P. 1
Informática - Apostila de Informática - Básico Internet

Informática - Apostila de Informática - Básico Internet

4.6

|Views: 17.578|Likes:
Publicado porExcelly

More info:

Published by: Excelly on Jun 11, 2008
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/26/2013

pdf

text

original

SRI + Internet APLICADA AO ESCRITÓRIO

INTRODUÇÃO O que é a Internet? A Internet, não é somente, como se pensa, uma rede mundial de computadores e sim milhares de redes de computadores ligadas entre si. O próprio nome o diz: redes interconectadas. Como começou a Internet? A Internet começou nos EUA nos anos sessenta. Era o período da Guerra Fria. Onde governo, na figura dos militares, temiam que na hipótese de guerra, instalações com computadores pudessem ser destruídas, derrubando todo o sistema de informações e controle militar. O DARPA (Departamento de Defesa de Pesquisas Avançadas) decidiu desenvolver uma rede de computadores que pudesse sobreviver a um ataque aos EUA. Era preciso criar redundância no tráfego (e no conteúdo) de informações, para que, mesmo que um ponto da rede fosse destruído, os outros continuassem funcionando. A idéia também e que se criasse uma rede multiplataforma, ou seja, que não exigisse que todos os computadores da rede fossem os mesmos. Com o passar dos anos a rede foi expandindo-se. Passou a ser usada nas Universidades. No final dos anos 80 houve a explosão da Internet comercial, quando começou a ser permitido o acesso aos usuários comuns. Quem é o dono da Internet? Quem paga por ela? A Internet não possui dono. Cada uma das redes interligadas tem seu administrador. Sejam elas com ou sem fins lucrativos. Cada fornecedor de serviço (provedor) paga pelo tráfego que flui pela sua conexão com a rede. Cada país tem políticas particulares em relação a Internet. Como funciona a Internet? O protocolo ( conjunto de regras para que os computadores "conversem" entre si ) que possibilitou a Internet chama-se TCP/IP (Protocolo de Controle de Transmissão / Protocolo da Internet) . Foi criado pela universidade de Berkley por encomenda do governo americano. O TCP/IP funciona fragmentando as informações que precisam ser transmitidas. Esses fragmentos são identificados e enviados ao destino. O caminho até o destino normalmente não é único. A estrutura funcional das redes TCP/IP permitem que as rotas sejam dinamicamente criadas/alteradas baseando-se em tráfego (congestionamento) ou defeitos no caminho. O protocolo é forte o suficiente para sempre garantir que as informações sempre sejam "montadas" corretamente no destino. Havendo problemas na rede, pacotes podem até seguir rotas diversas para chegar o destino. Porém o protocolo sabe exatamente a ordem de montagem dos pacotes para garantir a integridade da informação transmitida. Esse protocolo é que permite a existência da Internet e que computadores que rodam sistemas operacionais totalmente distintos (como o DOS e o UNIX) conversem entre si sem problemas.

O que é domínio? Domínio é o endereço www de uma empresa. Em geral usa-se a forma www.nomedaempresa.com. Especificamente para dominios registrados no Brasil, usa-se a forma www.nomedaempresa.com.br. Cada país possui um orgão responsável por esse registro. É uma tarefa que envolve configuração de servidores e normalmente só é realizada por empresas que têm redes ligadas a Internet, como os provedores. No Brasil, o orgão responsavel é a FAPESP, sob a chancela do Comitê Gestor da Internet no Brasil, que dita as regras para registro de domínios. A CompuLand realiza registros de domínios no subnível .br. Consulte-nos!!! Se você ainda não registrou o domínio de sua empresa, está correndo o sério risco de que alguém registre antes de você. Se isso acontecer, para recuperar o direito de usar este nome, é necessário um processo judicial que pode levar anos! Isso já aconteceu com empresas de grande porte, que lutam até hoje para recuperar o nome de domínio. O fato de ser detentor da marca e/ou da patente do nome não significa nada, pois o Comitê Gestor da Internet, tanto no Brasil quanto no exterior, não se responsabiliza pelas disputas judiciais. Para registrar um domínio, é preciso um DNS e um IP, que são conferidos pelo servidor onde o domínio será hospedado. Visite o site da FAPESP para ter mais informações. Tipos de domínios Veja a tabela abaixo com os tipos de domínios: Categorias para Instituições ART.BR Artes: música, pintura, folclore BR Entidades de pesquisa e/ou ensino superior COM.BR Comércio em geral ESP.BR Esporte em geral G12.BR Entidades de ensino de primeiro e segundo grau GOV.BR Entidades do governo federal IND.BR INF.BR MIL.BR Industrias Meios de informação (rádios, jornais, bibliotecas, etc..) Forças Armadas Brasileiras

