P. 1
Lei 8112

Lei 8112

|Views: 729|Likes:
Publicado poraoccaso

More info:

Published by: aoccaso on Aug 22, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/10/2011

pdf

text

original

Lei 8112 Regime jurídico dos servidores públicos da União, autarquias (inclusive regime especial), fundações públicas federais

. Requisitos para investidura: - 18 anos - nacionalidade brasileira - gozo dos direitos políticos - nível de escolaridade - aptidão física e mental - quitação das obrigações militares e eleitorais Obs. As atribuições dos cargos podem exigir outros requisitos Portadores de deficiência: reservado até 20% das vagas para os cargos compatíveis com a deficiência. Universidades e instituições de pesquisa poderão prover seus cargos com estrangeiros, de acordo com as normas desta lei. A INVESTIDURA EM CARGO PÚBLICO OCORRERÁ COM A POSSE. Formas de provimento - nomeação - promoção - aproveitamento: sempre feita em cargo de atribuições compatíveis com o anteriormente ocupado. Será tornada sem efeito o aproveitamento e cassada a disponibilidade do servidor que não entrar em exercício no prazo legal, salvo doença comprovada por junta médica. - readaptação: investidura de servidor em cargo compatível com as limitações físicas ou mentais que tenha sofrido. Se julgado incapaz, o readaptando será aposentado. Na hipótese de inexistência de cargo vago, o servidor exercerá suas atividades como excedente. - recondução: servidor estável não aprovado em estágio probatório será reconduzido ao anteriormente ocupado - reintegração: reinvestidura do servidor no cargo anteriormente ocupado ou no resultante de sua transformação quando invalidada sua demissão por decisão administrativa ou judicial, com ressarcimento de todas as vantagens. Se o cargo for extinto, ficará em disponibilidade. Se tiver ocupado, o eventual ocupante será reconduzido ao cargo de origem sem direito a indenização, aproveitado em outro cargo ou, ainda, posto em disponibilidade. - reversão: retorno a atividade de servidor aposentado por invalidez, quando junta médica declarar insubsistentes os motivos da aposentadoria, ou no interesse da administração. A reversão dar-se-á no mesmo cargo resultante de sua transformação. Se o cargo estiver

O concurso pode ser realizado em duas etapas. A posse dar-se-á pela assinatura do respectivo termo e ocorrerá em até 30 dias contados da publicação do ato de provimento. Nomeação: I – em caráter efetivo: cargo efetivo ou carreira (através de concurso de provas ou provas/títulos) II – em comissão: cargo de confiança vago Servidor ocupante de cargo em comissão poderá ser nomeado. o servidor apresentará declaração de bens e declaração quanto ao exercício ou não de outro cargo. Exercício é o desempenho das atribuições do cargo ou função e à autoridade competente do órgão para o qual foi designado o servidor. Se não entrar em exercício no prazo determinado. contados da publicação do ato. o servidor será exonerado. optando pela remuneração de um deles. Duração máxima da jornada de trabalho: 40 horas semanais. c) capacidade de iniciativa. Aposentado que completou 70 anos não poderá ser revertido. conforme dispuserem a lei e o regulamento do plano de carreira e terá validade de até 2 anos. Será tornada sem efeito o ato de provimento se a posse não ocorrer no prazo determinado. será concedido afastamentos e licenças: . b) disciplina. Exceção: duração de trabalho estabelecidas em leis especiais. emprego ou função pública. sem prejuízo do atual. Se estável. exercerá suas atividades com excedente.provido. para outro cargo de confiança. e) responsabilidade Não aprovado no estágio probatório. que será contado no novo posicionamento a partir da publicação do ato que promover o servidor. No ato da posse. d) produtividade. prorrogável 1 vez por igual período. observado os limites de 6h e 8h diárias. Estágio probatório de 24 meses. Haverá posse apenas para provimento de cargo por nomeação. contado do ato de provimento. interinamente. O servidor que deva ter exercício em outro município terá de 10 a 30 dias. para a retomada de suas atribuições. será exonerado ou tornada sem efeito sua designação para função de confiança. será reconduzido ao cargo anteriormente ocupado. Poderá dar-se mediante procuração específica. A promoção não interrompe o tempo de exercício. Ao servidor em estágio probatório. compete dar-lhe exercício. durante o qual serão objetos de avaliação: a) assiduidade. Não se abrirá novo concurso enquanto houver candidato aprovado em concurso anterior com prazo de validade não expirado. É de 15 dias o prazo para o servidor entrar em exercício.

