Você está na página 1de 10

Estudo Dirigido de Biologia!

Dicas básicas: dominante ou recessivo?

A análise dos heredogramas pode permitir se determinar o padrão de herança de certa


característica como autossômica, dominante ou recessiva. Também pode permitir a descoberta do
genótipo das pessoas envolvidas, se não de todas, pelo menos de parte delas.
A primeira informação que se procura obter, na análise de um heredograma, é se o caráter em
questão é condicionado por um gene dominante ou recessivo. Para isso, devemos procurar, no
heredograma, casais que são fenotipicamente iguais e tiveram um ou mais filhos diferentes deles.
Se a característica permaneceu oculta no casal, e se manifestou no filho, só pode ser determinada
por um gene recessivo.
Pais fenotipicamente iguais, com um filho diferente deles, indicam que o caráter presente no filho
é recessivo (fig.1).
Uma vez que se descobriu qual é o gene dominante e qual é o recessivo, vamos agora localizar os
homozigotos recessivos, porque todos eles manifestam o caráter recessivo.

Depois disso, podemos começar a descobrir os genótipos das outras pessoas. Devemos nos
lembrar de duas coisas:

1ª) Em um par de genes alelos, um veio do pai e o outro veio da mãe. Se um indivíduo é homozigoto
recessivo, ele deve ter recebido um gene recessivo de cada ancestral.
2ª) Se um indivíduo é homozigoto recessivo, ele envia o gene recessivo para todos os seus filhos.

Dessa forma, como em um “quebra-cabeças”, os outros genótipos vão sendo descobertos. Todos
os genótipos devem ser indicados, mesmo que na sua forma parcial (A_, por exemplo).

Fig.1- caso típico de herança


Fig.2: caso típico de herança
recessiva: pais normais, criança
dominante: pais afetados, criança
afetada. normal.
Outro caso fácil de desvendar é o que pode ser visualizado na figura 2: pais com o mesmo
fenótipo com uma criança com fenótipo diferente. Isso ocorre, pois os pais são heterozigotos (Aa) e o

Estudo dirigido elaborado para os alunos do 2º E.M do CFNSA- Junho de 2010


filho herdou o gene recessivo de ambos (aa). Tente inserir outros genótipos nos casas das figuras 1 e 2,
você vai perceber que a única maneira de identificar a característica é como sugeri!
É válido lembrar que em um heredograma existem vários casamentos, vários filhos, e você deve
procurar aquele ou aqueles que indiquem essas características que foram citadas aqui para começar a
resolver o problema.

Expressão de um alelo autossômico recessivo:


- Os homens e as mulheres são igualmente afetados (por isso o gene é autossômico, ou seja, não é ligado
aos cromossomos sexuais);
- A anomalia não aparece em todas as gerações;
- O fato de progenitores fenotipicamente normais poderem originar descendentes afetados indica que o
gene da anomalia é autossômico recessivo.

Ex: albinismo, olhos claros, lobo da orelha aderente, etc.

Expressão de um alelo autossômico dominante:


- Os homens e as mulheres são igualmente afetados;
- A anomalia tende a manifestar-se em todas as gerações;
- Não ocorrem descendentes com a anomalia quando ambos os progenitores são normais;
- Quando um indivíduo manifesta a anomalia, pelo menos um dos progenitores também a possui.
- Quando um dos indivíduos do casal tem a anomalia, aproximadamente metade da sua descendência
pode ser afetada.
- O fato de progenitores fenotipicamente com a anomalia poderem originar descendentes normais indica
que o gene da anomalia é autossômico dominante.
Ex: polidactilia, cor escura do cabelo, sardas, covinhas no rosto, lobo da orelha solto, etc.

1- (Unicamp) Um certo tipo de macromolécula destinada à membrana plasmática celular,


depende de etapas nucleares e citoplasmáticas para sua produção, de acordo com os
percursos esquematizados a seguir:

a) Por que essas etapas começam no núcleo?


b) Qual é a composição da macromolécula ao final do percurso I? E do percurso II? Esclareça a
diferença, baseando-se nas funções das organelas citoplasmáticas envolvidas em cada
percurso.

Estudo dirigido elaborado para os alunos do 2º E.M do CFNSA- Junho de 2010


2- (Puccamp) "Captura aminoácidos que se encontram dissolvidos no citoplasma e carrega-os
ao
local da síntese de proteínas".
Essa função é desempenhada pelo
a) RNA mensageiro.
b) RNA transportador.
c) RNA ribossômico.
d) ribossomo.
e) DNA.

