Você está na página 1de 54

Fotossíntese

e
Respiração Celular

Profª Elaine Lima Silva


Metabolismo Celular
• Metabolismo  conjunto de reações
químicas que ocorrem no organismo.

Energia
• Reagentes Produtos
De onde vem essa energia?
• A energia necessária para a realização de
reações químicas do organismo vem da
quebra de moléculas, principalmente
carboidratos.
carboidratos

• Outras moléculas também podem ser fonte


de energia para a célula: lipídeos,
lipídeos proteínas
e ácidos nucléicos.
nucléicos
Onde a energia fica armazenada?

• Nas ligações químicas entre os fosfatos da


molécula de ATP.

• ATP: Adenosina Tri-fosfato ou Trifosfato


de Adenosina.
ATP
Adenina

Pentose
Como o ATP armazena energia?
• A energia liberada na quebra da glicose é
armazenada nas ligações fosfato.

• Quando a célula precisa de energia o ATP é


quebrado em ADP + P, liberando energia.
ATP Energia
ADP + P

Adenina

Pentose
Seres Autótrofos
• São aqueles que produzem o “próprio
alimento”.
• Eles são capazes de transformar energia.
• Os autótrofos fotossintetizantes são capazes
de transformar energia luminosa em energia
química.
Seres Heterótrofos

• Não “produzem o próprio alimento”.

• Não conseguem transformar energia, logo


precisam adquirir substratos que liberem
energia quando são quebrados.
Fotossíntese
• Energia solar transformada em energia
química.

Luz
CO2 + H2O C6H12 O6 + O2 + H2O
Clorofila
Cloroplasto

• Organela presente nos autótrofos


fotossintetizantes eucariotos onde
encontramos a clorofila.

• Clorofila  pigmento necessário para a


realização da fotossíntese.
Fotossíntese
Todo o processo é dividido em duas etapas:
• Fase clara ou etapa fotoquímica
• Fase escura ou fase química

Obs.: a fase escura da fotossíntese não


necessita de ativação luminosa para
acontecer, mas utiliza os produtos
provenientes da fase clara.
Fase Clara
• Ocorre nas membranas dos tilacóides.
• É necessária a presença da luz para que
ocorra.

• Acontecem dois processos:


- Fosforilação
- Fotólise da água.
Fotofosforilação

• Uma série de reações químicas desencadeadas


pela ação luminosa que resulta na produção de
ATP.
A luz solar incide na molécula de
clorofila. Essa molécula armazena
essa energia e elétrons são liberados.

e-
Esse elétron é passado para uma
proteína transportadora presente
na membrana dos tilacóides.

e-

e-
Dessa proteína, o elétron é passado para
outras proteínas transportadoras presentes Quando o
na membrana dos tilacóides. elétron pula de
uma proteína
e- para outra,
energia é
liberada e ATPs
e- são produzidos.

ATP
e-

ATP
Fotólise da água
• Quebra da água pela energia da luz.
NADP
nicotinamida adenina dinucleotídeo fosfato

• Aceptor intermediário de hidrogênios.


• Essa molécula capta os hidrogênios
liberados durante a fotólise da água e os
passa para os Carbonos que formarão a
molécula de glicose.

• NADP + 2H  NADPH2 (forma reduzida)


NADPH2
Fim da Fase Clara
Produtos:

• ATPs  fotofosforilação
• NADPH2  fotólise da água
Fase Escura
• Processo que não depende diretamente da
luz para acontecer.
• Porém necessita dos produtos da fase clara
para ocorrer.
• Ocorre no estroma do cloroplasto.
• Também pode ser chamada de Ciclo de
Calvin ou Ciclo das pentoses.
+

ATP
+
ATP
Resumo
Pausa para respiração...
Respiração Celular

Reações que resultam em


liberação de energia através
da quebra da molécula de
glicose.
De onde vem essa energia?
Respiração Celular
Pode ser de dois tipos:
• Respiração anaeróbia  sem a utilização de
O2, também chamada de
FERMENTAÇÃO.
FERMENTAÇÃO
• Respiração aeróbia  com a utilização de
O2.
Fermentação
• Processo de degradação incompleta de
substâncias orgânicas com liberação de
energia e realizada principalmente por
fungos e bactérias.

