Você está na página 1de 9
PODER JUDICIARIO JUSTICA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2° REGIAO 60° Vara do Trabalho de Sao Paulo - SP Proceso 0002239-87.2015.5.02.0060 I PROCESSO N° 0002239-87.2015.5.02.0060 Aos vinte © nove dias do més de abril de 2016, as 17h04, na sala de audiéneias da 60* Vara do Trabalho de Sio Paulo - SP, por ordem da MM. Juiza do Trabalho, Dra. FERNANDA ZANON MARCHETTI, foram apregoados os litigantes, SEDERSP - SINDICATO DAS EMPRESAS DE DISTRIBUICAO DAS ENTREGAS RAPIDAS DE SAO PAULO, Autor e SEMMEC - SINDICATO DAS EMPRESAS DE MENSAGEIROS MOTOCICLISTAS E CICLISTAS DO ESTADO DE SAO PAULO, Réu. ‘Ausentes as partes. Conciliagdo prejudicada. Submetido o processo a julgamento foi proferida a seguinte SENTENCA Vistos, ete... SEDERSP - SINDICATO DAS EMPRESAS DE DISTRIBUICAO. DAS ENTREGAS RAPIDAS DE SAO PAULO ajuizou agao trabalhista em face de SEMMEC - SINDICATO DAS EMPRESAS DE MENSAGEIROS MOTOCICLISTAS E CICLISTAS DO ESTADO DE SAO PAULO, partes devidamente qualificadas, postulando em sintese, antecipagio de tutela para determinar a suspensio do registo do sindicato réu, antecipagao de tutela para determinar que sindicato réu se abstenha de praticar atos de representagdo sindical da categoria e fixagdo de multa para caso descumprimento; declaragdo de que 0 réu nao representa a categoria econémica das empresas de distri entregas répidas no Estado de Sao Paulo; cancelamento do registro sindical do réu perante 0 Ministério do Trabalho e Previdéncia Social; declaragao de que as empresas de distribuigio entregas répidas no Estado de Sdo Paulo é representada pelo autor; honorarios advocaticios. Deu & causa o valor de RS 35.000,00 (trinta ¢ cinco mil reais). Juntou documentos. Em audiéncia inaugural (fls. 21), presente a parte autora, ausente 0 réu, conciliagio prejudicada. Antecipada a tutela nos termos requeridos na inicial. Manifestagao do réu as fs. 29/115. As fs. 116, decisiio declarando nulo os atos praticados a partir de fls. 2 Documents elaborado esssinado om male cipal. Valsad aga os amos Lan 114192006. Dieponbiizgio vrsenese ce atontidade no st wi tps br Cotgo do documarto: §248911 Datada assets G8/08/2016, 0730 PM Assinado pov" FERNANDA ZANON MARCHETTI PODER JUDICIARIO JUSTICA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2° REGIAO 60° Vara do Trabalho de Sao Paulo - SP Proceso 0002239-87.2015.5.02.0060 2 Em nova audiéncia inaugural (fls. 124/125), presentes as partes, conciliagdo rejeitada. O réu apresentou defesa escrita sob a forma de contestagio, impugnando os pedidos e requerendo a improcedéncia da ago. O réu_apresentou reconvengio postulando determinagio para que 0 autor se abstenha de praticar atos de representagao sindical da categoria, cancelamento do registro sindical do autor perante 0 que 0 autor se abstenha de receber as contribuigdes da categoria; honoririos ios ¢ expedigio de oficios. Manifestagio sobre defesa e documentos ¢ contestagio da reconvengio 4s fls. 216/228. As fis. 235, decisio reconhecendo a competéncia deste Juizo rejeitando 0 pleito de antecipagao de tutela Manifestagdo sobre defesa da reconvengao as fis. 238/244 Em audiéncias de instrugdo (fls. 245), presentes as partes, conciliagao rejeitada, Adiada a sesso em razo da auséncia da testemunha intimada, Sr. Eduardo Alves do Couto, Em audiéncias de instrugdo (fs. 246), presentes as partes, conciliagao rejeitada. Cothido o depoimento pessoal das partes. As fls. 247, manifestago do réu juntando declaragao da testemunha ausente na audiéneia de fls. 245. Parecer do MPT as fls. 251/253. Sem outras provas a produzir, foi encerrada a instrugdo processual. Razées finais remissivas. Conciliagao final rejeitada. EO RELATORIO FUNDA’ IENTAGAO DA RECLAMAGAO TRABALHISTA. LINCOMPETENCTADA 1°1NSTA Consoante o preconizado nos artigos 678 a 680 da CLT, verifica-se a auséncia de disposi¢ao no sentido de que a agdio declaratério/anulatéria é de competéncia dos Tribunais, ao contririo dos dissidios coletivos, do mandado de seguranga ou da agio resciséria, Documents elaborado esssinado om male cipal. Valsad aga os amos Lan 114192006. Dieponbiizgio vrsenese ce atontidade no st wi tps br Cotgo do documarto: §248911 Datada assets G8/08/2016, 0730 PM Assinado pov" FERNANDA ZANON MARCHETTI PODER JUDICIARIO JUSTICA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2° REGIAO 60° Vara do Trabalho de Sao Paulo - SP Proceso 0002239-87.2015.5.02.0060 3 Portanto, diante da auséncia de dispositivo constitucional ou legal excepeionando a competéneia origindria do segundo grau de jurisdigdo, aplica-se a regra geral, vale dizer, a agio deve ser ajuizada na primeira instincia, Rejeito a preliminar de incompeténcia. 2. DECADENCIA Rejeito a preliminar tendo em vista que a presente demanda nfo versa especificamente sobre eleig¢io ocorrida em 2008 mas pretende declaragiio de representatividade, inexistindo a alegada decadéne 3. LITISCONSORCIO NECESSARIO Rejeito a preliminar. © Ministério do Trabalho © Emprego é 0 érgio competente para o registro das entidades sindicais & organizagio representativa de categoria profissional ou econdmica. No entanto, ndo precisa participar da demanda pois est sujeito a determinagio judicial, nao tem competéncia para decidir tal litigio tanto que efetuou 0 registro do autor em cumprimento 4 decisio no processo 01160.2005.004.02.003 (documentos 13/20 do volume em apartado do autor) 4, LEGITIMIDADE ATIV, Legitimidade ¢ a pertinéncia subjetiva de partes apreciada abstratamente. A legitimidade passiva ocorre quando 0 réu é a pessoa indicada pelo autor como devedora da relagio juridica material, J4 a legitimidade ativa ocorre quando o autor se afirma credor da relago juridica de direito material sub judice Presentes as condigdes da agio, rejeito a preliminar. 5. PRESCRICAO. Nao ha a alegada prescrigao posto que o pleito principal tem natureza puramente declaratiria: declaragao de representatividade/ndo representatividade da categoria econémica das empresas de distribuigao ¢ entregas rapidas no Estado de Sao Paulo. Tais pretensdes nao prescrevem. Rejeito. Documents elaborado esssinado om male cipal. Valsad aga os amos Lan 114192006. Dieponbiizgio vrsenese ce atontidade no st wi tps br Cotgo do documarto: §248911 Datada assets G8/08/2016, 0730 PM Assinado pov" FERNANDA ZANON MARCHETTI PODER JUDICIARIO JUSTICA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2° REGIAO 60° Vara do Trabalho de Sao Paulo - SP Proceso 0002239-87.2015.5.02.0060 4 6. REPRESENTATIVIDADE DA CATEGORIA. Trata-se de ago em que se discute a representatividade da categoria (econdmica) das empresas de distribuigdo e entregas rpidas no Estado de Sio Paulo. Autor ¢ réu possuem registro