P. 1
Apostila Curso de Física 2Ano Módulo 03 Óptica Geométrica

Apostila Curso de Física 2Ano Módulo 03 Óptica Geométrica

5.0

|Views: 10.015|Likes:

More info:

Published by: Física Concurso Vestibular on Jun 23, 2008
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/14/2012

pdf

text

original

COLÉGIO ESTADUAL NILSON SOCORRO - 2007 CURSO DE FÍSICA

2º Ano Módulo 3

ÍNDICE
CONCEITOS BÁSICOS DE ÓPTICA GEOMÉTRICA..........................................................2 Por que vemos os objetos?...........................................................................................2 Fontes de luz.................................................................................................................2 Raio de luz.....................................................................................................................2 Pincel de luz..................................................................................................................2 Meios de propagação da luz.........................................................................................2 Fenômenos ópticos.......................................................................................................2 Exercícios de classe......................................................................................................4 ÓPTICA GEOMÉTRICA - PRINCÍPIOS ...............................................................................5 Por que a Lua, sendo menor que o Sol, pode ocultá-lo num eclipse?......................... 5 Princípios da Óptica geométrica...................................................................................5 Atividades para casa.....................................................................................................6 REFLEXÃO DA LUZ – ESPELHOS PLANOS..................................................................... 7 Exercícios de classe......................................................................................................7 BIBLIOGRAFIA.....................................................................................................................8

Elaborado por : Wagner Cardoso Data: Fevereiro / 2007

Versão 2.0

COLÉGIO ESTADUAL NILSON SOCORRO - 2007 FÍSICA: CONCEITOS BÁSICOS DE ÓPTICA GEOMÉTRICA

2º Ano Módulo 3

CONCEITOS BÁSICOS DE ÓPTICA GEOMÉTRICA
Por que vemos os objetos?
Vemos os objetos à nossa volta porque eles enviam luz aos nossos olhos. É a luz que determina a sensação visual ao atingir nossos olhos. Vamos iniciar o estudo da natureza da luz, dando ênfase ao estudo da geometria dos raios de luz, sem procurar justificar esses traçados.

Fontes de luz
Todo corpo que emite luz é chamado de fonte de luz. O Sol e as outras estrelas são corpos luminosos naturais. Os corpos iluminados como a Lua e os flocos de neve refletem tanto a luz natural do Sol quanto a luz artificial que recebem de outros corpos luminosos. A chama das velas e os filamentos incandescentes das lâmpadas são fontes luminosas artificiais. Os corpos luminosos são fontes primárias de luz, os iluminados, fontes secundárias.

Raio de luz
O caminho percorrido pela luz pode ser representado por uma linha reta orientada, denominada raio de luz

Pincel de luz
O conjunto dos raios de luz que se propaga numa determinada região do espaço constitui um pincel ou feixe de luz.

Meios de propagação da luz
Os meios transparentes permitem que os raios de luz os atravessam de maneira ordenada. Através deles os corpos são vistos com nitidez. Ex: vidro polido, papel celofane, etc. Nos meios translúcidos a luz também se propaga, mas de maneira desordenada. Isso faz com que os corpos sejam vistos sem nitidez. Ex: vidro fosco, papel vegetal, etc. Meios opacos são aqueles que impedem a propagação da luz em seu interior, não permitindo que os corpos sejam vistos através deles. Ex: superfícies metálicas, paredes de concreto, etc.

Fenômenos ópticos
A reflexão regular, a difusão ou reflexão difusa, a refração e a absorção da luz são
"Não tenha medo de crescer lentamente. Tenha medo, apenas, de ficar parado”. Provérbio chinês. Professor Wagner Cardoso

2

COLÉGIO ESTADUAL NILSON SOCORRO - 2007 FÍSICA: CONCEITOS BÁSICOS DE ÓPTICA GEOMÉTRICA
consideradas fenômenos ópticos.

2º Ano Módulo 3

Reflexão regular da luz. Quando um feixe cilíndrico de luz, incide numa superfície e é refletida também de forma cilíndrica para o mesmo meio de onde veio. Ex: espelhos planos, a superfície tranqüila de um lago, etc.