Exclusivamente para provedores de meios físicos de comunicação, NET.BR habilitados legalmente para a prestação de serviços públicos de telecomunicações ORG.BR Entidades não governamentais sem fins lucrativos PSI.BR Provedores de serviço Internet REC.BR Atividades de entretenimento, diversão, jogos, etc... TMP.BR Eventos temporários, como feiras e exposições TUR.BR Entidades da área de turismo ETC.BR Entidades que não se enquadram nas outras categorias

Categorias para Profissionais Liberais ADM.BR Administradores ADV.BR Advogados ARQ.BR Arquitetos BIO.BR Biólogos CNG.BR Cenógrafos CNT.BR Contadores ECN.BR Economistas ENG.BR Engenheiros ETI.BR Especialista em Tecnologia da Informação FOT.BR Fotógrafos FST.BR Fisioterapeutas JOR.BR Jornalistas LEL.BR Leiloeiros MED.BR Médicos NTR.BR Nutricionistas ODO.BR Dentistas PPG.BR Publicitários e profissionais da área de propaganda e marketing PRO.BR Professores PSC.BR Psicólogos VET.BR Veterinários ZLG.BR Zoólogos Categoria para Pessoas Físicas NOM.BR Pessoas Físicas

Registro de domínio A Fapesp é o orgão encarregado de registrar todos os domínios no Brasil. É cobrada uma taxa anual de aproximadamente R$ 50,00 e um custo de inscrição de R$ 50,00.

Compreendendo os endereços da Internet Cada site, e cada computador possui seu próprio endereço e pode ser exibido de duas formas: Grupo de números com divisão de pontos entre eles. Ex.: 199.60.103.11 (endereço IP) Grupo de letras ou palavras com divisão de pontos entre eles. Ex.: compuland.com.br. A única diferença que existe, é que, o endereço com números é aquele interpretado pelo TCP/ IP e a de letras foi criada pelo fato do ser humano memorizar mais facilmente palavras do que seqüências de números . A cada conjunto de computadores (exemplo uma rede local) que seja ligada a Internet, é atribuído um nome de domínio e um grupo de endereços IP correspondentes, por uma entidade central em cada país. Nos EUA existe a INTERNIC que é responsável pelas atribuições de domínios. Ela e a entidade controladora de todas as outras no mundo. No Brasil, a responsável é a FAPESP, em São Paulo. Esse controle centralizado é que permite que se encontre informações sobre qualquer máquina ligada a Internet e onde ela se encontra. Os endereços com letras, ou seja, domínios são divididos em partes cada qual com o seu respectivo significado. O que você precisa para se conectar ? O hardware (computador, modem, linha telefônica) Um fornecedor do serviço (um provedor Internet).

Exemplo : IG, Terra, UOL, AOL, etc... O modem Existem dois tipos de modem : o externo e o interno. A velocidade do modem pode variar. É claro que quanto mais velocidade tiver o seu modem mais rápida será a comunicação de dados . Quanto mais rápida a transmissão mais se economiza na conta telefônica. Existem modems mais lentos do que 14.4 k baud, porém não são recomendáveis. Serviços básicos na Internet Correio eletrônico ( E-mail ) Navegador WEB ( visualização de páginas) FTP

SEGURANÇA NA INTERNET Sempre que você utiliza a internet, o seu e outros computadores trocam informações ativamente.São estas comunicações seguras? Isso depende principalmente dos sites que você visita e dos recursos de segurança de seu navegador da Web. Compras na rede Quando você faz uma compra através do seu cartão de crédito provavelmente você esta correndo um risco maior do que comprar pela Internet. Existe uma possibilidade muito remota do número do cartão ser interceptado à medida que ele percorre do seu computador para o servidor do site. De fato, é muito mais difícil o número do seu cartão ser extraviado pela rede do que no mundo real onde fica impresso em demonstrativos e recibos que são enviados por correio, extraviados, arquivados ou jogados fora. Mas lembre-se! Existem maneiras de você saber se um site é seguro ou não. Alguns sites podem trabalhar com o seu navegador para criptografar, ou codificar, suas informações sobre a transação de modo que, se forem interceptadas, não poderão ser lidas. Se você tiver dúvidas sobre o fornecimento de seu número de cartão de crédito ou outras informações pessoais para o site na Web de uma empresa, verifique o certificado do site. Um certificado de site na Web é um documento on-line que certifica a identidade do site para que você saiba que as suas informações estão indo para o local pretendido. Como visualizar o certificado de segurança? Se você utiliza o Internet Explorer 6.0, clique em qualquer local da página com o botão direito, clique em 'Propriedades' e, em seguida, clique em 'Certificados'.

