P. 1
Diagrama de Pareto

Diagrama de Pareto

|Views: 1.003|Likes:
Publicado porTha Garcia

More info:

Published by: Tha Garcia on May 20, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/04/2012

pdf

text

original

Diagrama de Pareto

Gustavo Ferrari Thaís Garcia

Vilfredo Pareto

A família de Vilfredo Pareto, originária da Ligúria, detinha o título de nobreza desde o início do século XVIII. Seu avô, Giovanni Benedetto Pareto, foi nomeado Barão do Império por Napoleão em 1811. Seu pai, recebeu asilo em Paris devido às suas idéias republicanas e antipiemontesas. Lá se casou com Marie Méténier, sua mãe. Em 1867 a família de Pareto volta à Itália onde este conclui os estudos secundários clássicos e estudos científicos na Universidade Politécnica de Turim. Durante o período de 1874 e 1892 vive em Florença, tendo sido engenheiro ferroviário e Diretor-Geral das estradas de ferro italianas.

Nesta época também participa da Sociedade Adam Smith em Florença e junto a esta em manifestações contra o socialismo de Estado, o protecionismo e o militarismo do governo italiano. Era adepto, na época, da democracia e do liberalismo. Em 1882 é candidato ao cargo de deputado sem sucesso.Em 1889 casa-se com Alessandra Bakunin. Entre 1892 e 1894 publica estudos sobre os princípios fundamentais da economia pura, entre outros pontos da teoria econômica.

Em 1892, após contato com L. Walras, este o indica para tomar seu lugar na cadeira de economia política da Universidade de Lausanne. Em 1893 assumiria o cargo.

Em 1897 executou um estudo sobre a distribuição de renda. Através deste estudo, percebeu-se que a distribuição de riqueza não se dava de maneira uniforme, havendo grande concentração de riqueza (80%) nas mãos de uma pequena parcela da população (20%). Depois de separar-se de Alessandra Bakunin em 1901, passa a viver com Jeanne Régis em 1902.A partir de 1907, por motivos de doença passa a reduzir, pouco a pouco, seu trabalho como professor. Em 1923 Vilfredo Pareto é nomeado Senador do Reino da Itália. Publica então dois artigos nos quais se aproxima do fascismo recomendando aos adeptos desta ideologia uma atitude liberal.

Classificação ABC
Curva ABC é uma ferramenta gerencial que auxilia a identificação dos itens que necessitam de uma “atenção” especial do gestor, seja por algum tipo de deficiência, seja por lucro, venda ou produtividade com parâmetros que fogem dos fatores costumeiros permitindo o tratamento adequado quanto à sua importância relativa. Também conhecida como curva 80 – 20, esta ferramenta vem auxiliando a administração de custos com bastante ênfase.

Quais são e o que são as classes?
Classe A: São os itens que contribuem com o maior valor de investimento sobre o total acumulado. Normalmente são os de menor quantidade consumida e maior valor unitário. Portanto são os itens que merecem maior atenção, tratamento preferencial e procedimentos metódicos; Classe C: É constituída dos itens de maior quantidade e menor valor unitário e representam o menor valor percentual sobre o total. Exige portanto pouca atenção e os procedimentos o mais simples possíveis; Classe B: São os intermediários das classes A

Conceitos básicos
O gráfico de Pareto dispõe a informação de modo a tornar evidente e visual a priorização de problemas e projetos O princípio de Pareto estabelece que os problemas relacionados a qualidade de produtos e processos, os quais resultam em perdas, podem ser classificados em duas categorias: – “poucos vitais” – representam poucos problemas que resultam em grandes perdas – “muitos triviais” – representam muitos problemas que resultam em poucas perdas
Um problema pode ser atribuído a um pequeno número de causas

Exemplo de Gráfico
Investimento %

100 95

70

A 0 10

B 50

C 100
Itens %

Obs: 10% dos itens (classe A) correspondem a 70% do valor investido e o maior numero de itens (classe C), ou seja, 50% do total em estoque, representa apenas 5% do valor. E, entre estes limites, estão compreendidos 40% dos itens (classe B), correspondendo a 25% das aplicações, é importante salientar que os percentuais das classes variam de acordo com o cenário em questão.