Poderá ter exercício provisório em outro órgão até seu adequado aproveitamento. . no caso de omissão. (suspende o estágio) II .Falecimento .Exoneração: a pedido do servidor ou de ofício (quando não entra em exercício no prazo ou quando não satisfeitas as condições do estágio probatório). a exoneração dar-se-á a juízo da autoridade competente ou a pedido do servidor.para capacitação. (suspende o estágio) V – exercício de mandato eletivo.atividade política. No caso de reorganização ou extinção de órgão. Para cargos em comissão/função de confiança. assegurada ampla defesa. independente do interesse da Administração. com perda total da remuneração.a pedido. VI – estudo ou missão no exterior. ATENÇÃO: a CF diz que é após 3 anos de exercício. (suspende o estágio) VIII – afastamento para participar de curso de formação em virtude de aprovação em concurso para outro cargo da Administração Pública Federal. o servidor estável que não for redistribuído ficará em disponibilidade. a critério da Administração . NÃO serão concedidas licenças: V . (aquela depois de 5 anos) VI . Servidor estável só perde o cargo em virtude de sentença judicial transitada em julgado ou de processo administrativo disciplinar. Redistribuição: deslocamento de cargo de provimento efetivo (ocupado ou vago) para outro órgão do mesmo Poder.Promoção . Servidor adquire estabilidade após 2 anos de efetivo exercício. para acompanhar cônjuge deslocado. .de ofício.para tratar de interesses particulares.para desempenho de mandato classista. (suspende o estágio) III . Formas de vacância .Readaptação . no interesse da Administração .afastamento do cônjuge ou companheiro.I . pelo dirigente .doença em pessoa da família. Substituição: os servidores investidos em cargos de direção.Demissão . com ou sem mudança de sede. por motivo de saúde do servidor ou dependente e em virtude de processo seletivo em que o número de interessados é maior que o número de vagas.Aposentadoria . IV . VII – servir em organismo internacional de que o Brasil participe.Posse em outro cargo inacumulável Remoção: deslocamento do servidor dentro do mesmo quadro.a pedido.serviço militar. extinto o cargo ou declarada sua desnecessidade. VII . chefia ou natureza especial terão substitutos indicados pelo respectivo regulamento ou.

saídas antecipadas. caso volte a sede antes do período previsto. sem motivo justificado. salvo por mandado judicial ou imposição legal. desde que não exista imóvel . Servidor perderá: . proporcional aos atrasos. seqüestro ou penhora. Tetos da remuneração dos respectivos Poderes: Ministros de Estado. não excedente a 3 meses. família recebe ajuda de custo e transporte dentro de 1 ano caso o servidor faleça na nova sede b) diárias: servidor terá 5 dias para restituir diárias em virtude de não afastamento da sede.máximo do órgão. Remuneração é o vencimento + vantagens pecuniárias permanentes. Servidor em débito com o erário que for demitido/exonerado/aposentado terá o prazo de 60 dias para quitar o débito. em única parcela. c) transporte: para servidor que utilizar meio próprio de locomoção para serviços externos. sempre cumulativamente ao seu. Quando assumir o cargo. salvo para prestação de alimentos resultante de decisão judicial. deverão optar pela remuneração de um deles durante o respectivo período. Consignação em folha de pagamento a favor de terceiros: só com autorização do servidor. salvo se repuser horário até o mês subseqüente ao da ocorrência Nenhum desconto incidirá sobre a remuneração. Nenhum servidor receberá REMUNERAÇÃO inferior ao salário mínimo. ministros do Supremo Tribunal Federal. a reposição dar-se-á imediatamente.parcela da remuneração. no prazo de 1 mês após a realização dela. Vantagens: I – Indenizações (não se incorporam ao vencimento) a) ajuda de custo: indenização devido mudança de sede. . O vencimento/remuneração/provento não serão objeto de arresto. membros do Congresso. Quando pagamento indevido houver ocorrido no mês anterior ao processamento da folha. d) auxílio-moradia: ressarcimento de despesas comprovadas com aluguel de moradia ou hospedagem. implicando sua inscrição em dívida ativa.a remuneração do dia que faltar ao serviço. pelo exercício do cargo. vedado duplo pagamento a cônjuge que vier a ter exercício na mesma sede. ausências justificadas. a critério da Administração e com reposição de custos. com valor fixado em lei. Direitos e Vantagens Vencimento é a retribuição pecuniária. restituição no caso do servidor não se apresentar na nova sede em até 30 dias. ou restituir diárias em excesso.

