Você está na página 1de 9

Charles Bronson (prisioneiro)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre


Para outros usos, ver Charles Bronson (desambiguação).

Charles Bronson

Hull Prison onde Bronson teve Phil Danielson, um oficial de ensino civis,

refém por mais de 40hrs

Nascido Michael Gordon Peterson

06 de dezembro de 1952 (57 anos)

Luton , Bedfordshire , Reino Unido

Alias (es) Ali Ahmed Charles

Prisioneiro: A8076AG

s Conviction assaltos à mão armada, ferindo com intenção, ferindo, dano

() criminal, ofensas corporais graves, cárcere privado,

chantagem, ameaçando matar

Pena Inicialmente, sete anos, atualmente a vida

Estado Encarcerado em Woodhill HMP como de Novembro de

2009[1]

Ocupação circo forte , pugilista bareknuckle

Cônjuge Irene

Fatema Rehman Saira

Pais Peterson e Joe Eira

Crianças Michael Peterson


Charles "Charlie" Bronson (nascido Michael Gordon Peterson , 06 de dezembro de 1952) é
um Inglês criminal muitas vezes referida na imprensa britânica como o "prisioneiro mais
violento da Grã-Bretanha". [2]Nascido em Luton , Inglaterra, Peterson encontrou o seu caminho,
muitas vezes em brigas antes ele começou um bare-knuckle boxe carreira no East End de
Londres . Sua promotor não estava feliz com o seu nome e sugeriu que ele mude para Charles
Bronson.

Em 1974 ele foi preso por um assalto e condenado a sete anos. Enquanto estava na prisão, ele
começou a fazer um nome para si mesmo como um canhão solto muitas vezes lutando
presidiários e guardas prisionais. Estas lutas Adicionamos anos em sua sentença. Considerado
como um prisioneiro problema, ele foi transferido 120 vezes ao longo Her Majesty's Prison
Servicee passou a maior parte desse tempo em confinamento solitário . O que era inicialmente
um prazo de sete anos, estendeu a uma pena de catorze anos, que resultou em sua primeira
esposa, Irene, com quem teve um filho, deixando-o. Ele foi libertado em 30 de outubro de 1988,
mas só passou 69 dias livres antes de ser preso novamente.

Enquanto estava na prisão em 2001 ele se casou com sua segunda esposa Fatema Saira
Rehman, um bengali nascido divorciada, que o inspirou a se converter ao Islão , tendo o nome
de Charles Ali Ahmed. O segundo casamento durou quatro anos até que ele se divorciou e
renunciou Islam. Conhecido como um dos criminosos mais perigosos, na Inglaterra, Bronson
tem escrito vários livros sobre suas experiências e presos famosos, ele reuniu-se durante a sua
internação. A auto-declarado fitness fanático, Bronson também escreveu um livro sobre
o trabalho fora em lugares pequenos.

Conteúdo
[ocultar]

• 1 Antes de prisão

o 1.1 Início da vida

o 1.2 Boxe na carreira e mudança de nome

• 2 A vida na prisão

o 2.1 incidentes Hostage

• 3 Vida pessoal

o 3.1 Primeiro casamento

o 3.2 Segundo casamento e mudar sobrenome

o 3.3 Ocupações e projetos

• 4 Filme da vida de Bronson

• 5 Bibliografia

• 6 Ligações externas
• 7 Referências

[editar ]Antes de prisão


[editar ]Início da vida

Luton , na Inglaterra, que Bronson considera sua cidade natal

Bronson nasceu Michael Gordon Peterson em 59 Long Croft Road, Luton, na Inglaterra. Ele foi
um dos três meninos [3]e seus pais, Eira e Joe Peterson, mais tarde executar o clube
conservador emAberystwyth , e seu tio e tia foram prefeito e prefeita da cidade nas décadas de
1960 e 1970. Sua tia, Eileen Parry, é citado como dizendo: "Porque um menino ele era um
rapaz adorável. Ele era, obviamente, brilhantes e sempre bom com as crianças. Ele era gentil e
bem-educado, nunca um tirano - ele iria defender os mais fracos."[4]

Quando ele era adolescente, Bronson se mudou com sua família para Ellesmere
Port , Cheshire , onde começou a se meter em encrencas. Bronson retornou mais tarde
para Luton , que é muitas vezes referida como sua cidade natal, onde ganhou a vida como
um homem forte do circo . Ele se casou em dezembro de 1970 a Irene, com quem teve um
filho, Michael.