Investimentos e transações bancárias Os bancos online e os serviços de investimento usam a criptografia para proteger as informações em suas transações. As informações são automaticamente codificadas quando são enviadas e após chegarem no destino apropriado, são decodificadas. As informações percorrem a internet como se estivessem embaralhadas. Se alguém interceptar suas informações enquanto estiver entre você e o seu banco, as informações estarão ilegíveis. É importante que você mantenha sua senha bancária on-line privada, para que ninguém tenha acesso a suas informações financeiras. Cada banco ou instituição financeira têm politicas particulares e critérios próprios na elaboração de sua senha on-line. Como verificar se o conteúdo do site está encriptado? Os principais navegadores permitem você saber se a criptografia está em uso exibindo um cadeado na parte inferior da janela do navegador. Níveis de criptografia Os servidores e os navegadores da Web usam criptografia de 40 ou 128 bits. Com a criptografia de 40 bits, há bilhões de chaves possíveis para desbloquear o código para cada transmissão exclusiva e apenas uma delas funciona. Com critpografia de 128 bits, há 300 bilhões de trilhões de vezes de chaves possíveis a mais do que com a criptografia de 40 bits. Vírus Para se proteger contra vírus na Internet, não faça download de arquivos a partir de fontes que você não sabe se são seguras. Os vírus geralmente ficam ocultos nos programas e são ativados quando os programas são executados. Eles também podem ser anexados a determinados tipos de arquivos executáveis, tais como arquivos da Web de ação especial e arquivos de vídeo. Geralmente, quando você estiver prestes a efetuar o download de um tipo de arquivo que possa conter um vírus, seu navegador exibirá um aviso e perguntará se deseja abrir o arquivo ou salvá-lo em disco. Se você estiver certo de que o arquivo seja proveniente de uma fonte segura, pode abri-lo. Se não tiver certeza, convém cancelar o seu download. Há vários programas anti-vírus que podem examinar seu computador quanto a vírus, inocular vírus conhecidos e até mesmo reparar o dano causado por um vírus. Para obter os benefícios de um programa desse tipo, certifique-se de executá-lo conforme recomendado e obtenha as atualizações para o programa, que incluem informações sobre novos vírus. Dispositivo de Segurança - Firewall Um firewall é um sistema ou grupo de sistemas através do qual flui o trafego de dados entre duas redes distintas de computadores, permitindo que se implemente uma política de segurança que determine o que pode ou não passar de uma rede para outra. A aplicação mais comum de um firewall é proteger uma rede contra acesso dos inúmeros usuários mal-intencionados (chamados crackers) que povoam a Internet. Mais especificamente, o firewall é um dispositivo de hardware dotado de duas placas de rede (uma ligada a rede corporativa e a outra ligada à Internet) rodando software

especifico de analise e roteamento de pacotes. Como todo pacote enviado de uma rede a outra passa obrigatoriamente pelo sistema, o firewall tem a chance de analisá-lo, determinar se ele representa algum risco e, se for o caso, descartá-lo antes que ele possa alcançar seu destino.

SOFTWARES - NAVEGADORES Introdução Pense na rede como uma grande biblioteca na Internet. Os "sites" da web são como os livros da biblioteca e as "páginas" são como as páginas específicas dos livros. Um conjunto de páginas da web é denominado um site da web. Sua viagem pela web começa em um site específico da web. A "página principal" é o ponto de partida de um site da web. Equivale a folha de rosto ou ao Índice Geral de um livro. Cada página da web, incluindo a página principal do site na web, possui um endereço exclusivo denominado Universal Resource Locator (URL). O endereço desta página é: :"http://www.compuland.com.br/tutoriais/navegadores.html" Um "navegador" é uma ferramenta de software que você usa para ver as páginas da web. As páginas da web são interconectadas. Você se conecta com outras páginas clicando no texto ou nos gráficos que são chamados hyperlinks. Os hyperlinks são palavras ou gráficos, sublinhados ou com bordas, que têm endereços na web (também conhecidos como URL) incorporados. Quando você clica em um hyperlink, você salta para uma página determinada. Geralmente os hyperlinks tem uma cor diferente do resto do texto. Surfar na web significa seguir os hyperlinks para diferentes páginas da web. Ao surfar pela web, você poderá encontrar páginas sobre as quais tenha lido ou das quais ouviu falar pela televisão. Como faço para configurar uma página inicial no meu navegador? Internet Explorer 6.0 Vá no menu Ferramentas / Opções da internet.

