P. 1
Ética no trabalho Acadêmico

Ética no trabalho Acadêmico

|Views: 7.631|Likes:
Publicado porBy Gi Ferreira
ÉTICA NO TRABALHO ACADEMICO: PLÁGIO,SAFE ASSIGN, COMITE DE ÉTICA E PESQUISA.
ÉTICA NO TRABALHO ACADEMICO: PLÁGIO,SAFE ASSIGN, COMITE DE ÉTICA E PESQUISA.

More info:

Categories:Types, Resumes & CVs
Published by: By Gi Ferreira on Jun 20, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/13/2012

pdf

text

original

Universidade Presbiteriana Mackenzie

Centro de Ciências Sociais e Aplicadas Pós Graduação Lato Sensu

Ética no trabalho Acadêmico

Gisele dos Santos Ferreira

São Paulo 2010

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO..................................................................................................xx

1. Ética e Prática..............................................................................................xx 2. O Pesquisador........................................................................................... xx 3. O Trabalho Científico Acadêmico............................................................. xx 4. A Revisão de Literatura .......................................................................... xx 5. Internet ...................................................................................................... xx 6. Plágio...........................................................................................................xx 7. Comites de Ética e Pesquisa .................................................................. xx

CONCLUSÃO ................................................................................................xx

Ética no trabalho Acadêmico.

Introdução
Esta resenha visa esclarecer os princípios éticos que devem ser levados em consideração ao se produzir um trabalho acadêmico, para que o mesmo venha ser um trabalho legítimo que agregue valor à sociedade.

1. Ética e Prática.
Segundo o dicionário: Ética sf. Estudos dos juízos de apreciação referentes à conduta humana, do ponto de vista do bem e do mal. (Mini-Dicionário Aurélio. Editora Nova Fronteira.) Moral sf. 1. Conjunto de regras de conduta ou hábitos julgados válidos quer de modo absoluto, quer para grupo ou pessoa determinada. 2. Conclusão moral duma obra, fato, etc. * sm. 3. O conjunto das nossas faculdades morais; brio. 4. O que há de moralidade em qualquer coisa. * adj. 5. Relativo à moral. (Mini-Dicionário Aurélio. Editora Nova Fronteira.) Julga-se falta de ética quando o individuo utiliza-se de meios para obter beneficio próprio em detrimento a outros indivíduos ou sociedade. Por exemplo, juízes que aceitam suborno para julgarem e sentenciarem réus, estão utilizando de suas posições para obterem benefícios, lesando a sociedade do direito de justiça. É necessário que os princípios éticos sejam difundidos e interiorizados pelos indivíduos conforme a moral estabelecida pela sociedade a qual o individuo se insere, e também há necessidade de que esse conjunto de princípios seja operacionalizado a fim de que se estabeleça a prática.

2. O Pesquisador
No desenvolvimento de sua pesquisa devem ser levados em consideração os aspectos éticos, no caso de pesquisas na área de saúde incluindo humanos deve-se deixar claro aos participantes a natureza, os objetivos da pesquisa, benefícios e riscos e também segundo o Conselho Nacional de Saúde (BR). Resolução número 196, de 10 de outubro de 1996, deve-se obter um termo de consentimento do participante consciente.

Segundo Maria Padilha em sua tese, o objetivo fundamental que norteia a atividade de um pesquisador é a procura da verdade e do saber. Entre estas se podem incluir: a honestidade intelectual, o desinteresse pessoal, a decisão na defesa da verdade, a crítica da falsidade.

Em seu trabalho ela ressalta a importância da ética tanto frente aos participantes da pesquisa e também aos direitos intelectuais. É fundamental exprimir no trabalho o autor de citações utilizadas, para que se legitime o trabalho cientifico, porém existe a necessidade de não só haver citações, mas também a critica e a contribuição do pesquisador que é essencial para o trabalho no tema pesquisado.

3.Trabalho Científico Acadêmico
O trabalho científico acadêmico é a contribuição do pesquisador à área de atuação a qual ele se especializou. Trata-se se um processo que inclui várias fases para chegar até sua efetiva aprovação. A primeira fase é a revisão de literatura que é quando se reúnem diversos textos e livros a respeito da área a qual se pretende pesquisar. Nesta primeira fase se se inteira do assunto, criando capacidade de entender e criticar os textos, a partir desta análise é possível identificar o que já foi solucionado por trabalhos anteriores e que o pesquisador ainda pode contribuir para o assunto, define-se o tema, desenvolve-se o problema de pesquisa e inicia-se o projeto.

É interessante que se tenha conhecimento na área qual pretende pesquisar, pois torna mais fácil correlacionar idéias, autores e textos com melhor precisão. O trabalho acadêmico científico deve ser padronizado seguindo o rigor normativo da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). O fundamental em um trabalho acadêmico é que ele seja original, se proponha a resolver um problema real e de importância para a área de atuação.

