Você está na página 1de 9

Saúde Coletiva:

Curso:Educação Física e Fisioterapia


Introdução e Conceitos

• Cientistas Sociais →Saúde - indicadores de


qualidade de vida das populações
(diz respeito ao emprego, à renda, à moradia,à alimentação e à
educação)

• Constituição Federal do Brasil


→consta o princípio básico: “ Saúde – direito de
todos, dever do Estado”
• Art. 229 – A saúde é direto de todos e dever do Estado,
assegurado mediante políticas sociais e econômica que visam à
redução do risco de doenças e de outros agravos e ao acesso
universal e igualitário às ações e serviços para a sua promoção,
proteção e recuperação
Higiene: grego – que contribui para a saúde e do francês
- aplicação de conhecimentos e preceitos que se destinam a
cuidar e preservar a saúde, alongando a vida

• Higiene → aplicação de conhecimento e preceitos que se


destinam a cuidar da saúde e preservá-la, alongando a vida

Pode ser dividida:


• Higiene Geral → saúde a toda uma coletividade
• Higiene Especial →diretamente aplicada ao indivíduo
• Higiene Aplicada → conhecimentos adquiridos:
→ Puericultura – orientações especializadas
(médicos , enfermeiros e etc.)
→ Eugenia – meios subordinados a ação social
capazes de melhorar as qualidades genéticas, quer
físicas, quer mentalmente das populações FUTURAS.
Para que haja “SAÚDE”
SAÚDE → ONU →OMS – fator de saúde a situação do
indivíduo no contexto social em que vive.
• SAÚDE → ausência da doença, mas o completo bem estar
físico, mental, moral e social do indivíduo.

• Para que haja “SAÚDE” → certas condições:


• Condições gerais de saúde → comunidade, saneamento,
ambiente,variações climáticas, água, solo, local e etc.
• Condições especiais de saúde → diretamente aplica a cada
indivíduo –asseio, boa alimentação, prática habitual de esportes, etc.
• Meios profiláticos e terapêuticos → prevenção, vacinas,
medicamentos, antibióticos, radiologia, fisioterapia e etc.
Doença – Conceito e
Classificação
• Doença →é qualquer perturbação ou anormalidade observada no
funcionamento orgânico do indivíduo ou no seu comportamento,quer no
seu aspecto intelectual, quer do ponto de vista moral e social, de tal
forma que lhe afete notadamente aquele estado de bem estar geral
sugestivo de saúde. (somáticas – psíquicas)
• Podem ser classificadas:
• Doenças Adquiridas →contrai no meio em que vive, ação de
um agente físico, químico, ou biológico mecânico (ferimentos ou
traumatismo como contusões, escoriações, lacerações e perfurações)
• Doenças Congênitas → desenvolvimento embrionário
(placenta - toxoplasmose, sífilis, rubéola)

• Doenças Hereditárias → transmitem de uma geração a outra


(hemofilia, fenilcetonúria, anemia falciforme, diabetes)
Epidemiologia - conceitos
• Epidemiologia- Doenças Transmissíveis → contagiosas
• Doenças de casos Esporádicos →local,
época.
• Contágio Direto – Indireto
• Agente Etiológico –
• Hospedeiro Intermediário – Definitivo
• Reservatório Natural
• Endemias
• Epidemias
• Pandemias
Doenças Transmissíveis: Conceitos
Básicos
• Agente Infeccioso – Agente Etiológico → são os
microrganismo causadores de doenças – provocar infecção como: vírus,
bactérias, protozoários,fungos e vermes (Toxinas).
• Infecção → invasão por agentes infecciosos.
• Infestação → invasão do organismo por seres pluricelulares – vermes.
→ localização do agente infeccioso na superfície do corpo ou nas
roupas do invíduo
• Vetor Biológico → organismos capazes de transmitir o agentes
infecciosos – ciclo biológicos ou evolutivo Ex.: Insetos → Barbeiro - doença
de Chagas Shistossoma mansoni. Obs.:Veículo de Transmissão
• Hospedeiro e Portador → fica um período no corpo
→ Hospedeiro Definitivo: reproduz sexuadamente Ex.: parasitas.
→ Hospedeiro Intermediário: reproduz assexuadamente – ciclo.
→ Portador: organismo que abriga o agente infeccioso, sem
manifestações clinicas.
Imunizações - Vacinas e Soro
Antiofídico
• Sistema Imunológico → anticorpos – proteínas de
defesa do organismos, produzidos por linfócitos B
→ Plasmócitos – anticorpos
linfócitos T → Linfocinas
• Resposta Imunológica:
Primária – a produção de anticorpos é menor
e mais lenta
Secundária – a produção de anticorpos é
maior e mais rápida
OBS.: Pessoa demora uma semana → anticorpos
em nível neutralizador – pela 1ª vez.
Na segunda exposição esse nível é alcançado
em 6 a 12 horas
A prática das Imunizações → o processo de tornar um
indivíduo protegido contra uma doenças

• Imunizações Passiva Natural → anticorpos prontos da


mãe para a criança Ex.: Via Placentária e Aleitamento
• Imunizações Passiva Artificial → anticorpos do cavalo
através do SORO ANTIOFÍDICO= curativo, curta duração
• Imunizações Ativa Natural → anticorpos da própria
pessoa através da doença E.: Caxumba, Catapora, Sarampo....
• Imunizações Ativa Artificial → anticorpos da própria
pessoa através das VACINAÇÕES. Há diversas formas de vacinas
1. agente infeccioso morto
2. agente infeccioso atenuado
3. toxinas atenuadas
4. fragmentos do agente infeccioso