3- (Puccamp) Células vegetais, depois de mantidas em meio de cultura contendo uracila


marcada, foram fixadas e submetidas à autoradiografia, para comprovar os locais que
possuíam esse material.
É correto prever que, no citoplasma, encontre-se uracila radioativa SOMENTE nos
a) nucléolos.
b) ribossomos.
c) nucléolos e nas mitocôndrias.
d) ribossomos e nos cloroplastos.
e) ribossomos, nos cloroplastos e nas mitocôndrias.

4- (Unesp) Os biólogos moleculares decifraram o código genético no começo dos anos 60 do


século XX. No modelo proposto, códons constituídos por três bases nitrogenadas no RNA, cada
base representada por uma letra, codificam os vinte aminoácidos. Considerando as quatro
bases
nitrogenadas presentes no RNA (A, U, C e G), responda.
a) Por que foram propostos no modelo códons de três letras, ao invés de códons de duas
letras?
b) Um dado aminoácido pode ser codificado por mais de um códon? Um único códon pode
especificar mais de um aminoácido?

5- (Unicamp) Abaixo estão esquematizadas as seqüências de aminoácidos de um trecho de


uma proteína homóloga, em quatro espécies próximas. Cada letra representa um
aminoácido.

espécie 1: M E N S L R C V W V P K L A F V L F G A S L L S A H L Q
espécie 2: M E N S L R R V W V P A L A F V L F G A S L L S A H L Q
espécie 3: M E N S L R C V W V P K L A F V L F G A S L L S Q L H A
espécie 4: M E N S L R L A F V L F G A S L L S A H L Q

a) Quantos nucleotídeos são necessários para codificar a seqüência de aminoácidos nas


espécies 1 e 2? Justifique.
b) Pode-se dizer que seqüências idênticas de aminoácidos são sempre codificadas por
seqüências idênticas de nucleotídeos? Justifique.
c) Considerando que as espécies 2, 3 e 4 se originaram da espécie 1, que tipo de mutação
originou cada seqüência?

6- (UFV) Em vez de seqüenciar as bases nitrogenadas de todos os cromossomos de uma planta


com um genoma muito grande, pesquisadores selecionaram partes desse genoma para
seqüenciar. Somente as seqüências de DNA que correspondem ao conjunto dos RNA
mensageiros transcritos no fruto serão estudadas. O DNA a ser seqüenciado foi sintetizado em
laboratório, tendo como molde as moléculas de RNA extraídas dos frutos.

Estudo dirigido elaborado para os alunos do 2º E.M do CFNSA- Junho de 2010


a) Se os cientistas fossem seqüenciar todo o genoma dessa planta, haveria diferença se o
material genético viesse do fruto ou da folha da planta? Justifique.

b) No estudo das seqüências que tiveram como molde RNA mensageiro, faria diferença se esse
RNA mensageiro fosse extraído das folhas ou dos frutos? Justifique.

7- Analise a molécula de RNAm abaixo:

5´ AUA UGC GAU CGG CUA UCC AUG GCC UAU AGG CUA CGC AGG AAU AAC UAA 3´

Analise a tabela e faça o que se pede:


a) Cite a seqüência do anticódon correspondente ao códon de iniciação.
b) Qual a seqüência de aminoácidos que resultará da tradução da molécula de RNA
mensageiro?
c) Qual a seqüência de aminoácidos que resultará da tradução da mesma molécula de mRNA,
após uma deleção do TERCEIRO nucleotídeo?

8- (Unesp) Em um segmento da cadeia ativa de DNA, que servirá de molde para a fita de RNA
mensageiro, há 30 timinas e 20 guaninas. No segmento correspondente da fita complementar
do
DNA há 12 timinas e 10 guaninas. Levando-se em consideração essas informações, responda.
a) Quantas uracilas e quantas guaninas comporão a fita do RNA mensageiro transcrito do DNA
ativado?
b) Quantos aminoácidos deverão compor a cadeia de polipepitídeos que será formada?
Justifique sua resposta.