Difusão ou reflexão difusa da luz. Ao receberem um feixe cilíndrico de luz proveniente de uma fonte qualquer, determinadas superfícies espalham os raios de luz difundindo-os. Ex: os tecidos, a madeira, o concreto, etc.

Refração da luz. Ao penetrar em determinados meios o raio de luz se refrata, isto é, muda a velocidade de propagação. Esse fenômeno acontece, por exemplo, com a luz do Sol, que após caminhar durante algum tempo no vácuo, entra na atmosfera terrestre.

Absorção da luz. Em vez de refletirem ou difundirem a luz que recebem, alguns corpos absorvem-na em grande parte. É o que acontece, por exemplo, com as estradas asfaltadas, cuja superfície negra absorve a luz recebida.

"Não tenha medo de crescer lentamente. Tenha medo, apenas, de ficar parado”. Provérbio chinês. Professor Wagner Cardoso

3

COLÉGIO ESTADUAL NILSON SOCORRO - 2007 FÍSICA: CONCEITOS BÁSICOS DE ÓPTICA GEOMÉTRICA

2º Ano Módulo 3

Exercícios de classe
1. Por que apagar a luz ou fechar os olhos são situações equivalentes? 2. Por que nos prédios em construção os vidros transparentes são pintados com a letra X em branco? 3. O que diferencia um meio óptico transparente de um meio óptico translúcido? 4. Cite três exemplos de fontes de luz primárias e de fontes de luz secundárias. 5. Que fenômenos da natureza são evidências muito fortes de que a luz se propaga em linha reta? 6. Uma camisa é vermelha quando iluminada com luz branca. Se ela for levada para um ambiente iluminado com luz verde, como se apresenta? 7. (Fuvest-SP) Admita que o Sol subitamente “morresse”, ou seja, sua luz deixasse de ser emitida. Vinte e quatro horas após, um eventual sobrevivente, olhando para o céu, sem nuvens, veria: a) a Lua e as estrelas b) somente a Lua c) somente as estrelas d) uma completa escuridão e) somente os planetas do sistema solar 8. Qual dos objetos seguintes seria visível numa sala perfeitamente escurecida? a) Um espelho. b) Qualquer superfície clara. c) Um fio aquecido ao rubro. d) Uma lâmpada desligada. e) Um gato preto.

"Não tenha medo de crescer lentamente. Tenha medo, apenas, de ficar parado”. Provérbio chinês. Professor Wagner Cardoso

4

COLÉGIO ESTADUAL NILSON SOCORRO - 2007 FÍSICA: ÓPTICA GEOMÉTRICA - PRINCÍPIOS

2º Ano Módulo 3

ÓPTICA GEOMÉTRICA - PRINCÍPIOS
Por que a Lua, sendo menor que o Sol, pode ocultá-lo num eclipse?
A resposta a essa pergunta pode ser dada com base no Princípio da Propagação Retilínea da luz: as dimensões aparentes de um corpo dependem do ângulo visual de que é visto. Um objeto parece ser maior à medida que a pessoa se aproxima dele.

Princípios da Óptica geométrica
1º) Princípio da Propagação Retilínea: A luz propaga-se em linha reta. Há vários exemplos que comprovam esse princípio, como a observação do caminho percorrido pela luz que sai de um projetor de filmes. Sombra e penumbra – Analisando as sombras projetadas, verificamos duas situações:
● ●

Quando o objeto está sendo iluminado por uma pequena fonte de luz – denominada pontual ou puntiforme – a sombra que ele projeta é bem nítida, definida. Aproximando-se essa fonte de luz do objeto, a sombra vai se tornando mais tênue e perde sua nitidez, pois a fonte, em relação ao objeto deixa de ser pontual e é, então, considerada uma fonte extensa de luz.

Observe que a sombra dada por uma fonte extensa de luz tem seu limite ampliado, formando ao seu redor uma sombra mais clara ou incompleta – a penumbra. Eclipses do Sol e da Lua – Os eclipses do Sol e da Lua são fenômenos de formação de sombra. Os eclipses solares acontecem quando a Lua se interpõe entre o Sol e a Terra. Nos eclipses lunares a Terra se coloca entre a Lua e o Sol.

