Você está na página 1de 2

Estado do crcere

Roberto Garcia Simes


14.06.2015
No encarceramento de jovens (18 a 29 anos), o Esprito
Santo, em 2012, apresentava a segunda maior taxa entre
os estados. A variao nessa taxa, no perodo 2007/2012,
foi de 132% - percentual idntico ao de Alagoas -, o que
coloca ambos os estados em dois lastimveis primeiros
lugares. Em 2007, a taxa do Esprito Santo ocupava a 13
posio. Ocorreu, portanto, uma escalada de presos jovens:
saltou de 3.814 (2017) para 9.260 (2012). Esse e os dados
seguintes constam do Mapa do Encarceramento. Os Jovens
do Brasil (2015).
Passando para a populao total encarcerada, o Esprito
Santo apresentou, de 2005 a 2012, tambm o segundo
maior aumento em comparao com os demais estados:
182%. Um terceiro segundo lugar aterrador adveio do
incremento da populao masculina encarcerada: 151%.
Diante de trs segundos lugares nacionais aprisionadores, o
que eles revelam da sociedade e da atuao do Estado no
Esprito Santo?
Dos encarcerados em 2012, a escolaridade
esclarecedora:
53%
no
completaram
o
ensino
fundamental. Apenas 1% cursou ensino superior. No
frequentavam a escola no estado, em 2013, 39.418 jovens
de 15 a 17 anos. O analfabetismo e a baixa escolaridade
sintetizam a condio social de quem encarcerado.
Em relao raa, o Esprito Santo, na variao
percentual da taxa de encarceramento de negros de 2007 a
2012, apresenta mais um segundo lugar deplorvel: 137% s sendo ultrapassado pela respectiva taxa do estado em
situao muito diferente, mas que seguimos de perto:
Alagoas. A variao mdia do Brasil foi de 32%. Em 2007, a
taxa de encarceramento de negros colocava o Esprito
Santo na 14 posio.
Se no bastasse, eis um quinto segundo lugar: em 2012,
o Esprito Santo registrou a segunda maior taxa de

adolescentes em medida socioeducativa; em primeiro lugar,


estava o Acre. A taxa do estado (141) supera em mais de
duas vezes a taxa mdia nacional (67).
Expressam a efetivao do estado do crcere, no faltam
mais dois segundos lugares do Esprito Santo que negam a
vida e promovem prises: segunda maior taxa de
homicdios da populao negra e da populao jovem
matar, morrer ou ser preso. Em estados com elevado
encarceramento, mas menor que o do Esprito Santo, houve
quedas expressivas nos homicdios em comparao com as
reduzidas ocorridas no estado.
Porque o encarceramento no Esprito Santo cresce, em
termos nacionais, com maior intensidade? Qual est sendo
o retorno para a sociedade?