Você está na página 1de 4

de 1 3

O Manejo da Interpretação de Sonhos na Psicanálise


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------
terapeuta dispõe na sua tentativa de
O MANEJO DA INTERPRETAÇÃO DE conhecer melhor o sonhante e levá-lo a se
SONHOS NA PSICANÁLISE (1911)
conhecer. Na pesquisa pode ser diferente,
Esta é uma resenha do texto de igual título, de
e estar-se mais interessado no conteúdo
Freud, contido na Edição Standard Brasileira das do sonho. Os interesses da teoria e da
Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud, clínica nem sempre coincidem]. Enquanto
vol. XII, Imago Editora, 1974. Ela mantém, no se interpreta um primeiro sonho, outros
possível, as palavras do próprio autor, mas não logo aparecerão, tão longos e obscuros,
visa substituir a leitura do texto original – que é
aconselhada -, mas apenas facilitá-la. Nossa que seu significado completo não poderá
participação consistiu em re-escrever algumas ser extraído no período de um dia de
passagens de forma mais clara e em introduzir trabalho. Se o médico continuar o trabalho
alguns comentários esclarecedores. Alguns de interpretação durante os dias
pequenos trechos que julgamos supérfluos foram posteriores, produzir-se-ão, nesse meio
omitidos. Para julgar-se o valor dessa resenha é
importante que ela seja comparada com o texto tempo, novos sonhos que terão de ser
original. Trata-se de um trabalho de divulgação e postos de lado, até que ele possa
não se presta, por isso, a uma leitura crítica. Os considerar o primeiro sonho como
trechos entre [.....] e em itálico são de nossa finalmente solucionado. A produção de
autoria. sonhos é às vezes tão copiosa, e o
progresso da compreensão do paciente é
A questão de que Freud trata aqui é tão hesitante, que o analista deve
como o analista deve utilizar a da suspeitar se essa maneira de aparecimento
técnica de interpretação de sonhos no do material não pode ser uma
tratamento dos pacientes. [O trabalho manifestação da resistência do paciente.
trata especificamente do uso terapêutico Além do mais, nesse tempo o tratamento
dos sonhos]. Embora haja mais de um ter-se-á distanciado bastante do presente
bom caminho, existem muitíssimos e terá perdido o contato com o atual, mas
maus e uma comparação entre os é importante que o analista esteja sempre
diversos métodos não deixa de ser cônscio da superfície da mente do paciente
esclarecedora, mesmo que não conduza e saiba que complexos e resistências estão
a uma decisão em favor de algum. ativos nele na ocasião e que reação
Ao passar-se da [teoria da] consciente a eles orientará o
interpretação de sonhos para a [sua comportamento. Quase nunca é correto
utilização] clínica, conserva-se o sacrificar este objetivo [terapeutico] a um
interesse no conteúdo deles e em interesse [teórico] na interpretação de
interpretar cada sonho relatado pelo sonhos. [Incidentalmente, isso enseja um
paciente tão completamente quanto comentário de grande valia clínica: nas
possível. Mas cedo se observará que se “associações livres” verdadeiras o
está trabalhando agora sob condições paciente quase sempre está falando de
novas e que tentar levar a cabo [a coisas aparentemente triviais do seu
interpretação exaustiva de um sonho], cotidiano e não de coisas “profundas” ou
pode entrar em choque com as tarefas “traumáticas”. Sempre que
mais imediatas do tratamento. [Na sistematicamente adota esse caminho,
clínica deve-se estar mais interessado deve-se pensar que essa é a forma tomada
em compreender a pessoa que sonha do pela sua resistência. Uma excessiva
que o sonho propriamente. O sonho é concentração nos sonhos pode indicar a
apenas um dos recursos de que o mesma coisa].
de 2 3
O Manejo da Interpretação de Sonhos na Psicanálise
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------
chamados “biográficos”]. Ao tentar
Qual, então, deve ser a nossa atitude ao interpretar-se tal sonho, todas as
interpretar sonhos? resistências são postas em atividade e
estabelecem um limite à sua
Mais ou menos a seguinte: compreensão. A interpretação completa
• a interpretação que possa ser realizada deste sonho só será possível ao término
em uma sessão deve ser aceita como da análise, muitos meses mais tarde. [As
suficiente. No dia seguinte, a análises de Freud duravam, em média,
interpretação do sonho não deve ser nove meses]. É o mesmo que acontece
retomada. [Lembremo-nos que Freud com a elucidação de um sintoma. É
atendia todos os dias. Por isso fala “no preciso a análise completa para explicá-
dia seguinte”]. Nenhuma exceção deve lo; durante o tratamento apreendemos
ser feita à regra de que a primeira coisa apenas fragmentos do significado dele.
que vem à cabeça do paciente é o Identicamente, não se pode esperar mais
[assunto] que primeiro deve ser dos sonhos; devemos contentar-nos se a
tratado; tentativa de interpretação traz à luz um
• se os sonhos são profusos e volumosos, único impulso patogênico de desejo.
a esperança de decifrá-los Assim, não se abandona nada que se
completamente deve ser abandonada; pode obter, quando se desiste da idéia de
• devemos evitar demonstrar interesse uma interpretação completa de um
especial nos sonhos ou despertar a sonho; tampouco nada se perde se
idéia de que o trabalho [de análise] se interrompemos a interpretação de um
interromperia se o paciente não os sonho antigo e voltamo-nos para uma
apresentasse. Caso contrário, há o outra mais recente; [Graças à tendência
perigo de a resistência ser dirigida para que tem o material inconsciente de
a produção de sonhos com a tornar-se consciente, o que ficar não
conseqüente cessação deles. A análise resolvido num sonho fatalmente voltará,
sempre encontra material para sua seja num outro sonho, seja num sintoma
continuação, independentemente de ou noutra produção inconsciente].
que o paciente apresente ou não • Descobrimos que diversas cenas
sonhos. Pode-se perguntar se não sucessivas de um sonho têm o mesmo
estamos abandonando um material conteúdo e aprendemos que diversos
muito valioso, que poderia lançar luz sonhos que ocorrem na mesma noite [e
sobre o inconsciente. A resposta é que mesmo em noites distintas!] são
a perda não é tão grande quanto tentativas de representar um único
parece; significado;
• todas as produções oníricas muito • Podemos estar certos de que o impulso
elaboradas devem ser encaradas como de desejo que cria um sonho reaparecerá
incapazes de solução completa. Um noutros, enquanto não for compreendido
sonho deste tipo amiúde se baseia em e retirado do domínio do inconsciente. Por
todo o material patogênico do caso em isso, a melhor maneira de completar a
apreço, ainda desconhecido tanto do interpretação de um sonho é abandoná-lo
terapeuta quanto do paciente, sendo e dedicar atenção a um novo, que pode
equivalente a uma tradução em conter o mesmo material sob forma mais
linguagem onírica de todo o conteúdo acessível. Sei que é pedir muito do
da neurose [os sonhos desse tipo são paciente e do médico que abandonem
de 3 3
O Manejo da Interpretação de Sonhos na Psicanálise
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------
seus propósitos conscientes e se questão de saber se o analista deve
entreguem a uma orientação que ainda traduzir logo, para o paciente, tudo o que
nos parece acidental. Mas posso lê neles. Não é este, porém, o lugar para
garantir que se é recompensado toda responder a esta questão, pois ela
vez que se resolve ter fé nesses evidentemente faz parte de outra mais
princípios teóricos e se persuade a não ampla: em que estágio do tratamento e
discutir a orientação do inconsciente ao com que rapidez deve o analista deixar o
estabelecer elos de ligação. paciente conhecer o que jaz oculto em sua
Advirto, portanto, que a mente? Quanto mais o paciente aprende
interpretação de sonhos não deve ser da interpretação de sonhos, mais obscuros
perseguida como arte pela arte, mas que eles se tornam. Todo o conhecimento
seu manejo deve submeter-se às regras adquirido [pelo paciente] sobre sonhos
[terapêuticas] técnicas que orientam o serve também para [que ele] coloque em
tratamento como um todo. [Ou seja: o guarda o processo de construção onírica.
sonho deve ser tomado como um Nas obras científicas sobre sonhos
material igual aos outros, sem que se encontra-se um cuidado desnecessário
lhe conceda uma importância especial]. com a preservação do texto do sonho, na
Outra situação é a que surge desde suposição de que ele precise ser protegido
que adquirimos compreensão do contra deformações. Alguns psicanalistas
simbolismo e não dependemos tanto das erram ao darem instruções para que cada
associações do paciente. Um intérprete sonho seja anotado logo após o acordar.
onírico excepcionalmente hábil No trabalho terapêutico esse zelo não tem
encontrar-se-á às vezes em posição de sentido. Mesmo que o texto do sonho seja
poder perscrutar cada um dos sonhos de salvo do esquecimento [pela anotação],
um paciente, sem exigir que este passe nada de útil terá sido conseguido. Não
pelo processo de elaborá-los. Tal analista surgirão associações ao texto e o resultado
acha-se livre de conflito entre as será igual ao que haveria se o sonho não
exigências da interpretação de sonhos e houvesse sido registrado.
as do tratamento. Além disso, fica Indubitavelmente, o terapeuta pode
tentado a fazer uso da interpretação de adquirir um conhecimento que não teria
sonhos em toda ocasião, dizendo ao conseguido de outro modo, mas pouco
paciente tudo o que detectou em seus adianta se o analista sabe, mas o paciente
sonhos. Assim procedendo, contudo, não. [Por outro lado, se um paciente se
adota um método de tratamento que se esquece de seu sonho, no todo ou em
afasta muito do estabelecido. Os parte, o analista deve estar mais
principiantes devem ser aconselhados a interessado no “esquecimento” que no
não toma-lo por modelo. texto do sonho].
Todo analista encontra-se na posição Em conclusão, mencionarei um tipo
do intérprete que estivemos imaginando, específico de sonho que ocorre apenas no
com os primeiros sonhos que os decurso do tratamento psicanalítico e pode
pacientes trazem, antes de terem desconcertar ou desorientar os
aprendido algo da técnica de traduzi-los. principiantes. Trata-se dos sonhos
Estes sonhos iniciais podem ser descritos corroborativos [= que confirmam], que, por
como não refinados; revelam muito ao assim dizer, vão no rastro. Quando isto
ouvinte, tal como os sonhos das acontece, é como se o paciente houvesse
chamadas pessoas sadias. Surge então a trazido sob forma onírica exatamente o
de 4 3
O Manejo da Interpretação de Sonhos na Psicanálise
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------
que lhe havíamos sugerido. O analista
mais experiente receberá tais sonhos
como confirmações esperadas e
reconhece que só são observados sob
certas condições do tratamento. A
grande maioria dos sonhos antecipa-se à
análise de maneira que após subtrair
deles tudo que já é sabido e
compreendido, resta ainda uma alusão
mais ou menos clara a algo que até
então estivera oculto.

Mais resenhas em
http://www.institutofreud.com.br