Paga até dia 20/12. cargo em comissão ou de Natureza Especial . b) adicional de serviço extraordinário: 50% em relação a hora normal de trabalho. Fração igual e superior a 15 dias paga como mês integral. dentre outros.para quem atuar como instrutor em curso de formação e aplicação de provas orais o adicional é de 2. Adicional de atividades penosas serão pagas ao servidor em locais de fronteira ou localidades que justifiquem o pagamento.2% sobre o maior vencimento básico da Adm Pública III – adicionais (incorpora-se ao vencimento em casos previstos em lei) a) adicional de insalubridade. periculosidade: quem tiver direito aos adicionais de periculosidade e insalubridade. conforme o caso. II – gratificações.para quem participar da aplicação de provas e da logística. No caso de falecimento/exoneração/colocação de imóvel para uso do servidor.funcional disponível para uso. Não se incorpora ao vencimento. Limitado a 25% do valor do cargo em comissão e do cargo de Ministro de Estado. chefia e assessoramento: ao servidor ocupante de cargo efetivo investido em função de direção/chefia/assessoramento. deverá optar por um deles. . b) gratificação por encargo de curso/concurso: não poderá ultrapassar. Incidirá. d) adicional de férias: 1/3 da remuneração. acréscimo de 25%. o adicional é de 1. respeitado limite de 2 horas por jornada c) adicional noturno: compreendido entre 22h e 5h. A gestante exercerá suas atividades em locais salubres durante a gestação e lactação. Operadores de raio-x passarão por exames a cada 6 meses. Esse adicional cessa com a eliminação das condições de risco. Independente do valor do cargo em comissão. Será computado sobre a vantagem que receba servidor que exerça atividade de direção ou cargo em comissão. com jornada de 52min30s. sobre o adicional de serviço extraordinário. também. (incorpora-se ao vencimento em casos previstos em lei) a) gratificação natalina: 1/12 do salário de dezembro. em regra.2% sobre o maior vencimento básico da Adm Publica . não serve de base para qualquer outro adicional. Não é considerada para cálculo de qualquer vantagem pecuniária. observando o regulamento. será garantido ressarcimento de 1800 reais. Não será concedido por prazo superior a 8 anos dentro de cada período de 12 anos. e) outros relativos ao local/natureza do trabalho IV – retribuições/gratificações/adicionais a) retribuição pelo exercício de função de direção. Será paga se forem exercidas sem prejuízo das atividades habituais. 120 horas de trabalho anuais. a indenização será para por mais 1 mês.

Gestante/lactante será afastada dos locais de risco durante o período de gestação/lactação.. É paga até o dia 20 de dezembro. deverá gozar o período restante de uma vez.2% sobre o maior vencimento básico da adm federal No caso III e IV. O adicional cessa com a eliminação das condições/riscos. Periculosidade ou Atividades Penosas: servidor que fizer jus aos adicionais de insalubridade e periculosidade deverá optar por um deles. serviço militar ou eleitoral ou por necessidade da administração. sendo cada hora computada como 52min30s. I – Atue como instrutor em curso de formação da Administração Pública Federal II – Banca para exames orais. Se for executada em detrimento de seu trabalho normal. será de 1. As férias poderão ser interrompidas por motivo de calamidade pública. recursos III – Logística de preparação dos concursos IV – Aplicar ou avaliar provas de exame de vestibular ou concurso No caso I e II. deverá haver compensação. é necessário 12 meses de exercício.. É permitido parcelar em até 3 períodos. Servidor que opera raio-x terá férias de 20 dias por semestre. Limite de 2 horas por jornada. DAS LICENÇAS . Servidor exonerado recebe gratificação calculada sobre o mês da exoneração. salvo situações de excepcionalidade devidamente aprovadas pela autoridade máxima do órgão. e) Adicional noturno: serviço compreendido entre 22h e 5h do dia seguinte terá acréscimo de 25% . Quando retornar. A retribuição não poderá ultrapassar o equivalente a 120 horas de trabalho anuais. correção de provas discursivas.2%. d) Adicional por serviço extraordinário: 50% da hora normal de trabalho. será 2. Incidirá sobre o adicional por serviço extraordinário.b) gratificação natalina: 1/12 da remuneração do mês de dezembro. c) Dos Adicionais de Insalubridade. Pagamento das férias será feito até 2 dias antes do início do período. no caso de necessidade do serviço. em caráter eventual. vedada qualquer acúmulo. Adicional de atividade penosa pago para quem trabalhe em zona de fronteira ou locais cujas condições de vida o justifiquem. Servidores que trabalhem com raio-x serão submetidos a exames a cada 6 meses. f) Adicional de férias g) Gratificação por encargo de curso ou concurso: devida a servidor que. convocação para júri. que poderá acrescer mais 120 horas. Férias Para concessão do primeiro período aquisitivo. Poderá acumular até 2 períodos. Fração superior a 15 dias conta como mês cheio.

Os períodos não são cumuláveis. Terá duração igual a do mandato e poderá ser prorrogada uma única vez. que começa a ser contado a partir do deferimento da primeira licença. sem remuneração A soma do período de licença com e sem remuneração não poderá ultrapassar 90 dias. IV .PODERÁ ser concedida licença I – Doença em pessoa da família (pais. Se o cônjuge for servidor de qualquer esfera de qualquer ente federativo. consecutivos ou não. Limites: Até 5.Interesses particulares: até 3 anos consecutivos. desde que seja em atividades compatíveis com seu cargo. Concedida a cada período de 12 meses. filhos. padrastos. o servidor poderá exercer provisoriamente seu cargo na Administração Federal. VI – Atividade Política: Escolha em convenção Registro na Justiça Eleitoral 10 dias após a eleição I______ _sem remuneração_______ I______ com remuneração (até 3 meses)___I VII – Mandato classista: SEM remuneração.000 associados 5001 até 30. ou dependente que conste em seu assentamento individual): precedida de perícia (inclusive para sua prorrogação). para participar de curso de capacitação. desde que cadastradas no Ministério da Administração Federal e Reforma do Estado. com remuneração b) até 90 dias. tem 30 dias para reassumir o cargo.000 Acima de 30. consecutivos ou não. no caso de reeleição. III – Capacitação: após 5 anos e no interesse da Administração. a) por 60 dias. enteados. Somente poderão ser licenciados servidores eleitos para cargos de direção ou representação nas referidas entidades. II – Afastamento do cônjuge: para servidor acompanhar cônjuge que foi deslocado para outro ponto do território ou para o exterior. o servidor poderá se afastar por 3 meses com remuneração. TERÁ direito a licença V – Serviço militar: após o serviço militar. Proibido atividade remunerada durante o período de licença. SEM remuneração e desde que não esteja em estágio probatório.000 1 servidor 2 servidores 3 servidores .

Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu no País PODERÁ afastar-se do cargo com remuneração. contribuirá para a Previdência como se estivesse em exercício. pais/padrastos. o ônus é da União. Ser for para U. Estudo ou Missão no Exterior A ausência não excederá 4 anos. Não será concedida exoneração ou licença antes de decorrido igual período do afastamento. desde que a participação na pós não possa ocorrer simultaneamente com o exercício do cargo ou mediante compensação do horário. é afastado do cargo e opta pela remuneração de um deles. Finda a missão. Para exercício de mandato eletivo: a) mandato federal. filhos/menores sob guarda. no mínimo. Investido em mandato eletivo. irmãos) . DF ou M. Para servidor servir em organismo internacional do qual o Brasil participe dar-se-á com a perda da remuneração. também deve ressarcir. salvo se houver ressarcimento do que foi gasto. Na incompatibilidade. salvo comprovada força maior ou caso fortuito. Se não obteve o título ou grau que justificou seu afastamento. deve ressarcir as despesas. no mínimo. distrital: fica afastado do cargo b) mandato de prefeito: afastado do cargo. o ônus é da entidade cessionária. o servidor não poderá ter se afastado para assuntos particulares para gozo de licença de capacitação ou com fundamento nesse artigo nos 2 anos anteriores a solicitação e: a) mestrado: ter. CONCESSÕES Poderá ausentar-se do serviço por: a) 1 dia. Para desfrutar da licença. 3 anos de exercício no órgão (inclui estágio probatório) b) doutorado: 4 anos. O servidor deverá permanecer no cargo pelo mesmo período do afastamento.DOS AFASTAMENTOS Para servir a outro órgão: PODERÁ ser cedido para qualquer dos entes federativos. só será permitida nova ausência após decorrido o mesmo período. podendo optar pela remuneração de um deles c) mandato de vereador: havendo compatibilidade de horários. Afastado. No caso de ser cedido a E. estadual. para doação de sangue b) 2 dias. No caso de solicitar exoneração ou aposentadoria. pode exercer os dois e receber pelos dois. não poderá ser removido de ofício para outra localidade. de exercício no órgão (inclui estágio) Pós doutorado: 4 anos de exercício no órgão e não ter se afastado para trato de interesses particulares para capacitação e nem em fundamento nesse artigo nos 4 anos anteriores. para alistar-se como eleitor c) 8 dias devido casamento ou falecimento (cônjuge.

