Você está na página 1de 1

JN - Imprimir Artigo 1 of 1

http://jn.sapo.pt/2008/05/28/preto_no_branco/oucam_o_ele_diz.html
Ouçam o que ele diz

À letra, José Leite, Pereira, Director

Há duas maneiras de olhar para o artigo que Mário


Soares ontem escreveu no Diário de Notícias uma é
desdenhar porque foi escrito por ele; outra é ler
atentamente cada uma das linhas , que constituem um
alerta ao PS e ao Governo.

É bem verdade que os mais velhos, os que


conheceram Mário Soares a meter o socialismo na
gaveta, os que sabem como reagia às críticas podem
ser tentados a sorrir. Mas que o sorriso seja de ternura
por ver um político, passada a barreira dos 80 anos ,
ter a clarividência que Soares exibe e, sobretudo, a
disponibilidade para, nesta altura da vida, vir colocar
os pontos nos ii, rodeando-se de cuidados mas não
deixando nada de fora.

Soares não é um político qualquer. Sem exagero, ele


é o pai do Portugal democrático nascido no pós- -25
de Abril e que não descambou noutra ditadura muito
por força de Soares. O caminho da Europa foi Soares
que o desbravou. Não foi, seguramente, o melhor
primeiro-ministro que tivemos, mas recordamo-lo
como um bom Presidente da República.

A mensagem de Soares não é boa dentro de um


espírito da "ternura dos 80". É boa, muito para além
disso.

Seria bom que o Governo soubesse conviver como


facto de um ex-tanta coisa lançar alertas sobre as
bolsas de pobreza, as desigualdades sociais e o
descontentamento da classe média.

O facto é que poucos políticos como Soares sabem ler


os sinais, interpretar os descontentamentos, perceber
onde poderá estar uma saída . É bom recordar que foi
ele e nenhum outro a obrigar os jornais a inventar o
termo "animal político". Soares fala de pobreza e
riqueza ("ostensiva e muitas vezes inexplicável"), volta
a discordar das políticas seguidas por Blair, e explica,
preto no branco porque razão Bloco e PCP vão
subindo nas sondagens.

Por táctica defensiva, alguns governantes poderão ser


tentados a recordar e a sorrir de alguns erros de
Soares, ou a achar desnecessários os seus alertas. É
mau presságio. Ouçam o que ele diz.

http://jn.sapo.pt/tools/imprimir.html?file=/2008/05/28/preto_no_branco/oucam_o_ele_diz.html

Interesses relacionados