata) e exercícios com
Gasolina, 03/2007
78000Kms - 9 500,00€
negativo sobre as Barragens um parceiro (Kumite). O Kihon e o Kata
ensinam às crianças como aproveitar ao Mitsubshi Colt 1.1, 2007,39000Kms...8250 €
Com o prazo para consulta pública ao Estudo de Impacte Ambiental (EIA) das 4 barragens do máximo as potencialidades dos seus Hyunday Getz 1.1, 2007, 37000Kms....8250€
projecto da «cascata do Tâmega» (Gouvães, Padroselos, Alto Tâmega e Daivões) a chegar ao corpos. Além disso este treino permite às Mercedes-Benz C220 CDI, 150CV....28500€
fim (10-02-2010 a 14-04-2010), o Executivo da Freguesia de Mondim de Basto, em reunião crianças ganhar auto-confiança, graças ao
Toyota Auris 1.4D, 2007, 59000KM...17800€
extraordinária de 13 de Abril de 2010, deliberou enviar à Agência Portuguesa do Ambiente (APA) contínuo ultrapassar de limites que eles
o seu parecer, onde conclui que tais empreendimentos «são extremamente prejudiciais para consideravam inultrapassáveis. Com o Seat Ibiza 1.9D 3 portas, 1996............3350€
esta Região». No documento enviado pode-se como conclusão que «levando em consideração estudo do Kumite as crianças aprendem a Renault Megane 1.9DCI, Comercial..4250€
os fortíssimos impactes reconhecidos, somos de parecer que, face a todos esses impactes lidar com as relações interpessoais, a Renault Scenic, 1.4 Gasolina, 1998...3250€
negativos, numa atitude racional e sustentada, concluímos que os Aproveitamentos reconhecer o parceiro como alguém, a um
Fiat Palio, 1.2 Gasolina, 1998..............1900€
Hidroeléctricos de Gouvães, Padroselos, Daivões e Alto Tâmega, são extremamente tempo, diferente e igual e, também a criarem
prejudiciais para esta Região». Esta é mais uma iniciativa do executivo da Junta de Freguesia numa combinação de solidariedade e Taíde e Fontarcada - Póvoa de Lanhoso
de Mondim de Basto sobre a problemática sobre a possibiidade de construção das barragens cooperação, uma atmosfera de amizade e Tlf. 253 634 321 - Tlm. 965 049 076
na sub-bacia do Tâmega, previstas no Programa Nacional de Barragens. de respeito profundamente enraizado. www.standemotoave.com

6 20 de Abril de 2010
20 de Abril de 2010 7
8 20 de Abril de 2010
6ª Edição do Moda Fafe
Fotografia - Vídeo

WEB Com os cartões:


www.pixceldigital.com
E-mail
pixceldigital@gmail.com
geral@pixceldigital.com
[912 475 078] Rua Serpa Pinto, Edifício
Herbasto, Fracção B, R/C
[255 323 223] 4890 - 238 CELORICO DE BASTO

PLACÔ CABECEIRENSE
Unipessoal, Lda
A Associação Empresarial de Fafe, Cabeceiras de Basto e Celorico
de Basto vai realizar no próximo dia 24 de Abril, pelas 21:00 horas no
AGORA ESTAMOS ABERTOS
Pavilhão Multiusos, a 6ª edição do Moda Fafe, com a apresentação 24 HORAS!
das ofertas Primavera/Verão do comércio local.
Com um sucesso notável na organização e realização das anteriores Entre as 23 horas e as 7 Horas
edições, A Associação Empresarial pretende com este evento
Telef./Fax: 253 664 239 abasteça com o seu cartão
dinamizar acima de tudo o comércio local e dar apoio aos seus
associados na divulgação da colecção Primavera/Verão 2010.
Telem.: 966 282 481 multibanco
Desta vez a participação especial caberá ao manequim Liliana
Queiróz, ex Miss Portugal, nesta 6ª edição do Moda Fafe e será mais
Promoção menos 2 cêntimos
uma vez é dada a oportunidade a muitos jovens para realizarem um (4 escudos) por litro
dos seus sonhos.
A entrada é livre. Parque Industrial de Lameiros
4860 - Cabeceiras de Basto
Taça de Portugal em Telef. 253 665 710 Fax 253 665 711

“Downhill” realizou-se PADARIA


em Ribeira de Pena PASTELARIA
De: Albano Oliveira da Silva & Filhos, Lda
Sede: R. Stº André, 49 - 4710 Braga Tel 253 277 996/Fax: 253 636
014 Filial 1: Centro Comercial Lafayete - Braga Filial 2: Rua
Rosaldo de Almeida - Braga Filial 3: R. Dr. Elísio de Noura -
Braga Tel 253 251 282

Organização de
Eventos
Convites, Ofertas, Menus, Missais,
Livro de Honra, Arte Floral, Quintas, Catering,
BASDROGA Carros Antigos, Dj’s
Telf. 255 386 181 - Telm. 964 014 059
Drogaria,lda afectos.eventos@sapo.pt
A pista da zona Florestal de Lamelas em Ribeira de Pena acolheu
Centro Comercial Senhora da Graça, Loja U
no fim-de-semana de 17 e 18 de Abril a realização de mais uma 4880-231 Mondim de Basto
prova de BTT a contar para a Taça de Portugal Downhill.
No belo cenário protagonizado pelo verde da encosta, cerca de
quinhentos betetistas oriundos de vários pontos do País que
participaram nas variantes Downhill -“DHI/C2” considerada como
uma das provas mais espectaculares desta modalidade.
Os participantes cumpriram um percurso entre Lamelas e as
Piscinas Municipais, vencendo ainda os obstáculos naturais do
percurso, com a passagem na espectacular ponte amovível sobre
a EN 206. VISITE-NOS
Ribeira de Pena reúne condições ímpares naturais que se adequam Na Praça do Mercado!
á modalidade do BTT. A Taça de Portugal desta competição é, por
Rua Emídio Guerreiro, Lote 57 - Loja 1
si só, foi um excelente cartaz para a divulgação e promoção turística 4860 CABECEIRAS DE BASTO
do concelho nas suas mais variadas valências.
Tel./Fax 253 662 039 Telem. 962 947 245

Reparações Pichelaria
Eléctricas em DJALMA,LDA
Automóveis, MONTAGEM DE CASAS DE BANHO
EM TUBO INOX E PPR, COBRE E
AQUECIMENTO CENTRAL, ETC.
Camiões e RUFOS E CALEIROS EM COBRE,
ZINCO PURO E CHAPA ZINCADA AUTO PEÇAS DE BASTO
Tractores CHAPA INOXIDÁVEL COM TODOS Chaparia * Pintura
PLACA BASTO OS ARTIGOS SANITÁRIOS
Mecânica * Electricista
Parque Industrial
Placô Magalhães, Unipessoal, Lda.
de Lameiros FABRICO PRÓPRIO E COLOCAÇÃO Lote 1 - Zona Indutrial de Olela - Basto
Montagem de tecto, falsos em placô, DE CALEIROS EM ALUMÍNIO 4860 - 105 Cabeceiras de Basto
metálicos, decorativos 4860-102 - Cabeceiras
LACADO NA PROPRIA OBRA Telef./Fax: 253 665 024
e divisórias de Basto
Telefs. 253 655 236 Tlm. 967 017 949
Tlf. 253 662 787 Tlm. 96 331 9534
Telef./Fax: 253 663 573 253 655 311 / 253 655 380 E-mail:
Urbanização de Conselheiros - Pereiras
4860 - 338 Cabeceiras de Basto Telm.: 961 894 241 Telmv. 968 012 666 / 969 084 366 autopeçasdebasto@iol.pt

