Você está na página 1de 5
TRIBUNAL DE JUSTICA DO ESTADO DE SA0 FALLO COMARCA DE TATUT Go - ppmereneoe ran TWARA CIN fvenia Nirglio Montezz0 Filho, 222, Nowa Talui, Tatul = SP = CLP M8440 TERMO DE AUDIFACIA DE INSTRUCAO F JULGAME Fuaoasso 8 14 1-$9.2014.8.26.0624 Classe - Asserte gin Civil Publica - Improbidade Administrative Requare Ministériv Paintin de Kstado de S40 Paula, ONE A 468:760:0001 MF Reqverih Luiz Gonaagn Vieira de Camargo, CPF I87.356.498-87 Paulo Sérgha Medeiros Bure Interessiks Municipio te Pave Pasa de auiéns Has: 5 is 14 MM. Juiz do Direito Titular: Dr. RUBENS PETERSEN NETO Ags 14/08/2015, nesta cidade e Comarca de Tatui, Estado de Sao Paulo, na Sala de Audiéncias do Juizo da 1* Vara Givel. comiga escrevente, foi aberta a audiéncia de Instrugdo & Julgamento, nos autos da agao ¢ entre as partes acima referidas Apregoadas as partes, certifico e dou f@ que sob a presidéncia de MM. Juiz de Direito D-RUBENS PETERSEN NETO, estavart presentes a Representante do Ministénie Publica atuante no feito, Dra. Paula Augusta Mariano Marques, Exma, Prometora de Justiga. © requerdo Luiz Gonzaga Vieira de Camargo. acompanhada de seu Patrona Dr. Redrigo Trevisan Festa e Dra. Araceli Bortoletto (OAB 292979). Presente o fequerice Paula Sergio Medeitos Borges, acompanhade por seu Patrono Or. Rubens Glauco Fundac Guimardes Mendes e o interessado Municipio de Tatui ria pessoa seus Patronos Di? Maria José de Almeida Mello. Dra. Margareth Prage Alves, Dr. Paulo Roberto Gongalves @ Dr Eduardo Auguste Bachega Gongalves. Foram apresentadas trés testemunhas arroladas pele requendo Luiz Gonzaga: Cristian Pereira de Camargo. José Nivaldo Nunes de Miranda © Luiz Carlos Silveira € digpensada a testemunna Luiz Antonie Voss Campos, ausente a testemunha Elaine Leite de Camargo Miranda e presentes duas testemunhas aroladas pelo requeride Paulo Sérgio: Marceli Fernandes Lazari ¢ Désio Soares e ausente a testemunha Carlos Wilson Caporrine, Inieiados os trabalhos, pelo MM. Juiz de Direito fol dito: Fis. 361" 92 Defiro a substituigéo ca testemunha edro Sérgio Dias da Rosa pela testemunha Lulz Antonio Voss Campos, conferme requéride Anote-se. Torno preciusa @ preva em relagao a testemunha ‘SEN NETO IA © RUBENS PET: ALM Irena por BUADYRI 21742 sebo8) sao5i015 TRIBUNAL DE JUSTICA DO ESTADO DE $20 PAULO = COMARCA DE TAT FORO DE TA “VARS CIVLL Avenida Virgilio Montezzo Filho, 2009, Nowa Tatui, Tatul - SP - CEP 1827824 Carls Wilson Caporrino em vitude do nao recolhimento da diligéncia conferme determinade. Apds, pelo MM. Juiz 0@ Direito foram colhidos 9 depomento pessoal do requerido Luiz Gonzaga Vieira de Camargo e do requenda Paulo Sérgio Medeiros Borges e também de trés testemunnas arroladas pele requerido Luiz Gonzaga: é duas testemunhas arroladas pelo requerida Paulo Sérgio, em arquivo de aucio e video, cuja midia ficara depositada em Cartorio gravada no computador da sala de audiéneia como capia de seguranca, facultando-se as partes a carga da midia, carga rapida, ebtengao de copia inclusive por per-drive. nos termos do art 188, § 2°, do CPC e Capitulo Il, iter 780 e seguintes, das NSCGJ", sendo pelo MM Juiz de Dreite determinado que nao se orecedesse 4 transcri¢ao. por ora, inclusive se houver recurso, salve determinagao de relator em eventual recurso. haja vista a melhor fidelidade oa prova colhida em audio e video e econornia processual, Apos, pelo(a}(s) advogado(a}is) do requeride Luiz Gonzaga @ do requerida Paulo fai dito que Gispensava a nitiva da(s} testemunhats) restante(s), 0 que foi homologada pelo MM, Juiz Em sequida, pelo MM, Juiz de Direito foi dito: Nao havende outras provas a serem produzidas