P. 1
Introdução à Informática Educativa-Anexo

Introdução à Informática Educativa-Anexo

|Views: 3.037|Likes:
Publicado porfranzkre
Atividades desenvolvidas no Linux Educacional 3.0 para o Produto 40, do Educimat
Atividades desenvolvidas no Linux Educacional 3.0 para o Produto 40, do Educimat

More info:

Published by: franzkre on Aug 05, 2010
Direitos Autorais:Traditional Copyright: All rights reserved

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/26/2013

pdf

text

original

FRANZ KREÜTHER PEREIRA

INTRODUÇÃO À INFORMÁTICA EDUCATIVA

Belém, agosto de 2010
1

Ligue a máquina. Irá aparecer a área de trabalho do Linux Educacional 3.0 (figura a seguir).

Agora, você vai CRIAR UMA PASTA para guardar seus trabalhos desse módulo. Se ainda não sabe como fazer, observe as imagens e siga os passos 1, 2 e 3: 1- Com o ponteiro do mouse no meio da Área de Trabalho do LE 3.0, aperte o Botão Direito-BD. - Aparecerá o menu de opções, conforme mostrado na figura abaixo. Coloque o ponteiro do mouse sobre Criar Novo. Isso fará aparecer um sub-menu.

2- Clique na opção Pasta. Isso exibirá a caixa Nova Pasta (veja abaixo).

3- Simplesmente, digite seu nome e clique sobre o botão OK, ou aperte a tecla Enter. Pronto, sua pasta foi criada! Peça ajuda ao Professor-tutor caso tenha dificuldades a partir daqui.

2

UNIDADE 3 CONSTRUINDO ATIVIDADES EDUCACIONAIS Ao final dessa unidade você deverá estar apto a desenvolver as atividades de ensino em Matemática propostas, bem como adaptá-las ou criar suas próprias utilizando os aplicativos Tux Paint, Kolour Paint, Writer, Calc e Impress. Note que as atividades são complementos de ações teóricas desenvolvidas em sala de aula e servem para fixar conteúdos e construir conceitos, mas você também pode utilizá-las para introduzir um novo conteúdo.

A Importância do Desenho para a Aprendizagem Matemática Nosso primeiro aplicativo é o Tux Paint, um excelente programa de desenho voltado para crianças que estão alfabetizadas ou se alfabetizando, mas os adultos que estão se alfabetizando digitalmente também podem se divertir e aprender com ele. Veja abaixo a janela do TUX.

O Tux Paint se divide em cinco partes. À esquerda temos a caixa ou barra de Ferramentas, onde estão as ferramentas básicas e comandos; ao centro encontramos a área de criação e edição de desenho; à direita temos a caixa de Seleção, que varia de acordo com a ferramenta escolhida; na parte inferior encontra-se a Paleta de Cores, e abaixo dela a área de Instruções, onde aparecem informações e dicas sobre o uso da ferramenta selecionada. SUGESTÃO: Conheça o TuxMath, um jogo educativo semelhante ao famoso e antigo SpacInvaders. Nele os meteoros são acompanhados por operações matemáticas e o usuário deve destruí-los usando a arma de raios laser do famoso pinguim TUX, ativada pelas soluções matemáticas. Baixe o programa através do endereço http://www.superdownloads.com.br/download/140/ tuxmath-mac/

3

3. Atividades com o TUX PAINT
O TuxPaint é uma excelente ferramenta para as crianças que começam a usar o computador, pois contribui para desenvolverem a habilidades no controle e uso do mouse (coordenação motora fina). Apesar de voltado para o público infantil, ele também serve igualmente para adultos. Recomendo que as atividades com ele sejam as primeiras que o professor de Sala de Informática Educativa-SIE deve elaborar e trabalhar para alunos, num primeiro contato com a máquina. Abra o TuxPaint clicando no botão INICIAR. Em seguida, vá em Programas Educacionais e escolha a opção Multidisciplinar. No submenu que se abre clique em Desenho (TuxPaint). Agora, explore livremente algumas das ferramentas, como Pintar, Carimbos, Mágicas e Formas. Criando um Geoplano e identificando Polígonos Conteúdos diretamente explorados: Entes e figuras geométricas planas Conteúdos relacionados: construção de conceitos (Maior/Menor, Reta, Segmento, Ponto, Quadriláteros, Triângulos); Polígonos; Noções de ângulos; nº de lados e o nome do polígono. Clientela: 1ª a 5ª série (ou 1º ano ao 6º ano) Aplicativo: TuxPaint Competências e habilidades matemáticas trabalhadas: • construção de conceitos relacionados aos objetos de estudo; identificar entes e figuras geométricas planas, construir figuras usando o Geoplano criado no Tux Procedimentos: 1. Vamos criar um Geoplano. Abra o TuxPaint e selecione a ferramenta Linha. 2. Faça diversos pontos na área de desenho. Podem estar alinhados, como numa grade, ou desalinhados (como o exemplo da figura abaixo); 3. Clique em Guardar, para salvar essa figura (iremos usá-la mais algumas vezes); ATENÇÃO: Cada vez que terminar uma das atividades propostas a seguir, confira o resultado com seu professor-tutor. Depois, apague tudo com a ferramenta Apagar ou clique em Abrir e selecione a figura dos pontinhos, salva anteriormente. Se quiser, pode salvar o seu desenho. NOTA: O TuxPaint não permite nomear o arquivo salvo, e salva seus arquivos na pasta .SAVED, uma pasta própria e oculta. 4. Com a ferramenta Linha, ligue os pontos para criar figuras conforme as condições abaixo: a. uma linha poligonal aberta simples b. uma linha poligonal aberta não-simples c. um quadrilátero côncavo d. um polígono côncavo com 6 lados e. um polígono interligando o maior número de pontos, sem cruzar nenhuma das linhas. Desafio: 1. Quantos lados tem o polígono criado no item acima? 2. Qual o nome desse polígono? ( Se puder, pesquise na Internet sobre polígonos) 3. Se traçarmos diagonais em um polígono podemos decompô-lo em triângulos. Quantos triângulos podemos construir a partir do polígono que você criou acima? 4

