P. 1
PSICOLOGIA ESCOLAR - Resumão AULAS 1° SEMESTRE(2)

PSICOLOGIA ESCOLAR - Resumão AULAS 1° SEMESTRE(2)

|Views: 1.827|Likes:
Excelênte material (para estudar para a prova) resumida da disciplina da Psicologia Escolar e os problemas de aprendizagem - 3.ano - Psicologia Uniban Morumbi II noturno - 1 semestre de 2010.
Excelênte material (para estudar para a prova) resumida da disciplina da Psicologia Escolar e os problemas de aprendizagem - 3.ano - Psicologia Uniban Morumbi II noturno - 1 semestre de 2010.

More info:

Published by: José Hiroshi Taniguti on Jun 10, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/12/2014

pdf

text

original

PSICOLOGIA ESCOLAR E PROBLEMAS DE APRENDIZAGEM PROFESSORA ADRIANA EIKO

AULA DO DIA 04/03/2010
ORIGEM E EVOLUÇÃO - No final do século XIX surgiu a psicologia científica; - Nas duas primeiras décadas do século XX era estudado e medido as diferenças individuais; - Alguns autores que contribuíram para a Psicologia Escolar: - Thornike (1874-1949): A lei do efeito – O efeito que a aprendizagem traz para o indivíduo; - Judd (1873-1946): Crítica à experimentação com animais no estudo da aprendizagem – Humanos funcionam diferente dos animais; - Edouard Claparèd (1873-1940): Renovação Pedagógica – Jeito diferente de fazer educação. Criou a Escola Nova no início do século XX - John Dewey (1859-1952): EUA NÚCLEOS DA DISCIPLINA PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO EM SEU INÍCIO 01) Medida das diferenças individuais; 02) Análise dos processos de ensino – aprendizagem; 03) Desenvolvimento infantil.  Especificidade da Psicologia Escolar/Da Educação: Disciplina-Ponte. - A Psicologia surgiu na intenção de estudar os comportamentos humanos isolados no contexto, prever e controlar. Repete os padrões do modelo científico, a forma de fazer ciência. - EUA tinha a intenção de formar indivíduos adequados para a indústria. - Eram feitas pesquisas sobre o funcionamento da subjetividade humana. - Psicologia Escolar: Campo de estudo e atuação que visa desvendar os processos psicológicos que sempre surgem a partir dos processos de civilização, nunca individuais. **Texto da aula: Origem e Evolução da Psicologia da Educação (César Coll Salvador)

AULA DO DIA 11/03/2010
CONCEITO DE APRENDIZAGEM O biológico e o cultural no desenvolvimento e na aprendizagem - Textos: “Traços gerais da Psicologia Humana” – RATNER (texto obrigatório) “O Homem e a Cultura” – LEONTIEV (texto complementar) - Texto: Ritos Corporais entre os Nacirema *Leitura em grupo e atividade em sala Questão: Refletir e responder: “Quais elementos determinam a constituição do indivíduo na civilização Nacirema?” - Nacirema é um anagrama, significa “América”; - Esse texto representa a nossa cultura hoje; - Idolatra a beleza, aspectos da estética, existem templos da beleza em casa; - Indivíduo biopsicossocial (texto “traços da psicologia humana” de Ratner); - O homem não só e desenvolve, mas também se constrói; - Natureza mediada: Entre o indivíduo e o mundo sempre há mediações, estas moldam e definem o indivíduo; - Natureza mediada é diferente de natureza imediata; - Primeira mediação é a consciência (reflexão sobre o mundo), segunda mediação é a socialidade (ser social como qualidade) e terceira mediação é por instrumentos (tecnologia, ferramentas).

