P. 1
CAPITULO3 - CIRCUITOS COMBINACIONAIS

CAPITULO3 - CIRCUITOS COMBINACIONAIS

|Views: 4.653|Likes:
Publicado porIgor Andrade

More info:

Published by: Igor Andrade on Aug 23, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/16/2013

pdf

text

original

CENTRO FEDERAL DE ENSINO TECNOLÓGICO DE SANTA CATARINA

UNIDADE DESCENTRALIZADA DE SÃO JOSÉ
CURSO TÉCNICO DE TELECOMUNICAÇÕES
ELETRÔNICA
DIGITAL 1
CAPÍTULO 3 – Circuitos Combinacionais
Prof. Jorge H. B. Casagrande ABRIL 2005
CAPÍTULO 3 Circuitos
Combinacionais
SUMÁRIO
Circuitos Combinacionais............................................................................................5
3.1 Introdução ............................................................................................................................................5
Resolvendo problemas simples com circuitos combinacionais...............................................................5
Códigos Binários......................................................................................................................................10
Codigo BCD 842110
Codigo excesso 310
Codigo 2 entre 5 11
Codigo Johnson11
Codigo 987654321012
Codigo Gray12
Códigos alfanuméricos..............................................................................................................................12
Codigo ASCII13
Decodificadores e Codificadores.............................................................................................................15
Conversor de codigo BCD 8421 para 987654321016
Conversor BCD 8421 para Excesso 318
Conversor BCD 8421 para “Display” de 7 Segmentos..........................................................................19
Implementacão do conversor BCD para 7 segmentos20
Multiplexadores e demultiplexadores.....................................................................................................20
....................................................................................................................................................................23
Circuitos comerciais.................................................................................................................................23
Exercícios .................................................................................................................................................28
3
CAPÍTULO 3 Circuitos
Combinacionais
Circuitos Combinacionais
3.1 Introdução
Os circuitos combinacionais são associacões de portas logicas de modo que a(s)
saida(s) representem em um determinado instante de tempo valores dependentes dos
valores das variaveis de entrada apenas naquele instante de tempo (circuito sem
memoria). Grande parte dos sistemas digitais são Iormados a partir desta ideia como:
CodiIicadores. decodiIicadores. multiplexadores. demultiplexadores. circuitos de
controle e muitos outros especiIicos. Este capitulo mostra os circuitos combinacionais
mais comuns nas aplicacões praticas e muitos. por esta razão. são disponiveis
comercialmente encapsulados como circuitos integrados padrão. Outra necessidade
basica para qualquer sistema digital. resolvido atraves de circuitos combinacionais. e
a representacão de nossa linguagem (numeros. letras e simbolos) atraves de codigos.
Assim. unindo o conteudo deste capitulo com os circuitos seqüenciais (que dependem
da entrada e de estados anteriores – sera abordado no capitulo 4). teremos muitos
subsidios para entender a eletrônica digital como um todo.
Idéia básica de um circuito combinacional:
Estes circuitos são muito uteis para solucionar problemas onde necessita-se de uma
resposta (saida) quando da ocorrência de determinados eventos (entradas). ou seia.
pode-se resolver problemas praticos atraves de proietos de circuitos combinacionais.
Resolvendo problemas simples com circuitos combinacionais
A solucão de problemas utilizando os circuitos combinacionais segue o esquema
mostrado abaixo.
5
CAPÍTULO 3 Circuitos
Combinacionais
P r o b l e m a
T a b e l a d a
V e r d a d e
F u n ç ã o
L ó g i c a
C i r c u i t o
Ate o momento Ioi considerada conhecida a tabela da verdade e. a partir desta Ioram
desenvolvidas algumas Ierramentas de analise. Entretanto. na pratica. a tabela da
verdade deve ser obtida a partir das especiIicacões do problema. A seguir sera Ieito
um exemplo onde sera obtida a tabela da verdade e a partir desta o circuito
equivalente.
Suponha o cruzamento de duas ruas. conIorme mostrado a seguir:
Deseia-se. utilizando circuitos combinacionais. controlar os semaIoros instalados no
cruzamento destas ruas. O sistema de controle a ser instalado deve atender as
seguintes especiIicacões:
0. Se não houver carros traIegando em ambas as ruas e irrelevante o estado do
semaIoro.
1. Se houver carros traIegando somente na rua secundaria. o semaIoro 2 deve
permanecer verde e em conseqüência o semaIoro 1 deve permanecer vermelho.
2. Se houver carros traIegando somente na rua principal. o semaIoro 1 deve
permanecer verde e em conseqüência o semaIoro 2 deve permanecer vermelho.
3. Se houver carros traIegando em ambas as ruas o semaIoro 1 deve permanecer
verde e. em conseqüência o semaIoro 2 deve permanecer vermelho.
6
CAPÍTULO 3 Circuitos
Combinacionais
E de Iundamental importância identiIicar os varios eventos (situacões) que serão
associadas como variaveis de entrada. e tambem as varias respostas (acões) que serão
associadas como saidas do circuito.
Eventos (situacões) Variavel de Entrada
Presenca ou não de carro na
preIerencial
A
A÷1 ⇒tem carro
A÷0 ⇒não tem carro
Presenca ou não de carro na
secundaria
B
B÷1 ⇒tem carro
B÷0 ⇒não tem carro
Respostas (saidas) Variavel de Saida
Verde do semaIoro 1
Ve1
Ve1÷ ⇒aceso
Ve1÷0 ⇒apagado
Vermelho do semaIoro 1
Vo1
Vo1÷1 ⇒aceso
Vo1÷0 ⇒apagado
Verde do semaIoro 2
Ve2
Ve2÷1 ⇒aceso
Ve2÷0 ⇒apagado
Vermelho do semaIoro 2
Vo2
Vo2÷1 ⇒aceso
Vo2÷0 ⇒apagado
Por opcão
Evento A B Ve1 Vo1 Ve2 Vo2
0 0 0 X (1) X (0) X (0) X (1)
1 0 1 0 1 1 0
2 1 0 1 0 0 1
3 1 1 1 0 0 1
Ve1
A
B 0 1
0 1 1
1 0 1
Ve2
A
B 0 1
0 0 0
1 1 0
Ve B A 1= + Ve A B 2 = .
Vo Ve 1 1 = Vo Ve 2 2 =
Circuito:
7
CAPÍTULO 3 Circuitos
Combinacionais
Exercícios.
1. Elaborar um circuito logico que permita
controlar uma bomba para encher uma caixa d’agua no alto de um ediIicio a partir
de outra. como reservatorio. colocada no terreo. conIorme mostra a Iigura. O
circuito. atraves da inIormacão de eletrodos (A. B. C). convenientemente dispostos
nas caixas. deve atuara na bomba e numa eletrovalvula ligada a canalizacão de
entrada.
2. Elaborar o circuito logico para controlar o elevador
esquematizado na Iigura abaixo. conIorme as especiIicacões indicadas.
8
CAPÍTULO 3 Circuitos
Combinacionais
Especificações:
As variaveis de saida Ms e Md deverão comandar o motor para Iazer o elevador
subir (Ms ÷ 1 e Md ÷ 0). descer (Ms ÷ 0 e Md ÷ 1). parar (Ms ÷ Md ÷ 0) e ainda
continuar um movimento ia iniciado (Ms ÷ Md ÷ 1).
As variaveis de entrada serão os interruptores memorizadores dentro da cabina (T
interligado com o botão de chamada no piso terreo e S interligado com o do piso
superior) e os sensores (PT e PS) colocados nos pisos. para indicar a presenca
correta da cabina no andar. Considere o não Iuncionamento do motor com qualquer
das portas abertas. o desativamento da chamada na chegada ao piso de destino e a
devida temporizacão antes do inicio de um novo ciclo de operacão.
3. Uma industria possui 4 maquinas de alta potência.
podendo ser ligadas. no maximo. 2 delas simultaneamente. Elaborar um circuito
logico para eIetuar este controle. respeitando a prioridade de Iuncionamento da
maquina 1 sobre a 2. da 2 sobre a 3 e da 3 sobre a 4. Cada maquina possui um
botão para liga-la.
4. Elaborar um circuito logico para resolver o seguintes
problema: quatro iuizes participam de um programa de calouros e cada um tem a
sua disposicão. uma chave “On/OII” (liga/desliga) correspondendo ao iulgamento
do candidato (On - aprovado. OII - reprovado). Na saida existem três lâmpadas.
correspondentes a três resultados: aprovado (pela maioria). reprovado (pela
maioria) ou empate.
9
CAPÍTULO 3 Circuitos
Combinacionais
5. Um deposito pode armazenar quatro tipos de produtos
quimicos (A. B. C e D). Devido a natureza dos produtos torna-se perigoso
armazenar num mesmo deposito os produtos B e C. a menos que o produto A
esteia presente. O mesmo ocorre com os produtos C e D. Elaborar um circuito
logico que identiIique a presenca de uma combinacão perigosa no deposito.
Códigos Binários
Agora vamos ver algumas Iormas de traduzir necessidades bem comuns de
representacão das inIormacões no sistema binario. CodiIicacão e a solucão padrão
para estes casos. ou seia. cada inIormacão pode ser associada a uma palavra binaria.
Dependendo de cada situacão um codigo apresenta vantagens em relacão aos outros.
Existem codigos muito diIundidos para representar caracteres numericos ou
alIanumericos tais como ASCII e EBCDIC. Vamos veriIicar alguns tipos de codigos
utilizados para os algarismos decimais:
Código BCD 8421
A sigla BCD representa as iniciais de “Binary-Coded Decimal”. que signiIica
decimal codiIicado em binario. Os digitos 8421 representam o valor em decimal do
correspondente digito em binario (2
3
÷ 8. 2
2
÷ 4. 2
1
÷ 2. 2
0
÷ 1). A tabela a seguir
mostra o codigo.
Decimal BCD 8421
0 0000
1 0001
2 0010
3 0011
4 0100
5 0101
6 0110
7 0111
8 1000
9 1001
Código excesso 3
Este codigo e obtido transIormando-se o numero decimal no binario
correspondente e somando-se três unidades a este.
Ex.: 2
10
→ 0010
2
→ 0101
excesso 3