4. Desenhe uma pipa formada por 4 triângulos retângulos. O Departamento de Informática e Estatística do Centro Tecnológico da Universidade Federal de Santa Catarina criou o Projeto GEOPLANO. Acesse em http://www.inf.ufsc.br/~edla/projeto/geoplano/software2.html

3.2. O editor de desenhos Kolour Paint
O KolourPaint é um aplicativo muito interessante e útil no aspecto pedagógico, como você poderá perceber mais adiante. Durante as atividades com ele não tenha receios nem se intimide se os primeiros trabalhos não saírem ao seu gosto. Seja persistente. Garantimos que os resultados lhe surpreenderão.

Atividade de Descoberta Essa é uma atividade para ser realizada na Sala de Informática Educativa, após o professor ter feito a parte teórica de microinformática, como apresentar o computador e suas partes, falar do Sistema Operacional, das características do mouse e do teclado etc. Também recomendo essa atividade como introdutória à parte prática da Informática Educativa. Ela é dividida em dois momentos, e é mais indicada para quem está dando seus primeiros passos em Informática (de preferência pré-adolescentes, jovens e/ou adultos), ainda que possa ser realizada por quem já tem conhecimento e domina a máquina. Ajuda a desenvolver habilidades de manuseio com o mouse (coordenação motora fina), auxilia a travar contato com o teclado, contribui para desenvolver a observação e a análise de uma imagem, e é divertida. Procedimento (após conhecer o Kolour Paint e suas ferramentas): 1. Trace uma linha vertical de cima à baixo, que divida a área de desenho, aproximadamente, ao meio. (Lembre-se: para traçar uma reta perfeita mantenha a tecla SHIFT pressionada). 2. Do lado esquerdo, e somente deste, faça um desenho livre. Desenhe qualquer coisa, algo que goste, como uma paisagem, uma arte abstrata, composições com figuras geométricas. Depois pode colorir à vontade. Você tem 15/20 minutos para isso (Lembre-se: não é um concurso de desenho, então não se preocupe se não ficar uma obra prima)

5

NOTA: A partir daqui começa a segunda parte da atividade. Depois que todos estiverem terminado seu desenho, o professor da SIE deve trocar todos os alunos de lugar. O ideal é que o numero de alunos na sala seja par, mas se não for não tem problema. 3. Troque de lugar com seu colega. Agora você está diante do desenho que ele fez, e ele diante do seu. Observe o desenho por alguns instantes. 4. Agora, clique na ferramenta Texto e, na área em branco a esquerda do desenho, escreva o que você sentiu ao observar o desenho de seu colega, que sensações ele lhe transmitiu. Você tem cerca de 15/20 minutos para isso. 5. Agora pergunte o que seu colega escreveu e confira se foi assim que você imaginou seu desenho. Depois faça o mesmo com o dele. NOTA: Após todos terminarem, o professor deve pedir que cada um leia o que escreveu sobre o desenho do outro e vice versa. A coisa funciona assim: o primeiro lê o que escreveu, então o professor pergunta ao que desenhou se era aquilo que ele pensava quando fez o desenho. Depois inverte a ordem, pergunta ao segundo o que ele escreveu sobre o desenho do primeiro, e ao primeiro se essa interpretação está correta etc. E prossegue assim até todos terem lido e falado sobre seus desenhos. 3.3. Composição artística com Figuras Geométricas Planas As artes plásticas estão impregnadas de Matemática, e sabemos que a arte é uma poderosa auxiliar da Geometria. O objetivo dessa atividade é criar uma composição artística com figuras da geometria plana, contribuindo para desenvolver auto-expressão, a atenção e concentração, noções de beleza e harmonia, a fixação de conceitos por parte do aluno.

a) Arte Abstrata com Figuras Geométricas

Conteúdos diretamente explorados: Geometria Plana Conteúdos relacionados: Conceitos elementares sobre Geometria Plana; Entes Geométricos, Figuras Geométricas; Ângulos e vértices; Diagonal Clientela: 5ª a 8ª série (ou 6º ano a 9º ano) Aplicativo: Kolour Paint Competências e habilidades matemáticas trabalhadas: • Construção de conceitos relacionados aos objetos de estudo; Leitura de imagens; Reconhecer figuras, suas relações e propriedades, identificação de figuras da geometria plana; identificação de ângulos (internos/ externos) Disciplinas relacionadas: Matemática, Artes e História. Procedimentos: 1. Selecione a ferramenta Linha (espessura 3) e trace 2 ou 3 retas paralelas. 2. Selecione a ferramenta Retângulo, opção “Sem preenchimento”. 3. Clique na área de desenho e, mantendo a botão esquerdo do mouse pressionado, arraste-o até formar a figura no tamanho desejado. (Lembre-se: caso queira formar um quadrado, aperte a tecla SHIFT enquanto arrasta o mouse). 4. Repita essa operação algumas vezes, criando figuras de tamanhos diferentes, mesmo que sejam umas sobre as outras. (Lembre-se: caso queira formar um círculo perfeito com a ferramenta Elipse, aperte a tecla SHIFT enquanto arrasta o mouse). 6

5. Troque para a ferramentas Elipse e faça alguns círculos e elipses. 6. Troque para a ferramenta Polígono e crie alguns triângulos. 7. Preencha as figuras com as cores que desejar. O desenho deve ter ficado mais ou menos conforme mostra a figura a seguir.