2º) Princípio da Independência dos Raios de Luz: os raios de luz são independentes. Esse princípio fica evidente pelo fato de podermos enxergar dois objetos ao mesmo tempo: os raios de luz emitidos pelos objetos se cruzam sem que ocorra mudanças de direção em que se propagam. Ele também pode ser comprovado em shows e outros espetáculos.

3º) Princípio de Reversibilidade da Luz: a luz é reversível. Podemos evidenciar esse princípio quando, por exemplo, o motorista de um veículo vê, pelo espelho retrovisor, o rosto de um passageiro sentado no banco de trás, e este vê o rosto do motorista pelo mesmo espelho.
"Não tenha medo de crescer lentamente. Tenha medo, apenas, de ficar parado”. Provérbio chinês. Professor Wagner Cardoso

5

COLÉGIO ESTADUAL NILSON SOCORRO - 2007 FÍSICA: ÓPTICA GEOMÉTRICA - PRINCÍPIOS

2º Ano Módulo 3

Atividades para casa
1. O que aconteceria com a sombra dos objetos se a luz não se propagasse em linha reta? 2. Em certa hora do dia, uma árvore projeta no solo uma sombra de 70 cm. No mesmo instante, um edifício próximo, de altura, H = 120 m, projeta uma sombra de 40 m no mesmo solo horizontal da árvore. Determine a altura da árvore.

3. Um observador nota que um edifício projeta no solo uma sombra de 15 m de comprimento no instante em que um muro de 200 cm de altura projeta no solo uma sombra de 40 cm. Qual é a altura do edifício?

4. (FUEL-PR) Durante um eclipse solar, um observador: a) no cone de sombra, vê um eclipse parcial. b) Na região da penumbra, vê um eclipse total. c) Na região plenamente iluminada, vê a Lua eclipsada. d) Na região da sombra própria da Terra, vê somente a Lua. e) Na região plenamente iluminada, não vê o eclipse solar. 5. Qual dos objetos seguintes seria visível numa sala perfeitamente escurecida? a) Um espelho b) Qualquer superfícies clara c) Um fio aquecido ao rubro d) Uma lâmpada desligada e) Um gato preto

"Não tenha medo de crescer lentamente. Tenha medo, apenas, de ficar parado”. Provérbio chinês. Professor Wagner Cardoso

6

COLÉGIO ESTADUAL NILSON SOCORRO - 2007 FÍSICA: REFLEXÃO DA LUZ – ESPELHOS PLANOS

2º Ano Módulo 3

REFLEXÃO DA LUZ – ESPELHOS PLANOS
Exercícios de classe
1. Dado o raio incidente, desenhe o raio refletido para os seguintes esquemas: (figura aqui)

2. A distância entre um objeto e sua imagem conjugada por um espelho plano é de 50 cm. Determine a distância entre o espelho e o objeto.

3. Se uma pessoa tem 1,80 m de altura, qual será a altura da imagem dessa pessoa conjugada por um espelho plano?

4. Determine o ângulo x da figura abaixo.

5. Qual a diferença entre a reflexão da luz em uma parede e em um espelho?

"Não tenha medo de crescer lentamente. Tenha medo, apenas, de ficar parado”. Provérbio chinês. Professor Wagner Cardoso

7

COLÉGIO ESTADUAL NILSON SOCORRO - 2007 FÍSICA: BIBLIOGRAFIA

2º Ano Módulo 3

BIBLIOGRAFIA
Paraná. Física – Série Novo ensino Médio. Vol. Único 6ª edição. Editora Ática, 2004 Wilson Carron. Física – Coleção Base. Vol. Único 2ª edição. Editora Moderna, 2004 Sampaio & Calçada. Física. Vol. Único. Editora Atual, 2003

"Não tenha medo de crescer lentamente. Tenha medo, apenas, de ficar parado”. Provérbio chinês. Professor Wagner Cardoso

8

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->