20 de Abril de 2010 9
Manuel Joaquim
N. Oliveira

Tlm. 93 425 5895

Parque Industrial
de Olela
4860 Cabeceiras

SERBASTO
GABINETE DE SERVIÇOS, LDA
DC Car
COMÉRCIO DE AUTOMÓVEIS
de Basto

Responsável: Fernando Salgado PADARIA E PASTELARIA


Tel/Fax: 253 665 803
Lameiros - Cabeceiras de Basto « A BIJOU »
RUA DE CAMÕES
NOVOS E USADOS TELEFONE: 255 321 211
A destacar as marcas:
FILIAL: PÃO QUENTE AVENIDA
CAMPO DO SECO - REFOJOS PEUGEOT e MITSUBISHI TELEFONE: 255 321 244
4860 - 353 CABECEIRAS DE BASTO
serbasto@serbasto.mail.pt AV. JOÃO PINTO RIBEIRO
TELEFONE: 253 664 557 TELEMÓVEL: 914 161 971 4890 CELORICO DE BASTO
CONTACTE LUÍS MEIRELES E ANA MARIA, TÉCNICOS
OFICIAIS DE CONTAS INSCRITOS NA CÂMARA D OS
TÉCNICOS DE CONTAS.

Parque Industrial
sete Fontes
Lote 9 4710 - 349 Braga

Tlfs: 253 262 615 / 253 216 300


Fax: 253 617 463

Contactos: 968 039 756 - 962 768 019 - 962 372 147 * Vilar de Ferreiros - 4880 Mondim de Basto
10 20 de Abril de 2010
O Basto – 20 de Abril de 2010 – Nº 64

------------------------------CERTIFICADO-------------------------- e quintal com a área de mil quinhentos e sessenta metros certo é que por via dele, os justificantes passaram a
Certifio que no dia nove de Abril de dois mil e dez perante quadrados, a confrontar de norte sul e nascente com usufrui-lo, construindo-o e habitando-o, fazendo obras
mim, Notária, Leonor da Conceição Moura, com cartório baldio, e de poente com caminho público, omisso na de beneficiação e benfeitorias, e pagando os respectivos
sito no Campo do Quinchoso, Refojos, Cabeceiras de conservatória e inscrito na matriz em nome do justificante impostos e gozando todas utilidades por ele
Basto, foi outorgada uma escritura de JUSTIFICAÇÃO sob o artigo 287 com o valor atribuído de DEZ MIL EUROS. proporcionadas, com ânimo de quem exercita de direito
notarial, iniciada a folhas 53 do Livro 49-A, intervindo ---Que, os justificantes, no ano de mil novecentos e oitenta próprio, de boa fé, por ignorar lesar direito alheio,
como outorgantes:-------------------------------------------------- e dois, adquiriram verbalmente por compra e venda a pacificamente porque sem violência, continua e
---Sérgio Duarte Marinho de Magalhães NIF 185 593 267 Manuel Magalhães e Rosa Teixeira Marinho residentes, publicamente, com conhecimento de toda a gente e sem
e mulher Maria de Fátima Teixeira Pereira NIF 185 593 que foram no lugar da Serra da dita freguesia de Vila Nune, oposição de ninguém - e isto por lapso de tempo
275 casados sob o regime da comunhão de adquiridos, e já falecidos, um rústico do qual já não recordam o artigo superior a vinte anos.----------------------------------------------
naturais ambos da freguesia de Vila Nune, deste matricial e com a área total de mil seiscentos e setenta e ---Que, dadas as enunciadas características de tal
concelho onde residem no lugar de Vale Mosteiras. Mais cinco metros quadrados, tendo iniciado desde logo a posse, os justificantes adquiriram aquele prédio, por
certifico que foi declarado:---------------------------------------- construção do referido urbano, tendo entrado nessa data usucapião - título esse que, por natureza, não é
---Que são donos e legítimos possuidores, e com na posse do mesmo, estando impossibilitados de suprir susceptível de ser comprovado pelos meios norma.-----
exclusão de outrem, do seguinte prédio, sito no lugar de a referida aquisição não titulada pelos meios normais, e ---Está conforme o original.
Vale de Mosteiros, da referida freguesia de Vila Nune:--- registar na conservatória, em seu nome, o mesmo prédio. Cabeceiras de Basto, nove de Abril de dois mil e dez.
---Urbano – uma casa de rés-do-chão e primeiro andar ---Que, esse contrato verbal não teve a virtualidade jurídica A NOTÁRIA
com a área coberta de cento e quinze metros quadrados de transmitir o domínio e propriedade de tal prédio, mas o (Leonor da Conceição Moura)

 NECROLOGIA   NECROLOGIA   NECROLOGIA 

D. Alda Pereira de D. Amélia António Joaquim


Carvalho Rebalta Gonçalves Barroso Dourado
(Reposeira - Refojos) (Sobreira - Refojos) (Veiga - Abadim)

Nasceu a 16/03/1940 Nasceu a 30/10/1930 Nasceu a 09/06/1940


Faleceu a 27/03/2010 Faleceu a 22/03/2010 Faleceu a 15/03/2010
Agradecimento Agradecimento Agradecimento
A família enlutada, na impossibilidade de o A família enlutada, na impossibilidade de o A família enlutada, na impossibilidade de o
fazer pessoalmente, vem por este único meio, fazer pessoalmente, vem por este único meio, fazer pessoalmente, vem por este único meio,
expressar muito reconhecidamente a sua mais expressar muito reconhecidamente a sua mais expressar muito reconhecidamente a sua mais
profunda gratidão para com todos quantos profunda gratidão para com todos quantos profunda gratidão para com todos quantos
se dignaram participar no funeral e se dignaram participar no funeral e se dignaram participar no funeral e
assistiram à missa do 7º dia, em sufrágio do assistiram à missa do 7º dia, em sufrágio do assistiram à missa do 7º dia, em sufrágio do
seu ente querido. seu ente querido. seu ente querido.

