P. 1
Simetria, quadrilateros e triangulos

Simetria, quadrilateros e triangulos

4.79

|Views: 29.109|Likes:
Publicado porninaanasofia

More info:

Published by: ninaanasofia on Jun 19, 2008
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/13/2013

pdf

text

original

Escola E.B.

2/3 de Lustosa Ano lectivo: 2007/2008

Disciplina: Matemática

Grupo número: 5

Professora: Clara Eira

Escola E.B. 2/3 de Lustosa

Integrantes do grupo: N.º 4 – Ana Sofia Pereira Pinto N.º19 – Vanessa Alexandra Pinto Pereira

Índice
Introdução Triângulos Construção de triângulos Quadriláteros Simetria em relação a uma recta Eixos de simetria Bissectriz de um ângulo Conclusão Bibliografia Página Página Página Página Página Página Página Página Página 4 5 6 8 10 10 11 12 13

Página de 12

Escola E.B. 2/3 de Lustosa

Introdução

Este trabalho foi-nos proposto no âmbito da disciplina de “Matemática”. Esta coordenada pela professora Clara Eira. No nosso trabalho vamos falar sobre Triângulos, Quadriláteros e Simetria, onde iremos relatar um pouco de triângulos e como se constroem, Quadriláteros e como se constroem, Simetria em relação a uma recta, eixos de simetria de triângulos e paralelogramos. Com este trabalho, pretendemos dar a conhecer um pouco mais sobre a matemática, através da Simetria, Quadriláteros e Triângulos.

Página de 12

Escola E.B. 2/3 de Lustosa

Triângulos

Um triângulo é um polígono com três lados e três ângulos internos. O triângulo é o único polígono que não possui diagonais e cada um de seus ângulos externos é suplementar do ângulo interno adjacente. O perímetro de um triângulo é a soma das medidas dos seus lados. Classificar triângulos quanto aos lados ➢ Triângulo equilátero – tem todos os lados com o mesmo comprimento, todos os seus ângulos medem 60˚ portanto é um polígono regular. ➢ Triângulo isósceles – tem apenas dois lados com o mesmo comprimento. ➢ Triângulo escaleno – tem todos os lados diferentes e todos os seus ângulos também diferentes.

Equilátero Escaleno

Isósceles

Classificar triângulos quanto aos ângulos ➢ Triângulo rectângulo – tem um ângulo recto. ➢ Triângulo obtusângulo – tem um ângulo obtuso. ➢ Triângulo acutângulo – tem todos os ângulos agudos.

Rectângulo Acutângulo

Obtusângulo

Página de 12

Escola E.B. 2/3 de Lustosa
Para que se possa construir um triângulo é necessário que a medida de qualquer um dos lados seja menor que a soma das medidas dos outros dois e maior que o valor absoluto da diferença entre essas medidas. |b−c|<a<b+c

Construção de triângulos

Construção de um triângulo dados os comprimentos de dois lados e a amplitude do ângulo por eles formado. Para construir o triângulo [ABC], com AB=3 cm, BC=4 cm e ABC=35˚, é necessário utilizar régua e transferidor e procede deste modo:

Desenha um dos lados, por exemplo [BC] com 4 cm.

Construção de um triângulo, dado o comprimento de um lado e as amplitudes dos outros ângulos adjacentes a esses lados. Para construir o triângulo [DEF], com EF=3 cm, DÊF=40˚ e EFD=60˚, é necessário utilizar régua e transferidor. Procede do seguinte modo:

Desenha um dos lados, por exemplo [EF] com 3 cm.

Página de 12

Escola E.B. 2/3 de Lustosa
D

E

F

Construção de triângulos sendo dado os comprimentos dos três lados. Para construir o triângulo [GHY], com GH=6 cm, GY=5 cm e HY=3 cm, é necessário uma régua e um compasso. Procede do seguinte modo: Traça [GH] com 6 cm de comprimento.

Página de 12

Escola E.B. 2/3 de Lustosa

Quadriláteros

Um quadrilátero é um polígono de quatro lados, cuja soma dos ângulos internos é 360°, e a soma dos ângulos externos, assim como qualquer outro polígono, é 360°.

Classificar quadriláteros Os quadriláteros podem ser considerados Trapézios ou Não Trapézios. O seguinte esquema ilustra a classificação dos diferentes tipos de quadriláteros.

Trapézios

Página de 12

Escola E.B. 2/3 de Lustosa
Um quadrilátero é considerado um trapézio se pelo menos dois dos seus lados forem paralelos. No caso de serem exactamente dois os seus lados paralelos, trata-se de um Trapézio propriamente dito. Tipos de Trapézios • Trapézio Isósceles: Os lados opostos paralelos são de comprimentos diferentes, os lados opostos não paralelos são congruentes, e apresenta um eixo de simetria; Trapézio Rectângulo: Contem dois ângulos de 90°, e não tem um eixo de simetria; Trapézio Escaleno: Todos os lados são diferentes, e os lados opostos não paralelos não são congruentes.

• •

Paralelogramos Se todos os lados opostos forem iguais e paralelos, trata-se de um Paralelogramo. Um paralelogramo apresenta as seguintes características: • • • • A soma de dois ângulos consecutivos é de 180°; As diagonais cortam-se no ponto médio; Os lados opostos são congruentes; Os ângulos opostos são congruentes.

Tipos de Paralelogramos • • • • Paralelogramo Obliquângulo: Os lados opostos são iguais entre si; Rectângulo: Possui quatro ângulos de 90°, e os lados opostos são iguais entre si; Losango: Todos os lados são iguais entre si; Quadrado: Possui quatro ângulos de 90°, e todos os lados são iguais entre si. As diagonais cruzam-se no ponto médio.

Página de 12

Escola E.B. 2/3 de Lustosa

Simetria em relação a uma recta

Diz-se que a figura é simétrica em relação a recta. A recta é o eixo de simetria. Segmentos de recta têm o mesmo comprimento. O recta que simétricos ao eixo de simétricos ficam de simetria. a mesma segmento de une dois pontos é perpendicular simetria. Pontos distância do eixo

Eixos de simetria

A recta divide a figura em duas partes que se sobrepõem. A recta é o eixo de simetria da figura.

Eixos de simetria de triângulos O triângulo escaleno não tem eixos de simetria. O triângulo isósceles tem só um eixo de simetria. Página de 12

Escola E.B. 2/3 de Lustosa
O triângulo equilátero tem 3 eixos de simetria.

Eixos de simetria de paralelogramos Há paralelogramos que não têm eixos de simetria. O losango tem 2 eixos de simetria. O rectângulo tem 2 eixos de simetria. O quadrado tem 4 eixos de simetria.

Bissectriz de um ângulo

A bissectriz de um ângulo é a semi-recta que divide o ângulo em dois iguais.

Como determinar a bissectriz de um ângulo Com o centro em A traça um arco com o compasso.

Fazendo centro em B traça um arco e com a mesma abertura traça outro arco fazendo centro em C. Assinala o ponto D onde se cruzam os dois arcos. AD é a bissectriz do ABC.

Página de 12

Escola E.B. 2/3 de Lustosa

Conclusão

Após a apresentação e reflexão, sobre estes temas podemos concluir que sabermos isto até que é importante. Podemos dizer também que foi divertido fazer este trabalho.

Página de 12

Escola E.B. 2/3 de Lustosa

Bibliografia

Motores de busca: ➢ Google; ➢ Live Search; ➢ MSN.

Sites: ➢ pt.wikipédia.org; ➢ www.educ.fc.ul.pt/icm/icm2002/icm109/oqueeumquadrilatero.htm.

Livros: ➢ Matemática conVida parte 1; ➢ Caderno diário da disciplina de Matemática.

Página de 12

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->