10
CAPÍTULO 3 Circuitos
Combinacionais
Decimal Excesso 3
0 0011
1 0100
2 0101
3 0110
4 0111
5 1000
6 1001
7 1010
8 1011
9 1100
Código 2 entre 5
Este codigo sempre possui dois bits 1 dentre 5.
Decimal 2 entre 5
0 00011
1 00101
2 00110
3 01001
4 01010
5 01100
6 10001
7 10010
8 10100
9 11000
Código Johnson
Utilizado pelo contador deslocador em anel torcido ou contador Johnson.
Decimal Johnson
0 00000
1 10000
2 11000
3 11100
4 11110
5 11111
6 01111
7 00111
8 00011
9 00001
11
CAPÍTULO 3 Circuitos
Combinacionais
Código 9876543210
Este codigo utiliza 10 digitos binarios para representar um digito decimal.
Decimal 9876543210
0 0000000001
1 0000000010
2 0000000100
3 0000001000
4 0000010000
5 0000100000
6 0001000000
7 0010000000
8 0100000000
9 1000000000
Código Gray
Caracteriza-se pelo Iato que entre um numero e outro apenas um bit varia.
Decimal Gray
0 0000
1 0001
2 0011
3 0010
4 0110
5 0111
6 0101
7 0100
8 1100
9 1101
10 1111
11 1110
12 1010
13 1011
14 1001
15 1000
Códigos alfanuméricos
12
CAPÍTULO 3 Circuitos
Combinacionais
Para a representacão de numeros em sistemas digitais. existem diversos codigos
como os que vimos anteriormente. E para texto?
Ao longo do tempo. muitos codigos Ioram utilizados para representar letras. numeros
e simbolos como BAUDOT. EBCDIC. TRANSCODE e ASCII. Este ultimo Ioi
universalmente adotado para a maior parte dos sistemas digitais.
Código ASCII
O ASCII (American Standart Code Ior InIormation Interchange) e um dos codigos
mais amplamente utilizados para representar inIormacões textuais. Os caracteres do
PC. e nos computadores mais modernos. ocupam um byte de 8 bits. de Iorma que
pode haver 2
8
. ou seia. 256 caracteres diIerentes. A Iigura abaixo mostra cada um
destes caracteres. e os seus codigos numericos em decimal e respectivo valor em
hexadecimal.
Se observarmos mais atentamente para a tabela ASCII. veremos que ela comeca com
um grupo de caracteres bem estranho (os primeiros 32 caracteres. cuios codigos
decimais vão de 0 a 31). seguidos por três colunas bem conhecidas: os digitos de 0 a
9. as letras maiusculas e minusculas do alIabeto. e diversos sinais de pontuacão. Estas
quatro colunas constituem a primeira metade do coniunto de caracteres do PC. os
caracteres ASCII. pois seguem um padrão universal em computadores.
O ASCII propriamente dito são 128 caracteres. com codigos decimais de 0-127.
Nosso coniunto de caracteres do PC tem o dobro. incluindo os codigos de 128 ate
256. Em geral estes codigos maiores. que compõem a outra metade. são chamados
caracteres ASCII estendidos. Estritamente Ialando. somente na primeira metade. os
codigos 0-127. ha codigos ASCII. mas ouviremos Ireqüentemente as pessoas usando
o termo ASCII como coniunto estendido. ou Iorma padrão de bits que representa um
caractere.
Um grupo de caracteres especiais
A metade ASCII de nosso coniunto de caracteres tem signiIicado e deIinicão que vão
alem da Iamilia PC - e um codigo universal usado por muitos computadores e outros
equipamentos eletrônicos. Os caracteres ASCII estendidos. no entanto. constituem
uma outra iustiIicativa. Não ha regras para esta metade de 128 a 255. e estes
caracteres da Iigura Ioram especialmente criados para o PC. Por causa da importância
e popularidade do PC. Os caracteres ASCII estendidos são usados não so pela Iamilia
PC. mas tambem Ioram adotados no coniunto de caracteres de muitos computadores.
parentes distantes do PC. Estes caracteres são organizados em três grupos principais:
o grupo de caracteres estrangeiros. caracteres de desenho e os caracteres cientiIicos.
0 00 32 20 64 40 ( 96 60 128 80 C 160 A0 a 192 C0  224 E0 
1 01  33 21 65 41 A 97 61 a 129 81 ü 161 A1 i 193 C1  225 E1 
13
CAPÍTULO 3 Circuitos
Combinacionais
2 02  34 22  66 42 B 98 62 b 130 82 e 162 A2 o 194 C2  226 E2 
3 03  35 23 67 43 C 99 63 c 131 83 â 163 A3 u 195 C3  227 E3 
4 04  36 24 $ 68 44 D 100 64 d 132 84 ä 164 A4 ñ 196 C4  228 E4 
5 05  37 25 69 45 E 101 65 e 133 85 a 165 A5 Ñ 197 C5  229 E5 
6 06  38 26 70 46 F 102 66 I 134 86 å 166 A6 ª 198 C6  230 E6 
7 07  39 27 ' 71 47 G 103 67 g 135 87 c 167 A7 ° 199 C7  231 E7 
8 08  40 28 72 48 H 104 68 h 136 88 ê 168 A8 ¿ 200 C8  232 E8 
9 09  41 29 73 49 I 105 69 i 137 89 e 169 A9 201 C9  233 E9 
10 0A  42 2A 74 4A J 106 6A i 138 8A e 170 AA ¬ 202 CA  234 EA 
11 0B 43 2B 75 4B K 107 6B k 139 8B ï 171 AB ½ 203 CB  235 EB 
12 0C 44 2C 76 4C L 108 6C l 140 8C î 172 AC / 204 CC  236 EC 
13 0D 45 2D - 77 4D M 109 6D m 141 8D i 173 AD ¡ 205 CD  237 ED 
14 0E 46 2E 78 4E N 110 6E n 142 8E Ä 174 AE « 206 CE  238 EE 
15 0F  47 2F / 79 4F O 111 6F o 143 8F A 175 AF » 207 CF  239 EF 
16 10 48 30 0 80 50 P 112 70 p 144 90 E 176 B0  208 D0  240 F0 
17 11 49 31 1 81 51 Q 113 71 q 145 91 æ 177 B1  209 D1  241 F1 
18 12  50 32 2 82 52 R 114 72 r 146 92 Æ 178 B2  210 D2  242 F2 
19 13 51 33 3 83 53 S 115 73 s 147 93 ô 179 B3  211 D3  243 F3 
20 14 ¹ 52 34 4 84 54 T 116 74 t 148 94 ö 180 B4  212 D4  244 F4 
21 15 § 53 35 5 85 55 U 117 75 u 149 95 o 181 B5  213 D5  245 F5 
22 16  54 36 6 86 56 V 118 76 v 150 96 û 182 B6  214 D6  246 F6 
23 17  55 37 7 87 57 W 119 77 w 151 97 u 183 B7  215 D7  247 F7 
24 18  56 38 8 88 58 X 120 78 x 152 98 ÿ 184 B8  216 D8  248 F8 
25 19  57 39 9 89 59 Y 121 79 y 153 99 Ö 185 B9  217 D9  249 F9 
26 1A  58 3A : 90 5A Z 122 7A z 154 9A Ü 186 BA  218 DA  250 FA 
27 1B  59 3B ; 91 5B | 123 7B ¦ 155 9B ¢ 187 BB  219 DB  251 FB 
28 1C 60 3C · 92 5C \ 124 7C ' 156 9C £ 188 BC  220 DC  252 FC 
29 1D  61 3D ÷ 93 5D | 125 7D } 157 9D ¥ 189 BD  221 DD  253 FD 
30 1E 62 3E ~ 94 5E ` 126 7E ~ 158 9E  190 BE  222 DE  254 FE 
31 1F 63 3F ? 95 5F 127 7F 159 9F ƒ 191 BF  223 DF  255 FF
Caracteres ASCII comuns
Os caracteres convencionais da escrita possuem codigos de 32 a 127. Embora pareca
que não ha muito a Ialar sobre estes caracteres ha diversos detalhes que podem ser
extraidos com o intuito do entendimento.
A tabela deixa bem claro que ha uma separacão entre letras maiusculas e minusculas.
que A não e a mesma coisa que a. Então. quando se usa um programa que ordene em
ordem alIabetica o a aparecera depois que o A ou o Z. por exemplo.
Caracteres de controle ASCII
Os primeiros 32 codigos no coniunto de caracteres ASCII. codigos de 0 a 31. têm um
uso especial que não tem nada a ver com a aparência dos caracteres mostrados. Eles
14
CAPÍTULO 3 Circuitos
Combinacionais
