Você está na página 1de 24

infopr@tica

Núcleo de Estágio I
Informática
Daniel Gomes
Davide Teixeira
Pedro Domingos
Descrição geral

Tema: Como criar grelhas de avaliação?

Duração: 60 minutos

Objectivos:

Criar grelhas de avaliação de testes


Criar grelhas de avaliação de final de período

Descrição:

Nesta formação vai aprender como utilizar o Excel para criar


grelhas de avaliação ponderadas. Na sessão prática no fim desta lição,
terá a oportunidade de utilizar os conceitos que aprendeu.
Criar grelha de avaliação de um teste
O objectivo final deste manual é obter uma grelha de avaliação.
Na imagem seguinte pode visualizar um exemplo de uma grelha de
avaliação de um teste.
1. Perceber a estrutura de um teste
Antes de entrar na aplicação MS Excel deve perceber qual a
estrutura do teste em causa. Analise o seguinte exemplo:

Grupo Questão Alínea Cotação


1 7,5
2 7,5
3 7,5
Grupo I
4 7,5
5 15
6 15
1 5
2 15
3 15
4 15
5 15
6 10
Grupo II
7 5
8 5
9 5
10 5
a) 20
11
b) 25
TOTAL 200

Pode concluir que a estrutura de questões do nosso teste se divide


em dois grupos, Grupo I e Grupo II, o Grupo I é constituído por 6
questões e o Grupo II constituído por 11 questões, destas 11 questões do
Grupo II uma delas é subdividida em duas alíneas.
2. Definir a estrutura da grelha do teste
Depois de conhecer a estrutura do teste, pode começar por
estruturar a grelha na folha de cálculo, e por personalizar a grelha com
todas as informações que dizem respeito à turma e ao teste em causa,
nomeadamente:

 Nome da escola
 Título da grelha
 Turma
 Data do teste
 Enumerar as questões
 Cotações das questões
 Números e Nomes dos alunos
 Alterar o nome da folha para teste1
3. Formatar a grelha
- Tipos de Letra, Cor do tipo da letra e tamanho da letra;
- Aplicar os limites e sombreado a gosto, de forma que a leitura
da grelha seja feita de uma forma clara.

4. Introduzir as classificações do teste por aluno


Deve introduzir por aluno a classificação obtida em cada questão
do teste realizado.
Atenção: No Excel os números decimais são representados por uma
vírgula.
Exemplo: 1,25
5. Inserir a função SOMA para calcular os totais das
classificações por aluno
Depois de introduzidas as cotações por aluno, na coluna de Total
deve introduzir a função SOMA para efectuar o somatório das
classificações.

Função soma – adiciona todos os valores de um intervalo de células.


Aplicação da função soma
1. Active a célula onde quer o resultado do cálculo;
2. Digite a função =soma (intervalo de células);
3. Prima Enter.
Assim para obter o somatório dos resultados do aluno nº1, a função
será:

=SOMA(D12.U12)
Para os restantes, necessita apenas de copiar esta mesma função e
adaptar o intervalo de células.
6. Inserir a função SE para mostrar a apreciação teste
Na grelha deve inserir a função SE para apresentar se o resultado
da apreciação do teste é Negativa ou Positiva. A função SE permite
mostrar um resultado sujeito a uma determinada condição, neste caso
a função pretende testar se uma determinada nota é inferior a 95, caso
seja escreve Negativa senão escreve Positiva.

Neste caso temos:

Teste_lógico – Valor<95
Valor_se_verdadeiro – “Negativa”
Valor_se_falso – “Positiva”

E assim, a fórmula é:
=SE(F6<95;"Negativa";"Positiva")
7. Formatar condicionalmente o resultado
A grelha para ter uma leitura mais simplificada deve ter uma forte
componente visual. Assim, pode formatar condicionalmente os
Resultados obtidos, e consoante o Resultado seja Negativa ou Positiva
formata-lo adequadamente.

Exemplo:
Pode formatar o resultado “Negativa” com a cor da letra a
vermelho e o resultado “Positiva” com a cor da letra a verde.

8. Resultado Final
Criar grelha de avaliação de final de período

1. Identificar os diversos parâmetros da avaliação do


Período
Na avaliação de final de período são analisados várias aspectos
do percurso do aluno, assim importa a cada professor definir uma
estrutura para a grelha de avaliação com os parâmetros pretendidos.

Exemplo1:

Exemplo2:
2. Construir a estrutura da grelha de avaliação do
período
Uma vez definidos os critérios de avaliação, o professor pode
começar a definir a estrutura da grelha. Esta grelha pode ir do mais
simples ao mais complexo, depende da forma e dos parâmetros que o
professor pretender especificar.

3. Formatar a grelha
- Tipos de Letra, Cor do tipo da letra e tamanho da letra;
- Aplicar os limites e sombreado a gosto, de forma que a leitura
da grelha seja efectuada de uma forma mais clara.
4. Introduzir os dados
Deve introduzir por aluno as classificações obtidas em cada um
dos parâmetros, as classificações neste caso devem estar
compreendidas entre 0 e 20 valores.
5. Inserir a fórmula de cálculo da nota final
Depois de introduzidas as classificações por aluno, para efectuar
o cálculo da nota final do período insira uma fórmula que multiplique o
valor da classificação do parâmetro pela percentagem atribuída ao
parâmetro.
No exemplo que se segue pode ver uma forma de aplicação
desta fórmula para um aluno, neste caso o aluno nº1.