AULA DO DIA 18/03/2010
CONTRIBUIÇÕES DE PAULO FREIRE À EDUCAÇÃO ATIVIDADE: QUAL A CONCEPÇÃO DE EDUCAÇÃO ESTÁ PRESENTE NESSES EXEMPLOS? 1° EXEMPLO: RELAÇÃO ENTRE PROFESSOR E ALUNO - Falta de empenho de ambos 2° EXEMPLO: DESIGUALDADE SOCIAL - Querer estudar, porém não ter acesso - O aluno não tem perspectiva de futuro, por isso não se empenha na escola, pois o discurso emitido pela sociedade o desanima, fazendo com que este reproduza o mesmo discurso “estudar pra que, as pessoas deste país não gostam de estudar nem trabalhar” - Crítica ao conteúdo dado em sala, professores se limitam, o aluno por sua vez também faz a crítica, ora não se importa com os estudos. PEDAGOGIA DO OPRIMIDO – PAULO FREIRE * Texto página 56 EDUCAÇÃO BANCÁRIA - Professor deposita/transfere o seu saber/conhecer para o aluno de forma mecânica. - Essa educação é mais instituída em colégios particulares; - Sempre repete movimentos, pois não ajuda o aluno a interpretar o mundo: não tem utilidade prática - A educação bancária produz indivíduos reprodutores, impedindo que estes sejam mais. Relação: Sujeito  Professor Objeto  Aluno   Não cria, Apenas reproduz

 Uma relação de poder  Resistência

Caráter paternalista: Relação hierárquica e controladora Consciência libertadora: Se projetar para conhecer o mundo, tomar consciência que enquanto se educa também está sendo educado (neste caso, ambos são objetos) Vocação ontológica: Para Paulo Freire a vocação ontológica diz que para ser, o homem tem que querer ser mais: ótimo desenvolvimento. Domesticação: Fruto da educação bancária

AULA DO DIA 25/03/2010
*Professora faltou e (não) deixou filme.

AULA DO DIA 01/04/2010
** Leitura e debate do texto da apostila - Hoje existem muitas crianças que estão tomando remédio até de tarja preta por terem sido diagnosticadas com dificuldades de aprendizado. - A autora Patto diz que o fracasso escolar não é culpa do aluno, como pensavam. - Ela faz uma retrospectiva histórica para entender qual o papel da educação nesse processo. - Para entender melhor remontou a época francesa - Revolução Francesa: Veio de uma necessidade legítima do povo (burgueses e camponeses) de tirar todo o poder das mãos dos nobres e da igreja. - Os burgueses queriam que a sociedade fosse diferente, então mandaram muitos nobres para a guilhotina, alguns ainda conseguiram fugir.

- Quando esses burgueses e intelectuais conseguiram o domínio de sua sociedade, propuseram ao povo camponês uma sociedade de igualdade, fraternidade e ... - Conforme dominavam todo o poder, acabaram mantendo a mesma relação com os camponeses que a sociedade antiga. - Como os burgueses não podiam escravizar os camponeses utilizando a força bruta como os nobres faziam, eles começaram a desenvolveram uma outra forma de controla-los, e com isso inseriram a idéia de que todos era “livres” para vender sua força de trabalho, e que se eles vendessem, iam se sair melhor que seus antecedentes que também eram camponeses e nunca tiveram nada, e se escolhessem não vender, eram tidos como vagabundos que não lutavam por seus objetivos. - Essa idéia é a que predomina até hoje. ** Página 32 - As escolas nascem da necessidade de adestrar as crianças camponesas no ritmo do trabalho, com horário e disciplina. - A estrutura das escolas já eram feitas para a criança não conseguir fazer outra coisa senão obedecer ao professor. ** Página 35 - Nasce com o capitalismo a noção de que o indivíduo é o responsável pelo seu sucesso e pelo seu fracasso (self made man – homem que faz a si mesmo) - Se o aluno fracassa a culpa é dele mesmo – idéia imposta. - A escola era não mais que um dos aparelhos ideológicos do estado, ou seja, ajudava a reproduzir a ideologia burguesa - Escola como redentora: para isso a escola deveria ser algo tido como certo e obrigatório para o bem da sociedade.

