P. 1
Modelo de Contrato particular de venda de imóvel

Modelo de Contrato particular de venda de imóvel

|Views: 14.733|Likes:

More info:

Categories:Types, Legal forms
Published by: defato.dedireito7669 on Apr 27, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF or read online from Scribd
See more
See less

10/10/2014

pdf

CONTRATO PARTICULAR DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEL, COM RESERVA DE DOMÍNIO.

(todos os dados pessoais são fictos) MARIA SUJISNEUZA MONTEIRO LOBATO, brasileira, viúva, aposentada, CPF nº 000.000.000-00, cédula de identidade nº 00000000-0 expedida pelo IFP, residente e domiciliada à Rua Chiquita Bacana nº 123, bairro Costa Fria, na cidade de Tubiacanga – RJ, CEP: 010101-010, ora denominada simplesmente VENDEDORA, e do outro lado ANTONIO MALTRATADO DAS DORES, brasileiro, pintor de paredes, CPF nº 111.111.111-11, cédula de identidade nº 111111111-1 expedida pelo IFP, residente e domiciliado à Rua Pindaíba nº 123, bairro Costa Quente, na cidade de Tubiacanga - RJ, CEP: 010101-010, ora denominado simplesmente COMPRADOR. As partes aqui identificadas firmam justo contrato de compra e venda, mediante as cláusulas abaixo, bilateralmente estipuladas e integralmente aceitas. Cláusula primeira – DO OBJETO DO CONTRATO O objeto do presente contrato é o imóvel, situado à Rua Chiquita Bacana nº 123, bairro Costa Fria, na cidade de Tubiacanga – RJ, composto de sala, 2 (dois) quartos, cozinha, banheiro e área. Cláusula segunda – DO VALOR E DA FORMA DE PAGAMENTO O valor total pactuado entre COMPRADOR e VENDEDORA para a transferência da propriedade é R$ 25.000,00 (Vinte e cinco mil reais) a serem pagos nas seguintes formalidades e condições: 1. A importância de R$ 20.000,00 (Vinte mil reais) a ser paga a título de sinal, até o ato de entrega das chaves; 2. Os R$ 5.000,00 (Cinco mil reais) restantes serão pagos em 17 (dezessete) prestações mensais, sucessivas, no valor de R$ 294,11 (Duzentos e noventa e quatro reais e onze centavos), com vencimento no 5º (quinto) dia útil de cada mês, portanto a 1ª (primeira) com vencimento em 07/05/2010; 3. Os pagamentos aludidos nessa cláusula se darão na data supracitada impreterivelmente por depósitos bancários a serem creditados no BANCO DO POVO S/A, na conta nº 01.010.101-0 (agência 010101), em nome da VENDEDORA; 4. O cumprimento de cada obrigação pecuniária descrita nesse contrato obriga a VENDEDORA a emitir o respectivo recibo; e 5. Prestações pagas após o vencimento sofrerão as seguintes multas moratórias: a. Pagas entre o 6º (sexto) e o 10º (décimo) dia útil do mês sofrerão acréscimo de 1% (um por cento) sobre o valor da mensalidade, por dia vencido; b. Pagas a partir do 11º (décimo primeiro) dia terão acréscimo de 2% (dois por cento) sobre o valor da mensalidade, por dia vencido, sendo também computados nesse indexador todos os dias anteriores;

