Você está na página 1de 9

TÉCNICAS E DINÂMICAS NA CONDUÇÃO DE GRUPOS

T ÉCNICAS E D INÂMICAS NA C ONDUÇÃO DE G RUPOS Escola Superior de Educação Paula
T ÉCNICAS E D INÂMICAS NA C ONDUÇÃO DE G RUPOS Escola Superior de Educação Paula

Escola Superior de Educação Paula Frassinetti

Discente: Maria Odete Jesus de Oliveira

Porto, Maio de 2010

Reflexão individual

O que aprendi de novo?

O que posso fazer de diferente com o que aprendi?

Reflexão individual  O que aprendi de novo?  O que posso fazer de diferente com

CONTEXTUALIZAÇÃO

No contexto da disciplina de Técnicas e Dinâmicas na Condução de Grupos, foi-nos proposto depois de alguma preparação e aquisição de conhecimentos teóricos, a criação de um Projecto

TIC utilizando o MPPO ( Método de Planeamento

de Projectos por Objectivos), durante todo o delineamento do projecto foram surgindo dúvidas

nomeadamente ao nível da identificação dos

objectivos e das medidas necessárias para fazer face ao seu cumprimento.

nomeadamente ao nível da identificação dos objectivos e das medidas necessárias para fazer face ao seu

O QUE APRENDI DE NOVO?

Para a área de TIC ser percebida como uma área estratégica e não apenas operacional é necessário que as suas iniciativas reflictam os principais objectivos.

Actualmente, uma organização de TIC tem os

mesmos desafios de uma empresa: objectivos

estratégicos, pessoas, investimentos e despesas significativas, operação de processos complexos, etc. Não é possível administrar a área de TIC sem o

emprego de técnicas e processos organizacionais.

complexos, etc. Não é possível administrar a área de TIC sem o emprego de técnicas e

Um Objectivo bem definido deverá ser Específico, Mensurável, Atingível, Realístico e Temporal

(SMART Specific Mesurable Attainable Realistic Time-Bound ).

O não cumprimento destas exigências para um

projecto pode levar à falha do mesmo.

Attainable Realistic Time-Bound ). O não cumprimento destas exigências para um projecto pode levar à falha

- Uma equipa que pretende alcançar o sucesso

com o cumprimento dos seus objectivos, tem de

ser uma equipa com diferentes visões que contribuam melhorando o desempenho e

concretização de medidas.

- Os líderes de uma equipa, devem conhecer o perfil psicológico de todos os membros e ter um auto-conhecimento para criar e administrar equipas de alto desempenho.

« Existem quase tantos estilos de liderança quantas pessoas que tentaram definir o conceito.» Bass 1990

desempenho. « Existem quase tantos estilos de liderança quantas pessoas que tentaram definir o conceito.» Bass

Um líder tem de ter :

Capacidade de influenciar um grupo

Um líder tem de ter : Capacidade de influenciar um grupo em direcção à realização de

em direcção à realização de metas.

O QUE POSSO FAZER DE DIFERENTE COM O QUE APRENDI?

O objectivo principal quando procuramos formação

contínua ou especializada, é enriquecermos os nossos conhecimentos e adquirir competências para

realização de um trabalho mais coerente, produtivo

a

e eficaz.

Tanto mais se torna importante, quando falamos de escolas, alunos, gerações, desenvolvimento e inovação.

Todos os conceitos abordados na disciplina de Técnicas e Dinâmicas na Condução de Grupos foram sem dúvida uma mais valia, contribuíram para alargar os meus conhecimentos.

e Dinâmicas na Condução de Grupos foram sem dúvida uma mais valia, contribuíram para alargar os

Objectivamente, o que pretendo fazer melhor e

aquilo a que me proponho é ter em conta sempre

todos os conhecimentos adquiridos, quanto ao delineamento de um projecto, seja ele de pequena ou grande dimensão no meu contexto escolar.

A postura enquanto colega de trabalho, enquanto

líder de uma turma, ou líder de uma equipa de professores tende a ser mais consciente, objectiva e sensível a muitas questões que anteriormente

nem sequer eram equacionadas.

tende a ser mais consciente, objectiva e sensível a muitas questões que anteriormente nem sequer eram