são utilizados para Iuncões especiais de impressão e em protocolos de comunicacão.
Eles podem por exemplo ser utilizados para inIormar o Iinal de uma linha ou Iinal de
uma pagina. etc. A tabela a seguir mostra estes caracteres de controle e seu
signiIicado.
Codigo
Decimal
Codigo
Hexa
Tecla de
Controle
Nome Descricão SigniIicado
0 00 `( NUL null character caractere nulo
1 01 `A SOH start oI header inicio de cabecalho
2 02 `B STX start oI text inicio de texto
3 03 `C ETX end oI text Iim de texto
4 04 `D EOT end oI transmission Iim de transmissão
5 04 `E ENQ enquire caractere de consulta
6 06 `F ACK acknowledge conIirmacão
7 07 `G BEL bell alarme ou chamada
8 08 `H BS backspace retrocesso
9 09 `I HT horizontal tab tabulacão horizontal
10 0A `J LF line Ieed alimentacão de linha
11 0B `K VT vertical tab tabulacão vertical
12 0C `L FF Iorm Ieed (new page) alimentacão de Iormulario
13 0D `M CR carriage return retorno do carro
14 0E `N SO shiIt out mudanca para numeros
15 0F `O SI shiIt in mudanca para letras
16 10 `P DEL delete caractere de supressão
17 11 `Q DC1 device control 1 controle de dispositivo 1
18 12 `R DC2 device control 2 controle de dispositivo 2
19 13 `S DC3 device control 3 controle de dispositivo 3
20 14 `T DC4 device control 4 controle de dispositivo 4
21 15 `U NAK No acknowledge conIirmacão negada
22 16 `V SYN syncronize sincronismo
23 17 `W ETB end oI text block Iim de bloco de texto
24 18 `X CAN cancel cancelamento
25 19 `Y EM end oI medium Iim de meio de dados
26 1A `Z SUB subtstitute substituicão
27 1B `| ESC escape escape. diIerenciacão
28 1C `/ FS Iile separator separador de arquivo
29 1D `| GS group separator separador de grupo
30 1E `` RS record separator separador de registro
31 1F `- US unit separator separador de unidade
Decodificadores e Codificadores
Estes termos diIerenciam-se por uma questão de reIerência dos circuitos
combinacionais. O termo decodiIicador signiIica obter inIormacão a partir de um
codigo. O termo codiIicador signiIica gerar um codigo a partir de uma inIormacão. O
exemplo a seguir ilustra a diIerenca.
15
CAPÍTULO 3 Circuitos
Combinacionais
codificador
decodificador
Alemão Inglês
Tradutor
(informação)
O tradutor Iez o papel de um decodiIicador para a pessoa que entende alemão. logo
esse elemento ira encara-lo como um decodiIicador. pois. esta passando uma
mensagem qualquer de um codigo desconhecido (o inglês) para um codigo conhecido
(o alemão).
Porem para a pessoa do idioma inglês o tradutor Iaz o papel de um codiIicador. pois
esta transIormando uma linguagem conhecida sua para uma outra.
Estas mesmas observacões podem ser Ieitas quando deseia-se transIormar as
inIormacões representadas em um determinado codigo para outro codigo. Por
exemplo o teclado da calculadora converte um numero em codigo decimal para uma
numero em codigo binario.
Código
2
Código
1
Conversor
de código
Conversor de codigo ÷ decodiIicador ¹ codiIicador.
Conversor de código BCD 8421 para 9876543210
Deseia-se encontrar o conversor que transIorme as inIormacões codiIicadas em BCD
8421 para 9876543210. A tabela a seguir ilustra o deseiado.
BCD 8421
ABCD
Decimal 9
S
9
8
S
8
7
S
7
6
S
6
5
S
5
4
S
4
3
S
3
2
S
2
1
S
1
0
S
0
0000 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 1
0001 1 0 0 0 0 0 0 0 0 1 0
0010 2 0 0 0 0 0 0 0 1 0 0
16
codigo inI.
decodiI.
codigo
codiI.
CAPÍTULO 3 Circuitos
Combinacionais
0011 3 0 0 0 0 0 0 1 0 0 0
0100 4 0 0 0 0 0 1 0 0 0 0
0101 5 0 0 0 0 1 0 0 0 0 0
0110 6 0 0 0 1 0 0 0 0 0 0
0111 7 0 0 1 0 0 0 0 0 0 0
1000 8 0 1 0 0 0 0 0 0 0 0
1001 9 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0
1010 N.T. X X X X X X X X X X
1011 N.T X X X X X X X X X X
1100 N.T X X X X X X X X X X
1101 N.T X X X X X X X X X X
1110 N.T X X X X X X X X X X
1111 N.T. X X X X X X X X X X
Obs.: Não existe representacão dos numeros (inIormacão) 10. 11. 12. 13. 14 e 15 no
codigo 9876543210 e nem no codigo BCD 8421. mas existe representacão destes
numeros quando da utilizacão de 4 digitos binarios. Assim a solucão consiste em não
permitir a ocorrência dos numeros de 10 ate 15 e considerar o codigo 9876543210
irrelevante nestas condicões. o que podera resultar na simpliIicacão das Iuncões.
Da tabela acima. Iazendo-se as devidas simpliIicacões (Mapas de Karnaugh) com os
termos irrelevantes. teremos:
S
0
÷ A B C D . . .
S
1
÷ A B C D . . .
S
2
÷ B C D . .
S
3
÷ B C D . .
S
4
÷ B C D . .
S
5
÷ B C D . .
S
6
÷ B C D . .
S
7
÷ B C D . .
S
8
÷ D A.
S
9
÷ D A.
E a conversão sera dada pelo circuito a seguir:
17
CAPÍTULO 3 Circuitos
Combinacionais
A
S
9
S
8
S
7
S
6
S
5
S
4
S
4
S
2
S
1
S
0
D C B
Conversor BCD 8421 para Excesso 3
BCD 8421
ABCD
Decimal Excesso 3
S
3
S
2
S
1
S
0
0000 0 0 0 1 1
0001 1 0 1 0 0
0010 2 0 1 0 1
0011 3 0 1 1 0
0100 4 0 1 1 1
0101 5 1 0 0 0
0110 6 1 0 0 1
0111 7 1 0 1 0
1000 8 1 0 1 1
1001 9 1 1 0 0
1010 N.T. X X X X
1011 N.T X X X X
1100 N.T X X X X
1101 N.T X X X X
1110 N.T X X X X
1111 N.T. X X X X
18
codigo inI.
decodiI.
codigo
codiI.
CAPÍTULO 3 Circuitos
Combinacionais
Funcões simpliIicadas. utilizando-se as condicões irrelevantes:
S
0
÷ D
S
1
÷ C D C D . . +
S
2
÷ B D B C B C D . . . . + +
S
3
÷ A B D B C + + . .
Tarefa!
Desenhe os circuitos logicos para o codiIicador e decodiIicador BCD8421 e exesso3.
Exercícios. Realizar os seguintes conversores de codigo:
• Excesso 3 para BCD 8421;
• BCD 8421 para 2 entre 5;
• BCD 8421 para Johnson;
• BCD 8421 para Gray;
• Gray para BCD 8421.
Conversor BCD 8421 para “Display” de 7 Segmentos
Este conversor e comumente chamado decodiIicador BCD para 7 segmentos. O
display de 7 segmentos permite a escrita de numeros de 0 a 9 e alguns simbolos que
podem ser letras ou sinais. A seguir mostra-se uma unidade de display com a
identiIicacão dos segmentos.
g
d
f
e c
b
a
Sera suposto que para acender qualquer dos segmentos e necessario ativar o reIerido
segmento. Assim tem-se dois tipos de display:
Com cátodo comum - lógica positiva ou ativo alto:
g
a
Com ânodo comum:
19
CAPÍTULO 3 Circuitos
Combinacionais
Se para acender qualquer um dos segmentos e necessario aplicar nivel logico 0 no
reIerido segmento. tem-se então os displays com ânodo comum - logica negativa ou
ativo baixo.
Vcc
g
a
Implementação do conversor BCD para 7 segmentos
Um conversor de codigo que passe de BCD 8421 para display de 7 segmentos e
mostrado na tabela a seguir. Obs.: Display com catodo comum.
BCD 8421
ABCD
