P. 1
Conceitos de Produtos

Conceitos de Produtos

|Views: 16.152|Likes:
Publicado porvaldereiantunes

More info:

Published by: valdereiantunes on Aug 07, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/07/2013

pdf

text

original

Conceito de Produto

Universidade de Caxias do Sul Profa. Iraci Lucinda Fenner Stedile

Conceito de Produtos  

Produtos:
Objeto principal das relações de troca oferecidos num mercado para pessoas físicas ou jurídicas, visando proporcionar satisfação a quem os adquire ou consome. A visão ampliada de produto permite incluir serviços, métodos, personalidades e outros. O importante a observar é que quando as pessoas compram algo, procuram muito mais do que as características físicas existentes no produto. 7/8/2010 2  

Conceito de Produtos    

Produtos vendáveis: os que possuem benefícios suficientes para motivar os consumidores a comprar. Os economistas dizem que o produto deve proporcionar utilidade. Quanto maior a utilidade proporcionada, maior a chance de ser escolhido entre as alternativas existentes. Os produtos podem proporcionar utilidade de tempo, de forma, de lugar e de posse. EX.: época em que o produto estará disponível no ponto-de-venda, as suas características e atributos, os locais em que poderão ser adquiridos e a satisfação proveniente de sua posse são fatores que determinam sua utilidade total. 7/8/2010 3

Conceito de Produtos 

Os profissionais de marketing e de qualidade traduziram essas utilidades em termos de satisfação dos consumidores. Quanto maiores os benefícios reais oferecidos, maior a chance de o produto ser escolhido entre as ofertas no mercado. A determinação dos benefícios a serem oferecidos dependerá muito das ofertas da concorrência e expectativas dos clientes no mercado de atuação da empresa.
7/8/2010 4  

Conceito de Produtos 
   

Produto Ampliado São todos os benefícios extras adicionados ao produto e que fazem parte de uma compra. O produto ampliado é um esforço do vendedor ou do fabricante, em diferenciá-lo o máximo possível de seus concorrentes. À medida que os benefícios extras são adicionados ao produto, duas situações podem acontecer: ou os clientes sentem suas necessidades insatisfeitas por ofertas indevidas ou incompletas ou, então, acostumam-se a receber certos benefícios devido às ofertas idênticas da concorrência. Em ambos os casos, passam a esperar certos benefícios.
7/8/2010 5

Conceito de Produtos 
  

Produto Diferenciado Diferenciar é o esforço de tornar algum produto único, incluindo benefícios que possam ser relevantes aos consumidores. O fabricante deverá analisar as várias ofertas existentes e níveis de expectativas dos compradores para determinar quais as características mais importantes que poderão ser incluídas. Algumas vezes, o esforço de diferenciação poderá ser feito não nas características físicas do produto, mas na mente dos consumidores. Esta estratégia usada por muitas empresas de produtos de consumo é chamada de posicionamento.
7/8/2010 6

Conceito de Produtos 

Definições básicas de produto, segundo os benefícios que poderão proporcionar: valor para o cliente. 1 - Produto Básico É o conjunto de benefícios, o pacote de utilidades proporcionado pela versão básica do produto. O produto básico, é o mínimo que se pode esperar de uma oferta. É o produto essencial, sem características e benefícios adicionais. Compreende os componentes essenciais exigidos do negócio.
7/8/2010 7 

   

Conceito de Produtos 


2 - Produto Esperado São benefícios que os consumidores esperam ou que estão acostumados a receber através de outras ofertas no mercado. A análise da diferença existente entre o produto ampliado e o produto esperado é que determinará os benefícios válidos para a diferenciação do produto ou a criação de "algo mais". 

7/8/2010

8

Conceito de Produtos 

3 - Produto Desejado:
Valor adicional que os clientes conhecem e apreciam, mas não esperam. 

7/8/2010

9

Conceito de Produtos 

4 - Produto Inesperado: Aspectos que surpreendem e vão além das expectativas e desejos que o cliente tem ao fazer o negócio. 

