Você está na página 1de 2

IDENTIFICAÇÃO: Esporte – Projeto alia futebol e educação para melhorar a qualidade de vida de

crianças e adolescentes de Guaratinguetá


Produtora: Ariane Fonseca Repórter: Ariane Fonseca Cinegrafista: Igor Lima
Horário: 13h às 17h Dia: 04/07
Local: Vila dos Comerciários, Guaratinguetá (SP)
PROPOSTA:
A ideia da reportagem, que deverá ter dois minutos, é mostrar o trabalho de Dona Glinéia Rita de
Cássia, uma mulher de 46 anos que investe no futebol para melhorar a qualidade de vida de crianças a
adolescentes de Guaratinguetá (SP).
INFORMAÇÕES:
Projeto Comunidade Ativa – A iniciativa atende cerca de 70 crianças e adolescentes, entre sete e 15
anos, de Guaratinguetá (SP). O projeto nasceu em 2007 por iniciativa de Dona Rita, que é presidente
da Associação de Bairro da Vila dos Comerciários – bairro pobre da cidade. O objetivo inicial era tirar
os jovens locais do ócio e fazer com que eles ocupassem o tempo com algo que melhorasse a
qualidade de vida deles.

Foi então que, lutando com a prefeitura, Rita conseguiu um campinho para a Vila dos Comerciários.
Hoje, crianças de toda a cidade treinam as terças, quintas e sextas-feiras no período noturno, e também
nos sábados de manhã e nos domingos à tarde. As turmas são dividas por idade e sexo, já que o
projeto também atende as meninas. Os participantes que podem pagam um valor simbólico de R$ 5
para manutenção do campo e compra de matérias e os que não têm condições são convocados a ajudar
a Associação de Bairro a plantar árvores na região. A ideia é conscientizá-los sobre a importância de
cuidar do meio ambiente.

Além do cuidado em formar os jovens para preservar o planeta, o projeto ainda se preocupa com a
educação deles, já que só pode participar da iniciativa quem tira boas notas na escola. Tudo é
supervisionado por Rita, que ainda visita as casas das crianças e adolescentes para averiguar suas
necessidades e tentar ajudá-los.

O campo ainda é precário e ela luta para melhorar suas condições. Ainda falta alambrado, ele é
cercado por arame farpado. Para melhorar a aparência do local, as crianças já plantaram árvores
doadas pela prefeitura em torno do campinho.
…................................................................................................................................................................
Dona Rita – Ela gosta de futebol desde criança e decidiu investir no esporte para mudar a qualidade
de vida das crianças do seu bairro. Rita prima por dar carinho aos seus alunos, pois acredita que assim
pode contribuir para o desenvolvimento deles. Ela dá as aulas, visita a escola de cada um e também a
casa dos que apresentam problemas. A voluntária é casada e tem dois filhos, a família inteira se
envolve no projeto e ajuda no que pode.

Para conseguir dinheiro para o projeto, Rita faz bingos, rifas e pede ajuda para amigos. Todo o
material esportivo da iniciativa depende de doação. Ela não é formada, aprendeu futebol
acompanhando o esporte desde criança pelos meios de comunicação. Já jogou no futebol amador.
…................................................................................................................................................................
Igor – Tem 15 anos e quer se jogador de futebol profissional, um lateral esquerdo. Sua família apóia o
projeto e acredita que ele pode ser um vencedor. Dona Rita já conseguiu um teste para o jovem no
Santo André, time da capital paulista. Mas não foi dessa vez que o jovem conseguiu.
ENCAMINHAMENTO:
Começar a reportagem mostrando Igor treinando no campo e apresentar a sua história. Focar nos olhos
de Dona Rita, que treina as crianças e adolescentes como voluntária. Falar com o garoto de 15 anos
sobre os benefícios do projeto para ele e o que espera no futuro.
…................................................................................................................................................................
Logo em seguida, mostrar a realidade de Dona Rita, que além de treinar mais de 70 crianças, ainda
tem que cuidar da sua casa, dos seus filhos e da presidência da Associação de Bairro. Conversar com
ela sobre a recompensa que tem em comandar a iniciativa.
…................................................................................................................................................................
Depois, entrar com a passagem do repórter no meio do campo, onde ele vai apresentar o número de
crianças beneficiadas e como elas aliam esporte e educação para melhorar a qualidade de vida. Tentar
terminar a passagem com a palavra “gol pela vida”, pois assim o jornalista pode participar mais da
matéria chutando uma bola para o gol ou passando para um dos garotos fazer.
....................................................................................................................................................................
Terminar a matéria falando sobre o aspecto ambiental do projeto e da visita de Dona Rita as casas para
fiscalizar a presença dos meninos no projeto. Usar o refrão da música ‘Sementes do Amanhã’ para
finalizar a matéria.
MARCAÇÕES:
• 15h, dia 4 de julho. Glinéia Rita de Cássia, idealizadora do projeto Comunidade Ativa.
Campo dos Comerciários, Rua Amaral dos Santos, Guaratinguetá (SP). Telefone: (12) 3132
7621.

• 15h30, dia 4 de julho. Igor Augusto de Oliveira, participante do projeto. Campo dos
Comerciários, Rua Amaral dos Santos, Guaratinguetá (SP).
OBSERVAÇÕES:
• Não se esquecer de fazer imagens de detalhe dos participantes do projeto, principalmente dos
pés e dos olhos;
• Às 15h o sol estará bem radiante. Levar rebatedor e tomar cuidado com roupas claras para não
estourar as imagens.