b) Criando uma Faixa decorativa com figuras geométricas

Essa atividade tende a mostrar um recurso muito empregado na arte mural, na decoração de interiores, na cestaria, na cerâmica marajoara etc. Seu objetivo é aguçar o olhar do estudante sobre a Matemática que o cerca, e assim despertar ou estimular o gosto pelo seu estudo. Procedimentos: 1. Selecione a ferramenta Linha (espessura 3) e trace 2 retas paralelas. 2. Com a ferramenta Linhas Conectadas faça um desenho geométrico entre essas duas retas. Por exemplo, uma linha poligonal aberta ou fechada. Basta ir clicando nas posições desejadas que as linhas surgirão automaticamente, formando a figura. (veja figura abaixo). 3. Com a ferramenta Seleção, selecione apenas o desenho que acabou de fazer. 4. Clique em Editar e Copiar (ou aperte a tecla CTRL+C) 5. Volte em Editar e clique em Colar (ou aperte a tecla CTRL+V). Note que a figura copiada será colada no canto superior esquerdo. Arraste-a para a posição ao lado da figura original. Repita a operação até completar a faixa com o desenho. Salve seus trabalhos.

Exemplos de Faixas artísticas com motivos geométricos

7

Desafio: Criar uma figura espacial conforme pedido abaixo: 1. Uma pirâmide de base quadrada 2. Um cubo 3. Uma figura espacial qualquer diferente das anteriores EIXO DE SIMETRIA Uma das atividades que dá muito gosto desenvolver com esse aplicativo está relacionada com construções geométricas. Estamos falando de Simétricos e Eixos de simetria. Esta é uma atividade predominantemente matemática, mas com interface interdisciplinar. Ela oportuniza perceber e trabalhar a simetria presente nas formas naturais ou artificiais, além de desenvolver a inteligência lógico-matemática e a espacial, de maneira concomitante. SUGESTÃO METODOLÓGICA Recomendamos desenvolver uma aula introdutória apresentando exemplos de simetria axial encontrados na natureza, nas artes e nas construções humanas. Na oportunidade, você poderá abordar as noções subjetivas de beleza e fealdade, construídas a partir das relações matemáticas existentes no corpo humano, da proporção entre as diversas partes etc. A título de curiosidade, você pode encomendar uma pesquisa sobre a Proporção Áurea. Explore sua importância para as artes plásticas, para os pintores, escultores e arquitetos antigos e contemporâneos. Solicite aos seus alunos que pesquisem e tragam para a próxima aula figuras que apresentem o fenômeno da simetria (com um ou dois eixos). Também é interessante empregar como ilustração alguns trabalhos que subvertem as noções de perspectiva e as relações espaciais como as obras de Picasso e de Mauritus Cornelis Escher (veja abaixo alguns exemplos de trabalhos desses dois artistas). Uma variável da atividade com eixos de simetria é trabalhar a técnica de mosaico, empregada por Escher na construção de algumas de suas figuras. Pesquise na Web sobre isso. A parceria com o professor de artes é recomendada para um melhor aproveitamento do assunto.

3.4. Construindo e brincando com Eixos de Simetria Conteúdos Matemáticos diretamente explorados: construções geométricas; figuras simétricas, opostas e semelhantes. Conteúdos Matemáticos relacionados: ângulos; bissetriz, mediatriz; razões e proporções. Disciplinas relacionadas: Português, Ciências, Artes. Clientela: 6° ao 9° ano Aplicativo: MS-Paint 8

Competências e habilidades trabalhadas: • conceituar simétricos e eixos de simetria; reconhecer e traçar os eixos de simetria em figuras e objetos; identificar e construir a bissetriz, a mediana e a mediatriz como eixo de simetria em triângulos, quadriláteros e nas circunferências; construir figuras decorativas e composições artísticas explorando os eixos de simetria (faixas, rosáceas, mosaicos e painéis); reconhecer eixo de simetria em aplicações práticas no cotidiano (arquitetura, estamparia, decoração, etc.) Procedimentos: 1 - Uma vez na área de trabalho do Kolour Paint, selecione a ferramenta Linha e trace um segmento de reta vertical, com comprimento máximo de 1/3 da área de trabalho. (Veja figura abaixo - Passo 1) 2 - Com a ferramenta Linhas Conectadas, desenhe um polígono irregular fechado, iniciando e terminando no mesmo ponto do segmento de reta que você traçou anteriormente. (Idem-Passo 2)

3 - Use a ferramenta Seleção para selecionar apenas o polígono desenhado. 4 - Na Barra de Menu clique em Editar. No menu que se abre escolher Copiar. Repetir a operação e escolha Colar. Você pode usar as teclas de atalho CTRL+C para a ação de copiar e CTRL+V para colar. A figura será colada no canto superior esquerdo.             5 - Com a figura selecionada, clique no botão Seleção (na Barra de Menu), escolha a opção Refletir. Na janelinha que se abre clique em Horizontal. (Veja abaixo)

9

Observe que agora você tem uma imagem invertida da original. 7 - Arraste-a para o outro lado do segmento da reta, fazendo coincidir os pontos que tocam o segmento com a figura original (figura abaixo).

8 - Esta será a nossa Figura Padrão ou Modelo. 9 - Selecione a figura Padrão e repita os comandos Copiar e Colar até preencher todo o espaço da área de trabalho, criando assim um painel.  Observe na fig. abaixo a área pontilhada destacando a figura modelo. 9 - Finalize pintando seu desenho com cores contrastantes (figura abaixo).  Tenha cuidado para a tinta não vazar da área pintada. Se isso acontecer procure encontrar por onde vazou. Clique em Ver (barra de Menu) e use o Zoom.  Localize e feche a passagem. Salve seu trabalho.