em audiéncia. declaro encerrada a instrugac do processo. Pelo(a) Dra) Promotor(a) de Justiga foi dito: MM. Juiz, reitero os termes de tls. 259/366, Relo Patrono do requerido Luiz Gonzaga. pelo Patrono do requerido Paulo e pelos Patronos do Municipio fol dite que reiteravam suas anteriores manifestagées respectivamente. A seguir pelo MM. Juiz de Direito fol_proferida a seguinte sontenca: Visios © Ministério Publico do Estado de Sao Paulo promoveu a¢ao civil pblica visando a respansabilidade pela pratica de ato de improbidade administrativa em face do ex-prefeito Luiz Gonzaga Vieira de Camargo e de Paulo Sérgio Medeiros Borges. A acao foi recebida as fis. 283. Os requerides foram devidamente citades ifls, 314), Q Municipio de Tatul manifestou-se as fis. 276, © feito to: saneado as fis, 383, sendo designada audiéncia de Instrugao e Julgamento onde foram colhides o depamento pessoal dos requeridos Luiz Gonzaga Vieira de Camargo ¢ Paulo Sérgio Medeiros Borges @ de tres testerumhas arroladas pelo requerido Luiz Gonzaga © duas fsa0e |ALMEIDS © RUBENS PETPRSCN NPT U2 296.34 igalmerte por GUACYRA ae 12. seep 1052 594 sp us briesay, infor 0 TRIBL SAL DE JUSTIC 4 DO ESTADO DE SA0 PAULO: CHMARCA DE TATLI FORO DL TATUL DVARA CIVEL Avenida Virailio Munteceu Filho, 2009, Nowa Tai NZS neon Lai SP - CEP testemunhas artoladas pel requeride Paulo Sérgio. E ¢ relatério. Fundamento e Desido. A preliminar nae comnporta acolhimento. # inicial abservou o disposto nos artigos 282 e 263 do C.P.C Destarte, nfo ha falar da inépoia da inicial. No mérto a aco é procedente. 4 autoria ¢ a materalidade dos alos de improbidade administrativa restaram comprovadas nos autos. Dispoe o artigo 19 da lei 4400/2010 que 0 exercicio de cargo em comissao exige dedicagao integral estando o servidor sujeite a prestagao de servica fora de hordrig normal de expediente inclusive mediante convecagse. sem direito a remuneracSo extra Pois bem. & nomeagao de Faulo Sérgio Medeiros Borges para 6 cargo oe secretario de Meio Ambiente restou comprovada pele decreta cantige as fis. 42 {n.8784/2008}, sua nomeagac fora efetivada por Luiz Gonzaga Vieira. Goorre gue, também restou suficientemente comprovado nos autes, em paralélo, 6 ¢O- réu Paulo Sérgio exercia atividade remunerada de medisina. © documente de fis. 120 apanta que Paulo Sergio integrava 9 corpe olinico da Santa Casa de Misencordia deste Municipio nesta qualidade prestava plantéo conforne a escala de fis. 134, observe-se que na esoala que o réu também prestava plantao em dias uteis, tais como quartas feiras sextas feiras. Como se nao bastasse, 0 co-réu Paulo Sérgio também integrava a cooperativa de trabalho médico {Unimed}, prestando plantées diurnos no perioda descrito na inicial, Em depoimento pessoal o ¢o-réu admitiu tais praticas. porem, asseverou gue o exercicio simulténeo das atividades nao provocava qualquer prejuizo para o cargo ao qual foi nomeado. © co-réu Luiz Gonzaga, por sua vez. confirmou que nomeou Paulo Sérgio ciente de que, em paralelo, exercia atividade simultanes de megicina, Ora, isso ¢ 9 quanto basta. A prova ara) produzida em nada acrescenta, mas, ao contrario, somente reforga a pratica do ato de improbidade administrativa As testemunhas canfimaram que © co-réu Paulo Sérgio exercia simutaneamente atividade de medicina com as atividades decorrentes do cargo de secretario de Meio Ambiente Nesta esteira ndc comporta acclhimiento as teses defensivas. Evidentemente, ndo havia compatibilidade entre as atividades em questo. © propre co-réu paulo Sérgio admitiu que permanecia a disposigao fs £ 3 e sédige SRD mia 28 0024 forme 0 pracesso 10 pa esq sp us briasal en 14