Decimal Codigo para 7 segmentos
a b c d e I g
0000 0 1 1 1 1 1 1 0
0001 1 0 1 1 0 0 0 0
0010 2 1 1 0 1 1 0 1
0011 3 1 1 1 1 0 0 1
0100 4 0 1 1 0 0 1 1
0101 5 1 0 1 1 0 1 1
0110 6 0 0 1 1 1 1 1
0111 7 1 1 1 0 0 0 0
1000 8 1 1 1 1 1 1 1
1001 9 1 1 1 1 0 1 1
1010 N.T. X X X X X X X
1011 N.T X X X X X X X
1100 N.T X X X X X X X
1101 N.T X X X X X X X
1110 N.T X X X X X X X
1111 N.T. X X X X X X X
As expressões simpliIicadas são:
a A C B D B D = + + + . .
b B C D C D = + + . .
c C B D = + +
d A B D C B C D B C D = + + + + . . . . .
e B D C D = + . .
f A C D C B B D = + + + . . .
g A B C B C C D = + + + . . .
Como será o circuito?
Tente realiza-lo!
Multiplexadores e demultiplexadores
20
CAPÍTULO 3 Circuitos
Combinacionais
Os circuitos multiplexadores (mux) possuem uma unica saida a qual permite enviar
as inIormacões de uma de suas varias entradas. selecionadas por uma palavra binaria
de controle. Ou seia. a saida copia o estado da entrada selecionada. Um circuito
elementar poderia ser comparado com uma chave de 1 polo por N posicões de saida.
I
1
I
2
I
3
I
4
I
N
S
Seleção
Se deseiarmos ligar a inIormacão da entrada 2 na saida. por exemplo. basta
selecionarmos a posicão 2 na chave seletora. E assim por diante.
Com um circuito combinacional. podemos implementar Iacilmente esta tareIa. Veia o
exemplo de um Mux de 4 entradas abaixo.
circuitos multiplex equivalentes
Tabela verdade:
Seleção Saída
A B S
00 I
0
01 I
1
10 I
2
11 I
3
E possivel ampliar a capacidade de multiplexacão de mais entradas a partir de mux
com poucas entradas. Veia abaixo:
21
CAPÍTULO 3 Circuitos
Combinacionais
Isso permite disponibilizar multiplexadores padrão comerciais de 2. 4 . 8 ou 16
entradas e a partir deles ampliar a capacidade de multiplexacão. Estes circuitos
digitais são valiosos nos proietos de sistemas microprocessados pois são amplamente
utilizados para acesso a bancos de memorias e dispositivos de entrada/saida. No item
3.6 vamos analisar um tipo desses para entender melhor sua operacão.
Demultiplexadores
Naturalmente os Demultiplexadores (demux) são circuitos digitais que eIetuam a
operacão inversa do multiplex. ou seia. possuem varias saidas as quais permitem
receber as inIormacões de uma unica entrada. selecionadas por uma palavra binaria
de controle. Ou seia. a saida selecionada copia o estado da entrada. A mesma
analogia de uma chave com um polo e N posicões pode ser usada:
S
1
S
2
S
3
S
4
S
N
E
Seleção
Um circuito demux de 4 saidas com sua tabela verdade pode ser vista a seguir. Pela
sua operacão eles tambem podem ser utilizados como decodiIicadores binarios BCD
para as N linhas de saida.
22
CAPÍTULO 3 Circuitos
Combinacionais
Tabela verdade:
Seleção Saída
A B S
0
S
1
S
2
S
3
00 E 0 0 0
01 0 E 0 0
10 0 0 E 0
11 0 0 0 E
Circuitos comerciais
Em regra geral. para o codigo BCD com 3 ou 4 variaveis de entrada . os circuitos
comerciais utilizam a seqüência das variaveis notadas de A para o primeiro bit. B
23
CAPÍTULO 3 Circuitos
Combinacionais
para o segundo. C para o terceiro e D para o quarto bit (DCBA) . Leve isso em
consideracão ao analisar as suas expressões logicas. As Tabelas Verdade tambem
usam a notacão de L para o nivel logico 0 (L÷Low ÷Baixo) e H para o nivel logico 1
(H÷High÷Alto). Por conta disso. as variaveis de entrada e/ou saida são caracterizadas
de acordo com o nivel logico ativo para suas Iuncões: nível Ativo Alto ou Ativo
Baixo. Um exemplo disso e o CI 74138 que possui as saidas Y0 a Y7 e entradas G2A
e G2B em ativo baixo ao contrario das entradas G1. A. B e C que são ativo Alto.
Analise sua tabela verdade a seguir. Estas caracteristicas estão relacionadas a 2
Iatores: aplicacão mais comum do CI e/ou conveniência na producão em escala
industrial.
a) Circuito Integrado TTL 74138 - Decodificador octal/decimal (3x8linhas)
24
CAPÍTULO 3 Circuitos
Combinacionais
b) Circuito Integrado TTL 7447 - Conversor BCD para 7 segmentos
25
CAPÍTULO 3 Circuitos
Combinacionais
c) Circuito Integrado TTL 74153 - Duplo Multiplexador com 4 entradas
26
CAPÍTULO 3 Circuitos
Combinacionais
d) Circuito Integrado TTL 74155 - Duplo Demultiplexador com 4 saídas
27
CAPÍTULO 3 Circuitos
Combinacionais
Exercícios
1) a. Encontre a tabela verdade e expressão logica do Circuito Integrado comercial
TTL 7445 que possui o circuito logico abaixo. Considere que a seqüência das
variaveis de entradas e DCBA.
b. IdentiIique as principais diIerencas com o circuito da pagina 18 e da tabela
verdade da pagina 17 desta apostila.
28
CAPÍTULO 3 Circuitos
Combinacionais
2) Implemente um circuito logico que realize a conversão da palavra binaria gerada
no teclado de 4 numeros a seguir para o codigo BCD8421. A saida BCD deve
conter o valor da tecla ou a soma do valor das teclas pressionadas. O teclado
possui a seguinte Iuncionamento: Quando uma tecla e pressionada um nivel logico
1 e colocado na linha (L1 ou L2) e coluna (C1 ou C2) correspondente. Quando as
teclas estão soltas. as linhas e colunas respectivas apresentam o nivel logico 0.
29
CAPÍTULO 3 Circuitos
Combinacionais
2 3
0 1
L1
L2
C1
C2
3) Utilize o circuito conversor encontrado no exercicio 2 e converta o sinal BCD para
um iogo de diodos led que indiquem o numero decimal correspondente da tecla ou
soma das teclas pressionadas. Faca o diagrama eletrico completo a partir de
circuito integrados comercias. Dica: Supondo que sua saida pode acionar um
diodo led de baixa corrente. utilize o CI 74138.
4) Faca o mesmo exercicio anterior utilizando agora como indicador. um display de 7
segmentos de anôdo comum. Dica: Use o CI 7447.
5) Faca um conversor de codigo que tenha como saida a conversão dos algarismos
hexadecimais (0 a F) para o codigo ASCII normal (não estendido ÷ 7 bits).
6) Supondo que você possua um circuito que interpreta uma seqüência serial de bits
(um apos o outro). monte uma seqüência de bits usando o codigo ASCII estendido
que realize a seguinte operacão:
- alimente uma Iolha.
- escreva a mensagem: Uned-SJ
- Alimente uma linha e retorne o cursor
- Escreva a mensagem: 2005
- Alimente uma pagina e soe um alarme indicando o Iinal da inIormacão.
7) Encontre o circuito que realize a conversão do codigo Gray para o BCD8421
correspondente.
8) Idem 7 para a conversão do codigo Gray para o Decimal (9876543210).
9) Realize um multiplexador de 8 entradas a partir de CI´s 74153.
10) Realize um demultiplexador de 8 saidas a partir de CI´s 74155.
30

