P. 1
Informática e Aprendizagem

Informática e Aprendizagem

|Views: 52|Likes:
Publicado porliacamargo
informática e aprendizagem, o uso do computador na escola
informática e aprendizagem, o uso do computador na escola

More info:

Categories:Topics, Art & Design
Published by: liacamargo on Jul 01, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/13/2012

pdf

text

original

Informática e Aprendizagem: a interação por meio do computador.

Carla Sant’Ana Eliane Aparecida Camargo Pedagogia _ Unicentro Introdução A inserção do computador na educação é algo muito recente no Brasil, porém não basta apenas colocar o computador na sala de aula, é necessário elaborar metodologias para seu aprendizado a fim de efetivar condições de ampliar o conhecimento dos alunos. O computador poderá ser utilizado para o desenvolvimento intelectual do individuo, não só para armazenamento de informação. Sendo assim usando-o de maneira correta, este instrumento é um grande aliado pedagógico, promove a interação social através da troca de informações entre as pessoas, encurtando o tempo e a distância. Podendo melhorar, a humanização do meio escolar. Em vista disso nosso contexto é conhecer, o uso da informática na escola pelo professor e alunos averiguando as possibilidades interativas e sociais. A interação professor, aluno através do computador. Com base nas autoras Silva (2006) e Coscarelli (1998), entende-se que o processo de aprendizagem acontece por meio de mediação, realizada pelo professor. Para esta mediação, aceitam-se várias ferramentas, a principal delas é a informática, percebendo que a característica da atividade humana é a mediação externa, pode ser através de objetos técnico-orientados no caso o computador. Então as escolas devem se integrar ao processo pedagógico da cultura moderna que é a tecnologia. No entanto é preciso saber que: “A tecnologia por si só não muda o ensino ou aprendizagem, pelo contrário, o elemento mais importante, é como a tecnologia é incorporada na instrução” (GRÉGORIE , 1996) Para que se cumpra o objetivo da tecnologia enquanto instrumento de mediação pedagógica, é fundamental que o professor seja bem treinado, possibilitando seu total controle sobre o conteúdo para repassá-lo aos alunos. Facilitando a percepção de como a tecnologia é usada no processo de ensino e aprendizagem, podemos fazer uma

abordagem do conceito de informática e aprendizagem sob a perspectiva do conceito de Maturana: Autopoiese, o professor interage e se auto-constrói em sua função de mediador, com o uso do computador que por sua vez influencia na transformação do meio, causando ambiente propício para o aprendizado do aluno que se auto-constrói através da influência que sofre do meio e da ferramenta que lhe é oferecida. Partindo do pressuposto que o computador é um facilitador, uma ferramenta técnico- orientada, deve haver um minucioso planejamento, antes de servir-se desta ferramenta na interação educacional. Por tanto, essa interação ira acontecer de forma razoável, se existir uma incorporação da informática educacional, seja na fase inicial ou avançada, para a formação de professores, que devem estar em constante treinamento para conhecer e assimilar os softwares educacionais, que devem ser rigorosamente avaliados, para que haja o sucesso dos resultados esperados. Após preparação do professor ocorrer, este irá dedicar a atenção para os seguintes tópicos ao escolher os softwares educacionais: a aprendizagem é uma construção ativa, deve ser motivada; integrada aos conhecimentos já estabelecidos; gerando obstáculos intencionais, para fazer o aluno desenvolver sua criatividade, promovendo conhecimento a ser utilizado em diferentes situações da vida, além simplificar a avaliação dos novos conhecimentos adquiridos. O computador quando utilizado corretamente facilita o aprendizado do aluno, se torna atraente e desafiador, o aluno deixa de ser expectador da aula para interagir com a aula. O que oferece maior sucesso na aquisição do conteúdo proposto pelo professor para seus alunos. Vejamos como isso ocorre:
“Há para VYGOTSKY, dois momentos na aprendizagem: num momento oportuno, o adulto intervém para iniciar um processo que o aluno não pode desencadear sozinho; se o momento for bem escolhido e se a ação do adulto for pertinente, o aluno pode funcionar sozinho com suas aquisições. (conceito de zona proximal de desenvolvimento)”

Refletindo sobre este conceito, percebemos que, colocado em um novo ambiente que oportuniza ao aluno interagir com a matéria, deixando de mecanizar a aprendizagem através da memorização, aplicando os novos conhecimentos ao seu cotidiano. O computador é um excelente método para garantir um resultado feliz, para a mediação do professor e a aquisição de conhecimento pelo aluno, que além de aprender desenvolve a criatividade e expressa maior interesse pelo conteúdo apresentado. “SHANK (1994) argumenta que a melhor maneira de aprender “é adquirir informação no exato momento em que você precisa dela. Instrução individual (p.36)”

Conclusão Finalizando esse trabalho com a perspectiva de que os conhecimentos préadquiridos devem ser a base, dos novos processos de aprendizagem, para tanto o professor precisa saber administrar sua aula, tendo em vista suas novas ferramentas educacionais. Escolhendo programas que possibilitem a reflexão do aluno, acerca do tema apresentado, oportunizando situações onde o aluno possa criar e recriar seus conhecimentos, é indispensável que o software seja rico em conteúdo e objetivo na explicação, o software necessita tirar proveito das culturas e interesses individuais, para melhor absorção do conhecimento, além de favorecer as metodologias de avaliação. Sendo assim os novos recursos tecnológicos podem modificar os aspectos cognitivos, ou seja, novos processos cognitivos surgem a partir de uma nova técnica de ensinar, no caso a informática. O professor bem capacitado torna-se bastante criterioso ao escolher o software que utiliza e como utiliza e principalmente o momento de utilizar, por isso, a utilização do computador na sala de aula tem capacidade de melhorar a auto-estima, mesmo dos alunos menos favorecidos, por sua função estimuladora, dissolvendo toda dificuldade de aprendizado, relacionada com o emocional do aluno, aguçando a curiosidade e a criatividade do aluno. Portanto uma boa formação do professor, aliada a ferramenta adequada o computador e o software, gera ambiente ideal para medição do professor e aprendizagem do aluno de forma essencial para seu crescimento intelectual e social, afim de se tornar um cidadão melhor preparado para o futuro. Referências Coscarelli, Carla Viana, O uso da informática como instrumento de ensinoaprendizagem. IN: Revista virtual- Presença Pedagógica- mar/abr. 1998- v.4, n.20. pág.37-45>HTTP://www.sul.sc.com/afolha/pag/edunifor.htm> 23/03/2010. Silva, Célia Maria Onofre; Criança-Professor-Computador: possibilidades interativas e sociais na sala de aula. IN: Revista Humanidades, Fortaleza – jul/dez. 2006- v.21, n.2, pág.151-163.> HTTP://www.unifor.br> Acessado em:30/03/2010. Acessado em:

Carla Sant’Ana e Eliane Aparecida Camargo

Informática e Aprendizagem: A interação por meio do computador.

Trabalho entregue aos cuidados da professora Margarete Maciel responsável pela matéria de tecnologia na educação. Curso de pedagogia1º ano, manhã, UNICENTRO

2010

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->