porém COM compensação de horas.trato da própria saúde (até 24 meses cumulados ao longo do tempo).à gestante/adotante/paternidade. também. também será concedido horário especial. . Haverá compensação de horas.acidente em serviço . .serviço militar h) deslocamento para nova sede i) competição desportiva j) servir em organismo internacional São contatos APENAS o tempo para aposentadoria e disponibilidade: a) o tempo de serviço público b) licença para tratamento em pessoa da família. será garantida matrícula em instituição de ensino congênere na localidade ou a mais próxima. Ao servidor que tenha dependente portador de deficiência. com remuneração que exceder a 30 dias no período de 12 meses c) licença para atividade política d) mandato eletivo. para os filhos e enteados do servidor TEMPO DE SERVIÇO É contado para todos os efeitos o tempo de serviço público federal. Serve.mandato classista (exceto promoção por merecimento) . quando autorizado o afastamento g) licença: . exceto para promoção por merecimento f) missão ou estudo no exterior.Ao servidor estudante será concedido horário especial quando houver incompatibilidade entre horário da repartição e estudo. anterior ao ingresso no serviço público e) o tempo em atividade privada vinculada a Previdência f) tempo do tiro de guerra g) tempo para tratamento da própria saúde que exceder 24 meses O tempo em que o servidor estiver aposentado será contado apenas para a aposentadoria O tempo prestado às Forças Armadas em guerra será contado em dobro . também haverá horário especial. Ao servidor que mudar de sede por interesse da administração. comprovada por perícia médica. Ao servidor portador de deficiência. São contados como de efetivo serviço os afastamentos: a) férias b) exercício de cargo em comissão em qualquer dos entes federativos c) exercício de função de governo por nomeação do Presidente d) participação em programa regularmente instituído ou de pós-graduação e) mandato eletivo nos entes federativos.capacitação . SEM compensação de horas. inclusive o prestado às Forças Armadas.

em 120 (cento e vinte) dias. Recurso poderá ter efeito suspensivo. Prazo para interposição de pedido de reconsideração ou recurso é de 30 dias. ficará afastado de ambos os cargos efetivos. quando investido em cargo de provimento em comissão. São fatais e improrrogáveis os prazos. REGIME DISCIPLINAR Deveres: Dentre outros.É vedado contagem de tempo cumulativa de serviço público prestado concomitantemente em mais de um cargo. Em caso de provimento do pedido de reconsideração ou requerimento.em 5 (cinco) anos. Responsabilidade: . O pedido de reconsideração e o recurso. DIREITO DE PETIÇÃO É direito do servidor requerer em defesa de direito ou interesse. I – cumprir as ordens superiores. nos demais casos. declarada pelas autoridades máximas dos órgãos ou entidades envolvidos. ilegalidade ou abuso de poder Acumulação: O servidor vinculado ao regime desta Lei. salvo motivo de força maior. salvo na hipótese em que houver compatibilidade de horário e local com o exercício de um deles. interrompem a prescrição. que acumular licitamente dois cargos efetivos.. Cabe recurso: I – do indeferimento do pedido de reconsideração II – das decisões de recursos sucessivamente interpostos Direito de requerer prescreve: I . a partir da publicação ou ciência pelo interessado. Cabe pedido de reconsideração à autoridade que houver expedido o ato ou proferido a primeira decisão. Requerimento e pedido de reconsideração devem ser encaminhados em até 5 dias e decididos em até 30. não podendo ser renovado. salvo quando outro prazo for fixado em lei. II . quanto aos atos de demissão e de cassação de aposentadoria ou disponibilidade. quando cabíveis. exceto quando ilegais II – representar contra a omissão. os efeitos retroagirão à data do ato.. ou que afetem interesse patrimonial e créditos resultantes das relações de trabalho.

