Você está na página 1de 12

COMPORTAMENTO DOS GASES - EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO E TESTES

DE VESTIBULARES
1. (UNIPAC-96) Um mol de gás Ideal, sob pressão de 2 atm, e temperatura de 27ºC, é aquecido até que a
pressão e o volume dupliquem. Pode-se afirmar que a temperatura final do gás vale:

75ºC

108ºC

381 K

1200 K

N.D.A.

2. (UNIPAC-97) Uma amostra de gás perfeito tem sua temperaturas absoluta quadruplicada. Pode-se
afirmar que:

o volume permanecerá constante se a transformação for isobárica.

o volume duplicará se a pressão for duplicada.

o volume permanecerá constante se a transformação for adiabática.

o volume será, certamente, quadruplicado.

3. (UFMG-96) Uma pessoa, antes de viajar, calibra a pressão dos pneus com 24 lb/pol2. No momento da
calibração, a temperatura ambiente (e dos pneus) era de 27ºC. Após ter viajado alguns quilômetros, a
pessoa pára em um posto de gasolina. Devido ao movimento do carro, os pneus esquentaram e atingiram
uma temperatura de 57ºC. A pessoa resolve conferir a pressão dos pneus. Considere que o ar dentro dos
pneus é um gás ideal e que o medidor do posto na estradas está calibrado com o medidor inicial. Considere,
também, que o volume dos pneus permanece o mesmo. A pessoa medirá uma pressão de:

24,0 lb/pol2

26,4 lb/pol2

50,7 lb/pol2

54,0 lb/pol2

4. (UFMG-97) Um mergulhador, na superfície de um lago onde a pressão é de 1atm, enche um balão com
ar e então desce a 10m de profundidade. Ao chegar nesta profundidade, ele mede o volume do balão e vê
que este foi reduzido a menos da metade. Considere que, dentro d’água, uma variação de 10 m na
profundidade produz uma variação de 1 atm de pressão. Se Ts é a temperatura na superfície e Tp a
temperatura a 10m de profundidade, pode-se afirmar que:

Ts < Tp

Ts = Tp

Ts > Tp

não é possível fazer a comparação entre as duas temperaturas com os dados fornecidos

5. (FUNREI-92) Um gás é aquecido a volume constante. A pressão exercida pelo gás sobre as paredes do
recipiente aumenta porque:

a distancia média entre as moléculas aumenta.

a massa específica das moléculas aumenta com a temperatura.

a perda de energia cinética das moléculas nas colisões com a parede aumenta.

as moléculas passam a se chocar com maior freqüência com as paredes

o tempo de contato das moléculas com as paredes aumenta.

6. (UFMG 99) Um mergulhador, em um lago, solta uma bolha de ar de volume V a 5,0 m de profundidade.
A bolha sobe até a superfície, onde a pressão é a pressão atmosférica. Considere que a temperatura da bolha
permanece constante e que a pressão aumenta cerca de 1,0 atm a cada 10 m de profundidade. Nesse caso, o
valor do volume da bolha na superfície é, aproximadamente,

0,67 V

2,0 V

0,50 V

1,5 V

7. (PUC MG 99). Uma das leis dos gases ideais é a Lei de Boyle, segundo a qual, mantida constante a
temperatura, o produto da pressão de um gás pelo seu volume é invariável. Sobre essa relação, são corretas
as afirmações abaixo, EXCETO:

À temperatura constante, a pressão de um gás é inversamente proporcional ao seu volume.

O gráfico pressão x volume de um gás ideal corresponde a uma hipérbole.

À temperatura constante, a pressão de um gás é diretamente proporcional ao inverso do seu volume.

À temperatura constante, se aumentarmos uma das grandezas (pressão ou volume) de um certo valor, a
outra diminuirá do mesmo valor.

À temperatura constante, multiplicando-se a pressão do gás por 3, seu volume será reduzido a um terço
do valor inicial.