Clique em “aplicar” depois “ok” e pronto!

Como faço para limpar o histórico do meu navegador? No Internet Explorer 6.0 Vá até o menu Ferramentas / Opções da internet.

Clique em “Limpar histórico” depois “ok” e pronto.

Como faço para adicionar minha página aos favoritos do navegador? No Internet Explorer 6.0 Vá ao menu favoritos / adicionar favoritos.

Configurações avançadas No Internet Explorer 6.0 Vá ao menu Ferramentas; Opções da Internet; Avançadas; Nesta configuração você pode habilitar ou desabilitar diversas funções do seu navegador.

Máquinas de busca As máquinas de busca são importantes ferramentas que possuímos na rede. É através delas que é possível fazer pesquisas. São muito facéis de serem usadas. Tenho certeza que se não as utilizava a partir de agora você vai realmente explorar toda a potencialidade que a rede pode oferecer. Existe hoje muito destas ferramentas na rede, portanto vou citar alguns exemplos das mais conhecidas:

Google – http://www.google.com Cadê - http://www.cade.com.br Zeek - http://www.zeek.com.br Alta vista - http://www.altavista.com Yahoo - http://www.yahoo.com Webcrawler - http://www.webcrawler.com Lycos - http://www.lycos.com Yahoo - http://www.yahoo.com Northern lights - http://www.northernlights.com São serviços gratuitos, você não paga nada para utiliza-los. Pense num assunto, coloque no campo de pesquisa e veja os resultados.

SOFTWARES – CORREIO ELETRÔNICO Introdução O correio eletrônico é o recurso mais antigo e mais utilizado da Internet. Qualquer pessoa que tem um endereço na Internet pode mandar uma mensagem para qualquer outra que também tenha um endereço, não importa a distância ou a localização. Não é necessário pagar individualmente as mensagens enviadas. Ele tem várias vantagens sobre outros meios de comunicação: alcança o destinatário em qualquer lugar em que estiver. Além disso, é mais rápido e não depende de linhas que podem estar ocupadas (como o fax) nem de idas ao correio. Outra vantagem: você não está limitado a mandar cartas por correio eletrônico. Pode enviar programas, arquivos e imagens. Numa pesquisa mundial realizada em 1995 pelo instituto norte-americano Jupiter, 91% dos entrevistados afirmaram que o principal uso que fazem da Internet é o correio eletrônico. Um endereço de correio eletrônico obedece a seguinte estrutura: à esquerda do símbolo @ (ou arroba) fica o nome ou apelido do usuário. À direita, fica o nome do dominio da empresa ou organização que fornece o acesso, o tipo de instituição e finalmente o país. Complicado? Nem tanto. O resultado é algo assim maria@contmatic.com.br Onde: maria=usuário; empresa=contmatic; tipo=com (comercial); país=br (Brasil).

Ferramentas Existem diversos programas de correio eletrônico. Mas esta apostila se resume em ensinar a configurar e utilizar o Outlook Express. Barra de Botões

Criar email: Abre uma janela para ser escrita uma nova mensagem. Responder: Selecionado um e-mail e depois clicando neste botão você poderá responder o e-mail na mesma janela da mensagem recebida. Responder a todos: Praticamente a mesma função do item anterior porém ele possibilita você responder o e-mail para todas as pessoas que estão citadas na linha “De”. Encaminhar: Quando você recebe uma mensagem e necessita repassá-la para outro endereço, basta clicar neste botão. Imprimir: Selecionando uma mensagem e clicando neste botão, a mensagem selecionada vai ser impressa, isso se houver uma impressora configurada no Sistema Operacional.

Excluir: Exclui a mensagem selecionada. Enviar/receber: Verifica no servidor configurado se existe alguma mensagem nova ou se existe alguma mensagem a ser enviada. Endereços: Mostra os endereços cadastrados no Catálogo de Endereços. Localizar: Clicando neste botão abre uma janela onde você tentar localizar alguma mensagem, na pasta selecionada, por endereço de recebimento, envio ou até mesmo pelo assunto.