CAPÍTULO 3 Combinacionais

Circuitos

SUMÁRIO

Circuitos Combinacionais............................................................................................5
3.1 Introdução ............................................................................................................................................5 Resolvendo problemas simples com circuitos combinacionais...............................................................5 Códigos Binários......................................................................................................................................10

Código BCD 8421_________________________________________________10 Código excesso 3__________________________________________________10 Código 2 entre 5 ___________________________________________________11 Código Johnson____________________________________________________11 Código 9876543210________________________________________________12 Código Gray______________________________________________________12
Códigos alfanuméricos..............................................................................................................................12

Código ASCII_____________________________________________________13
Decodificadores e Codificadores.............................................................................................................15

Conversor de código BCD 8421 para 9876543210________________________16 Conversor BCD 8421 para Excesso 3___________________________________18
Conversor BCD 8421 para “Display” de 7 Segmentos..........................................................................19

Implementação do conversor BCD para 7 segmentos______________________20
Multiplexadores e demultiplexadores.....................................................................................................20 ....................................................................................................................................................................23 Circuitos comerciais.................................................................................................................................23 Exercícios .................................................................................................................................................28

3

.

é a representação de nossa linguagem (números. teremos muitos subsídios para entender a eletrônica digital como um todo. Outra necessidade básica para qualquer sistema digital. Este capítulo mostra os circuitos combinacionais mais comuns nas aplicações práticas e muitos. Assim. resolvido através de circuitos combinacionais. letras e símbolos) através de códigos.1 Introdução Os circuitos combinacionais são associações de portas lógicas de modo que a(s) saída(s) representem em um determinado instante de tempo valores dependentes dos valores das variáveis de entrada apenas naquele instante de tempo (circuito sem memória). 5 . Grande parte dos sistemas digitais são formados a partir desta idéia como: Codificadores. são disponíveis comercialmente encapsulados como circuitos integrados padrão. multiplexadores. demultiplexadores. unindo o conteúdo deste capítulo com os circuitos seqüenciais (que dependem da entrada e de estados anteriores – será abordado no capítulo 4). Resolvendo problemas simples com circuitos combinacionais A solução de problemas utilizando os circuitos combinacionais segue o esquema mostrado abaixo. pode-se resolver problemas práticos através de projetos de circuitos combinacionais. decodificadores. circuitos de controle e muitos outros específicos.CAPÍTULO 3 Combinacionais Circuitos Circuitos Combinacionais 3. por esta razão. Idéia básica de um circuito combinacional: Estes circuitos são muito úteis para solucionar problemas onde necessita-se de uma resposta (saída) quando da ocorrência de determinados eventos (entradas). ou seja.

Entretanto. Se não houver carros trafegando em ambas as ruas é irrelevante o estado do semáforo. controlar os semáforos instalados no cruzamento destas ruas. 1. em conseqüência o semáforo 2 deve permanecer vermelho. Se houver carros trafegando somente na rua secundária. a partir desta foram desenvolvidas algumas ferramentas de análise. Se houver carros trafegando somente na rua principal. o semáforo 1 deve permanecer verde e em conseqüência o semáforo 2 deve permanecer vermelho. o semáforo 2 deve permanecer verde e em conseqüência o semáforo 1 deve permanecer vermelho. 3. na prática. 2. Suponha o cruzamento de duas ruas. conforme mostrado a seguir: Deseja-se. Se houver carros trafegando em ambas as ruas o semáforo 1 deve permanecer verde e. utilizando circuitos combinacionais.CAPÍTULO 3 Combinacionais Circuitos P ro b l e m a T a b e la d a V e rd a d e Função L ó g ic a C i rc u i to Até o momento foi considerada conhecida a tabela da verdade e. a tabela da verdade deve ser obtida a partir das especificações do problema. O sistema de controle a ser instalado deve atender as seguintes especificações: 0. 6 . A seguir será feito um exemplo onde será obtida a tabela da verdade e a partir desta o circuito equivalente.

CAPÍTULO 3 Combinacionais Circuitos É de fundamental importância identificar os vários eventos (situações) que serão associadas como variáveis de entrada. e também as várias respostas (ações) que serão associadas como saídas do circuito. B V 2 =V 2 o e A B 0 0 0 1 1 1 0 0 Circuito: 7 . Eventos (situações) Presença ou preferencial Presença ou secundária não não de de carro carro Variável de Entrada A na A=1 ⇒ tem carro A=0 ⇒ não tem carro B na B=1 ⇒ tem carro B=0 ⇒ não tem carro Variável de Saída Ve1 Ve1= ⇒ aceso Ve1=0 ⇒ apagado Vo1 Vo1=1 ⇒ aceso Vo1=0 ⇒ apagado Ve2 Ve2=1 ⇒ aceso Ve2=0 ⇒ apagado Vo2 Vo2=1 ⇒ aceso Vo2=0 ⇒ apagado Por opção Evento 0 1 2 3 Ve1 A B 0 0 1 1 0 Ve 1 = B + A V 1 =V 1 o e Respostas (saídas) Verde do semáforo 1 Vermelho do semáforo 1 Verde do semáforo 2 Vermelho do semáforo 2 A 0 0 1 1 B 0 1 0 1 Ve1 X (1) 0 1 1 Vo1 X (0) 1 0 0 Ve2 X (0) 1 0 0 Ve2 Vo2 X (1) 0 1 1 1 1 1 Ve 2 = A.

2. deve atuara na bomba e numa eletroválvula ligada à canalização de entrada. conforme as especificações indicadas.CAPÍTULO 3 Combinacionais Circuitos Exercícios. 1. Elaborar um circuito lógico que permita controlar uma bomba para encher uma caixa d’água no alto de um edifício a partir de outra. O circuito. colocada no térreo. conforme mostra a figura. como reservatório. C). através da informação de eletrodos (A. 8 . B. Elaborar o circuito lógico para controlar o elevador esquematizado na figura abaixo. convenientemente dispostos nas caixas.