9. Considere um segmento de molécula de DNA com a seguinte seqüência de bases:


AAT – CAA – AGA – TTT – CCG. Quantos aminoácidos poderá ter, no máximo, uma molécula
de proteína formada pelo segmento considerado?

a) 15 b) 10 c) 5 d) 3 e) 1

10- Uma proteína é constituída por 350 aminoácidos. Quantos nucleotídeos apresenta a cadeia
do DNA que codificou tal proteína?

a) 150 b) 350 c) 450 d) 700 e) 1 050

Estudo dirigido elaborado para os alunos do 2º E.M do CFNSA- Junho de 2010


11- (UEL) Em um segmento de cadeia ativa de DNA há 20 adeninas e 15 guaninas: no segmento
correspondente da cadeia complementar há 10 adeninas e 30 guaninas. Com base nesses
dados, conclui-se que nos segmentos de RNA originários
desse DNA haverá.
a) 30 citosinas
b) 20 timinas
c) 15 guaninas
d) 10 uracilas
e) 10 adeninas

12- Analise as informações relacionadas às moléculas de DNA - ácido desoxirribonucléico -


existentes nas células.
I. A molécula de DNA, segundo o modelo de James Watson e Francis Crick (1953), é uma dupla
hélice, constituída por duas cadeias polinucleotídicas que se unem como se fossem as metades
complementares de um zíper.
II. As duas cadeias mantêm-se juntas porque as bases nitrogenadas de uma delas formam
ligações químicas com as bases da outra. Essas ligações são chamadas de pontes de
hidrogênio.
III. Os nucleotídeos que formam o DNA diferem entre si pela base nitrogenada, que pode ser
de quatro tipos diferentes: adenina (A), guanina (G), citosina (C) e timina (T)
IV. Se uma das cadeias de DNA tem a seqüência de base ATTACGATACG, sua metade
complementar terá a seqüência TAATGCTATGC.
Assinale a opção correta:
a) Estão corretas I, II, III e IV
b) Estão corretas apenas I, II e III
c) Estão corretas apenas I, III e IV
d) Estão corretas apenas I e IV
e) Todas estão incorretas.

13- (FUVEST 2010) Há uma impressionante continuidade entre os seres vivos (...). Talvez o
exemplo mais marcante seja o da conservação do código genético (...) em praticamente todos
os seres vivos. Um código genético de tal maneira “universal” é evidência de que todos os
seres vivos são aparentados e herdaram os mecanismos de leitura do RNA de um ancestral
comum.
Morgante & Meyer, Darwin e a Biologia, O Biólogo 10:12–20, 2009.
O termo “código genético” refere-se
a) ao conjunto de trincas de bases nitrogenadas, cada trinca correspondendo a um
determinado aminoácido.
b) ao conjunto de todos os genes dos cromossomos de uma célula, capazes de sintetizar
diferentes proteínas.
c) ao conjunto de proteínas sintetizadas a partir de uma sequência específica de RNA.
d) a todo o genoma de um organismo, formado pelo DNA de suas células somáticas e
reprodutivas.
e) à síntese de RNA a partir de uma das cadeias do DNA, que serve de modelo.

14- (Fuvest) Bactérias (Escherichia coli) foram cultivadas durante várias gerações em um meio
de cultura na qual toda a fonte de nitrogênio era o isótopo pesado 15N. De uma amostra
dessas bactérias (amostra A), extraiu-se o DNA que foi submetido a uma técnica de
centrifugação que permite separar moléculas de DNA de acordo com sua

Estudo dirigido elaborado para os alunos do 2º E.M do CFNSA- Junho de 2010


densidade. O restante das bactérias foi transferido para um meio de cultura em que todo o
nitrogênio disponível era o isótopo normal 14N. Retirou-se uma segunda amostra (amostra B),
quando as bactérias completaram uma divisão celular nesse novo meio e uma terceira amostra
(amostra C), quando as bactérias completaram duas divisões celulares. O DNA das bactérias
das amostras B e C foi também extraído e centrifugado.

A figura
mostra o
resultado da centrifugação do DNA das três amostras de bactérias.
a) Por que, na amostra B, todo o DNA tem uma densidade intermediária entre o que é
constituído apenas por 14N e o que contém apenas 15N?
b) Considerando que, na amostra C, a quantidade de DNA separada na faixa inferior é X, que
quantidade de DNA há na faixa superior?

15- (Unifesp) O jornal Folha de S.Paulo (23.09.2002) noticiou que um cientista espanhol
afirmou ter encontrado proteínas no ovo fóssil de um dinossauro que poderiam ajudá-lo a
reconstituir o DNA desses animais.
a) Faça um esquema simples, formado por palavras e setas, demonstrando como, a partir de
uma seqüência de DNA, obtém-se uma proteína.
b) A partir de uma proteína, é possível percorrer o caminho inverso e chegar à
seqüência de DNA que a gerou? Justifique.