SUGESTÃO METODOLÓGICA: Caso  você  trabalhe  empregando  essa  proposta,  observe  que  a  partir  do  passo  7  já  pode  explorar os conceitos de simétrico e oposto. Mostre os pontos da figura que possuem estas  propriedades e os  que não possuem (explore suas características). É  desnecessário  enfatizar  a  importância  da  construção  desses  conceitos  quando  você  introduzir o Conjunto dos Números Inteiros. Se preferir poderá propor um projeto de pesquisa a partir de um tema como, por exemplo, a  arte marajoara ou africana, que é eminentemente geométrica.       Veja  na  figura  abaixo  um  exemplo  de  construção  de  uma  figura  padrão  obedecendo  ao  estilo da arte indígena marajoara, o que oportuniza uma abordagem etnomatemática. Embora  o modelo seja  relativamente sofisticado, obedece exatamente aos procedimentos citados.    Este exemplo e os outros são apenas para que você possa ter uma idéia do que é possível  obter com esse aplicativo. Naturalmente, espera­se que o aluno faça algo mais simples, mas  acredite,  eles sempre nos surpreendem! Desafio: Arte com eixos de simetria Agora, aplicando o que aprendeu sobre eixo de simetria no KolourPaint, construa uma figura padrão com, pelo menos, um eixo de simetria. Em seguida, elabore um painel ou faixa com tema marajoara. Pinte seu trabalho e salve-o na sua pasta. Veja abaixo um exemplo:

10

Complemento: Você usou o editor de desenhos para criações artísticas e trabalhar a Matemática. Com os recursos aprendidos, tente criar a planta baixa de sua casa. Nessa atividade podemos trabalhar os conceitos de proporção, área, perímetro, perpendicularismo, paralelismo, segmento de reta, ângulo reto etc. Tente manter uma proporção entre as áreas desenhadas. Use espessura de linhas diferentes para representas as paredes, portas, janelas etc. Para melhorar a visualização de detalhes ajuste o Zoom para valores maiores que 100%. Note que acima de 400 você pode exibir a grade de bitmap. Clique no botão Ver, e Mostrar Grade. Consideramos que agora você domina o Paint e conhece seu potencial como auxiliar para o ensino de Matemática. Também deve ter percebido seu enorme potencial como instrumento para ilustração de trabalhos, provas, apostilas, etc. Lembre-se: sua imaginação é o limite! 3.5. Propriedade dos Triângulos: verificando graficamente a soma dos ângulos internos. Conteúdos diretamente explorados: triângulos, perímetro, área e ângulos. Conteúdos relacionados: circunferência, relação entre triângulos e quadriláteros, diagonal, bissetriz, polígonos, construção de figuras, Teorema de Pitágoras. Clientela: 6° ao 8° ano Aplicativo: KolourPaint Competências e habilidades trabalhadas: • construção de conceitos relacionados aos objetos de estudo; identificar triângulos e ângulos (reto, raso, agudo, obtuso); operar com ângulos (soma e subtração); construir os quadriláteros empregando triângulos; construir a bissetriz do ângulo reto e as diagonais dos quadriláteros; construir figuras decorativas e artísticas com triângulos (mosaicos); trabalhar com o Teorema de Pitágoras. Procedimentos: 1. Abra o KolourPaint e uma vez na área de trabalho, selecione a ferramenta Polígono e desenhe um triângulo.  Clique em dois pontos para traçar a base, depois clique no lugar onde quer o vértice. Para finalizar, clique com o botão direito do mouse. 2. Com a ferramenta Curva marque os ângulos (veja fig. ao lado) e pinte-os como preferir. 3. Com a ferramenta Seleção, selecione e mova o ângulo esquerdo da base para o lado do ângulo direito. Em seguida, e com a mesma ferramenta, selecione o vértice. 4. Clique no botão Imagem, localizado na Barra de Menu e selecione a opção Refletir. Escolha Verticalmente. 11

5. Com o vértice invertido, arraste-o até encaixá-lo entre os dois, na base, conforme mostrado na figura abaixo.

Responda: 1. Que figura geométrica foi formada com os três ângulos? 2. Quanto mede o ângulo da figura formada pela união dos três ângulos? 3. Supondo que o triângulo fosse equilátero, quanto iria medir cada ângulo interno? Desafio 1: Demonstrar graficamente a soma dos ângulos internos de um triângulo escaleno. Experimente agora com outro tipo de triângulo, o escaleno, por exemplo. O procedimento é o mesmo descrito anteriormente, mas neste caso o vértice deve ser rotacionado 180°. Para isso, após ter selecionado o vértice, vá ao botão Seleção e clique em Girar, opção 180°. Clique em OK. (veja imagem ao lado). Salve o trabalho na pasta correspondente. Desafio 2: Criando com triângulos Agora que você aprendeu a construir um triângulo no KolourPaint, tente construir as figuras abaixo utilizando vários triângulos iguais. A técnica é simples: depois de construir o primeiro triângulo, basta ir copiando, colando, invertendo ou girando até ficar da forma desejada. Depois é só escolher uma cor e preencher a figura.

Responda: 1. Qual o nome das três figuras acima? 2. Observe a figura central. O que há de especial nesta figura? Discuta com os colegas e socialize suas conclusões. 3. Em quais brincadeiras ou jogos podemos perceber a figura do triângulo? 4. Você conhece alguma brincadeira que empregue figuras geométricas? Quais? Atividade colaborativa (em equipe): Escolham uma dessas brincadeiras e com base no que foi apresentado desenvolva uma atividade de ensino em que seja necessário empregar o KlourPaint. Ao finalizar apresentem ao Professor-tutor, que deverá socializar os trabalhos.