AULA DO DIA 08/04/2010
FRACASSO ESCOLAR - Texto básico: “Raízes históricas das concepções sobre fracasso escolar: o triunfo de uma classe e sua visão do mundo” – Maria Helena de Souza Patto. - A visão de mundo que predominava nessa época e que predomina até hoje é a burguesa - Antes da revolução francesa a visão que predominava era a monárquica, dos nobres e da igreja. - Visão burguesa: SELF MADE MAN - Fracasso escolar: Por que alguns alunos não iam bem, fracassavam na escola? – A burguesia queria pregar que esse fracasso era da própria criança, e não da sociedade que era tão igualitária. VERTENTES TEÓRICAS QUE JUSTIFICAVAM O FRACASSO ESCOLAR - Burguesia: Sua ideologia era de igualdade, mas na prática não era assim. - Se eles pregavam essa igualdade e não davam condições igualitárias para todos, então eles tinham que justificar o porquê dessas diferenças, e tiveram que encontrar diferenças biológicas, raciais, étnicas, para justificar esse atos e explicar essas questões de outra forma que não questões sociais (a sociedade não tinha culpa). TEORIAS RACISTAS - Algumas raças são mais propensas a terem maior aptidão intelectual e outras raças tem maior propensão a aptidões físicas, trabalhos manuais e execução. PSICOLOGIA DIFERENCIAL - Para justificar as desigualdades eles evidenciaram as diferenças entre os indivíduos. Quem era normal, anormal, apto e inapto. - Eles diziam que as aptidões eram herdadas geneticamente - Se o aluno era “burro”, é porque não tinha aptidão herdada de seus pais que também não tinham inteligência pois tinham origens camponesas.

- Se um filho de um músico toca muito bem, é porque ele tem o dom inato, herdou essas aptidões de seus pais, e não foi porque ele fez dez anos de conservatório. TEORIA DA CARÊNCIA CULTURAL - O aluno que veio de um meio cultural desfavorecido vai ter uma defasagem no aprendizado. - As crianças pobres são pobres culturalmente. - A educação para o pobre também é pobre, pois as escolas acham que não vale a pena investir neles.

AULA DO DIA 15/04/2010
- FRACASSO ESCOLAR: A HISTÓRIA DE HUMBERTO (leitura página 397) TEORIAS DA APRENDIZAGEM SKINNER - Ensinar é o arranjo de contingências (estímulos que propiciam a aprendizagem do aluno) de reforço sob as quais os estudantes aprendem - Aprendizado é a mudança do comportamento - Existem duas espécies de aprendizagem: - Condicionamento respondente – estímulo elicia resposta - Condicionamento operante – comportamento mantido pelas conseqüências - Críticas de Skinner aos métodos de ensino: a) uso do controle aversivo b) avaliações c) materiais didáticos d) técnicas pedagógicas - Contribuições de Skinner - “A máquina de ensinar” (tecnologia de ensino) - “As instruções programadas” - Skinner dizia que as crianças só aprendiam por reforçamento negativo, para evitar alguma coisa, e isso não é saudável. Ele era a favor da retirada de qualquer estímulo aversivo, das punições, e era a favor do uso do condicionamento operante apenas através de reforços positivos - Ele critica as avaliações feitas no final do período letivo, ele diz que deveria ter uma avaliação ao final de cada conteúdo. - Critica os materiais didáticos por serem muito genéricos - Precisamos usar a tecnologia a favor da educação **ORIENTAÇÕES PARA O ESTÁGIO: - Verificar quais são os líderes formais e informais, positivos e negativos; - LDB Educação (leis de diretrizes básicas); - Verificar se tem EJA (educação de jovens e adultos); - Verificar se a escola tem um projeto pedagógico, se tiver, solicitar uma cópia desse projeto; - Projeto pedagógico é a síntese dos objetivos da escola para realização em comum, toda escola deveria ter, mas algumas acabam não fazendo.

AULA DO DIA 22/04/2010
JEAN PIAGET - PSICOLOGIA GENÉTICA: Epistemologia genética (estuda a origem do conhecimento) - Epistemologia: estudo do conhecimento, como ele se produz. - Genética: gene, origem. - Como se desenvolve a inteligência? - Inteligência humana é uma adaptação biológica (do organismo ao meio) - Concepções sobre o conhecimento/inteligência: - Processo de construção (combate as teorias inatistas) - Nasce do intercâmbio entre sujeito e ambiente (interacionismo)

- ASPECTOS FUNDAMENTAIS - Vetor (relação, direção) do desenvolvimento: ou relação aprendizagem/desenvolvimento – essa relação é sempre de dentro pra fora, indivíduo equilibra e expressa. - Equilibração majorante: processo de equilibração no desenvolvimento humano, de entrar em equilíbrio (desequilíbrio impulsiona o indivíduo a buscar o equilíbrio). *Texto Capítulo 8: Os níveis de desenvolvimento... (César Coll) - Piaget era um biólogo, antes de estudar psicologia ele estudava monúsculos - Ele tem uma visão bem calcada na teoria da evolução - Se interessava em estudar a inteligência dentro da teoria da evolução - “A inteligência é a forma mais genial do indivíduo de se adaptar ao mundo” - E ser humano evolui e consegue desenvolver a inteligência abstrata (diferente dos animais) - Estuda as fases da inteligência CONCEITOS FUNDAMENTAIS EM PIAGET G1 – ESTÁGIOS DO DESENVOLVIMENTO - Qual a relação entre desenvolvimento e aprendizagem? G2 – CONCEITOS BÁSICOS - Quais os fatores fundamentais para uma teoria da aprendizagem em Piaget? - Assimilação, acomodação, esquema, estrutura G3 – MECANISMO DE DESENVOLVIMENTO HUMANO/RELAÇÃO APRENDIZAGEM - Como se dá o processo de equilibração? - Ler atividade 8 do texto da página 93

AULA DO DIA 29/04/2010
VIGOTSKI - Contexto histórico da produção teórica do autor: A Rússia pré e pós revolucionária. - Preocupações fundamentais de Vigotski: - Pressupostos teóricos metodológicos: materialismo histórico-dialético (Marx) - Psicologia concreta do homem (crítica à psicologia científica, não achava que ela fosse possível). - Troika e produção de Vigotski - Troika significa trio em russo - Trio: Vigotski, Luria e Leontiev (um complementa o outro). ELEMENTOS CHAVE DO MÉTODO PARA VIGOTSKI 01) Analisa processos e não objetos, quer analisar o processo que construiu aquele objeto. Ex: Freud dix que existe inconsciente, Vigotski quer saber qual processo produz esse inconsciente). 02) Explicação x Descrição: tem que explicar ao invés de dar características para que se entenda 03) O problema do “comportamento fossilizado” (automatizado): entender que as coisas são sociais e não naturais, se alguém é se comporta de determinada forma é porque aprendeu ou porque socialmente se tornou assim, mas não nasceu assim, não é algo inerente a ele. - Vigotski era judeu e sofreu muito preconceito - Nasceu em 1896 na Rússia - Teve uma boa educação cultural, não ia à escola, mas tinha aulas com um tutor. - Vivia num bairro só de judeus, embora sua família tivesse boa situação financeira. - Era bastante estudioso - Sua tese de doutorado foi sobre uma análise psicológica de Hamlet - Embora digam que sua teoria é sócio-histórica, ele mesmo nunca utilizou esse termo, os outros é que chamaram posteriormente sua teoria assim.

- Utiliza idéias de Marx - Seu objetivo era de construir uma psicologia materialista histórico dialética - materialista: qualquer subjetividade surge da base material - histórico: a história é quem forma o psiquismo, que muda de acordo com o momento histórico. - dialética: mundo me determina e eu determino o mundo

