São Paulo, 30 de Abril de 2010.

Resumo crítico do artigo “Na refinaria de biomassa, tudo se transforma” – O Estado de São Paulo – 24 de março de 2010 Por: Carla Galante 3 D Vinicius Cano 3 D

Resíduos como: lixo urbano, pneus, bagaço de cana e lodo de esgoto, são convertidos em produtos nobres como energia e biocombustiveis. A refinaria desses resíduos é parecida com a do petróleo, de onde saem muitos produtos como combustível e gás natural. Esta tecnologia já existe no Brasil, e há pelo menos dois empreendimentos com esse perfil, um no Pólo de Camaçai na Bahia, e outro em Lorena, interior de São Paulo. O programa de refinaria é chamado de PROBEM (Programa de biomassa) em Lorena, transforma em meio de processos termoquímicos, a biomassa tanto vegetal quanto oleaginosa em produtos químicos de grande uso nas indústrias. O processo é: os resíduos sólidos são inseridos em um reator que faz a quebra das moléculas de biomassa, desde processo sobra um pó chamado celulignina que da origem a um tipo de gás que pode ser queimado em uma caldeira para geração de energia elétrica. Ou pode ser usado como matéria-prima para a transformação em produtos químicos, como amônia, uréia, metanol. Em cada tipo de biomassa é usado um processo de tecnologia, mas todas têm como ponto de partida a pré-hidrólise, que é feita em um reator que emprega finas chapas de material refratário em seu interior. No Pólo de Camaçari na Bahia estão sendo feitos estudos para transformar uma parte dos dejetos industriais em matéria-prima. A idéia é usar biocompósitos, que tem origem no bagaço da cana-de-açúcar, combinados com outros materiais como plástico pós-consumido e cinzas de processo de incineração, o resultado seria um material resistente que pode ser moldado em novos produtos. A tecnologia chamou atenção da Comissão Européia, que esta estimulando a criação de empresas agroindustriais para que os resíduos sirvam de matéria prima para o projeto que tem zero emissão de carbono. O projeto foi chamado de “The Sustainable Carbon Negative Biorefinery of the Future” (Refinaria Sustentável do Futuro com Emissao Zero de Carbono).

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful