P. 1
Teoria Da cia Final

Teoria Da cia Final

|Views: 768|Likes:
Publicado pordickmarceleza

More info:

Published by: dickmarceleza on Aug 20, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

02/07/2013

pdf

text

original

Modelo Burocrático de Organização

Marcelo Vieira Marissol Rios Renato Athaíde

Serão abordados os seguintes assuntos Modelo Burocrático
1-O modelo burocrático de Robert K. Merton 2-O modelo burocrático de Philip Selznick 3-O modelo burocrático de Alvin Gouldner

O que é burocracia?

burocracia Previsibilidade do comportamento humano Padronização do desempenho dos trabalhadores Conseqüências previstas Alcançar seus objetivos com excelência .

burocracia Quando o comportamento humano não pode ser previsto Alcançar seus objetivos com excelência .

Modelo burocrático de Robert Merton .

Merton(1957) notou também as conseqüências imprevistas e que levam à ineficiência e às imperfeições. Merton deu o nome de ³disfunções da burocracia´.para designar as anomalias de funcionamento responsáveis pelo sentido pejorativo que o termo ganhou junto aos leigos no assunto.Modelo Burocrático de Merton   Ao estudar as conseqüências previstas (ou desejadas) da burocracia. . A essas conseqüências imprevistas.

não existe uma organização totalmente racional e formal. ele considera que Webber não considerou o fator humano em sua teoria. impossibilitando a aplicação eficiente do sistema. As pessoas teriam um grau de imprevisibilidade muito alto. .Modelo Burocrático de Merton  Para Merton.

Disfunções da Burocracia Internalização das normas Excesso de formalismo e papelório Resistência a mudanças Despersonalização do relacionamento Resistência a mudanças Categorização do relacionamento Superconformidade Exibição de sinais de autoridade Dificuldades com clientes .

.1)Internalização das regras e apego aos regulamentos     As normas e regulamentos passam de meios a objetivos.mas não por possuir conhecimento de suas tarefas mas por conhecer perfeitamente as normas e regulamentos de sua função. Os regulamentos são os objetivos do burocrata. A organização perde a flexibilidade(característica da atividade racional) O colaborador se torna um especialista .

documentação e papelório. o que leva o leigo a imaginar a burocracia como tendo necessariamente um volume inusitado de papelório.Excesso de formalismo e de papelório:   A necessidade de documentar e formalizar todas as comunicações dentro da burocracia a fim de que tudo possa ser testemunhado por escrito pode conduzir ao excesso de formalismo. Aliás. de vias adicionais de formulários e de comunicações. o papelório constitui uma das mais gritantes disfunções da burocracia.2. .

3-Resistência as mudanças:    A rotina conduz o funcionário a se acostumar com a repetição daquilo que faz lhe dando segurança . A resistência pode ser passiva ou através de comportamentos de reclamação e tumultos.pois ele se torna um executor de rotinas e procedimentos. A mudança tende a ser interpretada pelo funcionário como um perigo a sua tranqüilidade. .

Isso provoca a diminuição das relações personalizadas entre os membros da organização: diante dos demais funcionários.Despersonalização do relacionamento    Uma das características da burocracia e a impessoabilidade no relacionamento. . o burocrata não os toma como pessoas.4. mas como ocupantes de cargos Os funcionários passam a conhecer os colegas não pelos seus nomes pessoais. mas pelos títulos dos cargos que ocupam.pois ela enfatiza os cargos e não as pessoas que os ocupam.

Isso conduz à categorização do processo decisório: a maneira de classificar as coisas estereotipadamente a fim de lidar com elas com mais facilidade.Categorização como base do processo decisorial:    A burocracia se assenta em uma rígida hierarquização da autoridade.mesmo sem nada saber a respeito do problema a ser resolvido.Quem toma decisões em qualquer situação é aquele que possui a categoria hierárquica mais elevada. Quem decide é sempre o que ocupa o posto hierárquico mais alto. . independentemente do seu conhecimento sobre o assunto.5.

.Superconformidade às rotinas e procedimentos    A burocracia baseia-se em rotinas e procedimentos para garantir que as pessoas façam exatamente o esperado. A burocracia eficaz exige devoção às normas e regulamentos. e essa devoção conduz à sua transformação em coisas absolutas: as regras e rotinas tornam-se sagradas para o funcionário.6. O burocrata trabalha em função de regulamentos e rotinas e não em função de objetivos organizacionais a serem alcançados.

. banheiro.Exibição de sinais de autoridade    A burocracia enfatiza a hierarquia de autoridade e tornase necessário indicar quem são as pessoas que detêm o poder. sala. refeitório etc. mesa. como meios de identificar quem são os chefes da organização.7. estacionamento. O uniforme em algumas organizações como exército. como uniforme. . etc. Igreja. constitui sinal de autoridade. Daí a tendência à utilização intensiva de símbolos ou sinais de status para demonstrar a posição hierárquica dos funcionários.

Os clientes são atendidos de forma padronizada. Essa atuação interiorizada para a organização o leva a criar conflitos com os clientes da organização.8-Dificuldade no atendimento aos clientes e conflitos com o público     O funcionário está voltado para dentro da organização. Isso irrita o público com a pouca atenção e o descaso para com seus problemas particulares. suas rotinas e procedimentos. de acordo com regulamentos e rotinas internos. . para suas normas e regulamentos internos. para o superior hierárquico que avalia o seu desempenho.

Modelo Burocrático de Merton Exigência de 1 Controle por parte da Organização Ênfase na 2 previsibilidade do comportamento Rigidez de 4 comportamento e defesa mútua na organização Justificativa da 3 Ação individual Sentimento 6 de defesa da Ação individual 5 Grau de dificuldade com os clientes .

Modelo Burocrático de Philip Selznick .

. A adaptação da burocracia às exigências externas dos clientes.INTERAÇÃO DA BUROCRACIA COM O AMBIENTE Ao formular o modelo burocrático de organização. A adaptação da burocracia às exigências internas dos participantes. 2. Weber não o previu a possibilidade de flexibilidade da burocracia para atender a duas circunstâncias:   1.

como a votação e aprovação de verbas extras à T. etc.fazendo visitas aos fazendeiros. B) Houve uma interação entre a organização (que planejava instalações de fábricas. V A.) . Desenvolveu compromissos com os poderes locais. melhorias etc.AS CONCLUSÕES DE SELZNICK A) A T.A. V.) e o meio ambiente (interesses políticos locais dos fazendeiros. sua influência política no Congresso e as vantagens dela decorrentes. de energia elétrica.

C) A partir dessa interação. passou a assumir outros compromissos ideológicos e transformou o seu objetivo inicial (agência de recuperação econômica de uma área empobrecida. .A. a T. D) Uma série de consequencias não antecipadas (isto é. E)É o que Selznick denominou "Grass Roots Policy" (política do "enraizamento"). não previstas) modificou o seu papel no cenário nacional americano. atuando nos moldes do New Deal americano)passando a delegar o programa agrícola às instituições locais. V.

torna-se indispensável e paralela ao próprio sistema formal de delegação e controle. 2. 3. como no modelo weberiano. em seguida. .PRINCÍPIOS DE SELZNICK 1-A organização burocrática é uma estrutura social adaptativa. A burocracia deve ser organizada sob o ponto de vista estrutural e funcional da organização e não sob o ponto de vista de um sistema fechado e estável. 4. Dentro da organização formal desenvolve-se uma estrutura lnformal. Essa estrutura informal.

bem como os sistemas de manutenção da organização formal: 6. As lesões e dilemas da organização serão esclarecidas através das restrições ambientais e da limitação das alternativas de comportamento. Essa análise deve refletir os aspectos do comportamento organizacional interno.5 . .

Modelo Burocrático de Selznick Exigência de Controle Delegação de Autoridade Grau de formação 8 em assuntos específicos 1 2 Estabelecimento de 3 Sub-objetivos das Subunidades Internalização de 4 Sub-objetivos pelos participantes Teor das decisões 5 6 Internalização dos objetivos da organização pelos participantes Operacionalização dos objetivos da organização 7 .

mas adaptativa e dinâmica. O estudo de Selznick é um exemplo claro do efeito que surge quando os resultados de uma organização não são em princípio aceitos pelo meio ambiente. interagindo intensamente com o ambiente externo e adaptando-se a ele .  Em resumo. para Selznick. . a burocracia não é rígida nem estática. como o afirmava Weber.

Modelo burocrático de Alvin Gouldner .

Gouldner destacou que a supervisão cerrada deteriora as relações entre superior e subordinado . mas graus de burocratização. o processo burocrático é um ciclo instável que busca estabilidade e equilíbrio. mas que provoca tensões e conflitos interpessoais. Gouldner consta em seus estudos que não há uma burocracia. nem em escassez (gerando desorganização e indisciplina).Grau de burocratização nas organizações     No modelo burocrático de Gouldner. Concluiu que a burocratização é importante mas deve ser dosada: nem em excesso (conduzindo a uma rigidez e inflexibilidade).

