P. 1
Convite Formal

Convite Formal

|Views: 2.421|Likes:
Publicado porbboyguodai

More info:

Published by: bboyguodai on Jul 28, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as RTF, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/06/2012

pdf

text

original

Convite formal. Ola! Muito prazer! Primeiramente gostaria de me apresentar; chamo-me Camilo.

Estou lhe escrevendo na esperança que de fato você venha a ler isso um dia. Minha intenção escrevendo-lhe essa carta é promover um encontro entre nós dois; sim, seria de meu gosto te conhecer pessoalmente, olhar bem pra esse rosto que a tanto não sai de minha cabeça. Creio que seria algo paradoxal e difícil, visto que nem sequer sei como é a forma estampada em seu rosto, porem sei que lhe reconheceria apenas pondo meus olhos em cima de você. Sobre a finalidade de um encontro assim? Bem, eu explico: eu apenas gostaria de uma tarde calma em sua companhia, olhando fundo em seus olhos negros – supondo que eles sejam negros, de fato - apenas para perguntar qual a graça você vê nessas “peças” que em mim você insiste em pregar. Sim! Gostaria muito de saber se você de fato fica satisfeito em ser esse perfeito idiota, ou eu deveria dizer perfeito imbecil. No caso de que você não tenha coragem o suficiente para dar as caras em nosso encontro, eu posso te adiantar algumas das coisas que seriam ditas lá: “Gostaria muito de lhe expressar todo o profundo desprezo que sinto por sua pessoa asquerosa, e também, como sou tentando a mandar-lhe a certos lugares considerados por mim, indelicados. Queria que soubesse que por causa de suas brincadeiras infantis, sinto vontade de cortas meus pulsos, mais não para tentar acabar com minha própria vida ou parecer dramático... Não, mais apenas para tentar me livrar de todo esse liquido nojento que corre em minhas veias como um enxame de laminas, esse “suco de humanidade” que me faz, contra minha vontade, entrar nesse estado deplorável de tristeza em que me encontro agora. Se você possuísse uma alma, gostaria de vê-la ardendo no mais profundo poço de sofrimento, banhado em óleo fervente; eu apreciaria isso em todos os segundos que durasse, e esboçando um rasgado sorriso”. Contudo, eu ainda acredito que responderás ao meu chamado “amigável”, que aparecerá para que eu possa dizer-lhe mais “alguns elogios”. Espero ansioso, e peço perdão por não ter prolongado essa carta de maneira mais criativa. Porém, creio que certas coisas têm que ser ditas “ao vivo”. Bem... É isso! Espero-lhe em um dia qualquer, em uma rua qualquer. Atenciosamente: Camilo. Destinatário: Destino, também conhecido como “acaso”.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->