[editar ]carreira de boxe e mudança de nome


Antes de ser preso, Bronson teve uma duração curta carreira no boxe junta-nua no East End
de Londres , durante o qual tornou-se um associado de Lenny McLean .
No freebronson.co.uk site afirma que Charlie mudou seu nome de Mick Peterson de Charles
Bronson por seu promotor luta em 1987 [5]", não porque ele gostava da idéia de" Wish "Death
filmes estrelando o original Charles Bronson ".[6]

[editar ]Vida na prisão


Ashworth Hospital Bronson, onde passou algum tempo como doente mental

Bronson foi preso por sete anos, em 1974, aos 22 anos, para um assalto à mão armada a uma
agência dos Correios em Little Sutton , um subúrbio de Ellesmere Port, durante o qual ele
roubou apenas R $ 26.18.[7]Sua sentença foi sucessivamente prorrogado por crimes cometidos
dentro da prisão, que incluem ferimento com intenção, ferindo , danos criminais , graves danos
corporais ,cárcere privado , chantagem e ameaçam matar.

Bronson serviu, mas todos os seus quatro anos de prisão em solitária , devido a uma série
de refémsituações, os protestos do telhado, e repetidos ataques a agentes penitenciários e
outros detentos. Seu comportamento perigoso fez com que ele passou o tempo em mais de
120 prisões diferentes, incluindo os três hospitais de segurança máxima: Broadmoor
Hospital , Rampton Secure Hospital eAshworth Hospital.[8]

Bronson gastou um total de apenas quatro meses e nove dias fora da prisão desde 1974. Ele
foi libertado em 30 de outubro de 1988 e passou 69 dias como um homem livre antes de ser
preso por roubo, e depois relançado em 09 de novembro de 1992, passando 53 dias como um
homem livre antes de ser preso novamente, desta vez por conspiração para roubar.[4]

Em 1999, uma unidade prisional especial foi criada para Bronson e outros dois presos violentos
de Woodhill , para reduzir o risco que elas representam para o pessoal e outros prisioneiros.[9]

Em 2000, recebeu uma Bronson discricionário prisão perpétua , com uma tarifa de três anos
para uma tomada de reféns incidente. O recurso interposto contra essa sentença foi negado
em 2004.[10]

Bronson ficou uma "categoria" Um prisioneiro quando ele foi transferido para Wakefield Alta
Segurança Prisional .[11]Ele era devido para uma audiência de condicional em setembro de
2008, mas foi adiado quando o advogado opôs a uma hora de liberdade condicional uma
entrevista, solicitando um dia inteiro para lidar com o caso Bronson. [12]A audiência de liberdade
condicional realizada a 11 de Março de 2009 e de liberdade condicional foi negado logo
depois. [13]Parole O Conselho disse que o Sr. Bronson não provou que ele era um personagem
reformado.[14]

[editar ]incidentes Hostage


Belmarsh Prison Bronson, onde levou dois seqüestradores iraquianos refém

Bronson esteve envolvido em mais de uma dezena de incidentes de reféns, alguns dos quais
estão descritos abaixo:

 Bronson fizeram reféns e fizeram um protesto no último piso de 47 horas na


Broadmoor, em 1983, causando prejuízo de £ 750,000.
 Em 1994, enquanto segurava um refém guarda Woodhill Prisão, Milton Keynes , ele
exigiu umaboneca inflável , um helicóptero e uma xícara de chá de resgate. Dois meses
depois, prendeu o vice-governador Adrian Wallace refém por cinco horas na prisão Hull ,
ferindo-lhe tão mal que ele estava fora do trabalho por cinco semanas.[4]
 Em 1998, Bronson teve dois seqüestradores iraquianos e um outro refém preso
na prisão de Belmarsh , em Londres . Ele insistiu que os reféns dirigir a ele como "geral" e
disse negociadores comeria uma de suas vítimas a menos rapidamente as suas exigências
fossem atendidas. Em um estágio, Bronson exigiram um dos iraquianos atingi-lo "muito
duro" sobre a cabeça com uma bandeja de metal. Quando o seqüestrador se recusou,
Bronson cortou o próprio ombro seis vezes com uma lâmina de barbear. Ele disse mais
tarde o pessoal: "Eu vou começar tirando pescoço - Eu sou o número um seqüestrador".
Ele exigiu um avião para levá-lo para Cuba , duas Uzi sub-metralhadoras, 5.000 cartuchos
de munição, e um machado. No tribunal, ele disse que era "tão culpados como Adolf
Hitler ", acrescentando:" Eu estava em uma missão de loucura, mas agora eu estou em
uma missão de paz e de tudo que eu quero fazer agora é ir para casa e tem uma pinta com
meu filho. " Outros sete anos, foram adicionados à sua sentença.[4]
 Em 1999, ele tomou Phil Danielson, um funcionário refém ensino civis na prisão de
Hull. [3]Ele pode ser visto em imagens de CCTV cantando a música " Yellow Submarine ",
andando com uma lança improvisado (depois de ter causado estragos dentro da prisão) e
fazendo com que a asa ser trancado por mais de 40 horas. Imagens do incidente pode ser
visto aqui.[3]
 Em 2007, dois membros do pessoal prisional em Full Sutton prisão de alta segurança
no East Riding of Yorkshire estavam envolvidos em um "controle e contenção de
incidentes", na tentativa de evitar uma nova situação de refém, durante o qual Bronson
(que agora precisa deóculos ), teve sua vidros quebrados. Bronson recebeu £ 200
compensação por seus óculos quebrados, [11]ele alegou que foram feitos de "ouro do pré-
guerra" e dado a ele pelo Lord Longford .[carece de fontes?]

[editar ]vida pessoal


[editar ]Primeiro casamento
Quando ainda se chamava Michael Peterson conheceu Irene, sua primeira esposa, em 1969.
Irene lembra que ele "era tão diferente de todos os outros meninos que eu conhecia. Ele
sempre usava ternos costurados, tinha costeletas perfeitamente arrumada e um sotaque
cockney."[15]Oito meses depois, quando Irene foi de 4 meses de gravidez, que se casaram em
Chester Cartório em Dezembro de 1970. Quatro anos mais tarde, quando seu filho Mike tinha
três anos, a polícia invadiu sua casa procurando por Peterson. Ele acabou sendo capturado e
enviado para a prisão. Cinco anos depois eles se divorciaram e Irene casou e tornou-se mais
tarde Irene Dunroe. Ela teve dois filhos com seu novo marido.[15]

[editar ]Segundo casamento e mudar sobrenome


Em 2001, Bronson se casou novamente, desta vez em Milton Keynes , HMP Woodhill para
Fatema Saira Rehman, um bengali nascido divorciada, [16]que tinha visto sua foto em um jornal
e começou a escrever para ele. Rehman havia visitado dez vezes Bronson antes de seu
casamento. [17][18]Ela tinha trabalhado em mulheres de um abrigo antes de sua reunião, mas
quando seu trabalho descobriu sobre seu relacionamento, ela foi saqueada. [19]Por um curto
período de tempo, Bronson convertido para o Islã (Rehman é muçulmano ) e queria ser
conhecido como Charles Ali Ahmed. Depois de quatro anos, ele e divorciado
Rehman. [15]Rehman, desde então, deu várias entrevistas a respeito de seu curto casamento de
Bronson, retratando-o em uma luz negativa. Em uma entrevista, ela foi citado como tendo dito:
"Ele me enganou - que nada mais é que um racista, bandido abusivo."[3]

Logo após o 11/09 atentados em Nova York dois homens alegadamente visitou Bronson (que
era então conhecida como Ahmed), oferecendo a liberá-lo na população em geral, se ele iria se
infiltrar na população prisional muçulmano.[20]

[editar ]Ocupações e projetos


Enquanto estava na prisão, Bronson tem desenvolvido um regime de extrema aptidão e afirma
que ele ainda é capaz de fazer 172 press-se em 60 segundos e 94 flexões em 30
segundos. [21]Em 2002, ele publicou um livro Solitary Fitness , detalhando um processo de
formação individual com o mínimo de recursos e espaço.[22]