DE F@TO & DE DIREITO – Assessoria – defato.dedireito@yahoo.com.br

Página 1 de 3

c. Os valores referentes às eventuais multas moratórias deverão ser depositados “em separado”, devendo o COMPRADOR para obter o respectivo recibo, esclarecer junto a VENDEDORA sobre o cálculo efetuado. Cláusula terceira – DA RESERVA DE DOMÍNIO 1. O COMPRADOR fica autorizado a ocupar o imóvel em questão a partir dessa data, ficando reservado à VENDEDORA seu domínio até a emissão do justo termo de quitação; e 2. Fica obrigada a VENDEDORA a emitir o termo em supra para ser entregue no ato da quitação integral do imóvel, nos termos da cláusula segunda desse contrato. Cláusula quarta – DAS DESPESAS Passam a ser de inteira responsabilidade do COMPRADOR, todas as despesas e quaisquer tributações, seguros, despesas com serviços de fornecimento de água, energia e outros que venha a contratar, bem como as futuras despesas tangentes a transferência da propriedade do imóvel junto aos órgãos competentes. Cláusula quinta – DA RESCISÃO A rescisão desse contrato poderá ser decretada a qualquer tempo, pela parte que se sentir prejudicada, nas seguintes hipóteses: 1. Por QUAISQUER DAS PARTES: Na inobservância de quaisquer das cláusulas estipuladas no presente instrumento, e 2. Pela VENDEDORA: a. Quando o COMPRADOR deixar de efetuar o pagamento de 3 (três) mensalidades sucessivas ou 6 (seis) mensalidades intercaladas; e b. Na hipótese do imóvel não ser integralmente quitado dentro do prazo previsto, quando, depois de considerada a tolerância de 60 (sessenta) dias, poderá a VENDEDORA, unilateralmente, dar por rescindido o presente contrato, podendo optar por vender o imóvel a outro terceiro, fins de obter a redução de seus prejuízos. Assim sendo, depois de ser deduzido o valor da multa rescisória, restituirá o saldo que houver ao COMPRADOR. Cláusula sexta – DAS PENALIDADES E DA MULTA RESCISÓRIA O descumprimento de cláusulas, conforme preceitua a cláusula quinta, poderá resultar em rescisão, acarretando a parte infratora: 1. Se for a VENDEDORA, a restituição integral da importância de R$ 20.000,00 (Vinte mil reais) paga a título de sinal, como o somatório das mensalidades pagas no valor de R$ 294,11 (Duzentos e noventa e quatro reais e onze centavos); e 2. Se for o COMPRADOR, a perda do direito de fluir do imóvel, devendo desocupá-lo no prazo de 30 (trinta) dias, a contar da data de rescisão, devendo entregar o imóvel totalmente vazio; e ainda, a perda de 50% (cinqüenta por cento) do valor pago em sinal, sendo que os outros 50% (cinqüenta por cento) deverão ser restituídos em 20 mensalidades fixas de R$ 1.000,00 (Mil reais), a vencer no quinto dia útil de cada mês.
DE F@TO & DE DIREITO – Assessoria – defato.dedireito@yahoo.com.br

Página 2 de 3

Cláusula sétima – DA INCAPACIDADE FÍSICA OU DO ÓBITO Fica assumido pelas partes que, na ocorrência de incapacidade física ou óbito de uma delas, todos os direitos e obrigações contidos nas cláusulas desse contrato, deverão ser preservados e respeitados pelos herdeiros, os quais, nos termos do Código Civil Brasileiro de 2002, passarão a titularidade do presente negocio jurídico. Cláusula oitava – DAS BENFEITORIAS As benfeitorias eventualmente realizadas pelo COMPRADOR até a efetiva quitação do imóvel serão incorporadas, não gerando qualquer direito de indenização ou retenção na hipótese de rescisão do contrato. Cláusula nona – DO FORO COMPETENTE Para dirimir eventuais dúvidas sobre a interpretação das cláusulas pactuadas, nomeiam os contratantes o foro da Comarca de Passa a Mão, situado à Av. Leitão Porco Gordo, 1010 – Vilar das Antas – RJ, CEP: 21212-212 – tel. (0xx) 21–2121-2121. E por estarem justos e contratados mandaram lavrar o presente contrato em 2 (duas) vias de igual teor e forma, que assinam na presença de 2 (duas) testemunhas, todos rubricando todas as páginas , para que produza seus jurídicos e iguais efeitos. Rio de Janeiro, RJ, Em ____ de _____________ de 2010.
VENDEDORA: Assinatura:__________________________________________________________ COMPRADOR: Assinatura:__________________________________________________________

Testemunha 1: Nome completo legível:_______________________________________________ RG nº ____________ Órgão emissor: ______________ CPF:_________________ Endereço:_______________________________________________________________ _______________________________________________________________________. Assinatura:____________________________________________________________

Testemunha 2: Nome completo legível:_______________________________________________ RG nº ____________ Órgão emissor: ______________ CPF:_________________ Endereço:_______________________________________________________________ _______________________________________________________________________. Assinatura:____________________________________________________________

DE F@TO & DE DIREITO – Assessoria – defato.dedireito@yahoo.com.br

Página 3 de 3

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->