• A quebra de uma molécula de glicose gera


apenas 2ATPs
Fermentação

• Os principais tipos são:


- Fermentação Alcoólica
- Fermentação Láctica
- Fermentação Acética
Fermentação Alcoólica
• Realizada por leveduras.

• Produtos finais da quebra da glicose: CO2 e


Etanol (C2H5OH).

• Utilização humana: produção de pães,


pizzas e bebidas alcoólicas.
Fermentação Alcoólica
C6H12 O6 (ácido pirúvico) enzimas 2CH3CH2 –OH + 2CO2 + ATP
Glicose S. cerevisae etanol gás carbônico

Leveduras utilizadas:
Saccharomyces cerevisiae
Saccharomyces carlsbergensis

saquê

Fermento fresco
Fermentação Láctica
• Realizada por bactérias do leite
• Produto final da quebra da glicose: Ácido
Láctico.
• É empregada na preparação de iogurtes e
queijos
• Também ocorre em nossos músculos em
situações de grande esforço físico
Fermentação Láctica
C6H12 O6 (ácido pirúvico) enzimas 2C3H6O3 + 2 ATP 

Glicose bactérias ácido láctico


Bactérias utilizadas:
Lactobacillus (alguns)
Shoyu
Leuconostoc
Lactosphaera
Streptococcus

Chucrute Leite fermentado

azeitonas

queijos iogurtes pickles Fadiga muscular


Fermentação Acética

Substrato para fermentação acética: vinho, os sucos de maçã e malte

bactérias utilizadas:
Acetobacter aceti
Acetobacter rancens
Acetobacter pasteurianus
Acetobacter xylinum

A morte do vinho: o vinagre


Respiração Aeróbia

• Processo pelo qual a glicose é degradada


em CO2 e H2O na presença de oxigênio.

• Rendimento: 38 ATPs por molécula de


glicose quebrada.

• Dividida em duas partes:


LOCAIS DA RESPIRAÇÃO CELULAR

1a. GLICÓLISE
HIALOPLASMA

3a.
3a. CADEIA
CADEIA
RESPIRATÓRIA
RESPIRATÓRIA
MEMBRANA INTERNA
MEMBRANA EXTERNA

MITOCÔNDRI 2a. CICLO DE


KREBS

AS CRISTAS

MATRIZ
As etapas da respiração
(Reduzida)
Nicotinamida dinucleotídeo-

Molécula energética

2. EM UMA
REAÇÃO DE OXI-
REDUÇÃO O
HIDROGÊNIO É
TRANSFERIDO
PARA O NAD
1. ENZIMAS POSSUEM
SÍTIOS ATIVOS PARA
MOLÉCULAS ALTAMENTE
ENERGÉTICAS E PARA O 3. O NADH PODE ENTÃO
NAD TRANSFERIR ESTE
HIDROGÊNIO PARA OUTRAS
MOLÉCULAS
1- Glicólise
Visão respiração geral da
Respiração Aeróbia
• Fase anaeróbia (glicólise): não necessita
de oxigênio para ocorrer e é realizada no
citoplasma.

• fase aeróbia (ciclo de Krebs e cadeia


transportadora de elétrons):
elétrons) requer a
presença de oxigênio e ocorre dentro das
mitocôndrias
Equação Geral

C6H12O6 + 6O2  6CO2 + 6H2O + 38 ATP


Saldo energético

Fermentação Lática
Glicose → ácido lático + 2 ATP

Fermentação Alcoólica
Glicose → álcool etílico + CO2 + 2 ATP

Fermentação Acética
Glicose → ácido acético + CO2 + 2 ATP

Respiração
Glicose + O2 → CO2 + H2O + 36 ou 38 ATP