8. (PUC MG 98) Um recipiente plástico está na geladeira, a uma temperatura inferior a 0 oC, parcialmente
preenchido com alimento, e fechado por uma tampa de encaixe. Ao ser retirado da geladeira e mantido
fechado a uma temperatura ambiente de 25oC, depois de alguns minutos observa-se a tampa "inchar" e, em
alguns casos, desprender-se do recipiente. Sabe-se que não houve qualquer deterioração do alimento. Sobre
esse fato, é CORRETO afirmar que:

ele ocorreria, mesmo que o recipiente tivesse sido fechado a vácuo, ou seja, sem que houvesse ar no
interior do recipiente.

houve aumento de pressão proveniente de aumento de temperatura.

ocorreu com o ar, no interior do recipiente, uma transformação isotérmica.

o valor da grandeza (pressão x volume/temperatura na escala Kelvin), para o ar do recipiente, é maior


quando a tampa está a ponto de saltar do que quando o recipiente está na geladeira.

o resultado do experimento independe da temperatura ambiente.


9. ( PUC MG 99). Sobre as transformações sofridas por uma amostra de gás ideal, é CORRETO afirmar:

Em qualquer aumento de volume, há aumento da energia interna.

Ocorrendo aumento de pressão, forçosamente o volume diminui.

Em uma transformação adiabática, não é possível haver variação de volume.

Sempre ocorre troca de calor com a vizinhança em uma transformação isotérmica.

À pressão constante, aumento de temperatura implica diminuição de volume.

10. ( PUC MG 98). Considere os sistemas abaixo:

Uma amostra de gás à temperatura de 300 K.

Um objeto sólido à temperatura de 150°C.

Dois litros de água, inicialmente a 20°C, misturados em um calorímetro com 1 litro de água
inicialmente a 80°C, e deixados em repouso até que se atinja o equilíbrio térmico.

Gás ideal inicialmente a 2 atm de pressão e 100 K, aquecido a volume constante até que sua pressão
chegue a 10 atm.

A alternativa em que os sistemas estão corretamente enunciados em ordem crescente de temperatura é:

II, III, IV, I

II, IV, III, I

I, II, III, IV

IV, III, I, II

I, III, II, IV

11. (UFMG 98) A figura mostra um cilindro que contém um gás ideal, com um êmbolo livre para se
mover. O cilindro está sendo aquecido.

Pode-se afirmar que a relação que melhor descreve a transformação sofrida pelo gás é
= constante

pV = constante

= constante

= constante

12. (FAFIC) Um gás perfeito sofre uma transformação na qual a temperatura permanece constante. O
gráfico que representa esta transformação é :

13. (PUC) Um gás à pressão Po e temperatura de 20º C é aquecido até 100º C em um recipiente fechado de
um volume 20cm3. Qual será a pressão do gás a 100º C? Despreze a dilatação do recipiente.

P2 = Po

P2 = 2 Po

P2 = 1,27Po

P2 = 5Po

14. (UFMG) O volume de uma dada massa de gás será dobrado, à pressão atmosférica, se a temperatura do
gás variar de 150ºC a:

300º C

423º C

573º C

600º C

743ºC

15. (UFMG) A pressão atmosférica é aproximadamente igual à pressão exercida por uma coluna de água
de 10 metros de altura. Uma bolha de ar sai de fundo de um lago e chega à superfície com um volume V.
Sendo a mesma temperatura em todo o lago e sua profundidade 30m, qual era o volume da bolha no fundo
do lago?

4V

3V

3/4 V

V/3

V/4

16. (PUCRS99) Um gás tende a ocupar todo o volume que lhe é dado. Isso ocorre porque

suas partículas se repelem permanentemente.

o movimento de suas partículas é aleatório, e entre duas colisões sucessivas elas se movem com
velocidade constante.

as colisões entre suas partículas não são perfeitamente elásticas.

Analisando as afirmativas, deve-se concluir que

somente I é correta.

somente II é correta.

somente III é correta.

I e III são corretas.

II e III são corretas.

17. Dois moles de gás Ideal, sob pressão de 8,2 atm e temperatura de 27ºC. Dado: R = 0,082 atm.L/K.mol.
Determine o volume ocupado pelo gás.

18. Um recipiente contém 20 litros de oxigênio a 2atm de pressão e 227ºC. Qual será o valor da nova
pressão se esse gás for passado para um recipiente de 10 litros à mesma temperatura?

19. (UFRS 2000) O diagrama abaixo representa a pressão (p) em função da temperatura absoluta (T), para
uma amostra de gás ideal. Os pontos A e B indicam dois estados desta amostra.