AULA DO DIA 06/05/2010
* Continuação Vigotski * Texto obrigatório: Capítulo 9 do livro de Coss Coll Salvador VIGOTSKI - Estudo da consciência: reflexo psíquico da realidade - processos psicológicos superiores (sistema psicológico) tem origem social - método genético, evolutivo no estudo dos processos psicológicos. - Pensamento e linguagem - Seu signo (representação simbólica) é a função - Primeira função é comunicativa, segunda função é de auto-conduta - Tem origem social - Com o tempo, junta-se pensamento e linguagem e não dá pra analisar um sem o outro – pensamento é mediado pela linguagem - Desenvolvimento se dá por “saltos qualitativos” e “revolucioários” - A lei da dupla formação dos processos psicológicos superiores - Lei geral do desenvolvimento cultural - Inicialmente no plano da relação com os outros; depois, surgem no plano individual - Passa de desenvolvimento intermental (intersubjetivo), para intramental (intrasubjetivo). - Como se dá esse processo? - processo de apropriação – objetivação - ou processo de internalização – externalização - Zona de desenvolvimento proximal: região dinâmica entre a posição intermental até intramental (transição) - Desenvolvimento real: desenvolvimento potencial - Vigotski parte de um ponto de vista materialista, onde não há processo psicológico antes do nascimento ou por fruto de seu desenvolvimento biológico – o processo se dá através das relações.

AULA DO DIA 20/05/2010
TEORIA COGNITIVISTA DA APRENDIZAGEM - DAVID AUSUBEL: psicólogo da educação (EUA) IDÉIAS FUNDAMENTAIS: - O fator mais importante que influencia na aprendizagem é aquilo que o aprendiz já sabe: estrutura cognitiva - Como cognitivista, ele diz que o aprendizado se dá através de uma articulação com aquilo que eu já sabia. Quando eu já tenho um conhecimento prévio sobre aquilo, esse conhecimento, mesmo que básico, vai sustentar a minha nova aprendizagem. APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA - A informação nova deverá interagir e ancorar-se nos conceitos relevantes existentes na estrutura cognitiva do aluno (o que eu já sabia sustenta aquilo que eu aprendo)

APRENDIZAGEM MECÂNICA - A informação nova tem pouca ou nenhuma associação com conceitos já existentes na estrutura cognitiva do aluno (subsunçores) - É quando eu aprendo algo totalmente novo, que não tem relação com nada daquilo que eu já sabia, não tenho com o que articular aquela nova informação então tenho que começar do zero. CONCEITOS IMPORTANTES DA TEORIA DE AUSUBEL - SUBSUNÇORES: São os conceitos relevantes já existentes na estrutura cognitiva (conhecimento prévio) - FORMAÇÃO DE CONCEITOS: Aquisição espontânea de idéias genéricas por meio da experiência empírico-concreta. Quando não se tem subsunçores daquilo, tem que aprender na base da repetição para fixar aquele conteúdo até que ele faça parte do conteúdo cognitivo do indivíduo. - ASSIMILAÇÃO DE CONCEITOS: Aquisição de novos conceitos pela recepção de seus atributos criteriais e pelo relacionamento desses atributos com idéias relevantes presentes na estrutura cognitiva. - Organizadores prévios: servem de “âncora” para a nova aprendizagem e levam ao desenvolvimento de subsunçores - Condições para ocorrência da aprendizagem significativa: - material a ser aprendido seja potencialmente significativo para o aprendiz - aprendiz manifesta disposição (motivação) DAVID AUSUBEL - Um psicólogo preocupado com as condições da escola - Viveu em meados do século XX - Cognitivismo: todos nós desenvolvemos aprendizagem cognitiva - Entender o processo de ensino/aprendizagem ASSIMILAÇÃO É ASSIMILAÇÃO OBLITEDORA - Subsunção - Assimilação é um processo que ocorre quando a informação nova, potencialmente significativa, é assimilada sob uma idéia ou um conceito mais inclusivo, já existente na estrutura cognitiva (ler a realidade a partir de um conhecimento científico adquirido). - Subsunção subordinada: são os grupos dentro de um fenômeno. Ex: cavalo e gatos são subordinados do grupo dos mamíferos. - Aprendizagem super ordenada: Relacionar o que aprendeu com outras teorias. Pensar com autonomia é o objetivo da teoria de Ausubel.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->