doloso ou culposo.suspensão. III . II . que resulte em prejuízo ao erário ou a terceiro. por dano causado a terceiro.cassação de aposentadoria ou disponibilidade. Responde o servidor.O servidor responde civil. Responsabilidade penal: crimes e contravenções imputados ao servidor. em ação regressiva perante a Fazenda. Penalidades: São penalidades disciplinares: I . A responsabilidade administrativa do servidor será afastada no caso de absolvição criminal que negue a existência do fato ou sua autoria. V . VI .demissão. Responsabilidade civil-administrativa: ato comissivo ou omissivo causado por servidor no desempenho de suas funções.destituição de função comissionada. Advertência 2C 3R MAPO Coagir subordinado a se filiar a partido político Cometer a pessoa estranha à repartição atribuições suas ou do subordinado Retirar documento da repartição sem prévia anuência Recusar fé a documentos públicos Recusar-se a atualizar seus dados cadastrais Manter sob sua chefia imediata cônjuge ou parente até 2 grau Ausentar-se do serviço sem prévia anuência Promover manifestações de apreço/desapreço Opor resistência injustificada a andamento de processo Suspensão (não excede 90 dias) COMETEX . IV . Responsabilidade civil: ato omissivo ou comissivo.advertência. penal e administrativamente pelo exercício irregular de suas atribuições.destituição de cargo em comissão.

Exercer quaisquer atividades incompatíveis com o exercício do cargo e horário. respectivamente. salvo legítima defesa ou de outrem Aplicação irregular de dinheiro público (indisponibilidade dos bens e ressarcimento) Lesão aos cofres públicos e dilapidação do patrimônio (indisponibilidade dos bens e ressarcimento) Corrupção (indisponibilidade dos bens e ressarcimento) Receber propina Crime contra a administração Participar de gerência de empresa privada. a penalidade de suspensão poderá ser convertida em multa. se o servidor não houver. após o decurso de 3 (três) e 5 (cinco) anos de efetivo exercício. exceto se cotista/acionista Atuar como procurador em repartição pública. nesse período. na base de 50% (cinqüenta por cento) por dia de vencimento ou remuneração. ficando o servidor obrigado a permanecer em serviço.Cometer a outro servidor atribuições estranhas ao cargo. Quando houver conveniência para o serviço. 15 dias de suspensão quando se recusar a ser submetido a inspeção médica. ************************************************************************ Demissão Abandono de cargo Acumulação ilegal de cargo Revelação de segredo do qual se apropriou em razão do cargo Valer-se do cargo para ter vantagem pessoal ou de terceiro (5 anos sem retornar ao serviço público) Inassiduidade habitual Improbidade administrativa (indisponibilidade dos bens e ressarcimento) Incontinência pública e conduta escandalosa Insubordinação grave em serviço Proceder de forma desidiosa Ofensa física. ************************************************************************ As penalidades de advertência e de suspensão terão seus registros cancelados. Reincidência em falta punida com advertência. praticado nova infração disciplinar. salvo em situações emergenciais. Nota. salvo para benefícios previdenciários de parentes até 2 grau ou cônjuge (5 anos sem retornar ao serviço público) Aceitar comissão de estado estrangeiro Usura Utilizar recursos públicos em atividades particulares ART 133 .

. configurará sua boa-fé. Se servidor optar por um dos cargos até o último dia para defesa. na atividade. Prazo para conclusão do processo.aplicação irregular de dinheiros públicos. comissão elabora relatório conclusivo e remete o processo à autoridade julgadora. Apresentada defesa. A destituição de cargo em comissão exercido por não ocupante de cargo efetivo será aplicada nos casos de infração sujeita às penalidades de suspensão e de demissão. órgão. As penalidades disciplinares serão aplicadas: I .lesão aos cofres públicos e dilapidação do patrimônio nacional. . . Configura abandono de cargo ausência intencional por mais de 30 dias. Ausência habitual: período de 60 dias interpoladamente. Art. defesa e relatório) julgamento Até 3 dias da constituição da comissão: citação do servidor Defesa para servidor é 5 dias. Será cassada a aposentadoria ou a disponibilidade do inativo que houver praticado. ou entidade.pelo Presidente da República. . Autoridade julgadora tem 5 dias para proferir decisão.corrupção.Acumulação ilegal de cargos públicos: servidor será notificado para apresentar opção em até 10 dias da data da ciência (da chefia) da transgressão. durante 12 meses.improbidade administrativa. pelos Presidentes das Casas do Poder Legislativo e dos Tribunais Federais e pelo Procurador-Geral da República. convertendo-se em pedido de exoneração do outro cargo. quando se tratar de demissão e cassação de aposentadoria ou disponibilidade de servidor vinculado ao respectivo Poder. . Na hipótese de omissão. PROIBIDO RETORNAR AO SERVICÓ PÚBLICO: . No caso de abandono de cargo e ausência intencional. a partir do ato de constituição da comissão: 30 dias prorrogável por mais 15. falta punível com a demissão. 141. II . também será adotado procedimento sumário. será adotado procedimento sumário para apuração da irregularidade.pelas autoridades administrativas de hierarquia imediatamente inferior àquelas mencionadas no inciso anterior quando se tratar de suspensão superior a 30 (trinta) dias.crime contra a administração pública. PROCEDIMENTO SUMÁRIO Fases IIIIIIinstauração (publicação do ato de constituição da comissão e materialidade) instrução sumária (indicação.