perante 0 Ministério do Trabalhado e Emprego, contrariando o disposto no artigo 8°, inciso II da Constituigao Federal. P: aanalisar, Autor e réu tiveram origem no desmembramento do SETCESP - Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas de Sao Paulo ¢ Regio O réu - SEMMEC - fora criado em 1993 (documento 06 do volume em apartado do autor) ¢ 0 autor - SEDERSP em 2001, obtendo o registro apenas em 2009, aps reconhecimento judicial (documentos 05 e 14/20 do volume em apartado do autor). Em agodada e simplista anilise poder-se-ia concluir que 0 sindicato réu, com base no Principio da Anterioridade, é o legitimo representante da categoria. No entanto, a documentagio ¢ o histérico de atuago/ndo atuagio comprova exatamente 0 contrario. Inicialmente, ¢ para que nao se alegue omisso, registro ser despicienda a alegagdo do réu em contestagiio de que as categorias sao diversas porque CONFESSOU em audiéncia (fls. 124/125) a identidade da base territorial e categoria. Nio bastasse isso, a decisio do C. TRT da 2* Regio, transitada em julgado (proceso 01160.2005.004.02.003), que reconheceu a legitimidade do autor como representante da categoria, EXPRESSAMENTE enfrentou a questio confirmando a representatividade das empresas de entregas com motocicletas (documentos 16, fls. 04/05 € 17, fls. 03/04 do volume em apartado do autor). Alids, este foi o fundamento principal do deferimento judicial do desmembramento do autor do SETCESP. Quanto a anterioridade do registro do réu, este por si s6 nio obsta a legitimidade do autor, quer seja pela omissio quanto 4 impugnago no momento especitfico, quer seja pela auséncia de efetiva representacao da categoria pelo do réu. Vejamos: Em relagdo a impugnagdo, restou incontroverso que em nenhum momento, quer juntou ao MTE, quer judicialmente, o réu impugnou o pedido de registro sindical efetuado pelo autor. Documents elaborado esssinado om male cipal. Valsad aga os amos Lan 114192006. Dieponbiizgio vrsenese ce atontidade no st wi tps br Cotgo do documarto: §248911 Datada assets G8/08/2016, 0730 PM Assinado pov" FERNANDA ZANON MARCHETTI PODER JUDICIARIO JUSTICA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2° REGIAO 60° Vara do Trabalho de Sao Paulo - SP Proceso 0002239-87.2015.5.02.0060 5 Tal omissio resulta no reconhecimento ticito da legitimidade do autor, conforme 0 exaustivamente mencionado Precedente Normativo 28 do TRT da 2° Regio ¢ artigo 17 da Portaria MTE 326/13, Note-se que se o réu tivesse impugnado no momento oportuno o pedido de registro sindical do autor levaria baila tal discussio j4 Aquela época, evitando atuago concomitante a partir de 2010 dos sindicatos e, por corolario, a decisio no proceso 01160.2005.004.02.003 ja resolveria a presente controvérsia i; Quanto a representagao da categoria, restou comprovado, a CONFISSAO do réu (fls. 246), de que esta néio ocorreu. com a. Com efeito, no intersticio de 1993 4 2008 nao houve nenhuma atuagao do réu quanto representagio da categoria, quer seja firmando Convengdes ou Acordos Coletivos, quer seja dando assisténcia judicidria aos associados, quer seja convocando Assembleias. Vale dizer: o réu no cumpriu requisitos sindicais minimos dispostos no 8° da CF e nos artigos 513 a 515 da CLT. Ao contratio, o atual presidente do réu CONFESSOU (fis. 246) que no periodo supra atuava, pasmem, como