P. 1
Organização das Empresas

Organização das Empresas

|Views: 7.033|Likes:
Publicado porfabiocabrero
Sequencia da aula de organização de empresas
Abertura, tipos, sociedades, etc
Sequencia da aula de organização de empresas
Abertura, tipos, sociedades, etc

More info:

Categories:Types, Speeches
Published by: fabiocabrero on Jul 23, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/07/2015

pdf

text

original

23/07/2010

Organização das Empresas
Prof. Fábio Cabrero

O que é empresa ?
• Organização econômica em que são reunidos e combinados fatores de produção, desenvolvendo determinada atividade com objetivo de lucro

Elementos ou recursos de uma empresa
• Para atingir seus objetivos necessita dos seguintes recursos:
– Humanos: elemento mais importante numa empresa – Materiais: ferramentas, veículos, computadores, maquinário, etc – Técnicos: habilidades para se desenvolver o objeto social da empresa, ou seja, saber lidar com o que se propõe a fazer – Financeiros: extremamente importante; capital empregado na produção ou comercialização de bens e/ou serviços

1

23/07/2010

Pessoa física
• Indívíduo ou pessoa natural dotada de vontade própria e capaz de direitos e obrigações

Pessoa Jurídica
• Pode ser entendida de duas formas:
– Empresário: pessoas que se inscrevem como pessoa jurídica, comerciante ou prestador de serviços, que responde ilimitadamente pelos atos praticados pela empresa – Sociedade: união de dois ou mais sócios que têm responsabilidade solidária e limitada perante os compromissos assumidos

Missão da empresa
• Declaração de metas que deverão ser atingidas pela empresa, em relação à:
– – – – – – – – – Natureza Qualidade dos produtos e/ou serviços oferecidos Preços Relacionamento com clientes, funcionários e outras empresas Características do ambiente de trabalho Estilo de administração Incorporação de novas técnicas e tecnologias Perspectiva de crescimento e lucros Relacionamento com a comunidade e com o meio ambiente

2

23/07/2010

Importância
• Mas qual a importância disso ?
– Segundo alguns filósofos e administradores

– "Você pode não aprender muito ao ler a missão de uma empresa - mas você aprenderá muito ao tentar escrevê-la." S. Tilles – "Uma empresa não se define pelo seu nome, estatuto ou produto que faz; ela se define pela sua missão. Somente uma definição clara da missão é razão de existir da organização e torna possíveis, claros e realistas os objetivos da empresa." Peter Drucker

Vejamos um exemplo
• Tomemos o negócio “ENERGIA”

• Temos várias organizações, cada uma com sua missão

Negócio Energia
Missão normatizadora e política

Secretaria Nacional de Energia
Missão exclusiva

Petrobrás

Eletrobrás Furnas Eletropaulo CESP CEMIG COPEL Light

Missões semelhantes

BR Distribuidora Shell Esso Atlantic Ipiranga Texaco

3

23/07/2010

Alguns exemplos de missão
• "Atuar no setor de comunicação, com o compromisso de informar com imparcialidade, garantindo a liberdade de expressão, contribuindo para o desenvolvimento cultural e a melhoria da qualidade de vida da sociedade.“ Jornal do Brasil • "Servir alimentos de qualidade, com rapidez e simpatia, num ambiente limpo e agradável.“ McDonald’s • " Realizar atividades de pesquisa, desenvolvimento e suporte tecnológico, que propiciem ao STB condições de oferta de serviços/redes, produtos de telecomunicações demandados pela sociedade brasileira e que contribuam para a capacitação tecnológica e industrial do país.“ • CPqD - Telebrás

PETROBRÁS- PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. "Assegurar o abastecimento do mercado nacional de petróleo, gás natural e derivados, através das atividades definidas na Lei 2.004, de forma rentável e a menores custos para a sociedade, contribuindo para o desenvolvimento do país.“ BR- PETROBRÁS DISTRIBUIDORA S.A. "Comercialização, distribuição e industrialização de derivados de petróleo, energéticos, outros produtos e serviços correlatos nos mercados nacional e internacional, objetivando a satisfação do cliente, promovendo o desenvolvimento tecnológico, a garantia da qualidade e a segurança, com rentabilidade e competitividade, contribuindo para a preservação do meio ambiente e o desenvolvimento sócio-econômico do país.“ RIPASA "A RIPASA tem como missão desenvolver atividades nas áreas de produtos florestais, comunicação escrita, embalagem e papéis diferenciados, valorizando seus recursos humanos, aperfeiçoando sua tecnologia, preservando o meio ambiente, fortalecendo a livre iniciativa e contribuindo para o desenvolvimento cultural, econômico e social."

Constituição e legalização
• Para operar e desenvolver suas atividades as empresas devem ser constituídas e devidamente legalizadas
– Empresas industriais, comerciais, prestadoras de serviço necessitam registro ou arquivamento de atos constitutivos nos seguintes órgãos: • Junta Comercial do Estado • Secretaria da Receita Federal • Prefeitura Municipal • Secretaria da Fazenda do estado (exceto prestadores de serviço e entidades sem fins lucrativos)

4

23/07/2010

• No caso de prestadores de serviços existe a possibilidade de arquivar atos constitutivos no Cartório de Registro de Títulos e Documentos, ou equivalente

Natureza das empresas
• Classificamos quanto à sua forma:
– Prestação de serviços • Vendem serviço diretamente aos clientes, geralmente com estrutura simples. Exemplos: salão de beleza, clínica de estética, assessoria contábil, etc – Comercial • Comercializam bens e produtos, podendo ser:
– Varejo: vende diretamente ao consumidor final, para o próprio consumo em quantidade geralmente pequenas. Exemplo: supermercados, farmácias, papelarias – Distribuição: empresas atuando em áreas geográficas que colocam determinados produtos no mercado. Exemplo: atacadistas de produtos alimentícios, atacadistas de rações animais

– Industrial • fabrica produtos mediante encomendas ou para formação de estoques, utilizando produtos ou insumos elaborados por outros fabricantes. Exemplos: Indústria de alimentos, indústria de vestuário

– Mista • Combina características de mais de um tipo de negócio. Exemplo: padaria, fabrica e vende seus produtos

5

23/07/2010

Forma Jurídica das empresas
• Empresário
– Constituída por uma única pessoa, responsável ilimitada e individualmente pela empresa. – Se aplica à atividades: • Indústria • Comércio

• Sociedade civil limitada ou S/C Ltda
– Constituída por duas ou mais pessoas, tendo por objeto apenas exploração da prestação de serviços. – Regulada pelo Código civil e não pode praticas atos de comércio. – Documentos registrados no Cartório de Títulos e Documentos – Responsabilidade pelo pagamento das obrigações

Sociedade por quotas de responsabilidade limitada ou Ltda.
– Constituída por, no mínimo, 2 sócios, com atividade industrial e/ou comercial, podendo também explorar prestação de serviços – Quotas representam a participação de cada sócio no capital da empresa, tendo participação proporcional e esse capital

Sociedade Anônima ou S.A.
– Formada por duas ou mais pessoas cujos aos constitutivos dar-se-ão através de Estatuto Social, onde constam: • Forma de operação • Normas que regerão a empresa e o capital social, dividido em ações – Também chamada Companhia. – Empresas regidas pela “Lei das S.As.” – Podendo ser subordinadas à CVM (Comissão de Valores Mobiliários) se tiverem ações negociadas na bolsa

6

23/07/2010

Sociedade Cooperativa
– Sociedades de pessoas com forma e natureza jurídica próprias, de natureza civil não sujeitas à falência, constituídas para prestar serviços a seus associados

Classificação das empresas
• Baseada em vários critérios, tais como :
– – – – Ramo de atividade Número de empregados Faturamento Capital

Sendo o mais comum de acordo com o número de empregados
• Microempresa: de 0 a 9 empregados • Pequena: de 10 a 99 empregados • Média: de 100 a 500 empregados • Grande: acima de 500 empregados

7

23/07/2010

Microempresas e de pequeno porte
• Segundo a lei n.9.841/99 de 05 de outubro de 1999:
– Microempresas • Pessoas jurídicas e firma individuais com receita bruta anual igual ou inferior a R$ 240.000,00. – Empresas de pequeno porte • Pessoas jurídicas não enquadradas como microempresas com receita bruta anual superior a R$ 240.000,00 e igual ou inferior a R$ 2.400.000,00

Razão Social
• Nome empresarial indicado pelo empreendedor, ou, nome empresarial, podendo ser:
– Firma: nome utilizado pelo empresário individual, pelas sociedades em nome coletivo, de capital e indústria – Denominação: nome de sociedades anônimas e cooperativas

Formação do nome empresarial
• O nome comercial deve ser o do empresário titular. Caso haja um nome igual já registrado pode ser abreviado, desde que não seja abreviado o último sobrenome, ou ainda pode ser acrescentado termo que indica a principal atividade econômica

8

23/07/2010

Exemplo:
• Nome do titular:
– Joaquim Francisco dos Santos e a atividade pretendida é mercearia

• Opção 1 –
– J. Francisco dos Santos ou Joaquim F. dos Santos – Joaquim Francisco dos Santos Mercearia

Formação do nome empresarial numa sociedade limitada
• Pode adotar tanto firma como denominação
– Firma: • Sobrenome dos sócios, acrescidos da expressão limitada ou Ltda • Exemplo:
– José da Silva – João dos Santos – Mário Vieira – Razão social: Silva, Santos e Vieira Ltda

• Pelo sobrenome de um dos sócios, acrescido da expressão & Companhia Limitada
– Exemplo:
– José da Silva – João dos Santos – Mário Vieira

• Razão Social: Silva e Cia Ltda, ou Silva, Santos & Cia Ltda, ou ainda Santos & Vieira Ltda

9

23/07/2010

– Denominação: • Palavra de uso comum ou vulgar ou expressão de fantasia incomum acrescida da principal atividade exercida pela empresa. • Exemplo:
– Atividade: mercearia e açougue – Bem Servir Mercearia Ltda

Nome Fantasia
• Conhecido como nome comercial ou nome de fachada, é a designação utilizada por uma instituição para o público. • Pode ser formado a partir de palavras ou expressões contidas na própria razão social, bem como a partir da criatividade do empresário.

Contrato social
• Instrumento jurídico que rege e define por meio de suas normas a nova empresa além das participações e disposições dos sócios • No caso das limitadas algumas clausulas são essenciais ou obrigatórias, sem as quais não poder ser arquivados no registro competente

10

23/07/2010

Fecho do Contrato Social
• Devem constar:
– – – – Localidade e data do contrato Nomes dos sócios e respectivas assinaturas. Não são obrigatórias assinaturas das testemunhas Havendo sócio analfabeto, o contrato deve ser assinado por procurador, nomeado por procuração outorgada por instrumento público, contendo poderes específicos para assinar o contrato

Legalização da Empresa
• Para legalizar a empresa, devem ser tomadas providências nos seguintes órgãos:
– Receita Federal • Pedido de CNPJ (antigo CGC) • Modelo: 11.222.333/4444-55 • Os números após a barra correspondem à unidade da empresa • Os dois últimos números correspondem ao dígito verificador que testa se o CNPJ é válido

Inscrição Estadual
• Empresas com compra e venda, produtos e mercadorias, são CONTRIBUINTES perante o ESTADO. • Nos postos fiscais eletrônicos obtemos a DECA ESTADUAL

11

23/07/2010

Inscrição Municipal
• Requerido junto à prefeitura que expedirá o alvará de funcionamento da empresa, após processo.

Exercícios
1. Qual o objetivo de uma empresa? 2. Quais os 4 elementos para uma empresa atingir seu objetivo 3. Pessoa física é o ou pessoa natural dotada de vontade própria capaz de e 4. Em qual órgão são arquivados os atos constitutivos das empresas comerciais, industriais e prestadoras de serviços?