7/8/2010

10

Tarefa em Grupos 

Discutir e consensar em cada grupo, qual é o Produto: 1 Básico 2 Esperado 3 Desejado 4 Inesperado para um celular.
11

7/8/2010

Conceito de Produtos 


O fabricante deve observar a relação custo-benefício. Um diferencial a ser adicionado no produto ou serviço deve ser lucrativo para a empresa. Analisar o porquê de se comprar determinado produto: o consumidor age por impulso, as vezes racionalmente. Sofre influência dos amigos e de grupos de referência. Mas não busca o produto apenas. Busca qualidade, comodidade, aceitação, conforto etc. O consumidor paga para ter satisfação das necessidades; um produto deve, portanto, apresentar algum diferencial em relação aos demais concorrentes.
7/8/2010 12  

Classificação dos Produtos 

Os produtos podem ser classificados da seguinte forma:
Tangíveis: Podem ser vistos ou manuseados pelo potencial comprador. São produtos físicos: carros, eletrodomésticos, livros. A embalagem, o design e a cor são importantes estímulos à compra;  

Intangíveis: São serviços: seguros, atendimento médico, assessoria jurídica, consultoria. Precisam se basear mais na imagem de confiança, qualidade e tradição do fornecedor.

7/8/2010

13

Classificação dos Produtos 

Produtos Tangíveis - se dividem em: Produtos Industriais: são adquiridos por empresas e utilizados na produção de outros produtos ou na geração de serviços.  

Bens de Consumo: Os bens de consumo vão direto ao consumidor final, sendo adquiridos principalmente por pessoas físicas e famílias.
7/8/2010 14

Classificação dos Produtos      

Produtos Tangíveis Principais tipos de produtos industriais: Bens de capital: máquinas e equipamentos, instalações, meios de transporte e comunicação; Suprimentos: óleo lubrificante, material de escritório, fitas para impressoras; Componentes que serão agregados ao produto: matéria-prima, autopeças, tintas; Produtos auxiliares: máquinas de escrever, móveis e microcomputadores,lixas, rebolos; Serviços industriais: limpeza, manutenção, vigilância, consultoria, serviços de informática. 7/8/2010 15

Classificação dos Produtos 

Produtos Tangíveis Bens de consumo: se dividem em Produtos de conveniência; Produtos de escolha; Produtos de especialidade. 

 

7/8/2010

16

Classificação dos Produtos 
   

Produtos Tangíveis bens de consumo Produtos de conveniência: São aqueles em que o consumidor não pretende despender muito tempo no esforço de compra, fazem parte do dia-a-dia das compras domésticas, ou produtos que não apresentam muitas diferenças perceptíveis de qualidade, possuindo preços baixos. Estes produtos são preferencialmente comprados no primeiro local disponível. Ex.: leite, pão, balas...
7/8/2010 17

Classificação dos Produtos 
 

Produtos Tangíveis bens de consumo Produtos de conveniência:
Principais fatores na aquisição de bens de conveniência: Facilidade para estacionar, comprar, pagar; Proximidade do ponto de venda; Preço baixo; Disponibilidade do produto no momento em que é procurado.
7/8/2010 18 

  

Classificação dos Produtos 
 

Produtos Tangíveis bens de consumo Produtos de escolha:
Os produtos de escolha determinam uma condição diferente: antes de decidir o que e onde comprar, os consumidores investigam quais os locais que vendem, comparam qualidade e preço e somente depois fazem sua opção de compra. Neste caso, os consumidores acreditam que o esforço e o tempo gasto poderão ser compensados pelas diferenças de preço obtidas. Ex.: Roupas e aparelhos eletrodomésticos.
7/8/2010 19  

Classificação dos Produtos 


Produtos Tangíveis bens de consumo Produtos de especialidade:
Podem ser distribuídos em estabelecimentos exclusivos e até mesmo distantes dos centros de compra tradicionais, pelo fato de que os consumidores estão dispostos a fazer qualquer sacrifício para a sua compra. O esforço pode incluir até viagens a diferentes cidades.  

7/8/2010

20

Classificação dos Produtos 


Produtos Tangíveis bens de consumo Produtos de especialidade:
Uma empresa, que pelo seu atendimento especial possa compensar o sacrifício de locomoção mesmo a locais mais distantes ou qualquer outra característica que os tornem únicos para determinados propósitos. Ex.: Produtos exclusivos, como uma marca famosa distribuída em apenas determinados locais. H. Stern
7/8/2010 21    

Classificação dos Produtos 
 

Produtos Tangíveis bens de consumo Produtos de especialidade:
Os principais fatores que ajudam a venda de bens de especialidade são: Atendimento superior; Captar a necessidade do consumidor, a sua renda e oferecer o melhor possível; Acompanhar o produto com um pacote de serviços: pronta entrega, facilidade para pagamento; Conhecer muito bem os produtos, os fornecedores, as características dos consumidores.
7/8/2010 22 

  

Componentes de um Produto  

 