presidente do sindicato da categoria profissional e firmava Convengio Coletiva com 0 SETCESP, por desconhecer o paradeiro do réu (documento 22 do volume em apartado do autor). Ora! Restou incontroverso que em 1994 (documento 08 do volume em apartado do autor) 0 atual presidente do sindicato réu, na ocasiio presidente do sindicato profissional, recebeu procuragio do réu dando-lhe poderes de representagio amplos. Assim, inegivel que o atual presidente do réu tem conhecimento de sua existéncia desde 1994, Neste compasso, ao nao firmar instrumentos normativos com o réu, optando por firmi-los com 0 SETCESP, 0 préprio reconhece que este no possui legitimidade para representar a categoria, corroborando alegagio autora de "sindicato de gaveta" ¢ afastando a alegacio de "superposicio sindical". Allis, curiosa, para dizer 0 minimo, a situagao em que o presidente do sindicato da categoria profissional detém procuragio - com poderes amplos - do presidente do sindicato da categoria econémica (0 ora réu) com quem deveria negociar, comprovando também a alegagdo de que o sindicato réu nao cumpria o papel de zelar pelos direitos © brigades da categoria que representava outorgando tais poderes ao sindicato adverso, 0 teratolégica que extrapola 0 razoavel e contraria a propria finalidade do sindicato A alegagiio de que a procurago outorgada nao concedia amplas poderes resta refutada pela Ata da Assembleia de 2008 (documento 09 do volume em apartado do autor) que registra que as eleigdes convocadas, 14 APOS A OUTORGA do Documents elaborado esssinado om male cipal. Valsad aga os amos Lan 114192006. Dieponbiizgio vrsenese ce atontidade no st wi tps br Cotgo do documarto: §248911 Datada assets G8/08/2016, 0730 PM Assinado pov" FERNANDA ZANON MARCHETTI PODER JUDICIARIO JUSTICA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2° REGIAO 60° Vara do Trabalho de Sao Paulo - SP Proceso 0002239-87.2015.5.02.0060 6 mandato, pelo Sr. Antonio José Brilhante, vale dizer, tinha poderes até para convocar eleiga REGISTRE-SE, POR OPORTUNO, QUE NA REFERIDA ATA ESTA ASSENTADO QUE DESDE IDOS DE 1996 NAO ERAM REALIZADAS ELEICOES PREVISTAS NO ESTATUTO, OU SEJA, HA O RECONHECIMENTO. CABAL DE QUE O SINDICATO FICOU INERTE. Por fim, apenas para que nao se alegue omissio, também nio restou comprovado que o Sr. Antonio José Brilhante seja empresirio da categoria de motofrete em razio do teor do documento 102 do 1° volume em apartado da reclamada. Resumindo: 0 sindicato réu obteve registro sindical em 1993, contudo NADA REALIZOU no intersticio de 1993 a 2008, sendo a categoria representada pelo sindicato SETCESP, no cumprindo a finalidade prevista no ordenamento juridico © delegando as atividades que Ihe incumbia ao sindicato profissional. A conduta omissiva do réu somente se alterou quando da criagdo atuagdo do sindicato autor, o qual ingressou em juizo para desmembrar-se do SETCESP, repise-se sem impugnagiio do réu e apds o ingresso em juizo para o reconhecimento sindical. VALE DIZER, APOS O RECONHECIMENTO JUDICIAL (DOCUMENTO 16 DO VOLUME EM APARTADO DO AUTOR) DE QUE 0 AUTOR REPRESENTAVA A CATEGORIA FOI QUE O REU RESOLVEU CONVOCAR ASSEMBLEIA PARA TENTAR REPRESENTAR A CATEGORIA QUE ATE ENTAO NEGLIGENCIARA, CONTRARIANDO © DITAMES LEGAIS PARA SUA FINALIDADE. Tal omissio resultou no reconhecimento da legitimidade do autor, conforme 