Na saída existem três lâmpadas.CAPÍTULO 3 Combinacionais Circuitos Especificações: As variáveis de saída Ms e Md deverão comandar o motor para fazer o elevador subir (Ms = 1 e Md = 0). 4. Considere o não funcionamento do motor com qualquer das portas abertas. para indicar a presença correta da cabina no andar. reprovado (pela maioria) ou empate. Off . As variáveis de entrada serão os interruptores memorizadores dentro da cabina (T interligado com o botão de chamada no piso térreo e S interligado com o do piso superior) e os sensores (PT e PS) colocados nos pisos. Uma indústria possui 4 máquinas de alta potência. Elaborar um circuito lógico para efetuar este controle.reprovado). respeitando a prioridade de funcionamento da máquina 1 sobre a 2. podendo ser ligadas. Cada máquina possui um botão para ligá-la. o desativamento da chamada na chegada ao piso de destino e a devida temporização antes do início de um novo ciclo de operação. parar (Ms = Md = 0) e ainda continuar um movimento já iniciado (Ms = Md = 1). 2 delas simultaneamente. correspondentes a três resultados: aprovado (pela maioria). da 2 sobre a 3 e da 3 sobre a 4. descer (Ms = 0 e Md = 1). 9 . no máximo.aprovado. 3. Elaborar um circuito lógico para resolver o seguintes problema: quatro juízes participam de um programa de calouros e cada um tem a sua disposição. uma chave “On/Off” (liga/desliga) correspondendo ao julgamento do candidato (On .

Vamos verificar alguns tipos de códigos utilizados para os algarismos decimais: Código BCD 8421 A sigla BCD representa as iniciais de “Binary-Coded Decimal”. C e D). Ex. B. 22 = 4. Existem códigos muito difundidos para representar caracteres numéricos ou alfanuméricos tais como ASCII e EBCDIC. A tabela a seguir mostra o código. Decimal 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 BCD 8421 0000 0001 0010 0011 0100 0101 0110 0111 1000 1001 Código excesso 3 Este código é obtido transformando-se o número decimal no binário correspondente e somando-se três unidades a este. Os dígitos 8421 representam o valor em decimal do correspondente dígito em binário (23 = 8.: 210 → 00102 → 0101excesso 3 10 . a menos que o produto A esteja presente. 20 = 1). Um depósito pode armazenar quatro tipos de produtos químicos (A. que significa decimal codificado em binário. cada informação pode ser associada a uma palavra binária. Dependendo de cada situação um código apresenta vantagens em relação aos outros. O mesmo ocorre com os produtos C e D. Elaborar um circuito lógico que identifique a presença de uma combinação perigosa no depósito. Codificação é a solução padrão para estes casos. Devido à natureza dos produtos torna-se perigoso armazenar num mesmo depósito os produtos B e C. ou seja.CAPÍTULO 3 Combinacionais Circuitos 5. 21 = 2. Códigos Binários Agora vamos ver algumas formas de traduzir necessidades bem comuns de representação das informações no sistema binário.

CAPÍTULO 3 Combinacionais Circuitos Decimal 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 Excesso 3 0011 0100 0101 0110 0111 1000 1001 1010 1011 1100 Código 2 entre 5 Este código sempre possui dois bits 1 dentre 5. Decimal 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 2 entre 5 00011 00101 00110 01001 01010 01100 10001 10010 10100 11000 Código Johnson Utilizado pelo contador deslocador em anel torcido ou contador Johnson. Decimal 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 Johnson 00000 10000 11000 11100 11110 11111 01111 00111 00011 00001 11 .

Decimal 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 9876543210 0000000001 0000000010 0000000100 0000001000 0000010000 0000100000 0001000000 0010000000 0100000000 1000000000 Código Gray Caracteriza-se pelo fato que entre um número e outro apenas um bit varia.CAPÍTULO 3 Combinacionais Circuitos Código 9876543210 Este código utiliza 10 dígitos binários para representar um dígito decimal. Decimal 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 Gray 0000 0001 0011 0010 0110 0111 0101 0100 1100 1101 1111 1110 1010 1011 1001 1000 Códigos alfanuméricos 12 .

são chamados caracteres ASCII estendidos. O ASCII propriamente dito são 128 caracteres. veremos que ela começa com um grupo de caracteres bem estranho (os primeiros 32 caracteres. ou seja. as letras maiúsculas e minúsculas do alfabeto. Não há regras para esta metade de 128 a 255. mas ouviremos freqüentemente as pessoas usando o termo ASCII como conjunto estendido. somente na primeira metade. TRANSCODE e ASCII. A figura abaixo mostra cada um destes caracteres. EBCDIC. no entanto. números e símbolos como BAUDOT. com códigos decimais de 0-127. e diversos sinais de pontuação. mas também foram adotados no conjunto de caracteres de muitos computadores. ou forma padrão de bits que representa um caractere. seguidos por três colunas bem conhecidas: os dígitos de 0 a 9. existem diversos códigos como os que vimos anteriormente. E para texto? Ao longo do tempo. muitos códigos foram utilizados para representar letras. e os seus códigos numéricos em decimal e respectivo valor em hexadecimal. Estes caracteres são organizados em três grupos principais: o grupo de caracteres estrangeiros. cujos códigos decimais vão de 0 a 31). Os caracteres do PC. e estes caracteres da figura foram especialmente criados para o PC. 256 caracteres diferentes. que compõem a outra metade. Código ASCII O ASCII (American Standart Code for Information Interchange) é um dos códigos mais amplamente utilizados para representar informações textuais. Nosso conjunto de caracteres do PC tem o dobro. há códigos ASCII. constituem uma outra justificativa. caracteres de desenho e os caracteres científicos. Este último foi universalmente adotado para a maior parte dos sistemas digitais. Um grupo de caracteres especiais A metade ASCII de nosso conjunto de caracteres tem significado e definição que vão além da família PC . de forma que pode haver 28. ocupam um byte de 8 bits. incluindo os códigos de 128 até 256. e nos computadores mais modernos. os códigos 0-127. Se observarmos mais atentamente para a tabela ASCII.é um código universal usado por muitos computadores e outros equipamentos eletrônicos. Estritamente falando. Os caracteres ASCII estendidos são usados não só pela família PC. Estas quatro colunas constituem a primeira metade do conjunto de caracteres do PC. Os caracteres ASCII estendidos. os caracteres ASCII. 0 1 00 32 20 01  33 21  64 40 @ 96 60 65 41 A 97 61 a 128 80 Ç 129 81 ü 160 A0 á 161 A1 í 192 C0  224 E0  193 C1  225 E1  13 . Por causa da importância e popularidade do PC. Em geral estes códigos maiores.CAPÍTULO 3 Combinacionais Circuitos Para a representação de números em sistemas digitais. parentes distantes do PC. pois seguem um padrão universal em computadores.

< = > ?  66  67 $ 68  69  70 ' 71  72  73  74  75  76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 42 43 44 45 46 47 48 49 4A 4B 4C 4D 4E 4F 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 5A 5B 5C 5D 5E 5F B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z [ \ ] ^ _ 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 121 122 123 124 125 126 127 62 63 64 65 66 67 68 69 6A 6B 6C 6D 6E 6F 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 7A 7B 7C 7D 7E 7F b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z { | } ~ 130 131 132 133 134 135 136 137 138 139 140 141 142 143 144 145 146 147 148 149 150 151 152 153 154 155 156 157 158 159 82 83 84 85 86 87 88 89 8A 8B 8C 8D 8E 8F 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 9A 9B 9C 9D 9E 9F é â ä à å ç ê ë è ï î ì Ä Å É æ Æ ô ö ò û ù ÿ Ö Ü ¢ £ ¥  ƒ 162 163 164 165 166 167 168 169 170 171 172 173 174 175 176 177 178 179 180 181 182 183 184 185 186 187 188 189 190 191 Circuitos A2 A3 A4 A5 A6 A7 A8 A9 AA AB AC AD AE AF B0 B1 B2 B3 B4 B5 B6 B7 B8 B9 BA BB BC BD BE BF ó ú ñ Ñ ª ° ¿ ¬ ½ ¼ ¡ « »                 194 195 196 197 198 199 200 201 202 203 204 205 206 207 208 209 210 211 212 213 214 215 216 217 218 219 220 221 222 223 C2 C3 C4 C5 C6 C7 C8 C9 CA CB CC CD CE CF D0 D1 D2 D3 D4 D5 D6 D7 D8 D9 DA DB DC DD DE DF                               226 227 228 229 230 231 232 233 234 235 236 237 238 239 240 241 242 243 244 245 246 247 248 249 250 251 252 253 254 255 E2 E3 E4 E5 E6 E7 E8 E9 EA EB EC ED EE EF F0 F1 F2 F3 F4 F5 F6 F7 F8 F9 FA FB FC FD FE FF                                Caracteres ASCII comuns Os caracteres convencionais da escrita possuem códigos de 32 a 127. Então. que A não é a mesma coisa que a. Embora pareça que não há muito a falar sobre estes caracteres há diversos detalhes que podem ser extraídos com o intuito do entendimento. por exemplo. quando se usa um programa que ordene em ordem alfabética o a aparecerá depois que o A ou o Z. códigos de 0 a 31. Eles 14 . têm um uso especial que não tem nada a ver com a aparência dos caracteres mostrados.CAPÍTULO 3 Combinacionais 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 02 03 04 05 06 07 08 09 0A 0B 0C 0D 0E 0F 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 1A 1B 1C 1D 1E 1F  ¶ §                 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 22 23 24 25 26 27 28 29 2A 2B 2C 2D 2E 2F 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 3A 3B 3C 3D 3E 3F  / 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 : . A tabela deixa bem claro que há uma separação entre letras maiúsculas e minúsculas. Caracteres de controle ASCII Os primeiros 32 códigos no conjunto de caracteres ASCII.

Eles podem por exemplo ser utilizados para informar o final de uma linha ou final de uma página.CAPÍTULO 3 Combinacionais Circuitos são utilizados para funções especiais de impressão e em protocolos de comunicação. etc. diferenciação separador de arquivo separador de grupo separador de registro separador de unidade Decodificadores e Codificadores Estes termos diferenciam-se por uma questão de referência dos circuitos combinacionais. O termo codificador significa gerar um código a partir de uma informação. A tabela a seguir mostra estes caracteres de controle e seu significado. 15 . O termo decodificador significa obter informação a partir de um código. O exemplo a seguir ilustra a diferença. Código Decimal 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 Código Hexa 00 01 02 03 04 04 06 07 08 09 0A 0B 0C 0D 0E 0F 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 1A 1B 1C 1D 1E 1F Tecla de Controle ^@ ^A ^B ^C ^D ^E ^F ^G ^H ^I ^J ^K ^L ^M ^N ^O ^P ^Q ^R ^S ^T ^U ^V ^W ^X ^Y ^Z ^[ ^/ ^] ^^ ^Nome NUL SOH STX ETX EOT ENQ ACK BEL BS HT LF VT FF CR SO SI DEL DC1 DC2 DC3 DC4 NAK SYN ETB CAN EM SUB ESC FS GS RS US Descrição null character start of header start of text end of text end of transmission enquire acknowledge bell backspace horizontal tab line feed vertical tab form feed (new page) carriage return shift out shift in delete device control 1 device control 2 device control 3 device control 4 No acknowledge syncronize end of text block cancel end of medium subtstitute escape file separator group separator record separator unit separator Significado caractere nulo início de cabeçalho início de texto fim de texto fim de transmissão caractere de consulta confirmação alarme ou chamada retrocesso tabulação horizontal alimentação de linha tabulação vertical alimentação de formulário retorno do carro mudança para números mudança para letras caractere de supressão controle de dispositivo 1 controle de dispositivo 2 controle de dispositivo 3 controle de dispositivo 4 confirmação negada sincronismo fim de bloco de texto cancelamento fim de meio de dados substituição escape.

Porém para a pessoa do idioma inglês o tradutor faz o papel de um codificador.CAPÍTULO 3 Combinacionais Circuitos Inglês Alemão decodificador T radutor (informaç ão) codificador O tradutor fez o papel de um decodificador para a pessoa que entende alemão. Estas mesmas observações podem ser feitas quando deseja-se transformar as informações representadas em um determinado código para outro código. Por exemplo o teclado da calculadora converte um número em código decimal para uma número em código binário. Conversor de código BCD 8421 para 9876543210 Deseja-se encontrar o conversor que transforme as informações codificadas em BCD 8421 para 9876543210. está passando uma mensagem qualquer de um código desconhecido (o inglês) para um código conhecido (o alemão). C ódigo 1 C onversor de c ódigo C ódigo 2 Conversor de código = decodificador + codificador. código BCD 8421 ABCD 0000 0001 0010 Decimal 9 S9 0 0 1 0 2 0 8 S8 0 0 0 7 S7 0 0 0 6 S6 0 0 0 5 S5 0 0 0 4 S4 0 0 0 3 S3 0 0 0 2 S2 0 0 1 1 S1 0 1 0 0 S0 1 0 0 16 . código inf. codif. logo esse elemento irá encará-lo como um decodificador. A tabela a seguir ilustra o desejado. decodif. pois. pois está transformando uma linguagem conhecida sua para uma outra.

N.C . fazendo-se as devidas simplificações (Mapas de Karnaugh) com os termos irrelevantes. D S5 = B .C . 12. D S3 = B .C . B . 13.D S9 = A.C .T N. 0 0 0 0 0 0 1 X X X X X X 0 0 0 0 0 1 0 X X X X X X 0 0 0 0 1 0 0 X X X X X X 0 0 0 1 0 0 0 X X X X X X 0 0 1 0 0 0 0 X X X X X X 0 1 0 0 0 0 0 X X X X X X 1 0 0 0 0 0 0 X X X X X X 0 0 0 0 0 0 0 X X X X X X 0 0 0 0 0 0 0 X X X X X X 0 0 0 0 0 0 0 X X X X X X Obs.: Não existe representação dos números (informação) 10. D S1 = A .C .T. D S6 = B . 14 e 15 no código 9876543210 e nem no código BCD 8421.C .T N.T. mas existe representação destes números quando da utilização de 4 dígitos binários. Da tabela acima.D E a conversão será dada pelo circuito a seguir: 17 .CAPÍTULO 3 Combinacionais Circuitos 0011 0100 0101 0110 0111 1000 1001 1010 1011 1100 1101 1110 1111 3 4 5 6 7 8 9 N.C . o que poderá resultar na simplificação das funções. D S8 = A. D S7 = B .C . D S4 = B . D S2 = B .T N. teremos: S0 = A . B .T N. 11. Assim a solução consiste em não permitir a ocorrência dos números de 10 até 15 e considerar o código 9876543210 irrelevante nestas condições.

T N.T N. Excesso 3 S3 0 0 0 0 0 1 1 1 1 1 X X X X X X S2 0 1 1 1 1 0 0 0 0 1 X X X X X X S1 1 0 0 1 1 0 0 1 1 0 X X X X X X S0 1 0 1 0 1 0 1 0 1 0 X X X X X X 18 . código BCD 8421 ABCD 0000 0001 0010 0011 0100 0101 0110 0111 1000 1001 1010 1011 1100 1101 1110 1111 Decimal 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 N. inf.T.T.CAPÍTULO 3 Combinacionais A B C D Circuitos S0 S1 S2 S4 S4 S5 S6 S7 S8 S9 Conversor BCD 8421 para Excesso 3 decodif.T N. N.T N. código codif.

O display de 7 segmentos permite à escrita de números de 0 a 9 e alguns símbolos que podem ser letras ou sinais. D +C . D + B . Assim tem-se dois tipos de display: Com cátodo comum . • Gray para BCD 8421. Realizar os seguintes conversores de código: • Excesso 3 para BCD 8421.CAPÍTULO 3 Combinacionais Circuitos Funções simplificadas. Conversor BCD 8421 para “Display” de 7 Segmentos Este conversor é comumente chamado decodificador BCD para 7 segmentos. Exercícios. • BCD 8421 para 2 entre 5. D S2 = B . D S3 = A + B . • BCD 8421 para Gray. a f e d g b c Será suposto que para acender qualquer dos segmentos é necessário ativar o referido segmento.C . D + B . C Tarefa! Desenhe os circuitos lógicos para o codificador e decodificador BCD8421 e exesso3. • BCD 8421 para Johnson.C + B . A seguir mostra-se uma unidade de display com a identificação dos segmentos.lógica positiva ou ativo alto: a g Com ânodo comum: 19 . utilizando-se as condições irrelevantes: S0 = D S1 = C .

