Você está na página 1de 1

Escola Secundária Aurélia de Sousa

Como é bom conhecer figuras renascentistas!

Amato Lusitano nasceu em Castelo Branco, Portugal, em 1511, de pais judeus. Estudou
Medicina na Universidade de Salamanca, tendo regressado a Portugal em 1529. Por ser
judeu, foi impedido de regressar a Portugal devido às perseguições da Inquisição, o que o
levou a viajar para Antuérpia (1534), onde publicou o seu primeiro livro Index Dioscoridis
(1536). É aí que adopta o nome de Amato Lusitano, com o qual passa a assinar as suas obras.

Viajou por toda a Europa até se estabelecer na cidade de Ferrara (1541) em Itália, onde foi
Professor de Anatomia na Universidade e assistente do então famoso Cananus. Aí inicia a
escrita da primeira Centúria que dedica a Cosme de Médici.

Descobriu, enquanto assistente de Cananus a circulação do sangue, através de inspecções


da veia Ázigos, na qual descreveu também pela primeira vez as válvulas venosas.

As «Centúrias das Curas Medicinais» são, entre as obras que escreveu, um dos seus
maiores legados à Humanidade. Escreveu sete «Centúrias», originais em Latim, conhecendo-
se cinquenta e nove traduções em diferentes línguas.

Exemplo de Centúrias de curas medicinais

Cura V

Da dor de cólica proveniente de lombrigas

«A mulher dum canteiro, angustiada com dores de cólica, depois de ter usado muitos e
vários remédios, bebeu o antídoto Mitridático, lançou pela boca uma lombriga, arredondada
e comprida, ficando sã.»

Trabalho realizado por Patrícia Nogueira 10º ano nº 20