16- (UFPA-PA). Uma proteína formada por 40 aminoácidos é codificada por uma molécula de
RNA ( 1 ) de no mínimo ( 2 ) nucleotídeos. ( 1 ) e ( 2 ) correspondem respectivamente a:
a) mensageiro, 40
b) mensageiro, 120
c) transportador, 60
d) transportador,120
e) ribossômico, 60

17- A lisozima é uma proteína de massa molecular 12 000. Considerando a massa molecular
média dos aminoácidos igual a 120, podemos concluir que o pedaço da hélice de DNA que
codifica esta proteína deve ter:
a) 100 nucleotídeos
b) 1000 nucIeotídeos
c) 12 000 nucleotídeos
d) 106 nucleotídeos
e) 300 nucleotídeos

18- O bacteriófago T2 tem como material genético uma moIécula de RNA com cerca de 3600
nucleotideos, que compreendem três genes. Admitindo que esses três genes tenham
aproximadamente as mesmas dimensões e que a massa molecular média dos aminoácidos seja
igual a 120, cada uma das proteínas por eles codificada deve ter uma massa molecular
aproximada de:
a) 48.000 b) 24 x 103 c) 4 x 102 d) 12 000 e) 144 x 103

Estudo dirigido elaborado para os alunos do 2º E.M do CFNSA- Junho de 2010


19- (FUVEST-SP) O esquema apresenta a síntese de um polipeptideo a partir de uma molécula
de DNA.

É licito dizer que o diagrama mostra:


a) a tradução do código genético
b) a transcrição do código genético
c) a transcrição e a tradução do código
genético
d) a replicação do DNA
e) a replicação do DNA, a transcrição e a
tradução do código genético

20- (UFF adaptado) O heredograma abaixo representa uma família com casos de uma
anomalia genética:

a) A doença em questão tem


doentes
herança recessiva ou dominante?
Justifique.
b) Indique os indivíduos que são,
com certeza, heterozigotos.
c) Há probabilidade de o casal III.3 ×
III.4 ter descendentes doentes? Por
quê?
d) Se o casal III.3 × III.4 tiver uma
criança doente, qual a probabilidade
de ter uma segunda criança
doente?

21- (UEL-PR) A cor da porção suculenta do caju é determinada por um par de alelos. O alelo
dominante condiciona cor vermelha e o alelo recessivo, cor amarela. Um cajueiro, resultante
do cruzamento entre uma planta homozigótica com pseudofrutos vermelhos e uma com
pseudofrutos amarelos deverá produzir:
a) 100% de cajus vermelhos.
b) 100% de cajus amarelos.
c) 75% de cajus vermelhos e 25% de cajus amarelos.
d) 75% de cajus amarelos e 25% de cajus vermelhos.
e) 50% de cajus vermelhos e 50% de cajus amarelos.

22- 5 (Ucsal-BA) Em urtigas, o caráter denteado das folhas domina o caráter liso. Numa
experiência de
polinização cruzada, foi obtido o seguinte resultado: 89 denteadas e 29 lisas. A provável
fórmula
genética dos cruzantes é:
a) Dd × dd.
b) DD × dd.
Estudo dirigido elaborado para os alunos do 2º E.M do CFNSA- Junho de 2010
c) Dd × Dd.
d) DD × Dd.
e) DD × DD.

23- (UEL-PR) Em cobaias, a cor preta do pelo é condicionada por um alelo dominante e a cor
branca, pelo alelo recessivo. Um cruzamento-teste de um indivíduo de cor preta produziu
descendentes brancos e pretos em igual número. Se esses descendentes pretos forem
cruzados entre si, a proporção fenotípica esperada na prole será de:
a) 3 pretos, 1 branco.
b) 2 pretos, 1 branco.
c) 1 preto, 3 brancos.
d) 1 preto, 2 brancos.
e) 1 preto, 1 branco.
24-(Fuvest-SP) Em uma população de mariposas, 96% dos indivíduos têm cor clara e 4%, cor
escura. Indivíduos escuros cruzados entre si produzem, na maioria das vezes, descendentes
claros e escuros. Já os cruzamentos entre indivíduos claros produzem sempre apenas
descendentes de cor clara.
Esses resultados sugerem que a cor dessas mariposas é condicionada por:
a) um par de alelos, sendo o alelo para cor clara dominante sobre o que condiciona cor escura.
b) um par de alelos, sendo o alelo para cor escura dominante sobre o que condiciona cor clara.
c) um par de alelos, que não apresentam dominância um sobre o outro.
d) dois genes ligados com alta taxa de recombinação entre si.
e) fatores ambientais, como a coloração dos troncos onde elas pousam.