António D. Elvira Martins Joaquim Alves


Pereira Pinto Teixeira
(Vila Boa - Bucos) (Refojos) (Alvite)

Nasceu a 21/05/1937 Nasceu a 02/12/1920 Nasceu a 20/12/1938


Faleceu a 15/03/2010 Faleceu a 18/03/2010 Faleceu a 03/04/2010
Agradecimento Agradecimento Agradecimento
A família enlutada, na impossibilidade de o A família enlutada, na impossibilidade de o A família enlutada, na impossibilidade de o
fazer pessoalmente, vem por este único meio, fazer pessoalmente, vem por este único meio, fazer pessoalmente, vem por este único meio,
expressar muito reconhecidamente a sua mais expressar muito reconhecidamente a sua mais expressar muito reconhecidamente a sua mais
profunda gratidão para com todos quantos profunda gratidão para com todos quantos profunda gratidão para com todos quantos
se dignaram participar no funeral e se dignaram participar no funeral e se dignaram participar no funeral e
assistiram à missa do 7º dia, em sufrágio do assistiram à missa do 7º dia, em sufrágio do assistiram à missa do 7º dia, em sufrágio do
seu ente querido. seu ente querido. seu ente querido.

José Maria José da Silva Maria Cândida


Ferreira Ramalho Gonçalves Calçada

(Refojos) (Lapela - S. Nicolau) (Asnela - Riodouro)

Nasceu a 15/04/1919 Nasceu a 04/01/1922 Nasceu a 19/04/1933


Faleceu a 29/03/2010 Faleceu a 04/04/2010 Faleceu a 03/04/2010
Agradecimento Agradecimento Agradecimento
A família enlutada, na impossibilidade de o A família enlutada, na impossibilidade de o A família enlutada, na impossibilidade de o
fazer pessoalmente, vem por este único meio, fazer pessoalmente, vem por este único meio, fazer pessoalmente, vem por este único meio,
expressar muito reconhecidamente a sua mais expressar muito reconhecidamente a sua mais expressar muito reconhecidamente a sua mais
profunda gratidão para com todos quantos profunda gratidão para com todos quantos profunda gratidão para com todos quantos
se dignaram participar no funeral e se dignaram participar no funeral e se dignaram participar no funeral e
assistiram à missa do 7º dia, em sufrágio do assistiram à missa do 7º dia, em sufrágio do assistiram à missa do 7º dia, em sufrágio do
seu ente querido. seu ente querido. seu ente querido.

FUNERÁRIA CABECEIRENSE, LDA


GERÊNCIA DE PAULINO FERREIRA E ISIDRO FERREIRA
Tlm: 968 081 863 - 969 009 619 Telef: 253 662 203 - 253 662 365

20 de Abril de 2010 11
Os nossos cheques têm cobertura, têm sim senhora, é o
De mal a pior que o Sócrates nos vem garantindo há muito. É isto. O facto
de Bruxelas ter tanto a ver com as nossas contas dá muito
“Já há 12 mil empregos disponíveis que ninguém quer. tempo livre ao Primeiro-Ministro de Portugal, caso não se
Ou seja, há 12 mil mandriões que não querem trabalhar, veja grego para inaugurar obras, como comes-e-bebes,
pois sim, faz muito calor, que trabalhe o meu vizinho que colocar primeiras pedras, até ver, gerir a manjedoura
tem bom coiro” nacional e, se for dado a isso, despachar jornalistas
e-mail:
As nossas escolhas democráticas tornam-se cada vez incómodos. Isso da liberdade de expressão, já foi chão dc-cci@netc.pt
mais difíceis por carência de opções. Isto vê-se nas que deu uvas. O país é uma imensa selva social.
elevadas taxas de abstenção e deve-se a um sistema Perante este Estado gordo e dócil, a vida é fácil para o Sede e Armazém Frigorífico em:
político arcaico que só contribui para fomentar a “Wise guy” tuga. As alminhas desta III República acham Lugar de Sobreiro - Real 4700 - 272 BRAGA
mediocridade na obesa classe política. Em Portugal há que o “Estado Bom” é o Estado que espalha dinheiro a
Telefone 253 625 644 - Telef.Fax. 253 662 661
uma democracia a pataco, ou seja, uma partidocracia do torto e a direito. Como é óbvio, esta dispersão de recursos
tamanho do Cristo-Rei de Almada. A grande maioria dos provoca o esquecimento do Estado de direito. Ao meter o
eleitores – e exceptuando os subjugados ao caciquismo seu bedelho paquidérmico em tudo quanto é sítio, o O Basto – 20 de Abril de 2010 – Nº 64
provinciano que ainda vota em eleições legislativas, não Estado-Governo acaba por esquecer as suas funções que
o faz a pensar, nem tem capacidade para isso nas listas deviam ser a sua prioridade absoluta: as polícias e as -----------------------------CERTIFICADO-----------------------------
de deputados que são cozinhadas pelas direcções dos magistraturas; e, por isso, o corrupto anda por aí, livre e ---Certifico que no dia dezanove de Abril de dois mil e dez perante
partidos (as bases são umas bestas), mas sim no contentinho, qual indígena de Gauguin. mim, Notária, Leonor da Conceição Moura, com cartório sito no
candidato a Primeiro-Ministro. Portugal é um dos A gradação de inteligência do PS vai assim desde a Campo do Quinchoso, Refojos, Cabeceiras de Basto, foi
chamados países democráticos com maior número de epistemologia do tremoço ao debate sobre o liberalismo outorgada uma escritura de JUSTIFICAÇÃO notarial, iniciada a
deputados “per capita”, porque somos um país rico. clássico. O PS junta, no mesmo espaço, caserneiros folhas 73 do Livro 49-A, intervindo como outorgante:------------
Tirando os líderes parlamentares e os sacristães de profissionais e “caixas de óculos” da teoria política, sem ---Lúcia Fernandes NIF 105551 562, separada judicialmente de
corpo, sem forma. A guerra civil orçamental entre a sociedade Manuel Fernandes, natural da freguesia de Salto, concelho de
serviço, os restantes deputados parecem círios e
que produz o Estado que gasta o que tem e não tem, dominado Montalegre, onde reside no lugar de Beçós.-----------------------
limitam-se à garantia do “quórum” nas votações, isto é,
por títeres locais que chegam ao topo a partir de cima, sem ---Mais certifico que foi declarado:----------------------------------
levantam e assentam o sim-senhor. Um circo!
necessidade de beijar o chefe, que anda e desanda aos ---Que é dona e legítima possuidora, e com exclusão de outrem,
Porque é que a reforma do sistema político é um assunto
tropeções. Os Governos Civis que tanto nos arranham a do seguinte prédio, sitos no lugar de Teixugueiras, da dita
“tabu” que ainda está à vista declarada de quem tem olhos
freguesia de Riodouro:------------------------------------------------
na cara que o nosso (deles) “Para Lamento” é um ver-se- carteira, não passam de verbos de encher. No fundo, a
---Urbano - uma casa de habitação com a superfície coberta de
te-avias de consumo de fabulosas quantias de dinheiro CONFAP luta pela utopia de inúmeros pais contemporâneos:
cento e três metros quadrados e quintal de seiscentos e vinte e
desperdiçado? Por que convém aos partidos e aos seus um governo que lhes guarde as crianças nas escolas o dia
cinco metros quadrados a confrontar de norte, nascente e poente
inúmeros acólitos, mas não convém ao Zé Povinho. O Zé inteiro, sem as traumatizar com exigências. Uns pândegos!
com baldio e sul com caminho, omissa na conservatória, inscrita
Povinho que paga com língua-de-palmo toda esta O país não precisa de um estadista carismático, de um
na matriz em nome de quem adquiriu, sob o artigo 488 e com o
rebaldaria, como aliás bem pagando “tuti-quanti”, até um economista brilhante, de um líder espiritual. Precisa
valor atribuído de DUZENTOS E SETENTA EUROS.-----------------
dia poder mandar toda esta bicharia borda fora e fazer o simplesmente de um corajoso que saiba começar a fazer
---Que, a justificante, no ano de mil novecentos e setenta e três,
gesto bordaliano do “queres fiado? toma!” a liturgia elíptica da nossa Perestroika. Alexandre Vaz
no estado de solteira, sendo que mais tarde foi, casada apenas
Já há 12 mil empregos disponíveis que ninguém quer. uma vez e no regime da comunhão de adquiridos, adquiriu aquele
Ou seja, há 12 mil mandriões que não querem trabalhar, PS - Gostei muito dessa folclórica operação “Limpar prédio, por compra verbal a José Lourenço Gonçalves Fraga,
pois sim, faz muito calor, que trabalhe o meu vizinho que Portugal”. Mas Portugal precisava era de uma outra solteiro e residente que foi no lugar de Eiró da dita freguesia de
tem bom coiro. Acabaram por plagiar o Paulo Portas. “Limpeza” Riodouro, tendo entrado nessa data na posse do mesmo, pelo