Construção do gráfico
O processo de construção do gráfico de Pareto é dividido em duas partes:
– Coleta e preparo dos dados; – Construção do gráfico

Coleta e preparo dos dados
Defina o tipo de problema a ser estudado Liste os possíveis fatores de estratificação (categorias) do problema escolhido – Crie a categoria “outros” para agrupar as ocorrências menos freqüentes – Cada ocorrência da categoria “outros” deve ser completamente identificada Estabeleça o método e o período de coleta de dados Elabore uma lista de verificação apropriada para coletar os dados

Coleta e preparo dos dados
Preencha a lista de verificação e registre o total de vezes que cada categoria foi observada e o número total de observações Elabore uma planilha de dados para o gráfico de Pareto, com as seguintes colunas: – Categorias – Quantidades (totais individuais) – Totais acumulados – Percentagens do total geral – Percentagens acumuladas Preencha a planilha de dados, listando as categorias em ordem decrescente de quantidade

Construção do Gráfico
Trace dois eixos verticais de mesmo comprimento e um eixo horizontal Marque o eixo horizontal no lado esquerdo com a escala de zero até o total da coluna Quantidade (Q) da planilha de dados. Identifique o nome da variável representada neste eixo e a unidade de medida utilizada, caso seja necessário Marque o eixo vertical do lado direito com uma escala de zero até 100% Identifique este eixo como “Percentagem acumulada (%) Divida o eixo horizontal em um número de intervalos igual ao número de categorias constantes na planilha de dados

Construção do Gráfico
Identifique cada intervalo do eixo horizontal escrevendo os nomes das categorias, na mesma ordem em que eles aparecem na planilha de dados Construa um gráfico de barras utilizando a escala do eixo vertical do lado esquerdo Construa a curva de Pareto marcando os valores acumulados (percentagem acumulada), acima e no lado direito (ou no centro) do intervalo de cada categoria, e ligue os pontos por segmentos de reta Registre outras informações que devam constar no gráfico: – Título – Período de coleta de dados – Número total de itens inspecionados – Objetivo do estudo realizado

Gráfico de Pareto para Efeitos
• Qualidade: – Percentual de produtos defeituosos, número de reclamações de clientes, número de devoluções de produtos • Custo: – Perdas de produção, gastos com reparos de produtos dentro do prazo de garantia, custos de manutenção de equipamentos • Entrega: – Índices de atraso de entrega, índices de entrega em quantidade e local errados, falta de matéria-prima em estoque • Moral: – Índices de reclamações trabalhistas, índices de demissões, absenteísmo • Segurança: – Número de acidentes de trabalho, índices de gravidade dos acidentes, número de acidentes sofridos por usuários do produto

Gráfico de Pareto para Causas
• Máquinas: – Desgaste, manutenção, modo de operação, tipo de ferramenta utilizada Matérias-primas: – Fornecedor, lote, tipo, armazenamento, transporte Medições: – Calibração e precisão dos instrumentos de medição, método de medição Meio Ambiente: – Temperatura, umidade, iluminação, clima Mão-de-obra: – Idade, treinamento, saúde, experiência Métodos: – Informação, atualização, clareza das instruções • •

• • •

Categoria “Outros”
Se a freqüência da categoria “outros” representar mais de 10% do total de observações, isto significa que as categorias analisadas não foram classificadas de forma adequada e conseqüentemente muitas ocorrências acabaram se enquadrando sob esta classificação. Neste caso, deve ser adotado um modo diferente de classificação das categorias

Cada ocorrência da categoria “outros” deve ser completamente

Exemplo
Gráfico de Pareto para estratificação e priorização das causas de defeitos encontrados em peças rotom oldadas em polietileno de m édia densidade 120,00% 250 100,00% 200 Freqüencia 150 100 50 0
Presença de Em penam ento bolhas Rebarbas Sujidade Am arelam ento e degradação Outros

80,00% 60,00% 40,00% 20,00% 0,00%
•Variação de espessura de parede? •Não formação de parede em regiões específicas da peça? •Buracos na superfície?

Causas

Estratificação de Gráficos de Pareto
A comparação de gráficos de Pareto construídos considerando diferentes níveis de fatores de estratificação de interesse pode ser muito útil para a identificação das causas fundamentais de um problema.

A estratificação de gráficos de Pareto nos permite identificar se a causa do problema considerado é comum a todo o processo ou se existem causas específicas associadas a diferentes fatores que compõem o processo

Comparação de Gráficos de Pareto ao longo do tempo
• A comparação de gráficos de Pareto ao longo do tempo nos fornece indicações sobre a estabilidade do processo – São gráficos construídos ao longo de um determinado intervalo de tempo e que permitem a visualização de alterações na seqüência de ordenação das categorias

A curva ABC é uma importante ferramenta para a administração, possibilita também informações estratégicas para a realização de compra de mercadorias, exclusão de itens (redução de estoques, controle sobre o(s) produto(s) entre outras formas de controles. O ponto-chave da Curva ABC é ver – constatar – que as maiores parcelas do VALOR (acumulado) correspondem às menores parcelas da QUANTIDADE. Quanto mais desuniforme a distribuição, mais se acentua a Curva ABC. Mais interessante e vantajosa se torna a sua aplicação.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->