P. 1
A construção do espaço geográfico no Brasil

A construção do espaço geográfico no Brasil

|Views: 12.896|Likes:
Publicado porfabianerossi

More info:

Published by: fabianerossi on Jul 19, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/24/2013

pdf

text

original

Capítulo 3 A construção de espaços geográficos no Brasil

Espaço geográfico e economia colonial 
Espaço geográfico ou espaço humanizado O espaço natural ± aquele que até então tinha sofrido pouca ou nenhuma intervenção ou ação humana. humana. O espaço geográfico ou espaço humanizado ± são aqueles modificados pelas sociedades humanas. humanas.

 Com a chegada dos não-indígenas o nãoespaço natural começou a ser modificado, considerando que o índio pouco modificava o espaço. espaço.  Então ao longo de gerações as pessoas que aqui chegaram produziram um espaço geográfico. geográfico.  O espaço geográfico é um produto histórico-social. histórico-social.

Qual período abrange a economia colonial? 
Podemos considerar dois períodos: períodos: 1) Período em que o Brasil era colônia de Portugal de 1532 (início da colonização) a 1822 (quando declarou sua independência) 2) Período entre 1532 e 1888 (quando foi assinada a Lei Áurea, que proibiu a escravidão)

açúcar. escravos. tabaco.Podemos chamar de economia colonial pelas seguintes razões:  A independência em 1822 não provocou mudanças significativas na sociedade ou economia. Brasil foi o último país da América Latina a libertar seus escravos. continuou a produzir produtos primários: primários: café.  Foi mantida a escravidão até 1888. . madeira. o 1888. tabaco.

Com base nas relações de trabalho podemos dividir a economia brasileira em dois períodos:  Período colonial (1532 ± 1822). 1930). 1822). escravo.  Período de economia exportadora também chamada de economia exportadora capitalista (1888 a 1930). quando o Brasil adota o sistema capitalista. caracterizado pelo trabalho escravo. capitalista. .

Ambas possuíam uma característica comum. exportação. isto é. . tinham suas economias extrovertidas. exportação. a produção era voltada para as necessidades do mercado externo.

mas foi realmente no cana-denordeste que a atividade prosperou devido: devido:  proximidade da Europa que facilitava o transporte. .A construção de espaços geográficos nas economias colonial e primário-exportadora primárioSão Vicente foi o primeiro povoamento permanente onde foi introduzido o cultivo de cana-de-açúcar. clima naturais: litorâneo úmido. transporte. úmido. fatores naturais: solo de massapê.

Com a utilização de mão-de-obra escrava mão-deos portugueses desmataram parte da mata na zona litorânea e ali plantaram mudas de cana-decana-de-açúcar trazidas de Cabo Verde. a capela e caminhos para transportar o açúcar até o litoral e instalações portuárias. portuárias. Verde. em seguida também construíram: construíram: a casa do senhor do engenho. . a senzala. Construíram engenhos para moer a cana e fabricar o açúcar.

. cacau. parte da Zona da Mata foi ocupada por plantações de cana-de-açúcar. canela sertão: e salsaparrilha. cana-de-açúcar. salsaparrilha.Os espaços geográficos construídos O espaço da agroindústria da cana-decana-deaçúcar: açúcar: Durante o século XVI e XVII. Da floresta amazônica foram extraídas as drogas do sertão: castanha.

O espaço da cultura do tabaco: tabaco: DesenvolveuDesenvolveu-se na Zona da Mata ao redor de Salvador. sul. além de exportado e também foi utilizado como moeda de troca no comércio de escravo. escravo. Pelotas. cidades: Oeiras. Deu origem a várias cidades: Currais Novos. etc. Os espaços da criação de gado (pecuária): (pecuária): A criação de gado começou pela Zona da Mata e se interiorizou pelos rios São Francisco e Parnaíba. etc. também se estendeu para estados da região sul. Osório. Charqueada. .

etc. Campo Largo. etc. O espaço da Mineração: A exploração de ouro e pedras preciosas nos estados de Minas Gerais. Goiás e Mato Grosso. transformaram os arraiais em cidades: Ouro Preto. etc. . Franca. etc. Sabará.Os caminhos das tropas: Os tropeiros. criaram os pousos que viraram cidades. Sorocaba. Rio cidades: Verde. condutores de cavalos que levavam a carne seca para áreas de mineração. Casa Branca.

Mato Grosso e Rondônia. Rondônia. Paraná. Possibilitou um maior povoamento dessa região. Espírito Santo.Espaço da cafeicultura: Se expandiu do Rio de Janeiro para o interior de São Paulo pelo Vale do Parnaíba. Do látex se obtêm a borracha. para a Zona da Mata Mineira e posteriormente para outros estados. O espaço da borracha ConcentrouConcentrou-se na Floresta Amazônica. .

Divisão Oficial do Brasil (IBGE) .

Complexos regionais ou regiões geoeconômicas .

. onde se localizam as duas metrópoles globais do Brasil. Brasil. industrializada. rica.A atual organização espacial do Brasil A divisão em regiões apresenta desigualdades ou disparidades regionais Sudeste é a região mais urbanizada. povoada (43%). 43% desenvolvida.

. regiões. definidas. é chamada de regiãoregião-problema. A região Nordeste foi a primeira a ser explorada economicamente. e forneceu um grande número de imigrantes para as outras regiões. é marcada pelo clima subtropical e as quatro estações bem definidas. é marcada pela seca. possui muitas indústrias e uma agropecuária moderna.A região Sul é a região desenvolvida economicamente.

que está sendo intensamente desmatada. possui a densidade demográfica mais baixa das regiões.A região Centro-Oeste é marcada pela Centroagropecuária modernizada e onde está localizado o centro político-administrativo políticodo país. A região Norte é marcada pela presença da Floresta Amazônica. .

que abrange quase 20% do território nacional. Paraíba.Região Nordeste (I): a construção de espaços geográficos A região geoeconômica do Nordeste brasileiro compreende uma área que vai da parte leste do Maranhão até o norte de Minas Gerais. incluindo Piauí. vivem cerca de 25% dos habitantes do Brasil. Rio Grande do Norte. Ceará. Nessa grande região. . Alagoas. Sergipe e Bahia. Pernambuco.

algodão e cacau. influenciados pela características naturais. a pecuária. XVI ao XX) Cinco foram as atividades que produziram o espaço geográfico durante as economias colonial e primário-exportadora: a agroindústria da cana-de-açúcar. as culturas de tabaco. O que provocou uma divisão territorial da produção. .Os ´motoresµ de produção dos espaços geográficos (séc.

As zonas naturais do Nordeste .

planaltos e depressões.A Zona da Mata é a principal sub-região nordestina: é a mais povoada. existindo hoje menos de 10% da vegetação original. Compreende a área litorânea que vai do Rio Grande do Norte até a Bahia. . A Mata Atlântica foi quase completamente destruída. o relevo é formado por planícies. Na direção lesteoeste. a Zona da Mata é uma estreita faixa de terras que vai do litoral oriental até o Planalto da Borborema. O clima é litorâneo úmido . a mais industrializada e a mais urbanizada.

onde predominava as grandes propriedades agrícolas ± os latifúndios -. com a mão-de-obra escrava. que comumente praticam a monocultura açucareira. e também a grande oferta do produto no mercado internacional. a monocultura açucareira da Zona da Mata entrou em decadência a partir do século XIX. voltado à fabricação do açúcar para exportação. O cultivo da cana foi a primeira atividade econômica realmente importante do país. O cultivo da cana-de-açúcar. Depois do apogeu.Podemos dividir a Zona da Mata nordestina em três partes distintas: Zona da Mata açucareira. Recôncavo Baiano e Sul da Bahia. A Zona da Mata Açucareira vai do Rio Grande do Norte até parte norte da Bahia. isso se deve a grande produção de açúcar em outras partes do país. . especialmente em São Paulo. que durou do século XVI ao XVIII.