 NECROLOGIA   NECROLOGIA  que está impossibilitada de suprir a referida aquisição não titulada
pelos meios normais, e registar na conservatória, em seu nome,
o mesmo prédio.-------------------------------------------------------
Francisco D. Maria das Dores ---Que, esse contrato verbal não teve a virtualidade jurídica de
transmitir o domínio e propriedade de tal prédio, mas o certo é
Gonçalves Magalhães de Andrade que por via dele, a justificante passou a usufrui-lo, habitando-o,
realizando benfeitorias, e gozando todas utilidades por ele
(S. Nicolau) (Sendim - S. Nicolau) proporcionadas, com ânimo de quem exercita de direito próprio,
de boa fé, por ignorar lesar direito alheio, pacificamente porque
Nasceu a 27/04/1924 Nasceu a 27/07/1923 sem violência, continua e publicamente, com conhecimento de
Faleceu a 15/03/2010 toda a gente e sem oposição de ninguém - e isto por lapso de
Faleceu a 16/03/2010 tempo superior a vinte anos.-----------------------------------------
---Que, dadas as enunciadas características de tal posse, a
Agradecimento Agradecimento justificante adquiriu aquele prédio, por usucapião - título esse
A família enlutada, na impossibilidade de o A família enlutada, na impossibilidade de o que, por natureza, não é susceptível de ser comprovado pelos
fazer pessoalmente, vem por este único meio, fazer pessoalmente, vem por este único meio, meios normais.---------------------------------------------------------
expressar muito reconhecidamente a sua mais expressar muito reconhecidamente a sua mais ---Está conforme o original.-------------------------------------------
profunda gratidão para com todos quantos profunda gratidão para com todos quantos ---Cabeceiras de Basto, dezanove de Abril de dois mil e dez.---
se dignaram participar no funeral e se dignaram participar no funeral e A NOTÁRIA
assistiram à missa do 7º dia, em sufrágio do assistiram à missa do 7º dia, em sufrágio do (Leonor da Conceição Moura)
seu ente querido. seu ente querido.
 NECROLOGIA 
Mário Francisco D. Teresa de Jesus
Lopes Sampaio D. Conceição Lopes
Souto Mouro
de Magalhães
(S. Nicolau) (S. Nicolau)
(Arosa - Cavez)
Nasceu a 20/09/1930 Nasceu a 21/03/1920
Faleceu a 22/03/2010 Nasceu a 27/11/1929
Faleceu a 25/03/2010
Faleceu a 04/04/2010
Agradecimento Agradecimento
Agradecimento
A família enlutada, na impossibilidade de o A família enlutada, na impossibilidade de o
fazer pessoalmente, vem por este único meio, fazer pessoalmente, vem por este único meio, A família enlutada, na impossibilidade de o
expressar muito reconhecidamente a sua mais expressar muito reconhecidamente a sua mais fazer pessoalmente, vem por este único meio,
profunda gratidão para com todos quantos profunda gratidão para com todos quantos expressar muito reconhecidamente a sua mais
se dignaram participar no funeral e se dignaram participar no funeral e profunda gratidão para com todos quantos
assistiram à missa do 7º dia, em sufrágio do assistiram à missa do 7º dia, em sufrágio do se dignaram participar no funeral e
seu ente querido. seu ente querido. assistiram à missa do 7º dia, em sufrágio do
seu ente querido.

Todos os serviços fúnebres estiveram a cargo Todos os serviços fúnebres


estiveram a cargo da

Funerária Casa Sousa Funerária Carvalho


Fundada em 1880
S. Nicolau - Cabeceiras - Tlf. 253 662 175
Tlm.s 96 611 0549 / 96 116 1683 Telf. 253 663 404 - Tlm.s 96 706 6045 / 96 611 0549