12

3.6. Círculo, Circunferência e Quadrado Inscreva uma circunferência de círculo em um quadrado. Procedimentos: 1. Passo 1 - Vamos desenhar a circunferência. Primeiro, selecione a ferramenta Elípse. Para espessura da linha selecione o terceiro ícone (3). 2. Pressione a tecla SHIFT, e com ela assim, clique e arraste o mouse até formar o círculo.  Observe os números na Barra de Status (em detalhe na figura abaixo). Eles representam a posição do Cursor, as dimensões da figura, o tamanho da área de desenho (em pixel) etc. Anote as dimensões da circunferência que acabou de traçar (no exemplo 300X300)

Passo 2 - Trace um quadrado nas mesmas dimensões. Lembre-se de manter a tecla Shift pressionada e, enquanto arrasta o mouse, observar as medidas que representam as dimensões do quadrado. Pare quando coincidirem com as do círculo. 3. Com a ferramenta Seleção, selecione o quadrado. 4. Faça-o transparente clicando no ícone correspondente (veja figura ao lado). 5. Circunscreva o círculo ao quadrado, ajustando-o sobre o círculo. Essa ação exige firmeza e precisão. NOTA: Observe que ao inscrever a circunferência ao quadrado, somente um único ponto desta deveria tangenciar cada lado do quadrado, mas no desenho isso não é possível de se notar facilmente. Você pode usar o recurso do Zoom para verificar melhor. Lembre-se: Qualquer erro você pode Desfazer clicando no ícone correspondente ou com CTRL+Z. Responda: 1. Que relações você pode observar entre o círculo e o quadrado? 2. É possível determinar o raio da circunferência nesta atividade? Como? 3. É possível determinar o diâmetro da circunferência nesta atividade? Como?  Dica: Coloque o cursor na posição inicial onde quer começar a medida e veja na Barra de Status o registro da posição, em pixel. Depois, desloque o cursor para a posição final, assim como faria com uma trena, e veja a medida em pixel dessa nova posição. Agora, calcule. Desafio 1: A partir da atividade acima, divida o círculo em 8 partes iguais. Desafio 2: Construa um quadrado usando duas circunferências iguais.

13

4. O Processador de Textos BrOffice.org Writer
PROPOSTAS DE ATIVIDADE 4.1. Construindo quadriláteros e explorando suas propriedades Conteúdos Matemáticos diretamente explorados: quadriláteros e suas propriedades Conteúdos Matemáticos relacionados: figuras geométricas planas e espaciais Clientela: 5ª série Competências e habilidades trabalhadas:  identificar e conceituar quadriláteros;  reconhecer as propriedades dos quadriláteros; Procedimento: 1. Abra o BrOffice.org Writer, e na barra de ferramentas Desenho, clique no botão Formas Básicas. Selecione apenas os quadriláteros (figura acima). Comece, por exemplo, pelo paralelogramo. Clique nele e clique numa área do documento. Mantenha o botão esquerdo do mouse pressionado e arraste-o até formar a figura no tamanho desejado. 2. Proceda igualmente para os demais quadriláteros. Com essas figuras você poderá trabalhar a identificação e a construção do conceito de quadriláteros. Convém, nessa fase, empregar uma linguagem menos rigorosa que a linguagem matemática tradicional para descrever as características e propriedades apresentadas, como “lados ou ângulos iguais” no lugar de “congruentes”, por exemplo. a) Alterando as dimensões das figuras 1. Clique numa figura, por exemplo o trapézio, para selecioná-la. 2. Posicione o cursor sobre um dos quadradinhos (alças) que aparecem sobre os lados da figura Quando o cursos mudar para uma seta bidirecional, pressione o botão esquerdo do mouse e arraste-o.  Responda: O que acontece com a figura? Ela ainda é um quadrilátero? Seus ângulos internos foram modificados? 3. Você observou o pontinho amarelo num dos vértices? Coloque o cursor sobre ele. Quando mudar para uma mãozinha, aperte o botão esquerdo e movimente-o para a esquerda e direita.  Responda: O que acontece com a figura? Ela ainda é um quadrilátero? Ela ainda é um trapézio? Seus ângulos internos foram modificados? Que relação você constrói entre o trapézio e o triângulo? Faça a mesma coisa para as demais figuras quadriláteras. b) Transformando o plano em espacial 1. Selecione uma das figuras anteriores, como o losango, por exemplo. Com a figura selecionada, clique Ativar/Desativar extrusão (com o número 1, na figura abaixo). 2. Isso transformará a figura plana em espacial. Também fará aparecer a barra de ferramentas Configurações 3D. (Confira na figura abaixo) 14

3. Clique nos ícones que rotacionam a figura (indicados com Rotacionar, na figura aacima) e provoque sua inclinação para um lado e para o outro.

Responda: O que acontece com a figura? Ela mantém suas propriedades? Ela ainda é um quadrilátero? Quantas faces tem a figura? Quantas arestas? Quantos vértices? Como você definiria essa nova figura? Dica: Clique no ícone Superfície, o penúltimo na barra Configurações 3D (em destaque) e na caixa que se abre escolha Esboço. Observe a figura e confirme suas respostas anteriores.

4. Agora, volte em Formas Básicas e selecione a figura Octógono. Proceda exatamente como mostrado nos itens acima.

Responda: O que acontece com a figura? Ela mantém suas propriedades? Ela ainda é um octógono? Quantas faces tem a figura? Quantas arestas? Quantos vértices? Qual é o nome dessa nova figura?

Explore as outras figuras e registre suas observações no caderno. Desafio: Construir figuras em 3D. Na barra de Desenho, clique no botão Setas Largas e na caixa que se abre selecione “Seta em quatro direções”. Insira a figura em um documento em branco e proceda como ensinado para transformar de plana para espacial (3D). Confira na figura abaixo (Passo 1). Faça uma cópia e cole ao lado da original. Com a cópia ainda selecionada, clique na ferramenta Superfície (veja a figura da atividade b, acima descrita) e escolha Esboço. Note que surgirão 2 pequenos círculos amarelos na figura (Passo 2).

