P. 1
Ficha de trabalho sobre os registos de língua (GIP de CEL)

Ficha de trabalho sobre os registos de língua (GIP de CEL)

|Views: 763|Likes:

More info:

Published by: Maria Filomena Ruivo Ferreira on Jun 07, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/19/2014

pdf

text

original

Agrupamento de Escolas de Santo Onofre

Ficha de trabalho de Língua Portuguesa – 9.º Ano Janeiro de 2010

Nome:……………………………………………………………. 9.ºA

Nº:…….Turma:

Apreciação: ………………Professora: ……………Enc. de Ed.: …………………….
A mesma palavra pode pertencer a registos diferentes em lugares diferentes? 1. A língua portuguesa é falada em vários lugares do mundo, tendo particularidades em lugares diferentes. Por exemplo, a frase “Vi-te” será dita “Eu vi você”, “Eu te vi” ou “Eu lhe vi” em outros países. 2. Quando falamos ou escrevemos, devemos controlar o nosso registo (formal ou informal), adequando-o à situação, ao contexto e ao interlocutor. 3. O registo informal tem diferentes níveis, podendo distinguir-se o nível familiar e o calão. Vamos ver que as mesmas palavras podem pertencer a registos diferentes em diferentes lugares! 1. Observa a seguinte frase: És uma rapariga muito simpática! 1.1. Consideras esta frase um elogio ou um insulto? ______________________ 1.2. Consulta vários dicionários e descobre o significado da palavra rapariga no Brasil.
Podes consultar o Dicionário Houaiss, o Dicionário Aurélio ou recurso online Vocabulário Lusitano, que estabelece equivalências entre palavras utilizadas no Brasil e em Portugal (http://www.pitoresco.com/consultoria/variedades/luso.htm).

O que encontraste? ______________________________ 1.3. Manténs a opinião que formulaste em 1.1? ________________________ 1.4. A palavra “rapariga” pertence a um registo: Formal  Calão  Técnico 

2. Observa agora a seguinte frase dita por um aluno a um professor:

Aluno: Trouxe cola para o exame. 2.1. Procura num dicionário o significado que a palavra cola pode ter no Brasil na linguagem dos estudantes e escreve uma resposta adequada por parte do professor: Significado: _______________________________________ Resposta do professor: ________________________________________________ 2.2. A palavra “cola” no Brasil, usada na linguagem dos estudantes, pertence a um registo: Formal Informal Técnico   3. Em alguns casos, pode acontecer o contrário. Considera, por exemplo, a palavra “cunha”. Verifica no dicionário o significado que esta palavra pode ter na seguinte frase: Que vergonha! O Pedro meteu uma cunha para conseguir emprego. Significado: _______________________________________________________ 3.1. No Brasil, esta palavra não tem este significado. Reescreve a frase para poder ser entendida por alguém que não fale a variedade portuguesa da nossa língua: _____________________________________________________________________ 3.2. No exemplo dado, “cunha”, na variedade portuguesa, é uma palavra usada em que registo? FORMAL / INFORMAL 3.2.1. É o mesmo registo em que se emprega esta palavra no Brasil? __________ Conclusões: • As palavras têm significados diferentes em variedades diferentes. • As palavras podem pertencer a registos diferentes em variedades diferentes. • Por estas razões, quando falamos com alguém, devemos ter em atenção qual a variedade do português que essa pessoa fala. Alarga o teu conhecimento… 4. Descobre como se dizem, na variedade europeia do português, as seguintes palavras: Açougue: _____________________ Ônibus: _______________________ Vedete: _______________________ Sunga: _______________________ Fita durex: ____________________ Pincel atômico: ________________ Bacana: ______________________ Chope: _______________________

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->