Ocorreu aí uma razoável industrialização nos anos de 1970 e 1980 ± com indústrias petroquímicas. ao norte de Salvador. Atualmente.. . em virtude de descobertas e explorações feitas em outras áreas (principalmente na Bacia de Campos ± RJ) o Recôncavo contribui com cerca de 35% do total produzido no país. destaca-se pela extração do petróleo e pelas indústrias.O Recôncavo Baiano está situado ao redor da cidade de Salvador. mecânicas. químicas e até automobilísticas . é uma moderna área industrial. O Pólo Petroquímico de Camaçari. o que fez do Recôncavo hoje a principal área industrial do Nordeste. especialmente as petroquímicas já tendo produzido cerca de 80% do petróleo nacional.

importante produto de exportação. uma planta originária da floresta amazônica que se desenvolve melhor à sombra de outras árvores maiores ( cultivo sombreado). o Sul da Bahia é voltado essencialmente para o cultivo do cacau.Sul da Bahia ou Zona do Cacau Área com centro nas cidades de Ilhéus e Itabuna. . As plantações de cacau do sul da Bahia foram atacadas pela praga vassoura-de-bruxa. Essa área já foi bem mais rica no passado e sofreu um esvaziamento econômico nas ultimas décadas por causa da queda do preço internacional do cacau.

calçados. papel. .Espaço geográfico da Zona da Mata na atualidade  Recôncavo Baiano: pólo petroquímico de Camaçari. borracha. alimentar.  Fortaleza: centro industrial em expansão têxtil.  Recife: diversidade industrial (mecânica. confecções e outras.  Salvador: terceira maior capital do país em população. têxtil. cimento. alimentos e outras.

.

.

.

Ceará. durante séculos. Sergipe e Bahia.O Nordeste Brasileiro A região geoeconômica do Nordeste brasileiro compreende uma área que vai da parte leste do Maranhão até o norte de Minas Gerais. manteve poucas ligações com o restante do Nordeste. servindo como complemento da Zona da Mata. o sertão pecuário. Nos períodos anteriores havia vários ³Nordestes´. desde o fim do século XIX. Mas. O Nordeste constitui uma área de repulsão populacional. . A idéia que fazemos do Nordeste. Alagoas. do início do século XX. que. vivem cercade 25% dos habitantes do Brasil. como uma grande região diferenciada no espaço brasileiro é recente. Pernambuco. esse complexo regional abrigou a grande maioria da população do Brasil . que abrange quase 20% do território nacional. até 1763. que. e a área hoje correspondente ao Ceará e ao Piauí. XVII e XVIII). a região do Maranhão e arredores. gera migrantes que se encaminham para as demais regiões. onde houve até uma administração colonial diferente. Rio Grande do Norte.Colônia e. Paraíba. a capital políticoadministrativa na cidade de Salvador. durante vários séculos (XVI. incluindo Piauí. áreas muito diferentes e com economias regionais relativamente isoladas umas das outras: a região açucareira da Zona da Mata. centralizada em Recife e Olinda. Nessa grande região.

embora no Nordeste eles sejam mais acentuados. Além disso. . que o Nordeste passou a ser encarado como uma grande região com traços em comum e individualizada no conjunto do Brasil. para as demais regiões do país. a área decadente que necessita de ajuda governamental para desenvolver-se. concentrada no centro-sul. geralmente é visto como uma região problema. que passou a ser fornecedora de mão-de-obra para as demais regiões. migre a cada ano. existe uma classe dominante uma pequena minoria da população ± que concentra em suas mãos parte considerável das riquezas regionais. em pobreza absoluta. o que faz com que um grande número de nordestinos. Todos esse problemas sociais são encontrados também nas demais regiões brasileiras. ela foi criada no início do século XX. e o fluxo emigratório da região. o Nordeste. A industrialização brasileira. O nível de vida da população nordestina em geral é muito baixo. em insuficiência alimentar.Quando se fala em miséria. coincidiu com a decadência econômica das áreas nordestinas. em busca de melhores condições de vida. Foi com o processo de integração nacional. Mas isso é apenas meia verdade. Dessa forma. como vimos. realizado a partir da industrialização do país e sua concentração em São Paulo. pensa-se logo na região Nordeste. Mas essa imagem nem sempre existiu.