Além das características diferenciadoras de um produto no seu aspecto básico, existem outros elementos que são determinantes decisórios. Quanto mais estes elementos forem elaborados, maior será a chance para sua colocação no mercado. Marca Embalagem Qualidade
23

7/8/2010

Componentes de um Produto  

Marca
Determinação de uma marca é a prática de identificar um produto ou linha de produtos pelo nome específico. Tornando-se conhecida e associada com bons produtos, a marca constitui-se em grande patrimônio. As marcas são importantes fatores de diferenciação: os consumidores, ao comprar os produtos, associam à marca uma série de atributos, com base em informações ou experiências anteriormente adquiridas. Com a marca é possível criar lealdade, se a qualidade associada à ela for aceitável.   

7/8/2010

24

Componentes de um Produto  

Marca
Cuidados para que a marca não se torne um nome genérico: Nome genérico ocorre quando determinada marca passa a designar uma espécie de produto. A celofane e a xerox são exemplos de nomes genéricos. Outros exemplos podem ser citados: gilete, aspirinas, querosene, náilon, chicletes. Quando isso ocorre, a marca perde a sua identidade e a empresa sai prejudicada, pois ela não serve mais como elemento diferenciador.   

7/8/2010

25

Componentes de um Produto  

Marca
A marca é um nome, termo, sinal, símbolo ou desenho que serve para a identificação dos produtos. Podem ser de um fabricante, como no caso da Antarctica, ou pode ser de um produto como Fanta. Pode também caracterizar uma linha de produtos como Philips ou de um distribuidor como Casas Bahia. A parte que pode ser pronunciada é chamada marca nominal.
26  

7/8/2010

Componentes de um Produto  

Logotipo e Logomarca
Logotipo: È a matriz ou o tipo formado pela reunião de duas ou mais letras em uma peça única. 

É uma representação gráfica que tenha algum
relacionamento com a empresa. A estrela da Mercedes-Benz é um logotipo O símbolo da BMW A marca que recebe proteção legal é denominada marca registrada.
7/8/2010 27 

 

Componentes de um Produto 
 

Marca No Brasil, o registro e a validade jurídica são feitos junto ao Ministério da Indústria e do Comércio, através do Instituto Nacional de Propriedade Industrial, chegando a levar, em alguns casos, dois anos para sua aprovação. A marca que recebe proteção legal é denominada marca registrada.
7/8/2010 28

Componentes de um Produto  

Embalagem
A embalagem é o invólucro protetor do produto e serve para facilitar a armazenagem, proteger, facilitar o seu uso, conservar e ajudar a vender o mesmo. São várias as suas funções. Elas devem proporcionar benefícios adicionais. Ex.: Conservas são vendidas em potes que podem ser aproveitados posteriormente - embalagens de geléias, massa de tomate, que podem ser usadas como copo, depois de consumido o produto.
7/8/2010 29  

Componentes de um Produto 

Embalagem    

O uso de embalagens é diferenciado de acordo com seus objetivos. 0 formato deve permitir fácil armazenagem e facilidade para o carregamento. O tamanho será em grande parte determinado pelo índice de uso do produto. Ex.: A embalagem de refrigerantes tamanho família
7/8/2010 30

Componentes de um Produto  

Qualidade
A satisfação dos produtos se deve, em grande parte, devido ao seu desempenho. Muitas indústrias mantêm departamentos de testes e desenvolvimentos, visando melhorar constantemente a qualidade. À medida que a qualidade aumenta, os preços também aumentam e para fabricar produtos mais acessíveis aos consumidores, os fabricantes muitas vezes preferem fabricar os de qualidade inferior.
7/8/2010 31  

Componentes de um Produto  

Qualidade
Qualidade Total: bons produtos e serviços para os consumidores e a satisfação dos desejos e necessidades de todos os clientes da empresa, internos e externos. As empresas certificadas nas Normas ISO 9000 e outras procuram divulgar que estão qualificadas, gerando o marketing dos certificados, o que reforça que a qualidade é provavelmente o mais importante atributo para a venda de produtos e serviços.
7/8/2010 32 

Bibliografia 

GRACIOSO, Francisco. A Excelência em Marketing nos Anos Noventa. SP: Atlas, 1992. KOTLER, Philip. Marketing Para o Século XXI: Como Criar, Conquistar e Dominar Mercados. SP: Futura, 1999. LAS CASAS, Alexandre. Marketing. SP: Atlas, 1997.  

7/8/2010

33

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->