Você está na página 1de 1

Eu não sei, realmente, eu não sei qual é o meu problema, eu não sei se minha mãe me deixou cair no chão

quando bebê
/nãodeixou, ou se eu sofri algum trauma na infância /nãosofri, porém eu sei que não é só você, eu sou/estou confusa, não é
possível, você me irrita e eu irrito você, eu brigo com você e você briga comigo, nós nos entendemos um dia e brigamos o
resto do ano, passamos mais tempo criando novos problemas ao invés de resolver os antigos, inescrupulosamente um
agride o outro, então eu paro de falar com você, eu ignoro você, eu finjo que não te escuto, mas de algum jeito você insiste
em não sair da minha vida e eu te odeio tanto que inexplicavelmente te amo ao mesmo tempo, eu quero tanto você com
raiva de mim quanto eu quero você feliz comigo, eu não sei o que eu sinto, só sei que é muito estranho, me desculpa por
fazer essas coisas com você, mas é que eu cheguei ao meu limite, então quando eu estiver sendo grossa/estúpida com
você, mesmo sendo difícil, tenta lembrar que por mais que eu não me importe com o seu bem-estar psicológico, eu gosto
mesmo de você por perto, é masoquismo eu sei, tanto da minha parte quanto da sua, mas senão fosse assim, quem eu iria
odiar(e/ou)amar ? PS: Se você jogar esse depoimento na minha cara no meio de uma briga, prepare-se para morrer :D