Como enviar e receber e-mails Enviar mensagens Clique no botão "Criar email" na barra de botões. Isso abrirá uma tela de mensagem em branco.

Na janela que aparece, preencha o campo "Para" com o endereço eletrônico da pessoa para quem você quer enviar o e-mail (por exemplo, joaosilva@compuland.com.br). Você pode enviar o mesmo e-mail para várias pessoas de uma só vez. Basta colocar vários endereços no campo "Para" , separados por vírgulas. Outra forma de se fazer isso é colocar outros endereços no campo "Cc" (cópia carbono). Há uma terceira forma de se enviar cópias da mensagem, escrevendo os endereços no campo "Cco:" (cópia carbono oculta). A diferença nesse caso é que a mensagem é enviada normalmente para os destinatários "Cco:", mas ninguém (nem mesmo eles) ficará sabendo que essas cópias foram enviadas. No campo "Assunto" serve para se escrever uma breve descrição da mensagem. A idéia é que o destinatário saiba de que se trata a mensagem sem ter de abri-la para isso.

A última etapa é escrever a mensagem no espaço reservado para isso, o grande campo em branco que ocupa a maior parte da janela. Com os botões e os menus dessa janela, você pode formatar a mensagem como se estivesse em um processador de textos. Quando a mensagem estiver pronta, basta pressionar o botão "Enviar", que fica no alto, à esquerda, da janela. Dica: você pode escrever diversas mensagens desconectado, economizando sua conexão com o provedor e pulsos telefônicos. A diferença é que, ao invés de pressionar o botão "Enviar" ao fim de cada mensagem, selecione a opção "Enviar mais tarde", no menu "Arquivo". Isso faz com que as mensagem fiquem arquivadas na pasta "Caixa de saída". Quando tiver terminado todas as mensagens, basta pressionar o botão "Enviar e receber" para que todas as mensagens sejam enviadas de uma só vez.

Receber mensagens Para receber mensagens é muito fácil, vá até caixa de entrada e clique no botão enviar e receber na barra de ferramentas. Como anexar arquivos? Para enviar arquivos anexados ao e-mail ("attachments") - podem ser imagens, programas etc.-, pressione sobre o botão com o ícone de um clipe ("Inserir arquivo") na barra de botões da janela em que está escrevendo o e-mail. Encontre o arquivo desejado no disco e dê um duplo clique sobre ele Você pode anexar quantos arquivos quiser em um único e-mail. Repita o procedimento acima para cada arquivo a ser anexado. Quando enviar a mensagem, os arquivos irão juntos.

Atenção: enviar arquivos pode ser muitíssimo mais demorado do que enviar um e-mail simples, dependendo de seu tamanho. Um arquivo de 500 kbytes, por exemplo, demora em média 5 minutos para ser enviado (e outro tanto depois para ser recebido pelo destinatário).

Configurações Como configurar uma nova conta de e-mail? Vá ao menu ferramentas/contas. Adicionar/correio.

Coloque o nome para exibição nas mensagens. Clique em avançar.

Coloque o seu endereço eletrônico. Clique em avançar.

Servidor de mensagens recebidas (POP3) - no caso do IG, pop.ig.com.br e em servidor de mensagens enviadas (SMTP) – smtp.ig.com.br.

Em nome da sua conta POP - coloque seu login. Coloque a senha de acesso a sua conta de e-mail. Clique em avançar.

Escolha um nome amigavél para sua conta. Clique em avançar. Clique em concluir.

Outras Configurações Por motivos de segurança é aconselhável desabilitar a opção que abre automaticamente os arquivos anexos às mensagens. Para desabilitar essa propriedade do Outlook Express é necessário clicar em “Ferramentas”, depois “Opções”. Na janela de opções clique na orelha “Segurança” e, marque a opção que indica: “Não permitir que sejam salvos nem abertos anexos que possam conter vírus.”

Se você tem certeza que o anexo é confiável, basta desabilitar esta opção, fechar o programa e abri-lo novamente. Outra recomendação, é marcar a opção para guardar uma cópia da mensagem no servidor, pois mesmo se você apagar a mensagem no Outlook a mesma estará guardada no servidor e poderá ser vista novamente. Para ativar esta opção basta clicar em “Ferramentas”, “Contas”, nessa janela selecione uma das contas e clique em propriedades.