± são um pouco mais baixas que aquelas que predominam nas demais regiões. etc. consumo de calorias por pessoas. as áreas de cerrado ³oeste da Bahia. etc. índices de escolarização. Existem de fato. as áreas de fruticultura irrigada no Vale do São Francisco. mesmo quando se reconhece o Nordeste brasileiro como uma grande região com problemas ainda se pode perceber enormes disparidades econômicas e naturais entre diversas de suas áreas o que. essa imagem de região problema. notadamente ao redor das cidades de Petrolina (PE) e Juazeiro (BA). . níveis de rendimento. Sertão. Agreste e Meio Norte. principalmente´ onde hoje se planta a soja. especialmente no centro-sul. não é totalmente verdadeira. Assim.Contudo. permite dividi-lo em quatro principais sub-regiões: Zona da Mata. comumente. Por outro lado. inúmeras áreas nordestinas que estão entre as mais carentes do Brasil e. o pólo textil do Ceará. em média as condições de vida da sua população ± taxas de mortalidade geral e infantil. existem também no Nordeste algumas areas bem industrializadas ou com uma agricultura moderna: a região ao redor de Salvador. ou atrasada.

.Zona da Mata A Zona da Mata é a principal sub-região nordestina: é a mais povoada. O clima nessa área é tropical úmido com temperaturas médias mensais elevadas e chuvas abundantes. a mais industrializada e a mais urbanizada. que apresenta elevadas densidades demográficas e na qual estão as principais metrópoles do nordeste ± Recife e Salvador. a Zona da Mata é uma estreita faixa de terras que vai do litoral oriental até o Planalto da Borborema. (de março a junho). Compreende a área litorânea que vai do Rio Grande do Norte até a Bahia. Ainda hoje. essa foi a principal região econômica. Apesar de a Zona da Mata ser a mais rica das sub-regiões do Nordeste. Durante os primeiros séculos de colonização. a mais densamente povoada do país e a mais valorizada pelos colonizadores. concentradas no outono-inverno. A vegetação original era a Mata Atlântica. quase completamente destruída. a maioria da população nordestina encontrase nessa região. Na direção leste-oeste. nela se localizam os maiores problemas sociais da região provavelmente por ser a sub-região mais povoada e com os maiores centros urbanos.

No meio rural. que comumente praticam a monocultura açucareira. como as invasões de Salvador. os mocambos de Recife. e também a grande oferta do produto no mercado internacional. Depois do apogeu.Nas grandes cidades. que durou do século XVI ao XVIII. predominam as grandes propriedades agrícolas ± os latifúndios -. é praticado aí desde a época colonial. e o trabalho é extremamente cansativo e prolongado. Zona da Mata Açucareira A Zona da Mata açucareira vai do Rio Grande do Norte até parte norte da Bahia. voltado à fabricação do açúcar para exportação. que hoje estão em ruínas. É muito grande o número de subempregados e mendigos. Nessa área. isso se deve a grande produção de açúcar em outras partes do país. O cultivo da cana-de-açúcar. Recôncavo Baiano e Sul da Bahia. . os cortiços e as moradias antigas. Pode-se dividir a Zona da Mata nordestina em três partes distintas: Zona da Mata açucareira. especialmente em São Paulo. a monocultura açucareira da Zona da Mata entrou em decadência a partir do século XIX. os salários são baixíssimos muitas vezes inferiores ao mínimo. O cultivo da cana foi a primeira atividade econômica realmente importante do país. são comuns as habitações precárias.