12 20 de Abril de 2010
As minhas Memórias de Cabeceiras! Editorial
Aconteceu na esplanada Também quero a
no Café do Meio reabertura da linha
Gostava imenso de ouvir falar Mas voltando à esplanada do Café do Meio, uma
na esplanada do Café do Meio,
então sediado em plena Praça
tarde o saudoso amigo e conterrâneo «Toninho do
Senhor Abílio do Campo do Seco», como era
ferroviária do Tâmega
José Luciano da República, em Cabeceiras conhecido, chamou o Manuel Pimenta
A reabertura da Linha Ferroviária do
Gonçalves Basto* de Basto, algumas figuras já «Ramalhudo», a fim de lhe engraxar os sapatos. E
Tâmega. Este assunto está entorpecido.
(Bombarral) desaparecidas do convívio de tal forma ficaram a brilhar, que passados alguns
dos familiares e amigos, cujas dias, comunicou muito sério ao Pimenta, na mesma Não falam dele, mas vive. Menosprezam-
vozes subiam de tom, pelo calor das conversas mais esplanada, que ao deslocar-se a Guimarães, o no, mas olham para ele. Perguntar-me-
apimentadas, mas que redondavam quase sempre referido brilho dos sapatos, se reflectiu nos olhos ão porque passado quase vinte anos
em absoluto pacifismo, conservando-se as amizades. de um automobilista, que circulava junto ao Toural, desde o encerramento do troço entre
Certa tarde, o distinto médico Doutor Ferreira Leite, obrigando-o a parar, repentinamente, para não Amarante e Arco de Baúlhe ainda se ouve,
oriundo da região de Fafe, mandou vir um café e ao causar atropelamentos. E o que é certo, é que o pela surdina, este conjunto de palavras:
tentar saborear a primeira golada, de pé, Manuel Pimenta, acreditou nas palavras daquele Marco Gomes
“A linha ferroviária do Tâmega”? A resposta (Sub-Director)
desequilibrou-se, deixando cair a chávena, pelo facto inesquecível amigo, que apreciava brincadeiras
é clara, porque o encerramento da linha
do seu conteúdo, tão cheiroso, se encontrar a ferver. inofensivas. Foi o Toninho um extraordinário guarda
Proferiu, no momento, uma palavra que não se redes, que muito brilhou no velho Campo das não trouxe o desenvolvimento prometido. Não deveriam ter
encontra dicionalizada e que se ouviu na área Pereiras. permitido o seu fecho, mesmo com o boicote efectuado pela
circundante. Além disso, a referida chávena, com o É de salientar, que já armazeno no meu espírito, CP que, em processo idêntico a de muitas outras linhas do
impulso, ficou transformada em cacos, cujo café gratas recordações, desde o ano de 1936, quando interior, impôs comboios, carruagens, horários e condições
lhe molhou a camisa e mesmo assim, não deixou frequentava a Escola Primária das Pereiras, até de viagem do século XIX aos passageiros da linha do Tâmega
de expressar a sua caracterizada tirada humorística: 1961, ano em que deixei, definitivamente, a minha da década de 1980. Consequentemente, o boicote resultou
“felizmente, que o café não entrou na braguilha”!. terra natal, Cabeceiras de Basto, na qual ainda num fecho em troca de míseras contrapartidas -com a
É de notar, que ao lado do Doutor Ferreira Leite, permaneci 32 anos. E como recordar é viver, só
agravante de vinte anos depois não estarem cumpridas.
encontrava-se outro saudoso amigo, o Senhor tenho pena, que a maior parte dos amigos de então,
Curioso é que sempre que valores intransmissíveis desta
Morais, que na altura era Chefe da Conservação de já não se encontrem entre nós e ninguém manda
Estradas, bem como, o Cabeceirense amigo, que uma mensagem, para nos dizer se estão bem ou região (linha ferroviária, o nosso património ambiental e
foi José Augusto Viana, que me visitou por três mal. Tudo não passa de um mistério… Não é económico etc.) estão ameaçados, assistimos aos políticos
vezes, no Cartório Notarial de Sobral de Monte Agraço verdade, Senhor Albino Antunes! e governantes trocarem a luta necessária para bradarem
e que residia em Alhandra (Vila Franca de Xira). *Colaborador pela palavra “contrapartida”.

O QUE OS OLHOS MORTAIS Â Dona Banca


NÃO ENXERGAM (CAPÍTULO LXI) Os bancos costumavam prestar um serviço
rentável, mas importante, à economia. Com
liquidada, apenas a liquidação pode ser mais suave.
Neste capítulo vou fazer uma eles, o dinheiro amealhado e economizado
Deus não nos impõe nada, somos nós que
pequena abordagem sobre a por cada um de nós convertia-se em capital
sentimos a necessidade de limpar os maus
interferência das religiões no que, por via dos empréstimos, financiava os
Albino Antunes* nosso livre arbítrio. karmas. Se Deus nos impusesse regras tirava-nos
investimentos e as grandes transacções. Os
o livre arbítrio e nós não experienciávamos por
Estamos no século XXI e
Paulo Pinto* depositantes sentiam o seu pecúlio seguro
medo, tudo era acumulado no nosso subconsciente
como todos sabemos, ainda há conflitos entre grupos e valorizado com juros quase sempre acima
religiosos, como se o Deus não fosse o mesmo,á espera de uma oportunidade de expansão. Temos (Professor)
da inflação, com condições compreensíveis
de aprender com a experiência de forma a
como se estivessem a politizar o Divino, como se os para qualquer um. Para se pôr lá o dinheiro, ia-se ao balcão e
que professam religiões diferentes não fossemganharmos consciência em liberdade, até
falava-se com o bancário, que explicava tudo em Português corrente
chegarmos ao ponto do mal deixar de fazer parte
filhos de Deus, do único Deus que rege o Universo. e nos dava os papéis para assinar.
da nossa lista.
Esta violência existe porque o fanatismo leva á Hoje já não há bancos. Há uma espécie de filiais de um polvo
crença de que as religiões são Deus, os seus Jesus quando esteve neste mundo não condenou
global, engordado à custa de muita engenharia financeira, privilégios
ninguém nem fez proibições, apenas indicou
dirigentes gostam disso, não convencem os crentes fiscais e técnicas cada vez mais refinadas de iludir os seus clientes
de que a sua religião é apenas um caminho. Umcaminhos. Se Jesus quando passou por este
comuns. Os bancos actuais falam uma língua hermética chamada,
mundo curava as enfermidades e até ressuscitava
caminho que pode ser bom se for guiado no sentido penso eu, Dinheirês. Cobram para ter o nosso dinheiro, como se
de ganhar consciência, porque Deus quer que os mortos, porque é que algumas religiões insistem
não precisassem dele: com taxas de manutenção, anuidades,
em dizer que Ele é o Senhor da vida e da morte.
sejamos livres e conscientes, bem diferente de comissões, penalizações, etc., tiram-nos euro a euro o que lhes
sermos fanáticos e criminosos, maltratando Jesus dar vida é muito natural e aceitável, mas tirar
confiámos, e quando pagam juros, mantêm-nos abaixo da inflação,
aqueles que têm crenças diferentes. a vida não. Não digam isso, Deus, ou seja o Pai e
numa desvalorização real dos nossos depósitos. Durante anos
o filho são os Senhores do bem, não podemos
Deus não nos proíbe de nada, temos de ser nós a impingiram-nos o crédito barato sem conta nem medida. Agora,
imaginar que Eles queiram ou até pensem tirar a
ultrapassar os obstáculos e a limar as arestas até quando se dignam emprestar, impõem condições leoninas. Parece
ganharmos consciência. Por isso viemos para ovida a alguém, isso faz parte do mal. A morte é um
que definiram o objectivo de sugar o produto do trabalho e esforço
processo natural que já está contida na génesis.
mundo dual, onde temos de enfrentar o bem e o mal. de muitos para engordar as fortunas de poucos: banqueiros,
Quanto mais bem processarmos a nosso favor, Tudo o que nasce, cresce e morre, claro que morre
administradores, operadores financeiros, grandes accionistas.
a parte da matéria, a parte espiritual continua.
menos densos ficamos, quanto mais mal causarmos As empresas debatem-se com graves dificuldades, com prejuízos
Também não compreendo porque razão algumas
mais densos ficamos e a densidade trás sofrimento. e falências. Os trabalhadores já nem pensam em aumentos, desde
Todos sabemos que a oração em grupo, se for religiões elegem Deus como o castigador. Quando
que consigam manter os empregos. Mas os bancos mantêm lucros
fazem esta afirmação estão a subestimar a
consciente, tem muito mais energia e, nesse ponto, colossais e até conseguem engordá-los, desde que tenham um
inteligência de Deus, como se Ele não tivesse
as religiões são uma boa forma para reunir crentes, pouco de juízo e não se metam em subprimes nem activos tóxicos.
mas também era uma boa forma de esclarecer asinteligência para fazer tudo em um. Quero dizer com
Se as coisas correm mal, vêm os contribuintes em seu socorro;
isto que o ser humano é tudo em um. Cada um de
pessoas daquilo que devia ser a sua conduta em pois é, que as consequências de uma insolvência seriam terríveis.
sociedade, não chega só rezar, mas sim nós contém uma espécie de disco rígido rarefeito
Quantos milhares não tinham lá o seu dinheiro?
aprendermos a relacionarmo-nos com Deus, com onde tudo é armazenado, podemos-lhe chamar o
A banca não existe para fazer caridade, e busca legitimamente
armazém do nosso subconsciente, com estes
os nossos semelhantes e com a natureza. Usa-se lucros que são a condição da sua própria solidez. Ninguém confia
instrumentos ficamos autónomos, com todas as
rezar muito e lixar o próximo. Tirem da ideia que num banco, pelo menos num banco privado, que dê prejuízo. Mas
confessam os pecados e ficam perdoados, o nossas emoções em armazém prontas para
também se espera que seja um sector sóbrio, fiável, conservador
arrependimento é muito evolutivo perante o experienciar, até que o mal seja limpo e deixe de
no bom sentido da palavra: que seja transparente nos
fazer parte da mercadoria desse armazém. E Deus?
Universo, mas a factura foi processada e não fica procedimentos, leal com os seus clientes, responsável nas atitudes.
Deus com a sua velha paciência espera
E espera-se (pelo menos, eu esperaria…) que o Estado não
para ver os seus atletas a cortar a meta,
ESTAÇÃO sabendo que não perde nenhum, todos conceda aos bancos isenções, privilégios e garantias que não
dispensa aos cidadãos e às empresas, especialmente numa
DE vão chegar à meta, mas como é natural
época de crise em que a justiça social faz mais falta do que nunca.
alguns chegam primeiro. Os que chegam
E que, através do Banco de Portugal, exerça uma supervisão atenta
SERVIÇO primeiro são os que melhor souberam e activa.
* Comércio de Pneus Novos e Reconstruídos gerir as suas emoções, mas nenhum se
Fantasias, decerto. Quem hoje governa (?) o mundo é mesmo o
perde porque todos dispõem dos mesmos
* Alinhamento de Direcções grande capital financeiro internacional. Cada um de nós é
meios, dependendo apenas da forma
insignificante, já o sabemos; o problema é que os governos que
* Calibragem de Rodas como cada um os utiliza.
elegemos também já se vão reduzindo à nossa insignificância.
No próximo capítulo vou falar sobre bulling.
Telef./Fax: 253 663 325 *Colaborador
*Colaborador
Os textos de Opinião reproduzidos são exclusivamente da responsabilidade dos seus autores, não vinculando o Jornal “ O Basto”.