4. A Revisão de Literatura
Esta é uma das partes importantes do trabalho acadêmico, ela proporciona clareza para que o pesquisador defina seu problema de pesquisa. É através da revisão de literatura que é tomado consciência de tudo que foi publicado para o tema e tudo que ainda pode ser desenvolvido, auxilia o pesquisador, pois se torna fonte de idéias.
“As buscas de textos de literatura são necessárias para apoiar decisões do estudo, instigar dúvidas, verificar a posição de autores sobre uma questão, atualizar conhecimentos, reorientar o enunciado de um problema, ou ainda, encontrar novas metodologias que enriqueçam o projeto de pesquisa.” (Trentini

e Paim,1999)

A pesquisa bibliográfica pode ser feita, através de livros em bibliotecas, periódicos, outros trabalhos acadêmicos e através da internet, é de suma importância que seja citado todo o material utilizado para elaboração do trabalho nas referências bibliográficas.

5. Internet
A internet se mostrou uma grande aliada dos pesquisadores, pois ela consegue oferecer um grande nível de informações de forma muito rápida. Porém é necessário fazer buscas por matérias na integra e em sites confiáveis, pois muita informação que circula na internet pode não ser aproveitável.

A internet traz uma série de benefícios, no entanto ela pode ser utilizada para facilitar o plágio, os pesquisadores podem simplesmente “copiar e colar” conteúdos com a maior facilidade. Pesquisadores não éticos se apropriam de idéias e trabalhos feitos por outras pessoas e divulgados na internet sem fazer as devidas citações no referencial teórico, o que se caracteriza por plágio.

6. Plágio
O plágio consiste em se apropriar de uma obra intelectual, omitindo seu autor e se apropriando da obra. Em trabalhos acadêmicos é antiético se apropriar de uma citação ou idéia omitindo seu autor, é comum encontrar esse tipo de situação, às vezes por ingenuidade do pesquisador, ou seja, na pressa de se concluir o trabalho, foi esquecido o fato de mencioná-lo, porém essa omissão acontece muitas vezes propositalmente, a fim de se apropriar da idéia. Outro caso comum que também configura como plágio é a compra de trabalhos acadêmicos. Muitos alunos ansiosos em obter seu diploma sem ter capacidade ou querendo se valer de meios antiéticos adquire seu trabalho através de pessoas ou internet, por um preço elevado. Muitos destes trabalhos são vendidos a uma série de alunos diferentes configurando como plágio. Existe uma lei em que é condenada a pirataria, esta lei foi Sancionada pelo Presidente Luiz Inácio Lula da Silva

Lei Antipirataria (Lei nº10. 695 de 01/07/2003 do Código de Processo Penal) pune os responsáveis e dependendo dos casos a pena pode chegar a quatro anos de reclusão, e multa. É o caso de a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor.

A pirataria envolve os mais diversos produtos, desde roupas, utensílios domésticos, remédios, livros, softwares e qualquer outro tipo de produto que possa ser copiado. Segundo pesquisas, a cada dez CDs legítimos, cinco são piratas, e outros tantos são copiados pela Internet.

Já existe um software o Safe Assign, que identifica se há plagio nos trabalhos. Ele compara os trechos do trabalho com os disponíveis na internet e descobre se há algum site com a mesma informação, ele também compara o trabalho com os demais analisados no mesmo software, para saber se o trabalho foi reaproveitado de anos anteriores ou se há copias entre eles. Este software e outros já são utilizados pela Escola de Direito da Fundação Getúlio Vargas (FGV), a Faap e o Senac SP aderiram à idéia. A Universidade Anhembi Morumbi e a Universidade Cruzeiro do Sul.

7. Comitês de Ética e Pesquisa
Os comitês de ética em pesquisa são formados pelas universidades a fim de regulamentar os aspectos éticos envolvidos na pesquisa cientifica. Pesquisas envolvendo seres humanos na área biomédica são obrigatórias o acompanhamento por um comitê de ética e pesquisa, quando não há um na universidade é necessário, que o comitê de outra mais próxima acompanhe. Os integrantes dos comitês são renomados na profissão, e buscam integrar os interesses da sociedade com o acadêmico.

Conclusão
O trabalho científico acadêmico é importante para contribuir para o aprimoramento do conhecimento e a busca por novas soluções, porém quem inicia este trabalho deve estar consciente da responsabilidade e da ética necessária para cumpri-lo. A ética é um principio básico para a vida em sociedade e assume um papel extremamente importante para quem transmite o conhecimento.

Referencial Teórico

BATISTITOLI, João Valdecir e SILVA JR. Walter José. Comitês de Ética em Pesquisa e a vulnerabilidade dos sujeitos: um relato de experiência. Disponível em http://www.saocamilosp.br/pdf/mundo_saude/38/comites_de_etica_pesquisa.pd f ECHER, Isabel Cristina A Revisão De Literatura Na Construção do Trabalho Científico. Disponível em http://www.seer.ufrgs.br/index.php/RevistaGauchadeEnfermagem/articl e/view/ 4365/2324 PADILHA, Maria Itayra Coelho de Souza; RAMOS, Flávia Regina Souza; BORENSTEIN, Miriam Susskind and MARTINS, Cleusa Rios. A responsabilidade do pesquisador ou sobre o que dizemos acerca da ética em pesquisa. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S010407072005000100013&script=sci_abstract&tlng=pt http://www.guardasmunicipais.com.br/guardasmunicipais/legislacao/legi slacao.php, acessado dia 17 de junho de 2010 às 11:25 http://www.estadao.com.br/noticias/geral,software-ajuda-combaterplagio-em-trabalho-academico,348835,0.htm ; acessado dia 15 de junho de 2010 às 18:56

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->