P. 1
A VISÃO BASEADA EM RECURSOS

A VISÃO BASEADA EM RECURSOS

|Views: 2.183|Likes:
Publicado porBy Gi Ferreira
A VISÃO BASEADA EM RECURSOS (RBV) COMO ESTRATÉGIA EMPRESARIAL
A VISÃO BASEADA EM RECURSOS (RBV) COMO ESTRATÉGIA EMPRESARIAL

More info:

Categories:Types, School Work
Published by: By Gi Ferreira on May 10, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/21/2014

pdf

text

original

A VISÃO BASEADA EM RECURSOS (RBV) COMO ESTRATÉGIA EMPRESARIAL

Gisele Dos Santos Ferreira Universidade Presbiteriana Mackenzie Curso in Company – Unibanco/Itaú Especialização em Gestão Empresarial – TURMA I (1/3) Disciplina: Estratégia Empresarial Professora: Gisele Di Dio
O texto visa salientar as teorias a respeito da Resource-based view, sob ponto de vista de vários autores. Segundo eles a visão baseada em recursos é fundamental para sustentar a vantagem competitiva, pois no mercado atual o posicionamento da empresa deixa de ser relevante comparado com o valor agregado que a mesma pode oferecer.

Para Galbreath e Galvin (2004), recursos dentro do RBV são geralmente divididos em duas categorias fundamentais: recursos tangíveis e recursos intangíveis. Recursos tangíveis incluem os fatores que contem valores possíveis de serem contabilizados ou registrados como balanços empresariais. Recursos intangíveis são recursos não físicos ou não financeiros.

Para Pike, Roos e Marr (2005), recursos intangíveis são categorizados em três grupos principais: humanos, organizacionais e relacionais.

Humano: Recursos que são intrínsecos as pessoas como sua criatividade, comportamento, educação e capacidades pelos empregados pela empresa.

Organizacional: Recursos desenvolvidos pela empresa como: marca, imagem, know-how, cultura, sistemas e estratégias.

Relacional: Recursos externos que a empresa necessita ou que afetam a empresa como: fornecedores, clientes, reguladores e parceiros.

Físico: Propriedades da empresa, prédios, equipamentos, materiais e produtos.

Monetário: Dinheiro da empresa ou outro bem financeiro equivalente que possa ser convertido em dinheiro pela empresa.

Para que se sustente a vantagem competitiva é necessário que os recursos apresentem heterogeneidade, o qual pode ser entendido como a posse de recursos diferenciados que não podem ser facilmente copiados e imobilizados onde os recursos possuídos pelas empresas não devem ser facilmente móveis, pois uma vez que seja todos poderão ter acesso.

Estes recursos têm de possuir potencial de valor, devem ser capazes de explorar oportunidades ou neutralizar ameaças expostas no ambiente de tal forma que permita à empresa obter redução de custos ou incremento de receita; serem escassos: os recursos devem ser raros, serem imperfeitamente imitáveis.

Para tanto as competências tácitas são importantes para a vantagem competitiva, pois como não são explicitas se tornam difíceis de serem imitadas.

Segundo Vollman apud Manfredini (2005), as competências podem ser classificadas em quatro categorias: competências terceirizáveis, competências rotineiras,competências essenciais e competências distintivas. As organizações, em geral, apresentam – de uma forma ou de outra – os três primeiros tipos de competência, contudo, é a competência distintiva que gera o diferencial estratégico competitivo e a possibilidade de liderança em um determinado mercado.

De acordo com Leask (2004) as empresas elaboram suas estratégias baseadas primordialmente em sua combinação de recursos e as oportunidades

de mercado que elas identificam. Assim, a teoria da visão baseada em recursos surgiu com o objetivo de desenvolver ferramentas para analisar a posição da empresa em relação aos recursos por ela utilizados e, a partir dessa análise, propor opções de estratégias a serem seguidas pela empresa (WERNEFELT, 1984).

Kraatz e Zajac (2001) afirmam que recursos podem também ser barreiras para o aprendizado, uma vez que as empresas tendem a explorar um recurso já conhecido em vez de partirem para a busca ou desenvolvimento de um novo recurso. Isto se deve ao fato de que os retornos financeiros na exploração de recursos já conhecidos são mais garantidos do que os provenientes de novos recursos ainda por serem desenvolvidos ou descobertos.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->