Irá abrir uma janela com diversas opções, clique na orelha “Avançado” e marque a opção demonstrada abaixo. Neste campo você pode determinar por quantos dias a mensagem deve ficar armazenada no servidor.

OUTRAS INFORMAÇÕES O que é SPAM? Sua definição à nível prático refere-se ao envio abusivo de correio eletrônico não solicitado em grande quantidade, distribuindo propaganda, correntes e esquemas de "ganhe dinheiro fácil". É o envio de correio tentando forçar a leitura pela pessoa que recebe que outroura sequer optou por este recebimento. Um desperdício de recursos da rede pago por quem recebe. No ambiente Internet, "SPAM" significa enviar uma mensagem qualquer para uma grande quantidade de usuários, sem primeiro verificar a utilidade do conteúdo da mensagem para aqueles destinatários. Este procedimento, propiciado pelo baixo custo de envio de mensagem eletrônica, causa inconveniência e custo para o destinatário. O "SPAMMER" (o autor do "SPAM") só está olhando para os seus interesses egoistas e imediatos. Por eles, ele é capaz de passar por cima de qualquer regra mínima de convivência. Às mensagens enviadas pelo "SPAMMER" nos referimos como "Mensagens Não Solicitadas". Este não é o termo próprio, pois é um contrasenso admitir-se que alguém precisa de uma autorização especial para nos enviar uma correspondência. Na verdade, o que se quer é ter mecanismos que reduzam a níveis mínimos o volume de "junk emails" (mensagens "lixo") em nossas caixas postais eletrônicas.

O que é um FTP? Para que ele serve? FTP ( File Transfer Protocol ) é um dos mais importantes e úteis serviços da Internet. Através dele e possível baixar ou seja pegar arquivos de qualquer outro servidor no mundo inteiro. Hoje em dia com a popularização da Internet se tornou um poderoso veículo de marketing para as empresas de informática. Quando e desenvolvido um novo software geralmente é colocado num servidor de FTP para que os usuários Internet possam testa-lo por um tempo determinado. Existe também os servidores que disponibilizam software gratuitamente.

Esses softwares gratuitos são conhecidos como sharewares ou freewares ( Freeware = grátis / shareware = cópia de avaliação de um determinado programa com data para expirar a partir da instalação ) Para fazer esse tipo de serviço, é necessário um navegador ou então um programa próprio de FTP como : WS_FTP , CUT_FTP, etc... Nesta apostila você aprendera a configurar e utilizar o WS-FTP. Na própria UOL, existe um servidor de "FTP" (ftp://ftp.uol.com.br) Que por sua vez permite fazer download, ou seja você pode pegar vários arquivos para o seu computador via Internet. Desde antivírus até navegadores com última versão isso sem custo nenhum, porque os programas são freewares ou sharewares como dito acima."é muito fácil fazer a transferência de arquivo para o seu computador... Basta escolher qual arquivo deseja pegar e escolher em qual diretório irá colocar em seu computador. Na maioria das vezes os programas vem na forma "EXE" ou "ZIP", se for "EXE" de executável, basta dar um clique duplo no arquivo "baixado" e instalá-lo, e, se for em formato "ZIP" ( compactado), é preciso então de um programa para descompactá-lo como o (PKUNZIP ou WINZIP).

Downloads Aqui estão alguns sites que pode ser feito o download de alguns antivírus e firewalls gratuitos: Antivírus: VCatch 3 www.vcatch.com AVG www.grisoft.com Firewall Sygate Personal Firewall 5.0 http://info.abril.com.br/aberto/download/1225.shl ZoneAlarm 3.7.143 http://info.abril.com.br/aberto/download/1980.shl

Contmatic Phoenix S.R.I.
Sistema de Relatórios pela Internet
1 – Instalação.

Configuração Mínima O programa foi desenvolvido em Delphi para rodar em ambiente Windows, requerendo a seguinte configuração mínima: IBM-PC ou compatível Processador 486 ou superior Memória Ram 16 MB Sistema operacional MS-Windows 95/98 ou superior, Windows NT, Novell. Monitor SVGA

Como Instalar: Os arquivos de instalação devem ser obtidos em disquete. Toda versão do Phoenix SRI é uma instalação.

