Você está na página 1de 1

Bruno Dhaniel Spadoni 41253671

08L

Murillo Ramos Resenha Crtica


NASIO, J.-D. Como trabalha um psicanalista?. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1999.
O grande psicanalista francs J.-D. Nasio decide encerar seu livro Como trabalha um
psicanalista? , falando da Cura. Nasio psicanalista e psiquiatra, lecionou por trinta anos na
Universidade de Paris VII-Sorbonne e atualmente dirige os Seminrios Psicanalticos de Paris.
Sua influncia um tambm francs Jacques Lacan, o qual dizem ser mais freudiano que o
prprio Freud. Dessa forma Nasio escreve o livro que tem um ttulo muito indutivo (Como
trabalha um psicanalista?) para transmitir as tcnicas de Freud e Lacan de maneira simples,
sempre partindo do ponto que Freud escreveu e Lacan desenvolveu. O livro bom, bem
didtico e por vezes chega a ser at repetitivo por querer tratar de conceitos iguais em contextos
diferentes. evidente que os conceitos psicanalticos so dinmicos e a forma de dispor tais
conceitos muito bem posto pelo autor.
Sobre A Cura, aps uma sequncia de 7 captulos, o autor decide por finalizar sua obra
falando sobre a Cura no processo psicanaltico. A cura no um objetivo que o analista deva
atingir, mas um efeito secundrio da anlise que o analista pode esperar (p. 169), essa frase
resume a viso de cura para a psicanalise de forma. No entanto o autor vai alm.
Nasio aponta que preciso diferenciar a diminuio do sofrimento, a reorganizao do
Eu da cura que os mdicos propem, pois em momento algum a cura pode ser o objetivo do
analista, por mais que isso faa parte de seu desejo narcsico.
O autor retoma conceitos j trabalhados no livro como do Semblante que o analista deve
ser, a questo das transferncias e suas possibilidades. Porm ao focar-se na Cura chega a ser
repetitivo. Porm vale destacar a ambivalncia do desejo de cura, no qual muitos pacientes
passam. O doente psquico de certa forma se apega, se acostuma com sua forma de
funcionamento de forma que o Eu se sente ameaado quando o terapeuta comea a quebrar e ir
alterando a estrutura. Por isso necessrio que o analista tenha a sagacidade de explorar uma
nova neurose da transferncia.
Sobre a Cura Nasio deixa muito claro que esse no um conceito psicanaltico, que o
prprio Freud usa outros termos para se referir Cura. No entanto Lacan se refere cura por
acrscimo, sustentado em Freud que cita que a eliminao do sintoma ocorre como um
benefcio anexo.
(Murillo vc pode fazer um fechamento?)

Você também pode gostar