P. 1
Fio de Sutura

Fio de Sutura

|Views: 1.485|Likes:
Publicado porbogeinha

More info:

Published by: bogeinha on Sep 02, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/29/2013

pdf

text

original

FIO DE SUTURA

Fio de Sutura Agulhado Seda Indique este produto a um amigo.
Fio não absorvível e estéril. É isento de capilaridade, através dos processos de produção ISENCAP*, proporcionando segurança e evitando J&J Ethicon o transporte de microorganismos pelo corpo da sutura. Fio multifilamentar, trançado de origem animal. Utilizar agulhas cirúrgicas ATRALOC de corte reverso. É indicado para o uso em aproximação dos tecidos internos, ligaduras e suturas.

J&J Ethicon

FIO DE SUTURA

Fio de Sutura Nylon Agulhado Indique este produto a um amigo.
Fabricante Brasuture Indicado para uso em aproximação de tecidos internos, ligaduras e suturas. Composto por agulha de aço inoxidável e fio de nylon. O pigmento utilizado para tingir a sutura de preto é a hemateína. Fio não absorvível e esterilizado por radiação gama. Produto de uso único.

Brasuture

Helton Miyoshi Moribe

TRUSYNTH ® POLIGLACTINA 910
O Fio de sutura de Poliglactina 910 – TRUSYNTH, é um fio de origem sintética derivado dos Poliglicóis, absorvível, multifilamentar trançado produzida na cor violeta e incolor. A Poliglactina 910 é obtida por meio de polimerização dos mon^Çomeros de Glicolida a 90% e L Lactida a 10% que forma a Poliglactina 910. A Sutura é revestida sinteticamente com estearato de cálcio e poliglactina 370. A sutura de Poliglactina é absorvida por hidrólise de maneira uniforme e previsível, independendo das condições do paciente, com reação tissular e dores mínimas, pois é um material sintético e fisicamente inerte. A Poliglactina 910 está disponível nos tamanhos de 5-0 a 2 e podem vir composto com agulhas cirúrgicas de Aço Inoxidável Atraumáticas em diferentes tamanhos: Agulhas 3/8 de círculo, ½ Círculo, ¼ de Círculo, Agulha Reta e 5/8 de Círculo. Tipos de pontas: Cilíndrica, Triangular convencional, de Corte Invertido, Losangular, Ponta Romba e Espatulada.

Introdução - As suturas têm um papel importante na maioria das cirurgias, podendo influenciar grandemente no resultado clínico final. A escolha do fio de sutura constituise em um dos fundamentos para se obter a menor reação inflamatória tecidual quando do processo de reparação, já que alguns fios são considerados inertes, provocando menor reação do que outros. Materiais e Métodos - Foram utilizados quatro diferentes fios de sutura, a saber : seda, nylon, poliglactina 910 (Vicryl) e politetrafluoretileno expandido (e-PTFE). Os fios de sutura foram colocados em gengivas humanas as quais seriam submetidas a cirurgias pré-protéticas. Após sete dias, o tecido gengival foi

excisado e processado histologicamente para observação em microscopia óptica. Resultados e Conclusão - Os resultados permitiram chegar à conclusão que o fio que promoveu menor reação foi o de poliglactina, seguido pelos de e-PTFE e nylon, culminando com a seda que provocou maior inflamação.

NARY FILHO, Hugo et al. Estudo comparativo da resposta tecidual aos fios de sutura poliglecaprone 25, poliglactina 910 e politetrafluoretileno em ratos. Braz. Dent. J. [online]. 2002, vol.13, n.2, pp. 86-91. ISSN 0103-6440. doi: 10.1590/S0103-64402002000200002. Os autores avaliaram a resposta tecidual, em região subcutânea de ratos, frente a fios de sutura: poliglecaprone 25, poliglactina 910 e politetrafluoretileno. Para tanto foram utilizados 20 ratos Wistar albinus, onde praticou-se três pontos de sutura em planos profundos na região dorsal, com os diferentes materiais em estudo. Após períodos de 2, 7, 14 e 21 dias, grupos de cinco animais foram sacrificados para obtenção de espécimes que foram processados e corados pela hematoxilina e eosina. Na análise microscópica adotou-se como parâmetros o grau de fibrosamento, o índice de proliferação angioblástica, fibroblástica e a severidade do infiltrado inflamatório presente. Através desta análise pôde-se constatar que o fio de poliglecaprone 25 induziu reação inflamatória menos intensa, seguido pelos fios de poliglactina 910 e politetrafluoretileno, respectivamente. Tais resultados de comportamento biológico devem ser considerados quando da escolha do fio de sutura a ser empregado em cirurgias bucais.

http://www.scribd.com/doc/7262687/Aula-6-Suturas

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->