Para os últimos dez anos, Bronson ocupou-se por escrever poesia e produzir obras de arte, ele
teve onze livros publicados, inclusive em 2008, apenas o seu livro de auto-escrita "Loonyology:
In My Own Words". Ele ganhou 11 Koestler Trust Awards por sua poesia e da arte.[23]
Em 28 de Abril de 2010, BBC News informa que obras de arte por Bronson foram exibidos no
metrô de Londres na estação Angel de 26 de Abril de 2010 para duas semanas. A exposição
foi organizada pela "Art Abaixo", que está relacionado com o transporte oficial para o programa
de arte de Londres, e há controvérsia sobre se ele deveria ter sido mostrado.[24]

[editar ]filmes de Bronson na vida


Bronson , que segue vagamente a vida Bronson, produzida pela Vertigo Films, foi lançado na
Grã-Bretanha em 13 de março de 2009. Ele estrelas Tom Hardy no papel-título, e é dirigido
por Nicolas Winding Refn .[25]Houve alguma controvérsia causada na estréia, quando uma
gravação de voz do Bronson foi tocada sem permissão prévia por agentes na HM Prison
Service, que pediu um inquérito a forma como a gravação havia sido feita.[26]

[editar ]Bibliografia

 Bronson, Charles . Bronson (08 de outubro de 2004 ed).. John Blake Publishing

Ltd . ISBN 1857825225.- Total de páginas: 304

 Bronson, Charles ; Richards, Stephen (2002). Fitness Solitário (2002 ed.).

Mirage. ISBN 1902578120. - Total de páginas: 215

 Bronson, Charles ; Richards, Stephen. Insanity: My Life Mad (31 de março de 2004 ed).. John Blake

Publishing Ltd . ISBN 1844540308. - Total de páginas: 335

 Bronson, Charles . Bronson 2: More Than Goldilocks Mingau (02 de novembro de 2009 ed).. John

Blake Publishing Ltd . ISBN 1844548600.- Total de páginas: 304

 Bronson, Charles , Stephen Richards. O Krays and Me (30 de abril de 2007 ed).. John Blake

Publishing Ltd . ISBN 1844543250. - Total de páginas: 288

 Bronson, Charles . Loonyology: In My Own Words (02 de novembro de 2009 ed.). Apex Publishing

Ltd. ISBN 1906358117.- Total de páginas: 466

 Bronson, Charles . Diários do Inferno: Charles Bronson - Prison Diaries Meu (01 de maio de 2009

ed.). Y Lolfa. ISBN 1847711162.- Total de páginas: 464

 Bronson, Charles ; Richards, Stephen (1999). O livro de poemas de Charles Bronson: Birdman Bk

abre sua mente. 1 (01 de maio de 1999 ed.). Mirage.ISBN 1902578031. - Total de páginas: 78

 Bronson, Charles ; Currie, Tel (2005). Heróis e Vilões: O bom, o louco, o Mau eo Feio (05 agosto de

2005 ed).. John Blake Publishing Ltd .ISBN 1844541185. - Total de páginas: 288
 Bronson, Charles , Stephen Richards. O Guia de Boas prisão (28 de fevereiro, 2007 ed.). John Blake

Publishing Ltd . ISBN 1844543595. - Total de páginas: 288

 Bronson, Charles , Stephen Richards. Silent Scream: A história de Charles Bronson (05 de setembro

de 1999 ed.). Mirage. ISBN 1902578082. - Total de páginas: 248

 Bronson, Charles ; Emmins, Mark (Editor). artista-Con (19 de dezembro de 2008 ed.).

Matador. ISBN 1848760485. - Total de páginas: 108

[editar ]Ligações externas

 Bronson site do filme


 O Site Oficial Free Bronson
 [1]

[editar ]Referências

1. ^ "Sobre o Charles Bronson" . freebronson.co.uk . Retirado 10 de janeiro de 2010.

2. ^ "Porque as mulheres são atraídas por homens atrás das grades?" . Denise

Mina (London: The Guardian ). 13 jan 2003 . Retirado 26 de março de 2010.