Exemplo:
=D6*D4+E6*E4

Nota: Caso pretenda copiar a fórmula para os restantes alunos deve


alterar a fórmula e fixar as células como o valor das percentagens dos
parâmetros. Assim a fórmula passa a ser: =D6*$D$4+E6*$E$4
6. Inserir a função SE para mostrar o Resultado obtido
no Teste
Na grelha deve inserir a função SE para saber se o aluno fica
reprovado ou aprovado. A função SE permite mostrar um resultado
sujeito a uma determinada condição, neste caso a função pretende
testar se uma determinada nota é inferior a 9,5, caso seja escreve
Reprovado senão escreve Aprovado.

Neste caso temos:


Teste_lógico – Valor.<9,5
Valor_se_verdadeiro – “Reprovado”.
Valor_se_falso – “Aprovado”.
E assim, a fórmula é:

=SE(F6<9,5;"Reprovado";"Aprovado")
7. Formatar condicionalmente o resultado
A grelha para ter uma leitura mais facilitada deve ter uma forte
componente visual. Neste caso, pode formatar condicionalmente os
Resultados obtidos, e consoante o Resultado seja Reprovado ou
aprovado formata-lo adequadamente.
Exemplo:
Pode formatar o resultado “Negativa” com a cor da letra a
vermelho e o resultado “Positiva” com a cor da letra a verde.
Anexos
Funções
SOMA(núm1;núm2;….) - Adiciona todos os números num intervalo de
células.

A figura ao lado, exemplifica, a soma


da cotação para um teste de
avaliação que perfaz um total de
100pts.

Para inserir a função SOMA, deve:

1º Passo - seleccionar a célula onde


pretende mostrar o resultado da
soma.
2º Passo – inserir a função conforme mostra a figura ao lado.

Exemplo:
=SOMA( seleccionar as células que pretende somar)

Outra solução, no 2º passo, pode clicar no seguinte botão e


de seguida, seleccionar a coluna dos pontos para cada questão.

MEDIA(núm1;núm2;…) – devolve a media aritmética dos argumentos,


que podem ser números ou nomes, matrizes ou referencias que contem
números.

Vejamos um pequeno exemplo para o cálculo da média dos testes da


aluna Ana:

Para complementar, poderá ter a necessidade de aumentar ou diminuir


o n.º de casas decimais. No nosso exemplo, o valor das médias mostra
uma casa decimal.
Para aumentar ou diminuir as casas decimais, deve seleccionar as
médias e clicar nos seguintes botões conforme mostra a figura:
CONTAR.SE(intervalo;critérios) – conta o número de células de um
intervalo que respeitam uma dada condição.

Esta função ajudar-nos-á a calcular o n.º de alunos com média de


testes positivos e negativos.

Vejamos a seguinte figura:


Nota:

O intervalo de células E3:E5


representa, para cada aluno,
a média.

O critério “>=9,5” destina-se a


contar apenas as médias
positivas.

Para contar as negativas, o critério será “<9,5”.

SE(teste_lógico;valor_se_verdadeiro;valor_se_falso) – devolve um valor


se a condição especifica equivale a verdadeiro e outro valor se
equivaler a Falso.

Sintaxe:
Teste_lógico – Expressão de teste que poderá ser verdadeira ou
falsa.
Valor_se_verdadeiro – Valor ou expressão executada se a
condição for verdadeira.
Valor_se_falso – Valor ou expressão executada se a condição for
falsa.

Como certamente reparou na figura anterior, a coluna F diz respeito à


apreciação da média de cada aluno, sendo que:

Para cada aluno, a apreciação é Aprovado ou Reprovado consoante


o valor da média do aluno que se encontra na coluna E.

Vejamos a função na seguinte figura:


Outro exemplo de aplicação da função SE (um critério)

Por exemplo a função SE pode ser aplicada para testar se a nota de um


aluno é “Negativa” ou “Positiva”, ou seja, se a nota no teste do aluno
em valor for inferior a 50 qualifica a nota como “Negativa”, senão, se a
nota for igual ou superior a 50 qualifica a nota como “Positiva”.

Exemplo:
Para verificar se a nota do teste do aluno é negativa ou positiva, a
fórmula poderá ser:

=SE(W12<50;"Negativa";"Positiva")

Nota: A célula W12 representa a nota do teste na qual vai testar a


condição.
Exemplo de aplicação da função SE (mais do que um critério)

Pode também utilizar a função SE para efectuar a apreciação


qualitativa da nota do teste do aluno, e qualificá-la com base na
seguinte tabela de critérios:

Para efectuar esta classificação não pode apenas utilizar uma função
SE. Assim, por cada critério que necessite verificar terá de definir uma
função SE de forma encadeada. Esta forma de encadear funções SE é
representada no seguinte diagrama:

Exemplo:
Para efectuar a apreciação da nota do teste do aluno e classificar o
resultado como Fraco, Insuficiente, Suficiente, Bom ou Muito Bom, a
fórmula pode ser:

=SE(W12<20; ”Fraco”;SE(W12<50; ”Insuficiente”;SE(W12<75;


”Suficiente”;SE(W12<90;”Bom”;”Muito Bom”))))
Nota: A célula W12 representa a nota do teste na qual vai testar a
condição.
Formatação condicional
A ferramenta que vamos utilizar é bastante útil para realçar de forma
automática um conjunto de células, como por exemplo, as médias dos
testes.

Nas figuras anteriores, verificamos que, a cor do tipo de letra varia,


consoante o valor, ou seja, se a média é >=9,5 a cor do tipo de letra fica
azul, se a média é <9,5, a cor do tipo de letra fica vermelho.

Vejamos passo a passo como aplicar uma formatação condicional:

1º Passo – seleccionar as células (médias dos testes)

2º Passo – clicar no menu formatar  formatação


condicional

3º Passo – aplicar a formação para a condição 1

4º Passo – aplicar a formatação à condição 2, repetindo o 3º passo.

No final deve obter uma imagem igual à seguinte figura:


Para finalizar, clique no botão
OK.