20 de Abril de 2010 13
As Armas do Concelho Opinião ALERTA
2010. O PEC (Programa de Estabilidade e Crescimento) que tolos
de Cabeceiras e espertos contabilizam a preceito, é o resultado material da
apropriação indevida de um movimento que nunca considerou nos
Grande parte da população talvez desconheça que na frontaria do edifício camarário,
por cima da portaria, existe um nicho onde está colocado o Brasão de Armas do seus propósitos iniciais a agregação de um povo que, tem por si, a
nosso concelho, encimado pelos castelos. virtude ou defeito de ser amante de festas, ajuntamentos, romarias
No tempo da monarquia existia lá a coroa real e as respectivas armas, com as cinco e tudo quanto lhes permita expor as suas ancestrais debilidades.
quinas. Estamos em 25 de Abril de 1974 e, da história de cada um consta,
Com a implantação da República, Ilídio Santos* o chamado PREC (Processo Revolucionário em Curso), que, de
destruíram a coroa real e o brasão de armas, uma ou outra forma, nos fez companhia até aos dias de hoje.
introduzindo os símbolos republicanos que A 28 de Setembro desse ano é posto em marcha o plano que haveria de conduzir-
se conservaram até à data em que foi nos à nossa condição de povo que penetra, que nunca foi convidado e que só um
deliberado, pela vereação camarária, por desastre do destino o colocou nas contas daquele movimento militar.
proposta do seu Presidente, o sr. Dr. António O bom povo na sua santa ignorância gritava então “o povo unido, jamais será vencido e
Bernardo de Valadares Botelho e Oliveira
fascismo nunca mais”, convencidos terem ganho o que quer que fosse, só porque do
Leite, retirar esses símbolos e, em sua
substituição, colocar o brasão de armas do circo montado resultou a garantia de que a “contra revolução foi derrotada, não passará”.
nosso concelho e os castelos respectivos. Puro engano, essa contra revolução manteve-se firme e fiel a princípios que visaram
Esta obra não teve contestação dos munícipes, expurgar das contas do país, essa gente que se acotovelou para entrar num comboio
uma vez que se achou bem essa substituição, Paços do Concelho de Cabeceiras - 1910. que, decididamente, nunca teve prevista paragem à sua porta.
até pelo facto de aí funcionar o município. Onde hoje está o Brasão de Armas, por Hoje, ao aproximarmo-nos dos 36 anos depois do 25 de Abril, começamos a entender
O Dr. Toni, nome por que era mais conhecido cima da portaria, pode ver-se a Bandeira que aquele dia é um indiferente marcar de mais um dia de calendário.
o Sr. Presidente, era um dos muitos filhos da Monarquia Afinal, o tão discutido PEC que o ano de Deus de 2010 trás como epílogo e
do Senhor da Casa de Mourigo de São Nicolau, Dr. Francisco Botelho de Carvalho consagração aos portugueses, não é mais nem menos que o PREC (Processo
Oliveira Leite, grande influente político nos últimos anos da Monarquia, falecido em
Revolucionário em Curso), cujos mentores chegam até aos dias de hoje, na busca
1911, no estado de casado com a Sra. D. Sofia Adelaide Canavarro de Valadares,
oriunda da Casa Solar de Santa Marinha de Ribeira de Pena. permanente de uma espécie de raça que distinga, onde, obviamente, não cabem
O Dr. Toni, exerceu a Presidência da Câmara, ao tempo da segunda Guerra Mundial que aqueles que, também, Salazar esmagou, a plebe..
teve início em 1 de Setembro de 1939 e terminou em Maio de 1945, durante vários anos, Estamos, porventura, a fechar a círculo da segregação. Em nome do povo, os deuses
com elevada competência e eficácia. que a nossa estranha vontade se obriga a escolher, aplicam sucessivos castigos
Nessa altura, foi decretado o racionamento em todo o País, havendo, por isso, falta de tudo, em nome da liberdade que, há muito, nos roubaram.
principalmente de géneros do consumo e até de combustíveis, como de gasolina. Por essa Este PEC ou PREC, ou ainda, a história de uma crise sem fim, que espolia esta
razão, os automóveis, poucos nessa época, somente podiam circular às Quintas-Feiras e maioria incauta, não se iludam, se oportunidades houver, delas não aproveitará o
aos Domingos. Então, o Dr. Toni comprou, para o serviço camarário, uma charrete e dois Portugal da pobreza. Como sempre, beneficiará o Portugal europeu, e nesse, cabe
cavalos que “baptizaram” de “Belchior” e de “Cometa”. Abrigavam-nos na cavalariça da
a minoria dos privilegiados, em torno da qual o mundo gira.
Casa do Mosteiro, sendo seu tratador o Sr. Manuel Igreja que também se ocupava do jardim.
De quando em quando lá saía a charrete; então, o povo comentava: “Lá vai o “Cometa” O resto… o resto…, é a nossa santa e pertinaz ignorância. * Colaborador
e o “Belchior”, na acostumada passeata do Sr. Presidente. O Dr. Toni possuía um
veículo automóvel e gostava muito das velocidades; apertava no prego até ao fundo! Ora,
o Sousa, oficial do Tribunal, que tinha muito jeito para versejar, fez uns versos para uma
revista levada à cena no Teatro da vila, dos quais só me lembro desta estrofe: - “Um
Blogue do Professor
carro veloz/Que passa por nós/ A cem à hora/Prevemos desgraça/Aqui na Praça/Ou
http://bloguedoprofessor.blogspot.com
por aí fora”. Tenho pena de não me recordar das outras que também tinham imensa
graça. Tudo isto se passava no louco tempo do volfrâmio, minério extraído nas Minas da O drama do desemprego - Mês após mês,
Borralha, aplicado a temperar o aço das peças de artilharia, cujo quilo chegou a custar os indicadores do desemprego vão aumentando.
um balúrdio de dinheiro e fez, nessa época, muitos novos ricos. O Dr. Toni, usava O nosso desenvolvimento mede-se, sobretudo, pela capacidade
monóculo e por esse facto muitas pessoas chamavam-lhe o “olho de vidro”. de gerar riqueza, pela satisfação das necessidades básicas.
Tem ainda família muito chegada na nossa terra, visto ser avô da Sra. Dra. Ana de Sousa Mário Leite*
(Professor) E o emprego é, sem dúvida, uma das mais prementes
Botelho, advogada nesta vila, esposa do também advogado Dr. Francisco de Sales Leite
condições para que se crie riqueza e se satisfaçam as
de Castro Fraga. * Colaborador necessidades básicas de cada um de nós. O concelho de Cabeceiras de Basto,
não obstante o propalar de grande desenvolvimento, tem vindo a acumular sucessivo
Acerca do estado do Estado agravamento do desemprego.
Thomas More, um dos maiores humanistas do seu tempo,
Compulsados os dados divulgados pelo IEFP – Instituto do Emprego e Formação
insigne súbdito da coroa Inglesa, escreveu uma obra a que Profissional, reconhece-se que, desde Janeiro de 2008, o desemprego tem vindo
chamou Utopia. Nela relatou, para que as potências do seu a ser cada vez mais um problema a que urge pôr cobro. A estes números, já de si
tempo soubessem, terem achado algures os descobridores escandalosos, teremos ainda de acrescentar um valor quase idêntico que
Portugueses, na sua gesta, uma ilha chamada Utopia (em corresponde aos desempregados que fogem a esta estatística, porque se
grego o não lugar), na qual era boa a vida do cidadão porque encontram em formação ou perderam a qualidade de desempregado por qualquer
sã era a conduta dos homens públicos. questão administrativa.Não é por termos um Centro de Emprego que resolvemos
Eu, pela minha modesta parte, para impelir os leitores a avaliar este problema. Não por culpa dos seus dirigentes ou técnicos, bem pelo contrário,
o estado da nossa república comparando-a agora com o que
profissionais competentes e dedicados. Para haver emprego é necessário haver
*António Basto há de pior, escrevinho, como que em contraponto, uma espécie empresas saudáveis, empresas em expansão. E para isso são necessárias
de breve anti utopia, acerca de uma terra má algures:
- Uma má república onde um mal caprichoso se apodera dos homens do poder e os políticas de incentivo, políticas que privilegiem a iniciativa privada.
impele a arrebatar o imperium a qualquer preço, julgando eles com isso que compram Só que no nosso concelho, de há muitos anos a esta parte, o desenvolvimento
um nome digno. passa fundamentalmente pelos poderes públicos municipais.
- Uma má república onde nos politicantes surge o pior do homem – a coragem com Dá para assegurar um maior controlo do mercado de trabalho, mas não dá para
nenhuma noção de dignidade e um ódio indomável de facção cuja canalhice judiciosa resolver a questão principal: o escandaloso nível de desemprego no concelho.
sobrepuja o idealismo. Não é este o desenvolvimento que eu desejo para o meu concelho, nem para os
- Uma má república onde avulta a multidão das ambições e interesses nas dádivas meus conterrâneos. Este é um drama a que urge pôr termo com urgência, sob
equívocas das agências eleitorais, nos subornos disfarçados de empregos.
pena de se comprometer o presente e hipotecar o desenvolvimento para o futuro.
- Uma má república onde se trafica a influência, se confisca a verdade, se manipula o
sofrimento. Paz à sua Alma - Fui surpreendido pela informação de que o Sr.
- Uma má república onde só é seguro o silêncio eloquente que a liberdade é mitigada
porque o poder sitiante, da livre expressão da palavra, facilmente faz réus para julgar.
Joaquim Teixeira tinha falecido, até porque desconhecia a situação de doença
Leitor, por aqui conclui qual o estado da nossa República. grave, com que viveu os últimos tempos. O Sr. Teixeira foi um bom amigo, um
Resta-me dizer que da tinta que verto, e não chego às abas das vestes de Thomas companheiro fiel, um militante social-democrata empenhado. Durante vários anos
More quanto mais ousar dependurar-me nelas, só desejo fazer com que outras foi Presidente da Junta de Alvite, onde deixou a sua marca pessoal. Por tudo isto
mentes (certamente mais fecundas e vastas) persigam com fé os verdadeiros ideais e muito mais, devemos-lhe a maior consideração e estima.
de modo que cresça no futuro a árvore (nossa República) sob cuja sombra benigna Paz à sua Alma!
se possam acolher os que em vão hoje a procuram. * Colaborador À Família expresso as mais sentidas condolências. * Colaborador

