Você está na página 1de 4

1

Curva de Phillips & Lei de Okun

Leitura:
Manual de Macroeconomia – capítulo 7
Mankiw – capítulo 13
Dornbusch, Fishcer & Startz – capítulo 6

A) Curva de Phillips

Intuição: a curva de Phillips define o trade-off existente entre inflação e desemprego no curto
prazo, ou seja, desemprego elevado tende a reduzir a inflação, ao passo que superemprego
tende a elevar a inflação. Além destes fatores, inclui-se também um termo de expectativa de
inflação e um termo de choque (aleatório):
πt = πte -α(ut - un) + εt

Note que a inflação existe porque:

1 – Há expectativa de que haverá inflação

2 – Porque o desemprego está abaixo do natural

3 – Porque ocorrem choques (de oferta, por exemplo)

Há três casos de interesse para a curva de Phillips, sempre diferindo a respeito do
comportamento do termo πte.

A.1) Curva de Phillips com πte = 0 (versão não-aceleracionista ou versão Samuelson –
Solow)
Hipótese (em função do contexto histórico): πte = 0. Logo, a curva de Phillips será:

ou seja. mas a de longo prazo é perfeitamente vertical! . πt = πt-1. A. πt = 0. Se ut = un. a inflação é constante! 2 – No longo prazo. u < un somente se for aceita uma inflação crescente ao longo do tempo 3 – A curva de Phillips de curto prazo possui inclinação negativa. o trade-off é inexistente.un) + εt Note que neste caso: 1 – a inflação tende a se perpetuar. mesmo que u = un e εt = 0. ou seja.un) + εt Note que neste caso: 1 – o desvio do desemprego em relação ao natural afeta a inflação e se ut = un.2) Curva de Phillips com expectativas adaptativas (versão aceleracionista ou versão Friedman – Phelps) Hipótese: πte =πt-1 (assume expectativas adaptativas) πt = πt-1 -α(ut .2 πt = -α(ut .

Note que isto ocorre se ut = un.na versão acelaracionista. ou seja. há uma taxa de desemprego que não altera a inflação. já internalizam eventos perfeitamente): o desemprego e o produto estarão sempre no nível natural. quanto mais inclinada (vertical) a curva de Phillips. . a taxa de sacrifício é a medida do trade-off entre π e u. un é dita “taxa de desemprego não aceleradora da inflação” ou NAIRU. ou seja. tal taxa mede qual deve ser o respectivo aumento do u (em relação ao natural) . menor é a taxa de sacrifício. Conceito de NAIRU (non-accelerating inflation rate of unemployment) ou TDNAI (taxa de desemprego não-aceleradora da inflação): .3) Curva de Phillips com expectativas racionais Note que neste caso 1 – os agentes possuem previsão perfeita (ou seja. A. a inflação existe (π ≠ 0).3 Conceito de taxa de sacrifício: . ou seja. mas é constante ao longo do tempo (πt = πt-1). para reduzir π em 1%.na versão aceleracionista. por exemplo.note que neste caso.

tanto no curto como no longo prazo não há o trade-off entre π e u 3 – A taxa de sacrifício pode ser nula. ou seja.(gyt – gyn) Em que Yn é o nível natural do produto agregado e gyn é a taxa de crescimento natural do produto agregado.4 2 – a curva de Phillips será perfeitamente vertical no nível em que u = un. A literatura apresenta duas possibilidades para esta relação: a) Relação com nível do produto agregado: ut – un = -λ. O termo λ mensura qual o impacto do termo Yt – Yn (ou (gyt – gyn)) sobre ut – un! . B) Lei de Okun A lei de Okun postula uma relação negativa entre produto e desemprego. alterando πe para baixo.(Yt – Yn) b) Relação com taxa de crescimento do produto agregado: ut – un = -λ. ou seja. é possível obter uma queda da inflação sem que seja necessário assumir os custos do aumento do desemprego. Bastaria o governo realizar um anúncio crível de modo que os agentes confiassem nesta meta.