Modelo Burocrático de Gouldner Exigência de Controle 1 2 Adoção de diretivas gerais e impessoais Conhecimento dos 5 padrões mínimos aceitáveis Direção entre 6 os objetivos da organização e a sua realização Visibilidade das relações de poder 3 Nível de tensão interpessoal 4 Rigor de supervisão 7 Resultados Previstos Resultados Imprevistos .

 No modelo de Gouldner a burocracia varia desde o excesso de burocratização(em um extremo )ate a ausência de burocratização(no extremo oposto). .

Graus de Burocratização Excessivamente burocratizado Modelo Ideal de Burocratização (Weber) Muito pouco burocratizado Excesso de normas e regulamentos Escassez de normas e regulamentos .

portanto não poderia definir uma organização como burocrática ou não-burocratica. As dimensões da burocracia bem como os efeitos de seus diferentes graus podem ser visualizadas no gráfico que segue: . o grau variável de burocratização depende das dimensões da burocracia.Dimensões a burocracia    Para gouldner não havia então um único tipo de burocracia.

autocracia e imposição Ordem e disciplina Papelada e Formalismo Ênfase nos cargos Excesso de exigências Hierarquia Regras e Regulamentos Liberdade excessiva Ausência de documentos.Dimensões da Burocratização Escassez de Burocratização Falta de especialização. Ênfase nas pessoas Apadrinhamento Formalização das Comunicações Impessoalidade Selecção e Promoção do Pessoal . Falta de autoridade Excesso de Burocratização Divisão do Trabalho Responsabilidade e especialização Autoridade. confusão. Informalidade.

 AS DIMENSÕES DA BUROCRACIA 1. impessoalização nas relações interpessoais. 3. um sistema de procedimentos para lidar com as situações de trabalho. 4. 5. um sistema de regras que cobre todos os direitos e deveres dos ocupantes de posições. 6. 2. promoção e seleção para emprego baseadas na competência técnica. . uma divisão de trabalho baseada na especialização funcional. uma bem definida hierarquia de autoridade.

Apreciação crítica .

.1-Excessivo racionalismo: A organização burocrática não considera a natureza organizacional nem as condições circunjacentes do ambiente. No modelo burocrático as organizações são vistas como arranjos conscientes e racionais dos meios para alcançar os fins particulares (visão instrumental).

apresenta limitações inerentes ao conceito (desconsidera influência do meio.2-Mecanicismo e as limitações da teoria da máquina Embora constituída por pessoas a organização é concebida como uma máquina construída para cumprir uma tarefas e desta forma. negligencia a organização informal. concebe a organização como um arranjo rígido e estático de órgãos) .

onde não se considera o desenvolvimento das pessoas e não se adapta facilmente às mudanças do ambiente externo. modelo rígido e estático.3-Conservantismo a burocracia é um processo essencialmente conservador e contrário a inovação. .

4-Abordagem de sistema fechado A burocracia não considera o contexto externo no qual a organização está inserida. . as mudanças ambientais e suas repercussões no comportamento da organização.

explicar as organizações. restrições etc.5-Abordagem descritiva e explicativa o modelo burocrático preocupa-se em descrever. . problemas. situação. aspectos que variam intensamente. analisar. levando em consideração sua natureza. participantes. a fim de que o administrador escolha a maneira apropriada de lidar com elas.. tarefa.

o conflito interno é visto como indesejável. exagero nas distinções entre os tipos de autoridade .6-Críticas multivariadas Não considera a organização informal.

considerada como um todo. .  Fayol estudava as funções de direção. Sua contribuição foi para a direção. Sua contribuição foi para a organização.7-posição da teoria da burocracia dentro da teoria das organizações assemelha-se à teoria clássica da organização quanto à ênfase na eficiência técnica e na estrutura hierárquica da organização:  Taylor procurava meios e métodos científicos para realizar o trabalho rotineiro das organizações. Sua contribuição foi para a gerência.  Todos os três se preocuparam com os componentes estruturais da organização.  Weber preocupava-se com as características da burocracia.

. superior a várias alternativas tentadas no decorrer do século XX. é talvez uma das melhores alternativas de organização. Uma cuidadosa apreciação crítica da burocracia levanos à conclusão de que apesar de todas as suas limitações e restrições.

FIM .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->