Nome: O Basto | Registado no Instituto da Comunicação Social com o n.º 124655 | Nº de Depósito Legal: 293509/09 | Propriedade: adbasto-Associação de Desenvolvimento
Técnico- Profissional das Terras de Basto | NIF: 506 749 509 | Conselho de Administração: Celestino Vaz, Ilídio dos Santos, Fernando Meireles, José Manuel Marques, Gaspar
Miranda Teixeira e Manuel António| Director:Gonçalo de Meirelles | Director-Adjunto: Albino Antunes| Sub-Director e Editor: Marco Gomes | Colaboradores: Sérgio Mota,
Carlos Sousa, Helder Vaz, José Marinho, Luís Meireles, Júlio Pires, Joaquim Teixeira, Augusto Costa, Manuel Gonçalves, Francisco Pires, Fernando Felix, António Basto, Miguel
Coelho, Artur Coelho.| Paginação: João André Teixeira | Sede do Editor, Redacção e Publicidade: Largo Barjona de Freitas s/n - Refojos, 4860-909 Cabeceiras de Basto |
Contactos: Telef./Fax: 253 662 071; Telemóvel:96 5738864/ 96 9597829 | e-mail: obasto@sapo.pt | Assinatura Anual: 15,00 Euros (Continente e ilhas) 20,00 Euros (Estrangeiro)
| Impressão: CIC-CORAZE, Oliveira de Azeméis, Telefone: 256 661 460, Fax: 256 673 861, e-mail: grafica@coraze.com | Tiragem: 3500 xemplares.

