P. 1
Unidade de Apoio Especializado para a Educação de Alunos com Multideficiência e Surdocegueira Congénita de 2º Ciclo - Compreender, Avaliar, Intervir … Incluir …

Unidade de Apoio Especializado para a Educação de Alunos com Multideficiência e Surdocegueira Congénita de 2º Ciclo - Compreender, Avaliar, Intervir … Incluir …

|Views: 413|Likes:
Publicado poreaelisboacidade
“Compreender, Avaliar, Intervir … Incluir …”
Unidades de Apoio Especializado para a Educação de Alunos
com Multideficiência e Surdocegueira Congénita – 2º Ciclo
Agrupamento Padre Bartolomeu de Gusmão
Escola Secundária 2/3 Josefa de Óbidos
Rui Daniel Silvestre Ferreira – Mestre em Educação Especial pela Faculdade de Motricidade Humana – Universidade Técnica de Lisboa
“Compreender, Avaliar, Intervir … Incluir …”
Unidades de Apoio Especializado para a Educação de Alunos
com Multideficiência e Surdocegueira Congénita – 2º Ciclo
Agrupamento Padre Bartolomeu de Gusmão
Escola Secundária 2/3 Josefa de Óbidos
Rui Daniel Silvestre Ferreira – Mestre em Educação Especial pela Faculdade de Motricidade Humana – Universidade Técnica de Lisboa

More info:

Published by: eaelisboacidade on Jun 14, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/12/2014

pdf

text

original

“Compreender, Avaliar, Intervir … Incluir …” Unidades de Apoio Especializado para a Educação de Alunos com Multideficiência e Surdocegueira Congénita – 2º Ciclo

Agrupamento Padre Bartolomeu de Gusmão Escola Secundária 2/3 Josefa de Óbidos Rui Daniel Silvestre Ferreira – Mestre em Educação Especial pela Faculdade de Motricidade Humana – Universidade Técnica de Lisboa Resumo As pessoas com deficiência não têm necessidades qualitativamente diferentes das que não têm deficiência. Contudo, precisam que lhes sejam proporcionadas experiências e oportunidades diferentes para que cada um alcance o máximo de independência possível, participe na vida comunitária, de acordo com as suas potencialidades e faça aprendizagens significativas. Tem sido preocupação do Agrupamento de Escolas Padre Bartolomeu de Gusmão conceptualizar estratégias e respostas educativas diversificadas. Neste sentido e em colaboração com a Liga Portuguesa de deficientes motores, o agrupamento implementou em 1990 uma "Unidade local de apoio à multideficiência", na Escola Básica do 1º Ciclo nº 72. Em 2004, com a transferência da tutela desta unidade da Segurança Social para o Ministério da Educação o projecto foi reconhecido como um exemplo de boas práticas passando a denominar-se Unidade de Apoio a Alunos com Multideficiência. Em 2008, esta resposta educativa foi alargada ao 2º ciclo como Unidades de Apoio Especializado a Alunos com Multideficiência e Surdocegueira Congénita. Assim, com mais este recurso pedagógico especializado, este agrupamento deu mais um passo para se tornar uma comunidade educativa de inclusão para todos os alunos. Esta apresentação tem o propósito de darmos a conhecer como funciona uma unidade de ensino especializado para a educação de alunos com multideficiência e surdocegueira congénita no 2º ciclo. Neste sentido, faremos inicialmente um pequeno enquadramento teórico dos conceitos de multideficiência e surdocegueira congénita, referindo também os pressupostos teóricos de como avaliar e como planificar uma intervenção, para que melhor se perceba o modo como funcionam estas unidades de ensino. Simultaneamente apresentaremos alguns exemplos que ilustram a prática que realizamos.

Referências Bibliográficas Nunes, C. (2001). Aprendizagem Activa na Criança com multideficiência – guia para educadores. Lisboa: Departamento da Educação Básica. Ministério da Educação. López, M. L. S., Martim M. C., Jáuregui M. V. G. (2004). Incapacidade motora – orientações para adaptar a escola. São Paulo: Artmed Editora. Amaral I., Duarte F., Gonçalves A. Nunes C., Saramago A. R. (2004). Avaliação e Intervenção em Multideficiência. Lisboa: Centro de Recursos para a multideficiência. Ministério da Educação. Nunes, C. (2008). Alunos com multideficiência e com surdocegueira congénita – Organização da resposta educativa. Lisboa: Direcção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular. Ministério da Educação. Nunes, C. (2005). Unidades especializadas em multideficiência – normas orientadoras. Lisboa: Direcção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular. Ministério da Educação. Nunes, C. (2005). Os alunos com multideficiência na Sala de Aula. In.: Inês Sim-Sim (2005). Necessidades Educativas Especiais: Dificuldades da Criança ou da Escola? Texto Eitores. Educação Hoje. Lisboa.

Sugestão de sites e jogos

• Jogos didácticos http://jogosdidacticos.blogspot.com
• • • •

Inglês - exercícios - http://www.prof2000.pt/users/tereza_n/ Calculadora - http://ares.cnice.mec.es/matematicasep/colegio/calculadora.html Cálculo mental ao minuto - http://ares.cnice.mec.es/matematicasep/colegio/maquina.html Jogo da divisão - http://www.oswego.org/ocsdweb/games/SumSense/sumdiv.html

• • • • •

Jogos musicais I - http://sites.google.com/site/emeastic/jogosmusicais2 Jogos musicais II - http://web.educom.pt/escolovar/musica_jogos.htm Piano Virtual - http://www.bgfl.org/bgfl/custom/resources_ftp/client_ftp/ks2/music/piano/index.htm Viagem de Vasco da Gama - http://nonio.eses.pt/gama/ História de Portugal - http://www.ribatejo.com/hp/ Software Educativo

• • • • • • • • • •

Abrakadabra Falar mais alto Pintar é divertido Jogos de memória Sénior Labirintos 2 Letras e Palavras ABC da Literacia O Mundo Das Letras Ooops! Patinho Amarelo (causa/efeito) Filiokus (causa/efeito) Hipp (causa/efeito) Passo a Passo 123 Continua a aprender matemática 1 a 100 IntelliMathics

• •
• • • • •

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->