D g =A +B . BCD 8421 Decimal ABCD 0000 0 0001 1 0010 2 0011 3 0100 4 0101 5 0110 6 0111 7 1000 8 1001 9 1010 N.T 1100 N.T 1110 N. D e = B . D b = B +C . D +C .T 1111 N. Obs.T. B +C .C +B .T. D +C .CAPÍTULO 3 Combinacionais Circuitos Se para acender qualquer um dos segmentos é necessário aplicar nível lógico 0 no referido segmento. Vc c a g Implementação do conversor BCD para 7 segmentos Um conversor de código que passe de BCD 8421 para display de 7 segmentos é mostrado na tabela a seguir.lógica negativa ou ativo baixo. D + B . B + B . D Código para 7 segmentos a b c d e f g 1 1 1 1 1 1 0 0 1 1 0 0 0 0 1 1 0 1 1 0 1 1 1 1 1 0 0 1 0 1 1 0 0 1 1 1 0 1 1 0 1 1 0 0 1 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 0 1 1 X X X X X X X X X X X X X X X X X X X X X X X X X X X X X X X X X X X X X X X X X X f = A +C . D +C .C .: Display com cátodo comum. tem-se então os displays com ânodo comum . D + C . 1011 N. As expressões simplificadas são: a = A +C + B . D C Como será o circuito? Tente realizá-lo! Multiplexadores e demultiplexadores 20 .C + .T 1101 N. D + B . D c =C +B +D d = A + B .

podemos implementar facilmente esta tarefa. a saída copia o estado da entrada selecionada. por exemplo. basta selecionarmos a posição 2 na chave seletora. circuitos multiplex equivalentes Tabela verdade: Seleção AB 00 01 10 11 Saída S I0 I1 I2 I3 É possível ampliar a capacidade de multiplexação de mais entradas a partir de mux com poucas entradas. I1 I2 I3 I4 IN S Seleção Se desejarmos ligar a informação da entrada 2 na saída. Ou seja. Com um circuito combinacional. Veja abaixo: 21 .CAPÍTULO 3 Combinacionais Circuitos Os circuitos multiplexadores (mux) possuem uma única saída a qual permite enviar as informações de uma de suas várias entradas. Veja o exemplo de um Mux de 4 entradas abaixo. Um circuito elementar poderia ser comparado com uma chave de 1 pólo por N posições de saída. selecionadas por uma palavra binária de controle. E assim por diante.

Estes circuitos digitais são valiosos nos projetos de sistemas microprocessados pois são amplamente utilizados para acesso a bancos de memórias e dispositivos de entrada/saída. Demultiplexadores Naturalmente os Demultiplexadores (demux) são circuitos digitais que efetuam a operação inversa do multiplex. 4 .CAPÍTULO 3 Combinacionais Circuitos Isso permite disponibilizar multiplexadores padrão comerciais de 2. No item 3. 8 ou 16 entradas e a partir deles ampliar a capacidade de multiplexação. selecionadas por uma palavra binária de controle. A mesma analogia de uma chave com um pólo e N posições pode ser usada: S1 S2 S3 S4 SN E Seleção Um circuito demux de 4 saídas com sua tabela verdade pode ser vista a seguir. 22 .6 vamos analisar um tipo desses para entender melhor sua operação. Pela sua operação eles também podem ser utilizados como decodificadores binários BCD para as N linhas de saída. a saída selecionada copia o estado da entrada. ou seja. possuem várias saídas as quais permitem receber as informações de uma única entrada. Ou seja.

para o código BCD com 3 ou 4 variáveis de entrada .CAPÍTULO 3 Combinacionais Circuitos Tabela verdade: Seleção AB 00 01 10 11 S0 E 0 0 0 Saída S1 S2 S3 0 0 0 E 0 0 0 E 0 0 0 E Circuitos comerciais Em regra geral. B 23 . os circuitos comerciais utilizam a seqüência das variáveis notadas de A para o primeiro bit.

Um exemplo disso é o CI 74138 que possui as saídas Y0 à Y7 e entradas G2A e G2B em ativo baixo ao contrário das entradas G1.Decodificador octal/decimal (3x8linhas) 24 . A. Estas características estão relacionadas a 2 fatores: aplicação mais comum do CI e/ou conveniência na produção em escala industrial. B e C que são ativo Alto. a) Circuito Integrado TTL 74138 . C para o terceiro e D para o quarto bit (DCBA) . Por conta disso. As Tabelas Verdade também usam a notação de L para o nível lógico 0 (L=Low =Baixo) e H para o nível lógico 1 (H=High=Alto). as variáveis de entrada e/ou saída são caracterizadas de acordo com o nível lógico ativo para suas funções: nível Ativo Alto ou Ativo Baixo. Leve isso em consideração ao analisar as suas expressões lógicas.CAPÍTULO 3 Combinacionais Circuitos para o segundo. Analise sua tabela verdade a seguir.

CAPÍTULO 3 Combinacionais Circuitos b) Circuito Integrado TTL 7447 .Conversor BCD para 7 segmentos 25 .

Duplo Multiplexador com 4 entradas 26 .CAPÍTULO 3 Combinacionais Circuitos c) Circuito Integrado TTL 74153 .

CAPÍTULO 3 Combinacionais Circuitos d) Circuito Integrado TTL 74155 .Duplo Demultiplexador com 4 saídas 27 .

b. 28 . Considere que a seqüência das variáveis de entradas é DCBA. Identifique as principais diferenças com o circuito da página 18 e da tabela verdade da página 17 desta apostila.CAPÍTULO 3 Combinacionais Circuitos Exercícios 1) a. Encontre a tabela verdade e expressão lógica do Circuito Integrado comercial TTL 7445 que possui o circuito lógico abaixo.

Quando as teclas estão soltas.CAPÍTULO 3 Combinacionais Circuitos 2) Implemente um circuito lógico que realize a conversão da palavra binária gerada no teclado de 4 números a seguir para o código BCD8421. 29 . as linhas e colunas respectivas apresentam o nível lógico 0. O teclado possui a seguinte funcionamento: Quando uma tecla é pressionada um nível lógico 1 é colocado na linha (L1 ou L2) e coluna (C1 ou C2) correspondente. A saída BCD deve conter o valor da tecla ou a soma do valor das teclas pressionadas.

um display de 7 segmentos de anôdo comum.Alimente uma linha e retorne o cursor . 8) Idem 7 para a conversão do código Gray para o Decimal (9876543210). 7) Encontre o circuito que realize a conversão do código Gray para o BCD8421 correspondente. . 6) Supondo que você possua um circuito que interpreta uma seqüência serial de bits (um após o outro). 30 . 10) Realize um demultiplexador de 8 saídas a partir de CI´s 74155. 5) Faça um conversor de código que tenha como saída a conversão dos algarismos hexadecimais (0 a F) para o código ASCII normal (não estendido = 7 bits).CAPÍTULO 3 Combinacionais Circuitos 1 0 L1 3 2 L2 C1 C2 3) Utilize o circuito conversor encontrado no exercício 2 e converta o sinal BCD para um jogo de diodos led que indiquem o número decimal correspondente da tecla ou soma das teclas pressionadas. Dica: Use o CI 7447.alimente uma folha. Faça o diagrama elétrico completo a partir de circuito integrados comercias.Escreva a mensagem: 2005 .escreva a mensagem: Uned-SJ . Dica: Supondo que sua saída pode acionar um diodo led de baixa corrente. monte uma seqüência de bits usando o código ASCII estendido que realize a seguinte operação: . 9) Realize um multiplexador de 8 entradas a partir de CI´s 74153. utilize o CI 74138. 4) Faça o mesmo exercício anterior utilizando agora como indicador.Alimente uma página e soe um alarme indicando o final da informação.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->