14 20 de Abril de 2010
Discurso Directo! SERRALHARIA
“Este foi o “jovem nacional” que a geração anterior
formou, jovem a quem não se soube dar verdadeiras
“O BOTA” Unipessoal, Lda.

referências, ou as que se deram foram extremamente * Estruturas Metálicas


negativas.
Gaspar Miranda Este jovem nacional é o jovem que actualmente está * Portões e Gradeamentos Rústicos
Teixeira* ao “leme” desta Nação ou como assessor do Ministro
ou como assessor da Câmara ou como Secretário de Estado, Ministro, * Todo o tipo de trabalho em ferro
Deputado ou Presidente da Câmara. Não será caso para temermos pelo
futuro do nosso País?” Tel: 253 665 060/1Fax: 253 665 062 Telm: 961 957 435

O jovem que nasceu a 25 de Abril de 1974 entrou para a escola em 1980/ Zona Industrial de Olela - Cabeceiras de Basto
81. Que sistema educativo apanhou este jovem?
Apanhou ainda o resultado das grandes convulsões no Sistema Educativo, de
muitas experiências falhadas sem que no essencial nada se tenha mudado.
Apanhou algumas mudanças superficiais da Reforma Veiga Simão, já que o 25
CALVEST
de Abril, dentro do Sistema Educativo não mudou nada de fundo.
Este jovem entrou na década de noventa para a Universidade, ou então
integrou-se no mundo do trabalho.
MODAS
Este jovem apanhou um Sistema Educativo que nem era carne nem peixe.
PRONTO A VESTIR
Era, por isso, um jovem de “alto risco”. O Dr. Almeida Santos escrevia na (Zé António)
década de noventa sobre “valores” e sobre as referências que são necessárias Tlm. 962 368 421 - Arco de Baúlhe
na nossa vida. Essas referências, segundo ele, antes do 25 de Abril, “seriam
o Professor, o Padre e a Autoridade do Pai, que com a idade se foi
confundindo com a autoridade da mãe”. E acrescentava: “referências
necessárias de que o jovem se foi libertando à medida que se foi tornando
mais autónomo. Hoje, morto o serão da aldeia, o professor, o padre, a
autoridade do pai, que resta ao jovem como referência?” Em Arco de Baúlhe, Cabeceiras
Venda de plantas e
Na nossa vida precisamos sempre de referências. Para fazerem Contacto: 253 663 009
produtos de jardinagem
contraponto em relação à nossa escala de valores, ou para as seguirmos
se for caso disso. Tlm. 96 914 4448 Av. Capitão Elísio de Azevedo
Ora os jovens que na década de noventa tinham 18, 19 e 20 e poucos anos, Freita - Refojos Arco de Baúlhe
depois de perdida a referência da liberdade, já que o 25 de Abril e à velocidade 4860 Cabeceiras de Basto 4860 - Cabeceiras de Basto
que tudo se processava era já uma “coisa longínqua” e para muitos
desconhecida, que referências tinham?
Tinham as referências a que eu chamo os ismos: oportunismo, carreirismo
e sectarismo. Tinham ainda outra referência explorada até à exaustão CYBER
pelos meios audiovisuais e que era “o é fácil, é barato e dá milhões”.
Este foi o “jovem nacional” que a geração anterior formou, jovem a quem
não se soube dar verdadeiras referências ou as que se deram foram
extremamente negativas.
CAFEDe: Manuel Teixeira
Carnes de Vitela e Porco
Alheiras, Fumeiro e Presunto Caseiro
Este jovem nacional é o jovem que actualmente está ao “leme” desta Tlm. 960 013 439
Nação ou como assessor do Ministro ou como assessor da Câmara ou Quinchoso - Refojos Rua José Falcão - 4890 - 232 Celorico
4860 - Cabeceiras de Basto Telf. 255 323 886 - Tlm 965 635 652
como Secretário de Estado, Ministro, Deputado ou Presidente da Câmara.
Não será caso para temermos pelo futuro do nosso País?
* Colaborador ASSISTAUTO Cafetaria
Assistência de
Automóveis, Lda
“Acácias”
AUTO ELÉCTRICA Ourivesaria Tlf.
GUEDES Telef. 253 655 434 253 661 789
Ferrã - Gandarela Rua Dr. Agostinho Moutinho (Acácias)
REPARAÇÕES ELÉCTRICAS 4890 Celorico de Basto 4860 - Cabeceiras de Basto

Tlf: 253 666 087 - Tlm: 96 524 5770 10% Desconto


Visite-nos: Cabeceiras de Basto,
Fafe e Póvoa de Lanhoso
LUGAR DAS PEREIRAS DE BAIXO - REFOJOS
4860 - 337 CABECEIRAS DE BASTO
913 047 615

Clínica Dentária da
Boavista
Tratamentos Dentários
Cirurgia
Dentisteria
Endodontia
Implantologia
Paradontologia
Prótese Fixa e Removível
Radiologia
Material Eléctrico, iluminação,
Rx Intraoral Digital (RVG) Aquecimento Eléctrico
Odontopediatria
Porque a sua Ortodontia Fixa e Removível Tel/Fax 253 665 871 Tlf./Fax: 253 661 333
boca é importante! Branqueamento a laser Tlm 96 828 3947 luxarco@gmail.com Tlm. 96 195 3743
Largo da Boavista 1º Andar 4860 - 354 Cabeceiras de Basto Avenida Capitães de Abril Edifício Basto XXI - 1º Andar - Refojos
Email: clinicaboavista@gmail.com Tlf. 253 768 204 4860 - 041 Cabeceiras de Basto 4860 - 363 Cabeceiras de Basto

20 de Abril de 2010 15
Baloutas - Painzela (Junto à E.N.205)
Cabeceiras de Basto
Contactos: 253 664 097 / 964 062 283

Vende: - Vivendas em banda T2 e T3


- Vivenda T3 em fase de acabamentos
- Lotes de terreno

16 20 de Março de 2010