Estes círculos amarelos podem ou não surgir já no passo 1. Eles nos permitem alterar a forma da figura. Clique sobre um deles (p. ex. o 2) e com o botão pressionado, arraste o mouse em qualquer direção. Note que a forma da figura será modificada (Passo 3). Solte o botão. Agora faça uma cópia dessa nova figura e repita o procedimento, agora arrastando outro círculo amarelo até obter outra figura (Passo 4). Proceda assim até construir, pelo menos, 10 figuras 15

diferentes. Tente elaborar uma atividade baseada no que acabou de realizar.  Responda: Quais as figuras espaciais que compõem a figura original? SUGESTÃO METODOLÓGICA: Se você for trabalhar empregando essa proposta, tente explorar as possibilidades e recursos de rotação e deformação de figuras. Proponha a planificação e construção das figuras do computador em papel ou cartolina. Isso contribui para desenvolver o raciocínio lógico, a lógica-matemática, a espacialidade, a leitura de desenhos. Observe que desenvolver as habilidades e competências requeridas nesta atividades são importante para a aprendizagem de outras disciplinas. Enfatize para seu aluno que esses são conhecimentos necessários para determinadas profissões, como engenharia, arquitetura, designer etc. 4.2. A fração do meu dia* Conteúdos Matemáticos diretamente explorados: unidades de medida, fração, porcentagem. Conteúdos Matemáticos relacionados: introdução a funções. Clientela: 6° ao 8° ano Aplicativos: Word, Excel e KolourPaint. Competências e habilidades trabalhadas: • Operar com frações; escrever frações na forma decimal; estabelecer relações que levem ao conceito de funções.
* Esse projeto foi originalmente criado em 2002, pela professora Mônica Sanches Viana, e desenvolvido com turmas de 5ª série da Escola Estadual de EFM Mário Barbosa.

Procedimentos: Inicialmente, você deve registrar no Writer todas as suas ações diárias. Tente descrever seu dia-a-dia como se fosse um estudante de 5ª ou 6ª séries que estuda, brinca, lê, come, faz deveres, assiste TV, dorme etc. Relacione o tempo que gasta em cada uma dessas atividades. Para facilitar, utilize uma tabela com duas colunas e quantas linhas forem necessárias. Numa coluna coloque as atividades, na outra o tempo de duração. NOTA: Para inserir uma tabela no Writer clique no botão Tabela, opção Inserir. Vá em Tabela e determine o número de linhas e de colunas. Finalize com OK. Salve o arquivo. 1. Feita a lista de atividades, abra o KolourPaint e construa dois relógios, um para representar 12 horas do dia e outro para representar 12 horas da noite (reveja a atividade 3.6-Desafio 1). 2. Desenhe os ponteiros indicadores do tempo correspondente a cada atividade do dia e da noite. Em seguida, represente, na forma de fração os intervalos de tempo em função das 24h. do dia. 3. Complete elaborando algumas questões a partir desta atividade. Salve o arquivo. Responda: Considerando 24h. como o inteiro, qual a fração do dia que você passa na escola? Qual a fração do dia dedicada a estudar fora da escola? A fração 1/8 corresponde a quantas horas do dia? 4.3. Estudando Frações com o Processador de Textos Writer Conteúdos Matemáticos diretamente explorados: Inteiros e Frações Conteúdos Matemáticos relacionados: Razões Clientela: a partir da 5ª série (6° ano) Competências e habilidades trabalhadas: 16

identificar e conceituar frações; escrever e operar com frações

Procedimentos: 1. Na barra de Menu, clique em Tabela (indicado por 2, na figura abaixo), escolha – Inserir Tabela. Você também pode criar uma tabela pelo no botão Inserir (indicado por 1, na figura abaixo) e escolher Tabela.

2. Na janela Inserir tabela (Figura 1, abaixo) ajuste o item Colunas para 1, e faça o mesmo em Linhas. Clique OK. Isso irá inserir uma única célula no documento e fará surgir a Barra de Ferramentas Tabela (Figura 2, abaixo). 3. Agora vamos dividir a célula. Na barra de Ferramentas Tabela clique no ícone em destaque (veja Figura 2) para exibir a janela Dividir células (Figura 3).

4. Em “Dividir células em” ajuste para 10. E em “Direção” selecione Verticalmente. 5. Você terá uma célula dividida, verticalmente, em 10 partes iguais.
 

A partir daqui você já pode criar algumas atividades matemáticas para seus alunos. Para isso basta preencher algumas células e elaborar questões a partir daí. Para preencher células vá para a barra de Menu e clique em Tabela. Escolha Propriedades da tabela... Na janela Formato da tabela clique na aba Plano de fundo e escolha uma cor.

Desafio: Considere que a linha criada nos itens 1 e 2 representa o inteiro. Elabore pelo menos 10 atividades com o tema “Frações” a partir do que acabou de aprender, observando o seguinte: a As atividades-problemas devem estimular o raciocínio do aluno b. Dê preferência a situações problemas do cotidiano c. As atividades devem contribuir para a construção de conceitos sobre frações  Você também pode criar algumas atividades para introduzir conceitos de Razão 4.4. Estudando Números Decimais com o Processador de Textos Writer Conteúdos Matemáticos diretamente explorados: Decimais Conteúdos Matemáticos relacionados: Frações, Razão, Porcentagem, Área de um quadrado Clientela: a partir da 5ª série (6° ano) Competências e habilidades trabalhadas:  Trabalhar com frações; Reconhece, ler e escrever números decimais; Reconhecer, ler e 17

escrever porcentagem Procedimentos: 1. Siga os passos para inserir uma tabela e dividir células em 10 partes iguais, conforme exposto acima. 2. Selecione a tabela e divida horizontalmente em 10 partes iguais. Agora você tem uma tabela com 10 linhas, 10 colunas e 100 células. A partir deste ponto você deve usar a ferramenta Plano de Fundo, mostrada acima (em 4.3), para preencher as células e elaborar algumas atividades. Experimente criá-las agora. NOTA: Para que a tabela tenha células com a mesma medida, você pode ajustar colunas e linhas para que tenham 1 cm, conforme mostrado na figura abaixo. Para isso proceda da seguinte maneira: 1- Após inserir a primeira linha, divida horizontalmente em 10. Selecione a tabela e clique com o botão direito-BD sobre ela. No menu que aparece vá em Linha, opção Largura e ajuste para 1cm. 2. Divida verticalmente em 10. Selecione cada coluna. Uma maneira de fazer isso é colocar o cursor imediatamente sobre ela, quando virar uma seta negritada apontada para baixo, clique e toda coluna estará selecionada. Ajuste cada uma para 1cm. Salve essa tabela como “O inteiro”. .