o Recôncavo Baiano destaca-se pela extração do petróleo e pelas indústrias. o Sul da Bahia é voltado essencialmente para o cultivo do cacau. em virtude de descobertas e explorações feitas em outras áreas (principalmente na Bacia de Campos ± RJ) o Recôncavo contribui com cerca de 35% do total produzido no país.Recôncavo Baiano A área situada ao redor da cidade de Salvador. especialmente as petroquímicas já tendo produzido cerca de 80% do petróleo nacional. o que fez do Recôncavo hoje a principal área industrial do Nordeste. é uma moderna área industrial. . Sul da Bahia ou Zona do Cacau Área com centro nas cidades de Ilhéus e Itabuna. Ocorreu aí uma razoável industrialização nos anos de 1970 e 1980 ± com indústrias petroquímicas. Atualmente. mecânicas. O Pólo Petroquímico de Camaçari.. importante produto de exportação. químicas e até automobilísticas . Essa área já foi bem mais rica no passado e sofreu um esvaziamento econômico nas ultimas décadas por causa da queda do preço internacional do cacau. ao norte de Salvador. uma planta originária da floresta amazônica que se desenvolve melhor à sombra de outras árvores maiores ( cultivo sombreado).

constitui provavelmente a imagem que mais tem caracterizado o Nordeste em filmes. um rio perene. noticiários de imprensa. São os brejos. romances. que corre continuamente. secam completamente durante alguns meses do ano. . Nada disso é verdadeiro. ouvirmos dizer que as secas constituem a principal causa do subdesenvolvimento nordestino e do deslocamento de migrantes dessa região para São Paulo e Rio de Janeiro. exageradas e dão origem a fantasias e mitos. tornando-os permanentes por exemplo: o açude de Orós. como no Vale do Cariri (CE). canções. um fenômeno climático periódico. as vezes. as principais áreas agrícolas dessa sub-região onde se cultiva o milho. feijão e cana-de-açúcar.Sertão O que mais caracteriza o Sertão nordestino é o clima semi-árido. por exemplo. cultiva-se o algodão de fibra longa de alta qualidade. É comum. mesmo nos períodos de seca prolongada. Mas essas imagens são. A construção de açudes ou represas em alguns rios intermitentes tenta regularizar esses cursos fluviais. Em algumas áreas. chamado seridó. Os rios do sertão nordestino são em geral intermitentes. que nunca deixa de correr mesmo em épocas de seca. em encostas de serras ou em vales fluviais. ou seja. No interior do Sertão encontram-se alguns locais mais úmidos. o maior do Nordeste suas águas alimentam o rio Jaguaribe (CE). A grande exceção é o São Francisco. As secas.

o Nordeste ± ou pelo menos uma parte dele ± continuaria sendo a região mais pobre do país. mas a estrutura fundiária. não ocorrem secas. o verdadeiro motivo dessa migração não é a seca.Com ou sem secas. Portanto. ou seja. Ao contrário. Além disso. paralelamente a industrialização do sul do país. com enchentes periódicas em Recife. É por não terem terras para trabalhar que os nordestinos deixam sua própria região No entanto. Maceió e outras importantes cidades da região. os índices de pluviosidade chegam a ser bem elevadas. . pois essa pobreza tem causas históricas. sendo um fenômeno natural. a seca constitui uma justificativa bem mais simples e cômoda para a pobreza nordestina do que as razões sociais. Há uma extrema concentração das propriedades agrárias no nordeste. Ela se deve a decadência das atividades tradicionais da região. o pequeno número de grandes proprietários possui considerável parcela dos solos bons para a agricultura. em certas ocasiões. A própria classe dominante local culpa a seca pela precária condição de vida da maioria dos nordestino. como a agroindústria açucareira e o cultivo de algodão. A maioria dos nordestinos que deixam a sua região em direção as metrópoles do centro-sul não sai do Sertão mas da Zona da Mata. e não climáticas ou naturais. Na área mais povoada e onde se situam as principais metrópoles ± Zona da Mata -. as secas ocorrem somente no Sertão onde vive uma pequena parcela da população nordestina.