A apuração da irregularidade poderá ser delegada a outra autoridade ou órgão diverso daquele em que se tenha ocorrido o fato. quanto a advertência. A autoridade que tiver conhecimento de irregularidade é obrigada a apurar. A denúncia de irregularidade só será aceita se feita por escrito. quanto às infrações puníveis com demissão. 142. Da sindicância poderá haver: a) arquivamento do processo b) aplicação de advertência ou suspensão por 30 dias c) instauração de PAD Prazo para conclusão da sindicância é de 30 dias. Não pode participar da comissão parente até 3 grau. o prazo começará a correr a partir do dia em que cessar a interrupção.em 180 (cento e oitenta) dias. prorrogável por mais 30. quanto à suspensão. A ação disciplinar prescreverá: I . Os prazos de prescrição previstos na lei penal aplicam-se às infrações disciplinares capituladas também como crime. cassação de aposentadoria ou disponibilidade e destituição de cargo em comissão. sem prejuízo da remuneração.em 5 (cinco) anos. III .pelo chefe da repartição e outras autoridades na forma dos respectivos regimentos ou regulamentos. mediante sindicância ou PAD. Fases do PAD: I – Instauração II – Inquérito administrativo III – Julgamento Prazo para conclusão é de 60 dias.pela autoridade que houver feito a nomeação. mediante competência específica. o servidor suspeito poderá ser afastado por 60 dias. prorrogável por mais 60. Art. quando se tratar de destituição de cargo em comissão. Interrompido o curso da prescrição. IV . com identificação do denunciante e seu endereço.III . prorrogável por mais 60.em 2 (dois) anos. Na apuração da irregularidade. temporária ou permanente. A abertura de sindicância interrompe a prescrição. . PROCESSO DISCIPLINAR Comissão composta de três servidores. II . nos casos de advertência ou de suspensão de até 30 (trinta) dias.

A revisão correrá em apenso ao processo originário. ou aposentado voluntariamente. salvo se flagrantemente contrária à prova dos autos. o prazo para defesa é de 15 dias. a contar do recebimento do processo pela comissão. O requerimento da revisão será dirigido ao Ministro de Estado ou autoridade equivalente. Julgada procedente a revisão. Quem não é servidor efetivo não está coberto. para julgamento. contados do recebimento do processo e acatará o relatório da comissão. a autoridade instauradora do processo designará um servidor como defensor dativo. O servidor que responder a processo disciplinar só poderá ser exonerado a pedido. regularmente citado. com exceção da assistência a saúde. que será convertida em exoneração. restabelecendose todos os direitos do servidor. o prazo será de 20 dias. qualquer pessoa da família poderá requerer a revisão. a pedido ou de ofício. Os benefícios do Plano de Seguridade Social do servidor compreendem: . será declarada sem efeito a penalidade aplicada. SEGURIDADE SOCIAL A União manterá plano de Seguridade Social para o servidor e sua família. Da revisão do processo não poderá resultar agravamento de penalidade. Manterá seu vinculo. O processo disciplinar. A comissão terá 60 dias para conclusão do trabalho. No caso de citação por edital. A autoridade julgadora terá 20 dias. acaso aplicada. REVISÃO DO PROCESSO O processo disciplinar poderá ser revisto. ou ter nível de escolaridade igual ou superior ao do indiciado. que deverá ser ocupante de cargo efetivo superior ou de mesmo nível. será remetido à autoridade que determinou a sua instauração. A contribuição deve ser efetuada até o segundo dia útil após o pagamento das remunerações dos servidores públicos. O julgamento sairá em 20 dias. A simples alegação de injustiça da penalidade aplicada não cabe revisão do processo. se continuar contribuindo para o Plano com o mesmo percentual dos servidores ativos. com o relatório da comissão. exceto em relação à destituição do cargo em comissão. O ônus da prova cabe ao requerente. O julgamento fora do prazo não implica nulidade do processo. No caso de falecimento ou desaparecimento do servidor.Prazo para defesa é de 10 dias. Considerar-se-á revel o indiciado que. quando se aduzirem fatos novos ou circunstâncias suscetíveis de justificar a inocência do punido ou a inadequação da penalidade aplicada. Servidor afastado ou licenciado sem direito a remuneração (inclusive para servir a organismo internacional) terá suspenso seu vínculo ao Plano de Seguridade enquanto perdurar sua licença. Se houver mais de um acusado. não apresentar defesa no prazo legal. a qualquer tempo. após a conclusão do processo e o cumprimento da penalidade. Para defender o indiciado revel. pois.

