P. 1
DISCURSO - Ambiguidade e Vagueza

DISCURSO - Ambiguidade e Vagueza

|Views: 1.513|Likes:
Publicado portiago_poks2142

More info:

Published by: tiago_poks2142 on Apr 26, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/11/2012

pdf

text

original

LÓGICA JURÍDICA

O meio lingüístico (I) ± forma e função do discurso (II) ± significado literal e emotivo (III) ± tipos de acordo e desacordo (IV) ± ambigüidade e vagueza

O MEIO LINGÜÍSTICO

RACIOCÍNIO ± geralmente é apresentado e ensinado sob
a forma lingüística de palavras e frases.

ENTRETANTO ± a linguagem não se traduz num mero
instrumento para o raciocínio, pois ela é, antes de tudo, o meio em que raciocinamos.

CONSEQUENTEMENTE ± a análise da linguagem não
é mera etapa preparatória para a tarefa fundamental da análise lógica.

FORMA E FUNÇÃO DO DISCURSO

FORMA ± do discurso é a estrutura gramatical
propriamente dita.

TAREFA ± de identificar as diferentes formas do discurso é
dos gramáticos no sentido tradicional.

DISTINÇÃO ± geralmente alcança quatro tipos de
sentenças: (I) declarativas; exclamativas; e, (IV) imperativas. (II) interrogativas; (III)

FORMA E FUNÇÃO DO DISCURSO

FUNÇÃO ± do discurso é determinada pela finalidade com
que se usa uma sentença.

LIVROS DE LÓGICA ± geralmente costumam mencionar
três funções básicas:

(I) FUNÇÃO INFORMATIVA ± aqui a linguagem é usada para descrever algo ou transmitir uma informação: Exemplo: Amanhã não haverá aula de lógica.

(II) FUNÇÃO EXPRESSIVA ± neste caso a finalidade do discurso é expressar o despertar sentimentos ou emoções: Exemplo: Foi um prazer conversar com você!

(III) FUNÇÃO DIRETIVA ± aqui uma expressão ou sentença tem a função de causar (ou impedir) determinada ação: Exemplo: Feche a porta.

FORMA E FUNÇÃO DO DISCURSO

ESTUDIOSOS ± da lógica costumam, também, mencionar
outros tipos de funções do discurso, como:

LINGUAGEM CERIMONIAL ± é o uso da linguagem, por exemplo, em saudações ou manifestações de boa educação: A sua festa foi maravilhosa. FUNÇÃO OPERANTE ± identificada nas pesquisas de Austin (atos de fala), que observou o papel de alguns verbos como prometer, aceitar, batizar e outros que, quando usados na primeira pessoa do singular do presente do indicativo, possuem uma função especial.

Exemplos: Eu prometo! ± Eu te batizo!.

Tais formulações não descrevem uma ação, mas antes a realizam, razão porque se fala em uma função operante.

FORMA E FUNÇÃO DO DISCURSO

DIVISÃO ± tríplice das funções possuem alguma utilidade,
mas conforme lições de Wittgenstein (IF), existem inumeráveis espécies diferentes de emprego daquilo que chamamos signo, palavra, frase.

MULTIPLICIDADE ± mencionada não é nada fixa, i.é,
algo dado para sempre, mas novos tipos de linguagem (...) nascem e outros envelhecem e são esquecidos.

aparecem em seu estado puro, ou seja, uma frase ou texto pode desempenhar uma função mista.

FUNÇÕES ± discursivas, por outro lado, nem sempre

FORMA E FUNÇÃO DO DISCURSO

LINGUAGEM ORDINÁRIA ± é complexa e a tarefa de
identificar a função de um texto é bastante difícil.

IDENTIFICAÇÃO ± da função é uma tarefa indispensável
na análise lógica, não existe algo como um método puramente mecânico para realizá-la.

ELEMENTO CHAVE ± que nos deve orientar é a
intenção do autor, ou ainda, qual o objetivo básico do texto? É informar, exprimir alguma emoção, ou pretende levar-nos a fazer algo?