etc.Por meio da intensa divulgação dos efeitos dramáticos da seca pelos meios de comunicação. e da parte oeste da Bahia. A essas formas de tirar proveito das secas. fazendeiros e empresários ± acabam conseguindo verbas e auxílio do governo. vinicultura. No Vale do São Francisco. alguns empresários nordestinos deixam de pagar suas dívidas bancárias ou contraem novos empréstimos sob condições especiais. aproveitando-se da seca. e certos fazendeiros constroem com dinheiro publico açudes e estradas em suas terras particulares. . sem contribuir para resolver os terríveis problemas da população pobre. uma vez que estão em margens opostas do rio.). que beneficia apenas as pessoas poderosas. especialmente ao redor do Rio São Francisco. as cidades que mais se destacam são: Juazeiro (BA) e Petrolina (PE). os chamados flagelados da seca. onde grandes projetos de irrigação criaram uma agroindústria (produção de frutas. na realidade interligadas. E na parte oeste da Bahia ± onde existe o cerrado no lugar da caatinga ± desenvolveu-se uma moderna agricultura de grãos (principalmente soja). Por exemplo. Nos últimos anos algumas áreas do Sertão Nordestino conheceram um processo de modernização. eles se utilizam desses recursos muito mais para servir a seus interesses particulares do que a população pobre que sofre com a falta de água. certos grupos dominantes do nordeste ± políticos. chama-se Industria da Seca. No entanto. que se estende até o sul do Maranhão e Piauí.

os minifúndios. assemelha-se à mata Atlântica. chove menos do que na parte leste. com altitudes mais elevadas que as das demais sub-regiões do Nordeste. Constitui uma espécie de barreira. aliada à pecuária leiteira semi-intensiva. desenvolvida na forma de policultura (cultivo de vários produtos).Agreste O Agreste é uma faixa de terras bastante estreita na direção lesteoeste e alongada na direção norte-sul. situada entre o Sertão semi-árido (a oeste) e a Zona da Mata (a leste). Seu clima não é tão seco quanto o do Sertão. a atividade econômica mais importante é a agricultura.) . Na verdade. no Agreste prevalecem as pequenas propriedades. Sua vegetação. Corresponde à região do planalto da Borborema. É uma área de transição ente essas duas sub-regiões. cordas. impedindo a penetração para o interior dos ventos úmidos que vêm do oceano Atlântico e perdem sua umidade nas chuvas frequentes que ocorrem na parte oriental do Nordeste. fibra utilizada para fabricar tapetes. Os principais cultivos do Agreste são: algodão. em outros a caatinga. nem tão úmido quanto o da Zona da Mata. na Zona da Mata e na porção leste do Agreste. onde predominam as grandes propriedades agrárias. bolsas. o Agreste é uma área relativamente alta (500 a 800 m). geralmente. Ao contrário das demais sub-regiões do Nordeste. etc. Aí. Na sua porção oeste. em alguns locais. café e agave (planta da qual se extrai o sisal.

Caruaru e Garanhuns em Pernambuco. especialmente o Sertão.Existem no Agreste algumas importantes cidades comerciais. São as chamadas capitais regionais do Agreste. Apesar de todo o Maranhão e todo o Piauí tradicionalmente serem considerados Meio-Norte ou Nordeste ocidental. Mearim e Itapecuru. ou área de transição entre o Sertão semi-árido e a Amazônia úmida. como o próprio nome diz. ser considerada Meio-Norte. entre as quais se destacam Campina Grande. . A parte ocidental do Maranhão é amazônica. pode. Portanto. a área situada entre o Sertão e a Amazônia é tão somente uma faixa de terras que ocupa alguns vales fluviais: os rios Grajaú. a leste. na PB. E a maior parte do Piauí é sertaneja. com clima semi-árido e vegetação de caatinga. na verdade somente a área que vai da bacia do rio Grajaú. e o rio Parnaíba. até a bacia do rio Parnaíba. no Maranhão. Feira de Santana na BA. Meio-Norte O Meio-Norte. a oeste. constitui uma área de transição entre o Norte (Amazônia) e o Nordeste. com um clima mais úmido e matas equatoriais semelhantes à floresta Amazônica. que serve de divisa entre o Maranhão e o Piauí. centros urbanos com um intenso comércio. que constitui sua principal atividade econômica. de fato.