Utilizando disquete Deverão ser instalados: PHOENIX SRI disco 1 Colocaremos o disquete no drive A Clicaremos em Iniciar Clicaremos em Executar e digite: A:\Instalar.exe Clicaremos em OK. Iniciara a tela de Instalação Clicaremos em Avançar Desejando instalar em rede, clicaremos em Procurar e selecionaremos o Drive onde deverá ser instalado Clicaremos em Avançar Clicaremos em Concluir

Iniciando o Programa

Em sua área de trabalho (Desk Top) daremos duplo clique em ou clicaremos em Iniciar, Programas CONTMATIC PHOENIX, PHOENIX SRI

2 – Apresentaçao.

Phoenix SRI é o mais novo sistema desenvolvido pela Contmatic, com o propósito de facilitar o envio de Relatório dos escritórios de contabilidade para seus clientes. Com o Phoenix SRI nao será mais necessário que o contador envie cópias dos relatórios solicitados pelos seus clientes através de sedex ou motoboy, basta alguns cliques do mouse e qualquer relatório emitido por qualquer um dos sistemas da linha Phoenix da Contmatic será enviado por e-mail. Veremos a seguir como utilizar o Phoenix SRI. Essa é a tela inicial:

3 – Iniciar o Uso do Phoenix SRI. 3.1 – Configurações Iniciais.(Isso será feito apenas uma vez) Antes de iniciar o uso do Phoenix SRI é necessário ajustar algumas configurações, como, Tipo de Impressão, Métodos de Visualização, Servidores de Emails, sua conta de Email, para receber as mensagens enviadas pelos sistemas da linha Phoenix da Contmatic e a conta pra Resposta Automática. Faremos isso agora: Clique com o mouse no botão <Configurar> ou pressione <Alt+C>, a seguinte tela aparecerá:

Nessa tela, você escolhe como quer visualizar seu relatório, ou se deseja imprimir o mesmo. Estando selecionada a opção Visualizar, você deve escolher o método de visualização desejado: na tela acima, com a opção Matricial Turbo Edit (Dos) selecianada você poderá ver o relatório no modo Edit do MsDos, ou se preferir visualizar o relatório no

formato Word Pad do Windows deixe selecionada a opção Word Pad (.TXT) conforme a tela a seguir:

Se preferir visualizar o relatório no formato Bloco de Notas do Windows, deixe selecionada a opção Note Pad (.TXT), conforme tela abaixo:

Se você prefere que o relatório seja impresso diretamente na impressora, sem necessidade de visualização, basta deixar selecionada a opção Imprimir no Tipo de Impressão, que o sistema se encarregará de enviar o relatório para a impressora, de acordo com o tipo de relatório enviado, exemplo: Se o arquivo enviado for um arquivo com extensão .TXT, o relatório será impresso na sua impressora matricial, desde que ela esteja configurada, e se for um arquivo com extensão .QRP, o relatório será impresso na sua impressora Jato de Tinta.

Lembramos que você pode alterar a configuração dos Tipos de impressão e Métodos de Visualização a qualquer momento, mesmo durante a execução do Sistema. Agora vamos configurar os dados de seu e-mail para que o Phoenix SRI possa receber as mensagens enviadas pelo seu contador. Nessa mesma tela, escolha a opção Email, conforme mostra a tela abaixo:

A primeira coisa a fazer, é escolher um diretório onde serão salvos os relatórios que vierem anexos às mensagens, se você souber o caminho correto para salvar os relatórios, basta digitar no campo Diretório dos Anexos, caso queira escolher um diretório, clique com o mouse no botão conforme tela a seguir: e selecione a pasta que deseja com um duplo click,

Clique no OK para confirmar a escolha da pasta.

Após a escolha da pasta a nossa próxima etapa, será a de configurar o servidor POP e SMTP da sua conta de E-mail, conforme as telas a seguir:

Digite no campo Servidor POP, o endereço do servidor POP da sua conta de Email, se você não souber o endereço, procure se informar com seu provedor de E-mail, sobre qual o servidor POP e SMTP a ser utilizado. Digite no campo Servidor SMTP, o endereço do servidor SMTP da sua conta de Email, se você não souber o endereço, procure se informar com seu provedor de E-mail, sobre qual o servidor POP e SMTP a ser utilizado.

