Você está na página 1de 1

Capa

História TOCA DO BOQUEIRÃO


Os sítios arqueológicos MONTE ALEGRE CAMUTINS DA PEDRA FURADA

O Brasil
Vestígios de civilizações que aqui Local: Monte Alegre, PA Local: Ilha do Marajó, PA Local: São Raimundo
Descoberta: conjunto Descoberta: vestígios Nonato, PI
viveram há milhares de anos, além de 14 sítios com pinturas de mais de 30 aterros Descoberta: restos
de ossadas de animais hoje extintos, rupestres de cerca de que serviam como de carvão fossilizado,
10 mil anos em grutas palafitas e peças de o registro mais antigo
estão espalhados pelo país e paredões a céu aberto cerâmica marajoara do homem nas Américas,
com mais de mil anos de mais de 40 mil anos

antes do Brasil
Quando os europeus nem pensavam em aportar por aqui,
HATAHARA
Local: Iranduba, AM
Descoberta: vestígios
de habitações em torno
de uma praça central
nosso território já era ocupado por diversas sociedades e vala defensiva
construída há mil anos

organizadas que pouco a pouco se tornam mais conhecidas


DÉBORA DIDONÊ novaescola@atleitor.com.br Colaborou DECA PINTO ALDEIA KUIKURO DE IPATSE
Local: Parque Indígena
Infografia ALESSANDRO MEIGUINS, SATTU E LUIZ IRIA do Xingu, MT
Descoberta: depressões
terrestres indicando que
conjuntos de aldeias se
ligavam por largas estradas GRUTA ALAGADA
há 1,1 mil anos DO POÇO AZUL
Local: Chapada
LAPA VERMELHA Diamantina, BA
Local: Lagoa Santa, MG Descoberta: esqueleto
Descoberta: cerca de 500 completo de uma
esqueletos humanos, preguiça-gigante, de 11
além do crânio de Luzia, mil anos, além de ossos
o mais antigo das Américas, de outros animais, como
com 11,5 mil anos o mastodonte

ALICE BOER
Local: Rio Claro, SP
Descoberta: vestígios
líticos (artefatos de pedra
produzidos pelo homem)
com mais de 14 mil anos

SAMBAQUI SAMBAQUI
GAROPABA DO SUL SUBMERSO IPATSE
Local: Florianópolis, SC Local: Ilha do Cardoso, SP
Descoberta: com 30 metros Descoberta: um dos mais
de altura e 200 de diâmetro, antigos do país, com 8 mil
o maior depósito de conchas anos, construído em terra
e ossadas do mundo, com firme e ocultado pelas
mais de 3,7 mil anos variações do nível do mar

A pré-história do Brasil e do mundo


7 milhões* 200 mil anos 40 mil anos 12 mil anos 11,5 mil anos 11 mil anos 9 mil anos 7 mil anos 5 mil anos 4 mil anos 2 mil anos 500 anos
PALEOLÍTICO MESOLÍTICO NEOLÍTICO
PALEOÍNDIO ARCAICO FORMATIVO OU HORTICULTOR
ANCESTRAIS DUAS PERNAS FOGO CAÇA E FOGO ANIMAIS ARTE ERA GLACIAL METAIS ESCRITA SEDENTARISMO TECNOLOGIA GLOBALIZAÇÃO
Vive o homem de A espécie humana Vive onde hoje é Adaptado à natureza, Nômades dividem O homem domestica O frio em áreas de A técnica da metalurgia A escrita surge na A agricultura se Sociedades Os europeus buscam
Toumai, a mais antiga está desenvolvida. O o Piauí, e lá acende o homem usa o fogo espaço com grandes animais e desenvolve glaciações leva o com ferro e bronze China, com símbolos desenvolve, e os seminômades novas terras. A
espécie anterior à Homo sapiens arcaico fogueiras, o “homem para espantar animais. animais. Onde hoje é a agricultura. Também homem a se refugiar é usada, por exemplo, pictóricos; no Egito, territórios são aprimoram técnicas esquadra de Colombo
humana, encontrada adquire posição ereta de Pedra Furada”, É coletor e caçador Minas Gerais viveu a produz peças com em cavernas e a usar para conter enchentes com os hieróglifos; e, ocupados com obras de caça, pesca e chega à América em
no deserto do Chade, e usa as mãos para o mais antigo das e fabrica objetos de mulher chamada por preocupação estética, o fogo para obter entre o povo na Mesopotâmia, em como estradas moradia, como os 1492 e a de Cabral,
na África Central produzir ferramentas Américas pedra lascadaTRAL estudiosos de Luzia como a cerâmicaRAL aquecimento e luz mesopotâmico forma cuneiforme DE e barragens povos dos sambaquis ao Brasil em 1500
CHADE, NA ÁFRICA
Europa, Ásia e África Brasil e América CENTRAL
* Datação em A. P. (antes do presente)