25- (UFMG) Quando Mendel cruzou plantas de ervilha apresentando vagens de coloração
verde com plantas de vagens de coloração amarela, obteve na primeira geração (F1) todos os
descendentes de coloração verde. Na segunda geração (F2) obteve 428 verdes e 152 amarelas.
Todas as alternativas apresentam conclusões a partir desses resultados, exceto:
a) A expressão do alelo recessivo do gene desaparece apenas em F1.
b) As plantas com vagens verdes ou amarelas da geração parental devem ser homozigotas.
c) O alelo dominante do gene se expressa em cor verde.
d) O caráter é controlado por um par de genes.
e) Os indivíduos que apresentam vagens de coloração verde em F2 são heterozigotos.

26- (FUCMT) Nos coelhos, a cor preta dos pelos é dominante em relação à cor branca.
Cruzaram-se coelhos heterozigotos entre si e nasceram 360 filhotes. Destes, o número de
heterozigotos provavelmente é:
a) zero.
b) 90.
c) 180.
d) 270.
e) 360.

27- Quando se cruzam animais da raça de gado Shorthorn de cor vermelha e de cor branca
obtêm-se animais de cor ruão. Diga quais as proporções fenotípicas e genotípicas
esperadas de um cruzamento de animais brancos e ruão.

28- (UFBA) No heredograma a seguir, os símbolos em preto representam indivíduos afetados


pela polidactilia e os símbolos em branco, indivíduos normais. Conclui-se, desse heredograma,
que em relação à polidactilia:
a) os indivíduos afetados sempre são homozigotos.
b) os indivíduos normais sempre são heterozigotos.
Estudo dirigido elaborado para os alunos do 2º E.M do CFNSA- Junho de 2010
c) os indivíduos heterozigotos são apenas de um dos
dois sexos.
d) pais normais originam indivíduos homozigotos
recessivos.
e) pais normais originam indivíduos heterozigotos.

29- Determine e justifique o tipo de herança ocorre nas famílias a seguir:

30- (UnB-DF) Se a família


Silva tiver 5 filhos e a família Matos tiver 4, qual a probabilidade de que todos os filhos dos
Silva sejam meninas e todos os dos Matos sejam meninos?
a) 1/325
b) 1/512
c) 1/682
d) 1/921
e) 1/1754

31- (UFPE ) Renata (III. 1), cuja avó materna e avô paterno eram albinos, preocupada com a
possibilidade de transmitir o alelo para o albinismo a seus filhos, deseja saber qual a
probabilidade de ela não ser portadora deste alelo. Assinale a alternativa que responde ao
questionamento de Renata.

a) 0
b) 1/4
c) 3/4
d) 2/3
e) 1

32- (Unifor-CE) A acondroplasia, um tipo de nanismo, é causada por um alelo autossômico


dominante. Os indivíduos homozigóticos para esse alelo morrem antes de nascer e os
heterozigóticos apresentam a anomalia, mas conseguem sobreviver. A probabilidade de um
casal de acondroplásico vir a ter uma criança normal é de:

a) ¾ b) 2/3 c) ½ d) 1/3 e) ¼

Para as questões 33 e 34 utilize as informações a seguir:

Estudo dirigido elaborado para os alunos do 2º E.M do CFNSA- Junho de 2010


O diagrama ilustra um
experimento realizado por
Cuénot logo após o
reconhecimento do trabalho
de Mendel e, posteriormente,
ampliado por outros
pesquisadores.

33. Unifacs-BA A partir da análise dos dados, pode-se inferir:


a) Camundongos de pelagem amarela são sempre heterozigotos.
b) O fenótipo aguti é expresso pela interação de dois diferentes alelos.
c) Cada um dos genitores contribui com dois fatores para a expressão do caráter.
d) A variação fenotípica independe da constituição genética do camundongo.
e) A cor da pelagem segue o padrão da herança ligada o cromossomo X.

34. Unifacs-BA A proporção fenotípica de 2 camundongos amarelos: 1 aguti, em repetidos


cruzamentos dessa natureza, tem como explicação:
a) O princípio da segregação é inaplicável aos animais.
b) O gene A se comporta como recessivo na determinação da cor da pelagem.
c) O alelo A, em homozigose, determina a morte dos camundongos.
d) A ocorrência de uma mutação nova gerou um alelo letal para os camundongos.
e) O efeito pleiotrópico do gene a ocorre em qualquer genótipo.

35- MACKENZIE-SP

No heredograma acima, se os indivíduos marcados são afetados por uma característica


genética, as probabilidades dos casais 7 x 8 e 9 x 10 terem crianças normais são,
respectivamente, de:
a) 100% e 50%.
b) 0 e 75%.
c) 50% e 50%.
d) 0 e 25%.
e) 100% e 75%.

Estudo dirigido elaborado para os alunos do 2º E.M do CFNSA- Junho de 2010