0 exaustivamente mencionado Precedente Normativo 28 do TRT da 2" Regio artigo 17 da Portaria MTE 326/13. Por todo 0 exposto, JULGO PROCEDENTES os pedidos do autor P 1.) Declarar que 0 sindicato réu (SEMMEC) NAO representa a categoria econémi empresas de distribuico e entregas rapidas no Estado de Sao Paulo das 2.) Determinar 0 cancelamento do registro sindical do réu (SEMMEC) perante 0 Ministério do Trabalho ¢ Previdéncia Social; 3.) Declarar que as empresas de distribuigao ¢ entregas rapidas no Estado de Sao Paulo é representada pelo autor (SEDERSP) Documents elaborado esssinado om male cipal. Valsad aga os amos Lan 114192006. Dieponbiizgio vrsenese ce atontidade no st wi tps br Cotgo do documarto: §248911 Datada assets G8/08/2016, 0730 PM Assinado pov" FERNANDA ZANON MARCHETTI PODER JUDICIARIO JUSTICA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2° REGIAO 60° Vara do Trabalho de Sao Paulo - SP Proceso 0002239-87.2015.5.02.0060 7 Diante do evidente prejuizo as partes, empresas ¢ empregados da categoria em razio da inseguranga jurfdica quanto ao recolhimento de contribuigdes sindicais, i iplicaveis, representago da categoria em negociagdes, bem como que o transcurso processual pode inviabilizar ou dificultar o resultado iitil do processo, com fuulcro no artigo 300 do NCPC, DEFIRO A ANTECIPAGAO DOS EFEITOS DA TUTELA PARA: 1.) Determinar a imediata suspensio do registro sindical do réu (SEMMEC). Oficie a Secretaria da Vara o MTE encaminhando eépia da presente decisio, com urgéncia 2.) Determinar que o réu (SEMMEC) se abstenha de praticar atos de representagiio da categoria, notadamente firmar instrumentos coletivos, sob pena de multa de RS 50.000,00 por ato praticado. HONORARIOS ADVOCATICIOS Com a ampliagao da competéneia material da Justiga do Trabalho (EC 43/05) foi editada a instrugao normativa n° 27/05 do C. TST que assim dispde em seu art. 5° “exceto nas lides decorrentes da relagdo de emprego, os honoririos advocaticios sio devidos pela mera sucumbéncia”, Dessa forma, & devido pela parte sucumbente os honoririos advocaticios, nos termos do artigo 85 do NCPC, consoante entendimento pacificado na Stimula 219, item III do C. TST. Assim, condeno 0 réu ao pagamento de honorarios advocaticios no importe de 10% sobre o valor da causa. FUNDAMENTACAO DA RECONVENCAO, 1. VALOR DA CAUSA Tendo em vista a omissao na peti¢io inicial da reconvengdo, que os pleitos so similares aos da reclamagio trabalhista ¢ que inexistiu impugnagio ao valor da causa por parte do réu-reconvinte, fixo 0 valor da presente reconvengio em R$ 35.000,00 (trinta e cinco mil reais). 2, REPRESENTATIVIDADE DA CATEGORIA Em razio do cariter diplice da ago declaratoria, pelos mesmos fundamentos expostos na reclamago trabalhista e que passam a fazer parte desta decisio, julgo improcedentes todos pedidos formulados pelo réu-reconvinte as fls, 212/213. Documents elaborado esssinado om male cipal. Valsad aga os amos Lan 114192006. Dieponbiizgio vrsenese ce atontidade no st wi tps br Cotgo do documarto: §248911 Datada assets G8/08/2016, 0730 PM Assinado pov" FERNANDA ZANON MARCHETTI PODER JUDICIARIO JUSTICA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2° REGIAO 60° Vara do Trabalho de Sao Paulo - SP Proceso 0002239-87.2015.5.02.0060 8 3. HONORARIOS ADVOCATICIOS Com a ampliago da competéncia material da Justi¢a