Feito isso, vamos configurar sua Conta de E-mail, para isso, basta digitar sua conta de e-mail completa, conforme tela a seguir:

Após isso, digite sua senha no campo seguinte ( a mesma senha informada para leitura dos seus e-mails ), lembramos que os caracteres digitados no campo Senha, não serão exibidos, por motivos de segurança, ao invés de aparecerem os caracteres digitados, aparecerá um * para cada caracter digitado, veja exemplo na tela a seguir:

Agora só falta configurarmos uma conta de e-mail para a Resposta Automática, para isso, basta clicar no próximo item de configuração:

Nesse campo, E-mail para Resposta, digite o e-mail do seu contador, lembramos que você deve digitar a conta completa, conforme exemplo a seguir:

Pronto, confirme suas configurações clicando no botão OK e o Phoenix SRI está pronto para começar a trabalhar.

Se por acaso você esquecer de preencher algum campo das configurações, o Phoenix SRI avisará quais os campos que não estão preenchidos. Para preencher, basta clicar duas vezes com o mouse sobre o erro, veja ilustração a seguir:

Após preenchido o campo onde você clicou, ele sai da lista de erros, e se ainda existirem campos em branco, o Phoenix SRI continuará a avisar, conforme tela abaixo:

Nesse caso, o campo preenchido foi o <Diretório dos Anexos>, por isso ele não aparece mais na lista de erros. Essa versão do Phoenix SRI, 1.00, não está preparada para trabalhar com “webmails”, pois esses não possuem servidores POP e SMTP disponíveis. Para o correto funcionamento do sistema, utilize servidores POP e SMTP que NÃO necessitem de Autenticação. Veja o aviso na tela abaixo:

4 – Recebendo Relatórios. Para receber os relatórios basta clicar no botão <Receber>, e aguaradar. O Phoenix SRI buscará no seu servidor de e-mails todas as mensagens relacionadas aos Sistemas da linha Phoenix da Contmatic. Durante o recebimento dos relatórios, uma resposta automática será enviada para a conta de e-mail configurada anteriormente, o Phoenix SRI sempre atualizará o status de sua tela, para que você saiba exatamente o que está acontecendo. Veja as figuras abaixo:

Nesse momento o Phoenix SRI está recebendo um e-mail do servidor.

Após o recebimento, o Phoenix SRI está enviando uma resposta automática, e logo após o envio dessa resposta, o sistema armazena o relatório recebido, e o apaga da sua conta de e-mail, para não sobrecarregar sua caixa postal.

Se algum erro ocorrer durante o processo de recebimento ou envio dos e-mails, um arquivo de Log será criado para que você saiba qual o motivo do erro. Como exemplo, veremos um erro ocorrido durante o envio da Resposta Automática. No exato momento em que ocorrer o erro, a seguinte mensagem aparecerá:

Se você optar por continuar tentando, o Phoenix SRI continuará tentando enviar o mesmo e-mail e se o erro persistir, a mesma mensagem aparecerá. Já se você optar por não continuar tentando, esse e-mail ficará armazenado, e com o status de Erro no campo Resp.Autom., conforme tela a seguir:

Para enviar a mensagem, basta clicar no botão <Pendentes> ou pressionar <Alt+P>. Essa tela mostrará todos os e-mails em que algum erro ocorreu no envio da Resposta Automática. Para enviá-los novamente, basta clicar no botão <Enviar> ou pressionar <Alt+E>. Da mesma maneira que no recebimento dos e-mails, o Phoenix SRI, atualizará o status para que você saiba exatamente o que está acontecendo.

Nesse momento, o Phoenix SRI está enviando o e-mail que estava pendente. Observação: Nessa tela do Phoenix SRI todos os e-mails pendentes serão enviados, clicando apenas uma vez no botão <Enviar>.

Após o envio dos e-mails pendentes o Phoenix SRI atualiza o status das mensagens na tela principal. Veja a tela depois de atualizado o status do e-mail pendente:

Pronto, agora você poderá visualizar ou imprimir os relatórios enviados, basta seguir os próximos passos. 5 – Visualizando e Imprimindo seus Relatórios. Nossa próxima etapa é visualizar ou imprimir os relatórios enviados, para isso, basta clicar no botão <Imprimir> ou pressionar <Alt+I>, que os relatórios serão mostrados da seguinte maneira:

Nessa tela aparecem dois relatórios recebidos, um deles está no modo gráfico, para ser impresso em impressora de Jato de Tinta, e o outro está no modo texto, para ser impresso em impressora matricial. O Phoenix SRI identifica automaticamente os dois tipos de relatório e de acordo com a configuração montada no item 3, imprime ou exibe os mesmos. Lembramos que só poderá ser impresso ou exibido um relatório por vez, para isso basta clicar duas vezes sob o relatório desejado ou selecionar um relatório e clicar no botão <OK>.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->