No caso de permanecerem dúvidas, o ideal seria interrogar o próprio autor. Quando isto não é possível, poderemos atender ao contexto ou à situação em que o texto provavelmente foi composto.

SIGNIFICADO LITERAL E EMOTIVO

palavras devem possuir um significado literal ou cognitivo, i.é, devem referir-se a objetos, acontecimentos, propriedades ou relações entre objetos.

SENTENÇA ± para conter uma função informativa suas

Quando uma palavra ou sentença traz consigo um impacto ou sugestão emocional, fala-se em significado emotivo.

RELAÇÃO ± entre significado literal e emotivo é bastante
complexa, pois uma mesma realidade pode ser descrita com palavras que possuem impactos emotivos diferentes.

Exemplos: burocrata, funcionário do governo e servidor público. O significado literal dos três termos é o mesmo, mas eles apresentam uma carga emotiva diferente. Burocrata traduz uma atitude depreciativa. Servidor Público, por outro lado, possui um impacto emocional positivo. Funcionário do Governo é emotivamente neutro.

SIGNIFICADO LITERAL E EMOTIVO

CONTRASTE ± entre o significado literal e o emotivo
também pode ser verificado em certos verbos que Russell identificou como verbos irregulares, porquanto seu significado emotivo varia de acordo com a pessoa.

EXEMPLOS Eu sou firme;

Tu és obstinado;

Ele é um estúpido cabeça-dura.

LITERAL ± temos a mesma significação. EMOTIVO ± temos diferentes significações.

USO ± da linguagem emotiva é legítimo, mas quando se
trata de raciocinar de modo objetivo a respeito de algum tema, a preferência deve ser pelo discurso emotivamente neutro.

SIGNIFICADO LITERAL E EMOTIVO

PALAVRAS ± com carga emotiva leva a confusões e malentendidos; contudo, nem sempre é possível evitar as palavras com carga emotiva.

É o que acontece com palavras como bom, mau, injusto quando empregadas num contexto moral. No caso, nossa atenção deve ser redobrada para não confundir o significado emotivo das palavras com o raciocínio a respeito dos fatos morais que pretende ter valor objetivo.

AMBIGÜIDADE E VAGUEZA

AMBÍGUO ± quer dizer que uma palavra ou expressão
possui dois ou mais significados claramente distintos.

VAGA ± quer dizer, por outro lado, que uma palavra ou
expressão não possui um significado definido.

SÍNTESE

Uma fala ambígua nos apresenta vários significados dentre os quais é difícil determinar qual o significado correto.

Uma fala vaga nos deixa em dificuldade para saber se existe algum significado.

Exemplo ± Dizer: Este foi o pior livro que já li ± seria uma sentença ambígua. Dizer: Que livro! ± seria vago.

AMBIGÜIDADE E VAGUEZA

ENQUANTO ± significado das palavras vagas é duvidoso,
o significado das palavras ambíguas é duplo ou triplo.

VERDADE ± que os termos ambíguos podem ter seu
significado definido pelo contexto, mas em relação às palavras ambíguas a situação pode perdurar mesmo diante de um determinado contexto.

TERMOS VAGOS ± podemos afirmar que a maioria (ou
totalidade) das palavras da linguagem comum são vagas, no sentido de que não existe um limite preciso entre o que é abrangido pelo termo e o que está excluído (ex.: rico, calvo, meia-idade, pessoa, ser humano, democracia, elegante, inspirador etc.).

AMBIGÜIDADE E VAGUEZA

AMBIGUIDADE E VAGUEZA ± podem ser eliminadas
pela definição.

Mas no caso da vagueza o recurso à definição pode causar novos problemas.

Se uma palavra é vaga por natureza, dar-lhe um significado preciso equivale a alterar o seu significado originário, atribuindo-lhe um novo significado.

Deste modo estará aberta a porta para todo o tipo de confusões e malentendidos. Mas isto não significa que somos condenados a uma fala vaga. Normalmente o contexto ou o uso da palavra na sentença pode fornecer a precisão necessária.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->