P. 1
Gestão do Conhecimento

Gestão do Conhecimento

|Views: 1.309|Likes:
Publicado porJoPrimo

More info:

Published by: JoPrimo on Sep 01, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/16/2013

pdf

text

original

Gestão de Pessoas II – 2º/2009

Conceitos Básicos Dimensões Espiral do Conhecimento Criação do Conhecimento Vantagem Competitiva Gestão do Conhecimento e Gestão de Pessoas Capital Humano Barreiras à Criação do Conhecimento .

manuais. fórmulas científicas.Gestão do Conhecimento  Conceitos básicos Conhecimento Explícito: Aquele que pode ser expresso em palavras e números e facilmente comunicado e compartilhado sob a forma de dados brutos. . etc.

Gestão do Conhecimento  Conceitos básicos Conhecimento Tácito: Altamente pessoal e difícil de formalizar. . São as conclusões individuais. as convicções e são inerentes a cada pessoa natural.

.Gestão do Conhecimento  Conceitos básicos: Dimensões do conhecimento Tácito: Dimensão Técnica – “know-how” Habilidades técnicas. Dimensão Cognitiva – “ know-what” Modelos mentais e crenças e conceitos.

Gestão do Conhecimento  Conceitos básicos: Modos de Conversão e Espiral do Conhecimento. .

 A externalização: “É um processo de articulação do conhecimento tácito em conceitos explícitos”.Gestão do Conhecimento  Socialização: “É o processo de compartilhamento de experiências e. Ex: Treinamento prático. comum no brainstorming. a partir daí. como modelos mentais ou habilidades técnicas compartilhadas”. Ex: Criação de conceitos. criação de conhecimento tácito. .

quando agem como se o conceito fizesse parte de si.  Internalização: “É o processo de incorporação do conhecimento explícito no conhecimento tácito”.Gestão do Conhecimento  Combinação: “É um processo de sistematização de conceitos em um sistema de conhecimento”. Ex: transcrição a termo de resultados de reuniões técnicas. . ou sejam. Ex: quando as pessoas incorporam os modelos mentais.

Gestão do Conhecimento A criação do conhecimento organizacional ocorre durante a conversão do conhecimento tácito em conhecimento explícito... .

Gestão do Conhecimento  Para quê? Criação do Conhecimento Inovação Contínua Vantagem Competitiva .

.Gestão de Pessoas  Como a Gestão de pessoas se relaciona com a Gestão do Conhecimento? O conceito de Capital Intelectual busca identificar e potencializar a força do conhecimento individual e coletivo acumulado pelas Organizações.

Gestão de Pessoas  Porque a Gestão de pessoas se relaciona com a Gestão do Conhecimento? Capital Intelectual Capital Humano Capital Estrutural Capital do Cliente .

fácil de substituir Alto valor agregado. difícil de substituir Alto valor agregado. difícil de substituir Baixo valor agregado. Dificuldade de substituir Baixo valor agregado. fácil de substituir Valor agregado .Gestão de Pessoas  As empresas devem administrar sua força de trabalho em função da contribuição individual e da dificuldade de substituição.

isto é.  Os profissionais difíceis de substituir e que agregam pouco valor devem  Deve-se investir fortemente nos que são difíceis de substituir e agregam muito valor. ter seu trabalho modificado para agregar mais valor. .Gestão de Pessoas  Os profissionais fáceis de substituir e que proporcionam pouco valor agregado devem ser substituídos por máquinas. capitalizar o conhecimento que eles possuem. motivá-los e retê-los na empresa. ou então deve-se agregar a essas atividades algum diferencial que as distinga das executadas pelos concorrentes.  As atividades exercidas por profissionais fáceis de substituir e que proporcionam alto valor agregado devem ser terceirizadas.

 . Ameaça à auto-imagem.Gestão de Pessoas e Gestão do Conhecimento  Barreiras individuais à criação do conhecimento:  Baixa capacidade de acomodação (conceito construtivista) de conhecimentos.

Gestão de Pessoas e Gestão do Conhecimento  Barreiras organizacionais à criação do conhecimento:  Necessidade de linguagem legítima.    . Paradigmas da empresa. Histórias organizacionais. Procedimentos.

São Paulo: Saraiva.org.Bibliografia  LACOMBE. Francisco José Masset. Georg. Rio de Janeiro: Campus.br/n08/mente/construtivismo/construtivismo. Kazuo. Recursos Humanos: princípios e tendências. Rio de Janeiro: Campus. 2001. 1997  VON KROGH. ICHIJO. NONAKA.htm . TAKEUCHI.  http://www. 2005. Facilitando a criação de conhecimento: Reinventando a empresa com o poder de inovação contínua.  NONAKA. Criação de Conhecimento na empresa. Ikujiro. Hirotaka .cerebromente. Ikujiro .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->