3. ^ um b c d Wansell, Geoffrey (7 de março de 2009). "O lionising de um monstro: O filme que

retrata assaltante armado Charles Bronson como um gigante gentil ... e afirma que ele é a

vítima" . The Daily Mail . Retirado 10 de janeiro de 2010.

4. ^ um b c d "Bronson:" Gentil menino preso ao terror " . BBC News . 17 de fevereiro de 2000 .

Obtido 2009/03/11.

5. ^ "Sobre o Charles Bronson" . freebronson.co.uk . Obtido 2009/03/11.

6. ^ Currie, Tel (2010). "Charles Bronson the Truth" . freebronson.co.uk . Retirado 09 de janeiro

de 2010.

7. ^ Palmer, Alun (13 de março de 2009). "Charles Bronson: Prison me custou minha

sanidade" . The Mirror . Retirado 09 de janeiro de 2010.

8. ^ Clements, Jo (10 de março, 2009). "thug Prison Charles Bronson admite" Eu não tenho

vergonha ", em mensagem aos espectadores" . Daily Mail . Retirado 09 de janeiro de 2010.

9. ^ "nova unidade especial para a Grã-Bretanha de três perigosos presos mais" . The

Independent . 25 de agosto de 1999 . Obtido 2009/03/11.

10. ^ Davies, Hugh (3 de abril de 2004). "Juiz elogia Bronson, mas as regras que ele deve ficar

na cadeia" . London: The Daily Telegraph . Obtido 2009/03/11.

11. ^ um b "Bronson recebe pagamentos da prisão" . BBC News . 11 de maio de 2007 . Obtido

2009/03/12.
12. ^ "Declaração de Charles Bronson em Wakefield Prison" . freebronson.co.uk. 6 de agosto de

2008 . Obtido 2009/03/11.

13. ^ Brooks, Richard (15 de fevereiro de 2009). "flick Jailhouse: Charles Bronson faz biopic de"

solitário . London: The Times . Obtido 2009/03/11.

14. ^ Dangerous "'Charles Bronson recusou liberdade condicional depois de mais de 34 anos

atrás das grades" . Mirror.co.uk News . 2009/06/15 . Obtido 2009/06/17.

15. ^ um b c Dunroe, Irene (15 de setembro, 2007). "pai da Grã-Bretanha mais violento prisioneiro

Seu" . pickmeupmagazine.co.uk . Retirado 10 de janeiro de 2010.

16. ^ "tentar publicar fotos Bronson" . BBC News . 20 de janeiro de 2004 . Retirado 10 de janeiro

de 2010.

17. ^ "noiva para Bronson" . BBC News . 1 de junho de 2001 . Obtido 2009/03/11.

18. ^ Hastings, Chris (05 de junho de 2001). "Lord Longford brindes casamento excêntrico de

Bronson preso" . London: The Daily Telegraph . Obtido 2009/03/11.

19. ^ Addley, Esther (16 de agosto, 2001). "Charlie é o meu querido" . London: The Guardian .

Retirado 10 de janeiro de 2010.

20. ^ McCarthy, James (03 de fevereiro de 2008). "mais perigosos do Reino Unido jailbird

Charles Bronson em MI5-up pedido torneira" . País de Gales no domingo . Retirado 09 de janeiro de

2010.

21. ^ Verkaik, Robert (19 de maio de 2008). "Visitando tempo: Charles Bronson convida-nos a

sua cela" . The Independent . Retirado 09 de janeiro de 2010.

22. ^ Bronson, Charles (2002). Fitness Solitário (2002 ed.). Mirage. ISBN 1902578120. - Total de

páginas: 215

23. ^ "A confiança Koestler" . O Koestler Trust . Obtido 2009/03/11.

24. ^ Dangerfield, Andy (28 de abril de 2010). "Charles Bronson arte em London Underground" .

London: BBC Website . Retirado 28 de abril de 2010.

25. ^ "Bronson (2009)" . Internet Movie Database . Obtido 2009/03/11.

26. ^ "Bronson ouvido na premiere do filme" . BBC News . 10 de março de 2009 . Obtido

2009/03/11.