b) auxílio-funeral. O auxílio será pago ao servidor. por período não excedente a 24 (vinte e quatro) meses.quanto ao servidor: a) aposentadoria. Auxílio-natalidade Pago à servidora.quanto ao dependente: a) pensão vitalícia e temporária. se estudante. c) salário-família. até 24 anos. inclusive natimorto. f) licença por acidente em serviço. O afastamento do cargo. São estendidos aos inativos quaisquer benefícios ou vantagens posteriormente concedidas aos servidores em atividade. quando a parturiente não for servidora. Salário família Pago ao servidor ativo ou inativo. sem remuneração. b) Dependente por decisão judicial. APOSENTADORIA: Proventos Homem Mulher Integrais 35 anos de serviço 30 anos de serviço Integrais 30 anos de serviço. . d) licença para tratamento de saúde. 186) e. No caso de múltiplos. c) auxílio-reclusão. por esse motivo. c) Pais sem economia própria Não se configura dependência beneficiário que receba remuneração maior que o salário mínimo. equivalente ao menor vencimento do serviço público. se professor no 25 anos de serviço. à adotante e licença-paternidade. g) assistência à saúde. se professora no magistério magistério Proporcionais 30 anos de serviço 25 anos de serviço Proporcionais 65 anos de idade 60 anos de idade Proporcionais 70 anos de idade 70 anos de idade A aposentadoria por invalidez será precedida de licença para tratamento de saúde. será acrescido em 50% para cada filho. e) licença à gestante. II . não acarreta a suspensão do salário família. calculado com base no fundamento legal de concessão da aposentadoria. h) garantia de condições individuais e ambientais de trabalho satisfatórias.I . O servidor aposentado com provento proporcional ao tempo de serviço se acometido de doença grave (especificadas no § 1o do art. b) auxílio-natalidade. for considerado inválido por junta médica oficial passará a perceber provento integral. Considera-se dependente: a) Cônjuge ou filho até 21 anos ou. por dependente econômico. até 21 anos. assistência à saúde. inclusive quando decorrentes de transformação ou reclassificação do cargo ou função em que se deu a aposentadoria.

sem prejuízo da remuneração. A lactante terá direito a 1 hora para amamentar seu filho até a idade de 6 meses. A servidora passará por perícia médica e. serão 30 dias. serão 30 dias. prorrogável por mais 10. No caso de aborto atestado por médico oficial. se julgada apta. serão 90 dias de licença. No caso de adotante. No caso de natimorto serão 30 dias de licença. período que poderá ser dividido em 2 de 30 minutos. reassumirá suas funções. A prova do acidente será feita em 10 dias. Da pensão . Licença inferior a 15 dias poderá ser dispensada perícia. A licença paternidade é de 5 dias. A licença que exceder 120 dias num período de 12 meses será concedida com base em perícia por junta médica oficial. Quando não existir médico no órgão no local onde tem exercício o servidor. Acima de 1 ano. Licença por acidente em serviço Servidor que sofra acidente em serviço será licenciado com remuneração integral. Licença a gestante/adotante/paternidade 120 dias de licença. com base em perícia médica oficial. Considera-se acidente em serviço a agressão sofrida por servidor (e não provocada) e o percurso da residência para o trabalho (e vice-versa). será aceito atestado passado por médico particular. para crianças até 1 ano.Da licença para tratamento de saúde Licença será concedida sem prejuízo da remuneração.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->