Desafio: Formule pelo menos 10 questões empregando os recurso que acabamos de aprender. Responda: Considerando essa tabela como o inteiro, responda o que se pede: 1. Pinte a metade dos quadradinhos de azul. Quantos quadradinhos dos 100 foram pintados? Que fração eles representam? Explique. 2. Pinte de amarelo metade da outra metade. Quantos quadradinhos você pintou? Que fração eles representam? Explique. 3. Que fração representa a soma dos quadradinhos amarelos com os azuis? Quantos quadradinhos dos 100 estão pintados? 4. Como você representaria na forma de fração a quantidade de quadradinhos deixados em branco? Há uma outra forma de representar essa mesma fração? Qual? 5. Com uma tabela em branco, divida o inteiro em 3 partes iguais e pinte cada parte de uma cor. Considere que você deve distribuir os 100 quadradinhos entre 3 pessoas, de modo que cada uma receba a mesma quantidade. Quantos quadradinhos cada uma recebeu? O que aconteceu? 18

Explique. 6. a) Pinte os quadradinhos que representam a fração 10/100; b) Pinte os quadradinhos que represente 30%. Como você pode representar isso em fração? c) Pinte os quadradinhos que representam 2/10 do total. d) Pinte os quadradinhos que correspondem a fração decimal 0,05. 7. Observando a tabela e considerando que cada célula (retângulo/quadrinho) representa um real (R$ 1,0), quantos reais você possui? 8. Considerando que cada célula representa dez centavos de real, quanto você possui? 9. Observando a tabela e considerando que cada célula (retângulo/quadrinho) representa um centavo de real, quanto você possui? OBS: Variação: Você pode pintar algumas células e propor questões semelhantes. 10. Considere que cada quadradinho da tabela representa R$ 1,0 e você vai comprar um objeto que custa R$ 100,00. Na hora de pagar descobre que está na promoção e o preço baixou para R$ 80,00. Pinte os quadradinhos correspondentes e responda:  Com quantos reais você ficou? Como você representaria essa quantidade em forma de fração? Qual foi o desconto recebido? SUGESTÃO METODOLÓGICA: A partir dessas idéias você pode elaborar toda uma gama de situações problemas envolvendo frações, decimais e porcentagem. Também pode introduzir conceitos de área e perímetro empregando essa mesma grade. Deixo para você a tarefa de idealizar mais essas atividades.

5. A Planilha Eletrônica BrOffice.org Calc
PROPOSTAS DE ATIVIDADES A atividade apresentada a seguir foi adaptado de “O Número 12: um ponto de partida”, de Karen C. de Carvalho (Jornal da Alfabetizadora. n. 26, ano V. s/d) e auxilia o desenvolvimento do pensamento analítico, o raciocínio lógico e estimula a pesquisa. Para entendê-la, veja a seguinte questão: Será que um número pode ser explorado por diferentes aspectos da mesma forma que uma frase? É a partir dessa hipótese que você deve trabalhar esse conteúdo com seus alunos.  Seu objetivo nessa atividade é responder a questão: De quantas maneiras diferentes você pode representar o número 12 utilizando somente 12 quadradinhos? Atenção: Cada quadradinho deve estar ligado a, pelo menos, mais um quadradinho! 5.1. Número vira figura Disciplinas relacionadas: História, Geografia, Educação Artística. Clientela: 6º e 7º anos Conteúdos matemáticos diretamente explorados: História da Matemática, origem dos números, conceito de número e numeral, operações, polígonos, perímetro e área. Competências e habilidades trabalhadas: • Conceituar número e numeral; determinar o perímetro e a área de uma dada figura. Procedimento: 1. Abra o Calc. Em seguida, formate a planilha para que as células se aproximem de um quadrado. Para isso, clique no primeiro quadradinho 19