5. As empresas exclusivamente de prestação de serviços têm a opção de arquivar seus atos constitutivos no 6. Com base na Receita Bruta Anual, como são classificadas as Microempresas(ME) e as Empresas de Pequeno Porte (EPP)

12

23/07/2010

Falência e Recuperação extrajudicial ou judicial
• Sofreu grande mudança em 2005, quando foi sancionada a “Lei de recuperação de Empresas” • Por estar desatualizada a antiga “Lei de Falência”, dificultava a superação das crises das empresas, com longos processos que dificilmente terminavam com a recuperação gerando mais problemas e desemprego

Falência
• Processo de execução coletiva. • Termina em arrecadação e venda judicial forçada de todos os bens do falido para rateio proporcional entre os credores. • Normalmente a empresa pára de funcionar e uma pessoa é designada pelo juiz para:
– – – – Arrecadar o patrimônio disponível Verificar os créditos Liquidar os ativos (bens e direitos) Pagar o passivo em rateio (obrigações da empresa)

Recuperação extrajudicial ou judicial
• Conhecida anteriormente como Concordata • Ocorre antes da falência • Quando o devedor ainda não deixou de pagar suas obrigações líquidas, mas está prestes a fazê-lo • A empresa deverá fechar acordo com seus credores
– Bancos, fornecedores, empregados, governo municipal, estadual e federal em até 180 dias

13

23/07/2010

• Caso não sejam fechados acordos no prazo o juiz pode decretar falência imediata • Antes da nova lei um processo poderia durar até 20 anos • Enquanto a concordata geralmente terminava em falência a nova lei permite recuperação da empresa por permitir maior agilidade • Para iniciar o processo é necessário apresentar documentação com histórico da empresa e exposição das causas que levaram à crise

Comparativo Lei nova x Lei Antiga
Recuperação extrajudicial ou judicial Antiga Lei • Iniciativa da empresa e permite apenas negociação em dois anos de dívidas promissórias, cheques, etc. • Outros credores disputam dívidas na justiça • Não há prazo para conclusão dos processos Nova Lei • Fim da concordata • Empresa pode requerer recuperação extrajudicial ou judicial • Recuperação Extrajudicial: empresário apresenta proposta de recuperação homologada pelo judiciário (exceto trabalhadores e fisco • Recuperação judicial: Empresário negocia com todos. • Plano de recuperação determina ordem dos pagamentos

Modelos organizacionais de empresas
• Quando estruturamos e integramos as atividades desenvolvidas numa empresa • Distribuindo em:
– Departamentos – Setores – Seções

• Empresa: sistema com suas partes interligadas • Representação gráfica: Organograma

14

23/07/2010

Estrutura interna
• Analisando a estrutura empresarial quanto às funções, temos:
– Áreas: constituídas por departamentos e setores. – Departamentos: segundo nível de uma organização, responsáveis pelos setores – Setores: compreende a operacionalização das atividades

Hierarquia
• Representada no organograma que pode ter diversas formas

• Entre elas:
– Estrutura linear – Estrutura Departamental – Estrutura simples

Linear
Presidente

Diretor A

Diretor B

Diretor C

Gerente B1

Gerente B2

Gerente B3

15

23/07/2010

Departamental
Presidente

Divisão A

Divisão B

Divisão C

Departamento B1

Departamento B2

Departamento B3

Horizontal

Exercícios
1. Desenvolva uma idéia de produto ou serviço, descrevendo:
– – – Nome Público-alvo Informações importantes

2. Crie a missão da empresa baseado nos fatores discutidos e estudados
– – – – – – – – – Natureza Qualidade dos produtos e/ou serviços oferecidos Preços Relacionamento com clientes, funcionários e outras empresas Características do ambiente de trabalho Estilo de administração Incorporação de novas técnicas e tecnologias Perspectiva de crescimento e lucros Relacionamento com a comunidade e com o meio ambiente

16

23/07/2010

3. Defina o tipo de empresa, justificando 4. Liste os documentos necessários para a legalização da empresa 5. Desenvolva o organograma da empresa 6. Qual a diferença entre falência e recuperação extrajudicial e judicial?

Bibliografia
• http://www.strategia.com.br/Estrategia/estrategia_ corpo_capitulos_missao.htm - acessado em 11/07/2010 • http://www.juliobattisti.com.br/tutoriais/lucineiago mes/som013.asp

17

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->