Sendo VA e VB os volumes correspondentes aos estados indicados, podemos afirmar que a razão VB /VA é

1/4.
1/2.

1.

2.

4.

20. Assinale a afirmativa verdadeira:

Todo gás real pode ser ideal.

Todo gás perfeito pode ser ideal.

Gás perfeito é aquele que possui baixa temperatura e alta pressão.

Gás perfeito é aquele que possui alta temperatura e baixa pressão.

GABARITO
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
d b b c d d d b b e c d c c e b 6L 4 atm c d

01. (UNIVALI-SC) O comportamento de um gás real aproxima-se do comportamento de gás


ideal quando submetido a:

a) baixas temperaturas e baixas pressões.

b) altas temperaturas e altas pressões.

c) baixas temperaturas independentemente da pressão.

d) altas temperaturas e baixas pressões.

e) baixas temperaturas e altas pressões.

Resposta: D

02. (MACKENZIE) Se a pressão de um gás confinado é duplicada à temperatura constante, a


grandeza do gás que duplicara será:

a) a massa

b) a massa específica

c) o volume

d) o peso

e) a energia cinética

Resposta: B

03. (UFU-MG) As grandezas que definem completamente o estado de um gás são:

a) somente pressão e volume


b) apenas o volume e a temperatura.

c) massa e volume.

d) temperatura, pressão e volume.

e) massa, pressão, volume e temperatura.

Resposta: D

04. 4,0 mols de oxigênio estão num balão de gás. Há um vazamento e escapam 8,0 x 1012
moléculas de oxigênio. Considerando que o número de Avogadro é 6,02 x 1023, a ordem de
grandeza do número de moléculas que

restam no balão é:

a) 1010

b) 1011

c) 1012

d) 1024

e) 1025

Resposta: D

05. (FUVEST) Dois balões esféricos A e B contêm massas iguais de um mesmo gás ideal e à
mesma temperatura. O raio do balão A é duas vezes maior do que o raio do balão B. Sendo pA
e pB as pressões dos gases nos balões A e B, Pode-se afirmar que pA é igual a:

pB

a) 1/4

b)1/2

c) 1/8

d) 1/16

e) 2

Resposta: C

06. (PUCCAMP) Um gás perfeito é mantido em um cilindro fechado por um pistão. Em um


estado A, as suas variáveis são: pA= 2,0 atm; VA= 0,90 litros; qA= 27°C. Em outro estado B, a
temperatura é qB= 127°C e a pressão é pB = 1,5 atm. Nessas condições, o volume VB, em
litros, deve ser:

a) 0,90

b) 1,2

c) 1,6

d) 2,0

e) 2,4
RESPOSTA: C

07. (UNIP - SP) Uma dada massa de um gás perfeito está a uma temperatura de 300K,
ocupando um volume V e exercendo uma pressão p. Se o gás for aquecido e passar a ocupar
um volume 2V e exercer uma pressão 1,5p, sua nova temperatura

será:

a) 100K

b) 300K

c) 450K

d) 600K

e) 900K

RESPOSTA: E

08. (FUVEST) Um congelador doméstico ("freezer") está regulado para manter a temperatura
de seu interior a -18°C. Sendo a temperatura ambiente igual a 27°C (ou seja, 300K), o
congelador é aberto e, pouco depois, fechado novamente. Suponha que o "freezer" tenha boa
vedação e que tenha ficado aberto o tempo necessário para o ar em seu interior ser trocado
por ar ambiente. Quando a temperatura do ar no "freezer" voltar a tingir -18°C, a pressão em
seu interior será:

a) cerca de 150% da pressão atmosférica;

b) cerca de 118% da pressão atmosférica;

c) igual à pressão atmosférica;

d) cerca de 85% da pressão atmosférica;

e) cerca de 67% da pressão atmosférica.