É constituída por palmeiras como a carnaúba e. baseada no algodão. e de suas sementes um óleo utilizado na fabricação de cosméticos e de aparelhos de alta precisão. o complexo minerometalurgico interligado ao Programa Grande Carajás. especialmente no Maranhão. e de seu caroço é extraído um óleo. é de fato. o babaçu. A principal cidade é São Luís. Do caule da carnaúba pode-se retirar uma cera. Cabe destacar. . quando o cultivo e a exportação de algodão lhe renderam vultuosos recursos financeiros que aí foram parcialmente investidos. Do caule do babaçu se extrai o palmito. principalmente. que traz minérios da serra dos Carajás para serem exportados pelo porto de Itaqui. nesse aspecto. com edifícios antigos que simbolizam um passado rico e um presente em decadência. Na verdade. Tanto a cera quanto o óleo da carnaúba são utilizados na fabricação de ceras. considerada uma vegetação de transição entre a caatinga e a floresta amazônica. lubrificantes.Nessa faixa de terras encontra-se a mata dos Cocais. ao redor da qual se criaram usinas de ferrogusa e de alumínio. na cana-de-açúcar e no arroz. paisagem típica do Meio-Norte. A agricultura do Meio-Norte é tradicional. velas. etc. capital do Maranhão. Mas existem algumas poucas áreas que se modernizaram bastante nessa sub-região. o Meio-Norte já teve o seu período de esplendor econômico no século XVIII e parte do século XIX. A economia dessa sub-região baseia-se no extrativismo vegetal e na agricultura. A zona dos Cocais.

................ título concedido pela ....... .................................. são as formas mais tradicionais de artesanato da região.. A cultura nordestina é um atrativo à parte para o turista.................. complexos hoteleiros e pólos de ... favorece a especulação imobiliária.. São Luis (MA) e o centro histórico do .........Agora responda: O grande número de cidades litorâneas com belas .... em Salvador (BA). em Caruaru (PE) e Campina Grande (PB) são as mais populares do país... Alguns exemplos são as cidades de Olinda (PE). contribui para o desenvolvimento do turismo................ que em muitos casos ameaçam a preservação de importantes.......................... e hábitos seculares preservados.... há ............ Em cada estado... Esse crescimento........... Muitos investem na construção de parques aquáticos... As rendas de bilro e a ............... O nordeste é a região brasileira que abriga o maior número de Patrimônios Culturais da Humanidade........ As .. no entanto..........

. O ......... é uma extensa área de clima semi-árido que chega até o litoral... ...... O clima é tropical úmido.. compreende a faixa de transição entre o sertão semi-árido do Nordeste e a região amazônica......... onde predominam as culturas de subsistência e a pecuária leiteira... no Piauí............ numa faixa litorânea de até 200 quilômetros de largura............. um dos mais importantes ...... A ........ O solo é fértil e a vegetação natural é a . O .... já praticamente extinta......... uma extensão de área de clima semiárido Nessa sub-região...............Há ainda o Parque Nacional da Serra da Capivara.. O . com chuvas mais freqüentes no outono e inverno................. estende-se do estado do Rio Grande do Norte ao sul da Bahia....................................... nos estados do Rio Grande do Norte e do Ceará................. Apresenta clima úmido e vegetação exuberante....... os terrenos mais férteis são ocupado por minifúndios............ do país.. à medida que avança-se para o oeste....

........... com suas maravilhosas paisagens naturais e mar cristalino.. O rio São Francisco é a única fonte de água perene. pois os solos são rasos e pedregosos e as ........... especialmente em Salvador.As atividades agrícolas sofrem grande limitação........... escassas e mal distribuídas. de Fernando de Noronha... ....... Olinda e Recife......... Outro grande destaque a nível nacional e mundial é o ........... conhecidos em todo mundo..... Cada uma dessas cidades chega a receber um milhão de turistas nessa época. local que abriga os golfinhos saltadores. O carnaval continua sendo o evento que mais atrai turistas. A vegetação típica é a ...........

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->