para selecionar toda a planilha (veja fig. ao lado). Depois vá ao botão Formatar, opção Linha e escolha “Altura”. Digite 0,8cm e clique OK. 2. Repita o procedimento, dessa vez escolha Coluna e “Largura”. Na caixa que se abre, digite 0,8cm e dê OK. Veja se o resultado lhe convém, caso contrário repita o processo e digite outra medida. Agora execute a atividade. Dica: Clique em uma célula e insira bordas e cor. Depois basta copiá-la e ir colando onde desejar para construir a figura. Para inserir borda e cor numa célula clique com o botão direito do mouse sobre ela e no menu que aparece escolha Formatar célula.... Na a janela que se abre (fig. Ao lado) clique na aba Bordas e escolha “Definir todas as quatro bordas”. Escolha a espessura da linha. Depois clique na aba Plano de fundo e escolha uma cor de preenchimento. Finalize em OK. Agora que você tem 1 célula padrão, copie e cole, formando as figuras com 12 quadradinhos. Proceda assim até obter quantas figuras desejar (pelo menos umas 4 ou 5). Algumas poderão se assemelhar a objetos ou animais. Dê-lhes um nome relacionado ao que aparentam e escreva-o ao lado da figura. SUGESTÃO METODOLÓGICA: Se você for trabalhar empregando essa proposta em sala de aula, convém iniciar mostrando como são representados os números e numerais por diferentes povos e culturas. Você pode pedir uma pesquisa sobre como alguns povos antigos representavam os seus números; como são escritos em português, inglês, francês, italiano, espanhol, tupi-guarani. A partir daí, estimule os alunos para que façam observações e tirem suas próprias conclusões a respeito dos símbolos apresentados, suas representações e significados (semelhança entre as formas e valores para um mesmo numeral em países diferentes, por exemplo). Nota: Ao executar a atividade convém preparar a planilha antes. Na falta de computadores, pode usar o papel quadriculado. Se preferir, pode alterar o número 12 para outro entre 10 e 15, por exemplo. O importante não são as figuras criadas e sim a interpretação do aluno, seu entendimento do sistema adotado (dezena, dúzia, arroba), as aplicações no cotidiano e as “regras” usadas na construção do número ou quantidade. Estimule-os a investigar de quantas maneiras ou “regras” podem representar o 12, por exemplo. Desafio: Agora que as figuras estão prontas, troque de lugar com seu colega e diante do computador dele observe as figuras que ele construiu, responda: 1) Considerando que cada quadradinho representa uma unidade, que “regras” matemáticas você poderia aplicar para obter cada uma das figuras construídas? 2) Considerando cada quadradinho como uma unidade, determine o perímetro externo e a área de cada figura, escrevendo esses valores ao seu lado. 5.2. Cruzadas Geométricas Essa é uma atividade muito fácil de ser feita, pois quase todo mundo sabe fazer palavras cruzadas.

20

Disciplina relacionada: Português Clientela: Ensino Fundamental ou Médio Conteúdos matemáticos diretamente explorados: de acordo com o nível da turma e com o assunto abordado (no exemplo, Conceitos de Geometria). Competências e habilidades trabalhadas: • Fixação de conceitos e conteúdos, leitura e escrita Procedimento: Primeiro você deve considerar no conteúdo que quer trabalhar e a partir dele selecionar alguns conceitos e/ou figuras que serão as “pistas”. Faça sua palavras-cruzadas numa folha de papel, depois passe para o Calc. Com um pouco de prática e conhecimento do aplicativo você poderá incrementar a atividade empregando fórmulas (Função SE) que darão ao aluno um feedback imediato. Use “Caixa de texto” para escrever as “pistas” e as demais informações que forem necessárias. Se preferir, poderá ilustrar com uma figura apropriada e formatar a planilha, ocultando as linhas de grade e as réguas. Pergunte ao professor-tutor como fazer. Desafio 1: Faça no Calc a palavras-cruzadas do modelo abaixo e resolva. Salve o trabalho.

Como o exemplo proposto não apresenta a posição das pistas por numeração, isso exige mais raciocínio. Dica: Comece resolvendo pelas linhas ou colunas onde estão as letras A e E. Desafio 2: Monte sua própria palavras-cruzadas e socialize com os colegas. Assim, cada um terá diversas atividades para utilizar com seus alunos. 5. Frações com a Turma do Chaves Frações é um conteúdo de ricas possibilidades exploratórias e vivenciais no cotidiano extra classe quanto em sala de aula. Para iniciar, baixe da Web algumas imagens dos personagens da Turma do Chaves, algumas imagens de brinquedos (bola, carrinho etc) e guloseimas (bombons, pirulito, balas etc). Procedimentos: Comece tentando deixar sua planilha semelhante a 21

1. 2.

3. 4. 5.

mostrada na figura ao lado. Para isso, selecione toda a planilha. Em Formatar, vá em Linhas e ajuste a Altura para 2,0cm. Em Colunas coloque a Largura em 2,5cm. Nas células onde está o algorítimo da operação (divisão) coloque fonte Arial, tamanho 40. Configure as Bordas da célula onde ficará o divisor para apresentar apenas as bordas conforme mostra a figura ao lado. Clique OK. Insira dois retângulos (ver Barra de Ferramentas Desenho), onde serão colocados os bombons (no exemplo acima). Insira a imagem dos personagens e dos doces. No exemplo, o Quico e 12 bombons. Digite o comando da atividade. Numa célula ao lado dos retângulos (veja imagem abaixo), insira bordas e uma cor de fundo. Configure a fonte para Arial, negrito, tamanho 40. Nessa célula o aluno deverá digitar a resposta da atividade, conforme mostrado na figura abaixo.

6. Agora faremos uma fórmula que dará o feedback para o aluno. Para isso clique numa célula abaixo da célula da Resposta (veja acima) e digite a fórmula abaixo, exatamente como está. Depois de digitar tecle ENTER. =SE(CÉLULA="";"";SE(CÉLULA=8;"Você entendeu que 1/3 de 12 é igual a 4. Logo 2/3 será 8. Muito bem!";"Descubra primeiro quanto é 1/3 de 12, depois refaça seus cálculos"))
A sintaxe lê-se: Se célula estiver em branco, deixe branco, mas SE célula tiver 8, escreva “Você entendeu...”, se não escreva “Descubra primeiro...”. Atenção: Onde está escrito CÉLULA, na fórmula acima, deve ser digitado o endereço da célula onde o aluno deve escrever a resposta, por exemplo: K12.

A partir desse exemplo você deverá construir outras atividades com frações e personagens do Chaves. Tenha cuidado para ajustar a fórmula para as novas questões. Mude APENAS o endereço das células e o texto das mensagens. Desafio 3: Monte uma tabela a partir dos dados das contas de luz do ano anterior, composta das colunas MÊS, CONSUMO e VALOR PAGO. Crie um gráfico e analise os resultados relacionando Consumo e Valor pago. 22

Belém, 01/06/2010 – Franz K. Pereira

23

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->