RESPOSTA: D

09. (MACKENZIE) Certa massa de um gás ideal sofre uma transformação na qual a sua
temperatura em graus Celsius é duplicada, a sua pressão é triplicada e seu volume é reduzido
à metade. A temperatura do gás no seu estado inicial era de:

a) 127K

b) 227K

c) 273K

d) 546K

e) 818K

RESPOSTA: D

10. (FUVEST) Um balão de vidro indilatável contém 10g de oxigênio a 77°C. Este balão
poderá suportar, no máximo, uma pressão interna três vezes superior à que está submetido.
Se a temperatura do gás for reduzida a 27°C, a máxima quantidade de oxigênio que ainda
pode ser introduzida no balão, nesta temperatura, é de:

a) 25g
b) 30g

c) 40g

d) 60g

e) 90g

RESPOSTA: A

Qual é a massa de oxigênio necessária para encher um cilindro de capacidade igual a 25


litros, sob pressão de 10atm e a 25ºCelsius?
Obs: massa molar O2 = 32g/mol
Volume molar de gás a 1atm e 25ºC = 25L/mol
*A resposta é 320g, quero saber o modo de se chegar ao resultado*
Vale 10 pontos :D

Podemos usar P. V = n R T
então 10 x 25 = n . 0,0821 x 298 K (25o C)
n = 10 mols aproximadamente
Como 1 mol equivale a 32 g de oxigênio
10 mols equivalem a 320 g de oxigênio

Outra maneira de fazer:


1 mol de oxigênio ocupam a 25o -------- 25 L sob 1 atm
Se a temperatura não mudou, quando a pressão subiu para 10 atm, foram adicionados 10
moles de oxigênio.
Dá para economizar contas

5-
MM(O2) = 32g/mol

PV = nRT
V = nRT/P
n = M/MM

======> T = 273,15 + 127 = 400,15K


======> P = atm
760mmHg ............. 1atm
62,3mmHg ........... x
x = 62,3/760
x ~ 0,08atm

V = MRT/PMM
V = 64 . 0,082 . 400,15/0,08 . 32
V = 2099,9872/2,56
V = 820,3075L

6-
PV = nRT
PV = MRT/MM
MM = MRT/PV

MM = 0,8 . 0,082 . (273 + 273,15)/2 . 1,12


MM = 0,0656 . 546,15/ 2,24
MM = 35,82744/2,24
MM ~ 15,99439
MM ~ 16g/mol

7-
PV = nRT
PV = MRT/MM
MM(SO2) = 32 + 32 = 64g

T = PVMM/MR
T = 0,82 . 3,2 . 64/6,4 . 0,082
T = 167,936/0,5248
T = 320K

K = ºC + 273
ºC = K - 273
ºC = 320 - 273
ºC = 47

R: 47ºC

O restante faça você! Ok?

Abraços!!!

Espero ter te ajudado!!!

~~~~~~~oOo~~~~~~~
~ тєυтσ ρυя'єη ∂єяš! ~

Fonte(s):
Preserve a natureza!

Terça-feira, 05 de maio de 2009. - 18:56

Uma amostra de um gás ideal ocupa um volume de 20 litros, à temperatura de 227°C e


sob pressão de 16,6 atm. Sabe-se que: 1atm = 10 elevado a 5 Pa; R= 8,3J/mol.K; NA =
6,023*10 elevado a 23 moléculas/mol.
Calcule:
a) o número de mols de moléculas de gás nessa amostra;
Resposta= 8
b) o número de moléculas nessa amostra.
Resposta= 4,8*10 elevado a 24

a) basta aplicarmos na equação de Clapeyron. mas primeiro temos algumas coisas a fazer.
transformaremos o volume para m³, a temperatura para Kelvin e a pressão para Pascal.
assim:
1m³-------------10³ l
x ---------------- 20l
x = 20*10-³ m³
e a temperatura:
Tk = Tc + 273
Tk = 227 + 273
Tk = 500K
e a pressão:
1*10 a 5 Pa --------------- 1atm
x ------------------------------ 16,6 atm
x = 16,6*10 a 5 Pa
aplicando na equação, temos:
pV = nRT
16,6*10 a 5 * 20*10-³ = n*8,3*500
332*10² = 4150n
33200 = 4150n
n = 33200/4150
n = 8 mols

b) eh so fazermos uma regrinha de três. assim:


1 mol ------------- 6,023*10²³ moléculas
8mols------------- x
x = 48,184*10²³
x = 4,8184*10 a 24
arredondando:
x = 4,8*10 a 24 moléculas