do Trabalho (EC 45/05) litada a instrugdo normativa n° 27/05 do C. TST que assim dispde em seu art. 5°: “exceto nas lides decorrentes da relagdo de emprego, os honoririos advocaticios so devidos pela mera sucumbéncia”. Dessa forma, & devido pela parte sucumbente os honoririos advocaticios, nos termos do artigo 85 do NCPC, consoante entendimento pacificado na Stimula 219, item III do C. TST Assim, condeno 0 réu-reconvinte ao pagamento de honoririos advocaticios no importe de 10% sobre o valor da causa, DISPOSITIVO POSTO ISSO, nos termos e limites da fundamentagdo supra, que integra este dispositivo para todos os efeitos legais: A.) JULGO PROCEDENTES 0s pedidos formulados na reclamagio trabalhista de SEDERSP - SINDICATO DAS EMPRESAS DE DISTRIBUICAO DAS ENTREGAS RAPIDAS DE SAO PAULO em face de SEMMEC - SINDICATO DAS EMPRESAS DE MENSAGEIROS MOTOCICLISTAS E CICLISTAS DO ESTADO DE SAO PAULO; € B.) JULGO IMPROCEDENTES os _pedidos formulados na reconvengio movida por SEMMEC - SINDICATO DAS EMPRESAS DE MENSAGEIROS MOTOCICLISTAS E CICLISTAS DO ESTADO DE SAO PAULO em face de SEDERSP - SINDICATO DAS EMPRESAS DE DISTRIBUIGAO DAS ENTREGAS RAPIDAS DE SAO PAULO, para: 1 - Deferir a antecipago dos efeitos da tutela na reclamagio trabalhista para: a) Determinar a imediata suspensio do registro sindical do ru (SEMMEC). Off Secretaria da Vara o MTE encaminhanc ia da presente sisi ry ncia, b,) Deten ategoria, nota ato praticado. wr que 0 réu (SEMMEC) se abs lamente firmar instrumentos coletivo: nha de praticar atos de representagio. da b pena de multa de RS 50,000,00 por 2— Condenar o réu ao pagamento de honoririos advocaticios no importe de 10% sobre 0 valor da causa na reclamagao trabalhista Documents elaborado esssinado om male cipal. Valsad aga os amos Lan 114192006. Dieponbiizgio vrsenese ce atontidade no st wi tps br Cotgo do documarto: §248911 Datada assets G8/08/2016, 0730 PM Assinado pov" FERNANDA ZANON MARCHETTI PODER JUDICIARIO JUSTICA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2° REGIAO 60° Vara do Trabalho de Sao Paulo - SP Proceso 0002239-87.2015.5.02.0060 9 3 Condenar 0 réu-reconvinte ao pagamento de honoririos advocaticios no importe de 10% sobre o valor da causa na reconvengio, Os valores serio apurados em regular liquidagdo de sentenga. Com vistas a0 cumprimento do disposto do artigo 832 § 3° da CLT, nao ha contribuigdes previdenciarias tendo em vista a natureza da agao, Juros legais a partir do ajuizamento da reclamatéria, artigo 883 da CLT cle a Lei 8.177/91. Corregaio monetiria na forma da Lei 8.177/91, observando a simula 381 do C. TST. Custas da reclamagao trabalhista pelo réu no importe de RS 700,00 (setecentos reais), calculadas sobre o valor da causa, fixada em R$ 35.000,00 (trinta e cinco mil reais), nos termos do artigo 789, inciso IIT da CLT. Custas da reconvengio pelo réu-reconvinte no importe de RS 700,00 (setecentos reais), calculadas sobre o valor da causa, fixada em R$ 35.000,00 (trinta e cinco ‘mil reais) Intimem-se as partes. Nada mais. (assinada digitalmente) FERNANDA ZANON MARCHETTI JUIZA DO TRABALHO Documents elaborado esssinado om male cipal. Valsad aga os amos Lan 114192006. Dieponbiizgio vrsenese ce atontidade no st wi tps br Cotgo do documarto: §248911 Datada assets G8/08/2016, 0730 PM Assinado pov" FERNANDA ZANON MARCHETTI

Você também pode gostar